NIT PORTAL SOCIAL - EU ME TOCO E VOCÊ?

359 visualizações

Publicada em

Sempre é preciso dar ao seu corpo uma chance!

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

NIT PORTAL SOCIAL - EU ME TOCO E VOCÊ?

  1. 1. EU ME TOCO E VOCÊ?<br />Acesse http://nitportalsocial.blogspot.com/2011/06/eu-me-toco-e-voce.html<br />No dia 22 de Maio, foi realizada no Aterro do Flamengo a “Corrida e caminhada contra o câncer de mama”, onde cerca de seis mil pessoas fizeram suas inscrições para participar do evento e a verba arrecadada com a inscrição das pessoas beneficiará entidades que trabalham dando assistência gratuita aos portadores da doença.<br />O câncer de mama é o segundo tipo mais freqüente no mundo, acometendo mais as mulheres, mas podendo também atingir ao sexo masculino. É o crescimento desordenado das células que causa os tumores que são classificados como benignos ou malignos (câncer). Devido ao seu crescimento de forma desordenada os tumores acabam por invadir as células normais que se encontram à sua volta e podem afetar a circulação chegando assim a outros locais do corpo (metástases).<br />Quanto mais rápido for detectado um tumor maior chance terá de não comprometer outros órgãos e consequentemente maior chance de tratamento e cura.<br />Por isso é tão importante o autoexame e o acompanhamento de rotina a partir dos 40 anos, sendo que aquelas mulheres que fazem parte do grupo de fator de risco devem fazer os exames anualmente a partir dos 35 anos.<br />Mas, quando a doença traiçoeiramente aparece e nos leva a tratamentos mais pesados algumas mudanças ocorrem e entre elas é a queda de cabelos, que tanto mexe com a autoestima da mulher.<br />E é justamente nesse momento de fragilidade que uma instituição de ajuda aos portadores da doença, a Fundação Laço Rosa, também entra em ação por intermédio de doação de perucas através do link http://www.fundacaolacorosa.com/ , para pessoas que não possam adquiri-las, tudo com muito critério e responsabilidade.<br />Portanto, se você tem ou conhece alguém que queira doar perucas ou até mesmo cabelo acesse o site do Laço Rosa e contribua para com aqueles que, com certeza, terão seu amor próprio e autoestima restabelecidos.<br />Agora vamos falar um pouco sobre a bonita história desta instituição. Após um diagnóstico de câncer de mama em uma gestação uma grande mulher, Aline passou por uma mastectomia radical e quimioterapia ainda grávida. Ela lutou com garra, fé e tanta determinação que acabou por contagiar as pessoas que torciam por ela fazendo com que eles acreditassem em sua cura. A internet foi para ela uma ferramenta de extrema importância e inspirando-se na história de Nancy G. Brinkera, fundadora da maior instituição de prevenção ao câncer de mama, Aline e duas irmãs decidiram ajudar e orientar pessoas portadoras de câncer de mama bem como ajudar também aos familiares destes pacientes, tendo como referência sua caminhada enquanto paciente.<br />Aline já vinha de uma família com histórico da doença (pai e irmã) e foi por intermédio de seu sofrimento, mas também de sua fé e determinação que nasce a Fundação Laço Rosa, um portal na internet voltado para a divulgação, prevenção e combate ao câncer de mama. Sua luta não foi em vão, ela se foi deixando uma semente de esperança e acalanto para todos aqueles que passaram, passam ou ainda passarão por momentos tão difíceis. <br />Que fique a certeza de que “sonho que se sonha junto torna-se realidade” e como bem fala no portal, um dia esta Fundação será reconhecida como referência na divulgação, prevenção e combate ao Câncer de Mama.<br />Conheça mais sobre este trabalho acessando o site http://www.fundacaolacorosa.com/<br />E por falar nisto, você já se “tocou” hoje?<br />“Dê a seu corpo uma chance para lutar!”<br />Ana Porto/Sergio Honorato<br /> <br />

×