Espelho, espelho meu…me diga, quem sou eu?

745 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
745
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espelho, espelho meu…me diga, quem sou eu?

  1. 1. ESPELHO, ESPELHO MEU... ME DIGA, QUEM SOU EU?<br />Acesse http://www.nitportalsocial.blogspot.com/2011/07/espelho-espelho-meume-diga-quem-sou-eu.html<br />Temperamento, conforme definição da Wikipedia:<br />“Temperamento designa em psicologia um aspecto especial da personalidade: as particularidades do indivíduo ligadas à forma do comportamento, principalmente ligadas aos "três As da personalidade": afetividade, atividade (excitação) e atenção. A conceituação de temperamento é, no entanto difícil e se confunde muitas vezes com outros conceitos como traços de personalidades e motivos”<br />Vale dizer que é ele que nos faz ver as coisas do mundo de uma forma particular e não é exatamente o mesmo das pessoas que nos cercam.<br />Desde tempos remotos dizia-se que a atitude de alguém perante o mundo depende de seu temperamento. A antroposofia atualizou este conhecimento e sua importância na saúde das crianças e adultos. <br />Mas o que é antroposofia? http://vidasimples.abril.com.br/edicoes/003/grandes_temas/conteudo_234903.shtml<br />Criada no começo do século XX pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner, trata-se de uma ciência humanista que vem sendo aplicada mundialmente em áreas tão diversas como medicina, educação, agricultura, economia, farmacologia, teatro e artes plásticas, organização social e espiritualidade. Trata-se do conhecimento (SOFIA, em grego) sobre o ser humano (ANTROPOS). <br /> Falaremos hoje dos diversos tipos de temperamento, exemplificando-os diante de uma mesma situação através de respostas diferentes:<br />- Um gato subiu na árvore e não consegue descer – <br />. A pessoa melancólica ficará lamentando, entristecida pelo destino do gato<br />. A pessoa com temperamento sanguíneo ficará afoita e feliz pelo gato ter conseguido escapar do cachorro<br />. A pessoa colérica iniciará imediatamente uma estratégia para retirar o gato de cima da árvore<br />. A pessoa com o temperamento fleumático ficará horas embaixo da árvore aguardando que o gato desça.<br />Pessoas melancólicas são aquelas que ficam às vezes introspectivas por terem um universo interno muito rico, são ligadas ao corpo físico normalmente mais pesado e ao passado. Têm grande capacidade de raciocínio. Tendem a ser mais densas e um pouco rígidas, costumam pensar demais e conter as emoções. São vistas como tímidas e às vezes chatas e têm mania de reclamar de tudo. Os indivíduos sanguíneos são ligados nas coisas que acontecem no mundo, têm interesse em tudo, mas às vezes realizam muito pouco. São rápidos, agitados, criativos, sedutores, volúveis e têm dificuldades de terminar o que começam. Possuem uma grande lábia e por isso atraem pessoas ao ser redor, mas não se prendem a elas. Pessoas coléricas têm muita força de realização e executam aquilo a que se propõem mesmo que para isto tenham que passar por cima dos outros. Não toleram críticas. São líderes natos, ligados ao “eu”, se impõem pela vontade e podem ser tachados de briguentos e autoritários. Têm uma postura militarista, mas um desejo de crescimento contínuo. Adoram desafios, sentem-se capazes de resolver qualquer situação e têm energia de sobra. Os indivíduos fleumáticos são mais reservados, com temperamento mais “zen”, com predomínio do corpo etéreo e são mais preparados para a meditação. Estão sempre de bem com a vida, mas às vezes são vistos como acomodados, já que têm mania de deixar para lá as coisas que dão muito trabalho. Super organizados e metódicos.<br />Independentemente do tipo de temperamento, conviver é tentar nos colocar no lugar do outro e tentar olhar o mundo sob sua ótica. É recuar quando não é possível avançar e avançar tendo sempre em mente as boas regras do amor e da convivência.<br />E vamos aqui deixar para vocês uma instituição que tem como missão promover melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem com AIDS e disseminar informações sobre HIV/AIDS junto à sociedade em geral: “PELA VIDDA”. Que eles possam continuar prestando serviços tão importantes a esta parcela da população e que cidadãos, assim como nós, possam ajudá-los neste trabalho.<br />"A idade não depende dos anos, mas sim do temperamento e da saúde; umas pessoas já nascem velhas, outras jamais envelhecem.”<br />Tyron Edwards<br />Ana Porto/Sergio Honorato<br />Gestores<br />

×