CSI - Dezembro - 2011

280 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
280
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CSI - Dezembro - 2011

  1. 1. Realidade  aumentada  Um  shopping  center  invadido  por  dinossauros,  panteras,  leões  e  até  mesmo  um  astronauta.  É  um  trabalho  de  realidade  aumentada  da  Appshaker  para  a  Na=onal  Geographic.  Através  de  uma  tela  gigante  ou  na  tela  de  um  smartphone,  o  público  está  interagindo  com  um  bes=ário  fantás=co.    A  instalação  é  na  verdade  baseada  em  um  conjunto  de  câmeras  filmando  transeuntes  e  toda  a  transmissão  se  dá  numa  tela.  Esta  imagem  é  então  sobreposta  Com  animações  3D  em  tempo  real.  Fácil  de  fazer  em  Shoppings  e  aeroportos  
  2. 2. Mobile  /  Real.  aumentada  Campanha  para  o  New  Beetle  2012.  A  promoção  deste  carro  é  através  de  meios-­‐padrão  (cartazes,  abrigos  de  ônibus,  revistas,  paredes,  etc  ...),  só  que  cada  anúncio  traz  uma  experiência  com  a  realidade  aumentada.  Disponível  para  smartphone  ou  tablet  baixando  o  aplica=vo  dedicado.    Para  ver  que  é  possível  aproveitar  cria=vamente  o  que  vc  já  faz  em  OOH,  revista,  jornal,  etc.  
  3. 3. OOH  /  Ambient  /  Street  A  marca  Converse  realizou  uma  ação  de  Ambient  marke=ng  na  Inglaterra,  a  fim  de  promover  sua  linha  de  inverno,  especialmente  o  seu  modelo  de  todas  as  botas  Star.  Além  da  ação  em  si  que  acontece  nas  ruas  e  fala  com  as  pessoas  quando  não  estão  vendo  tv,  outro  princípio  é  simples:  use  as  redes  sociais  para  localizar  os  sapatos  e  =rar  uma  foto.  Os  fãs  podem  então,  através  de  um  sorteio,  ganhar  ingressos  para  o  Club  100.  
  4. 4. OOH  O  McDonalds  usou  luzes  amarelas  no  outdoor  para  imitar  batatas  fritas.  Criação  da  Leo  Burnec  dos  EUA  para  a  campanha  Best  Fries  on  the  Planet,  a  mesma.    Esse  =po  de  idéia  teria  que  sair  já  do  veículo  para  a  agência.  Isso  é  possível  de  se  pensar  sendo  veículo.  
  5. 5. Social  /  OOH  Agora  1  outdoor  digital  que  divulga  mensagens  postadas  em  página  do  Facebook      A  Robbins  Brothers,  joalheria  da  Califórnia  especializada  em  alianças,  encontrou  uma  forma  interessante  de  combinar  mídia  social  e  mídia  tradicional.  Declarações  de  amor  postadas  na  página  da  marca  no  Facebook  são  replicadas  em  um  outdoor  digital  instalado  às  margens  de  uma  rodovia.  Quando  a  mensagem  é  veiculada,  eles  =ram  uma  foto  e  enviam  para  o  seu  autor.  
  6. 6. Experience  /  Buzz    Mais  de  11  milhões  de  filipinos  deixaram  seu  país  para  buscar  oportunidade  em  outras  partes  do  mundo.  A  Coca-­‐Cola  fez  uma  surpresa  de  Natal  para  a  família  desses  trabalhadores.  Ação  de  experiência  de  marca  muito  bem  tramada,  pois  a  experiência  não  é  com  o  produto  da  marca  e  sim  com  o  conceito  de  Felicidade  que  a  empresa  trabalha  na  sua  comunicação.  
  7. 7. Experience  /  Ambient  /  Buzz  Uma  vending  machine  no  aeroporto  de  Amsterdam  cria  cartazes  de  boas  vindas.  Instalada  no  aeroporto  Schiphol,  de  Amsterdam,  essa  vending  machine  permite  que  o  usuário  crie  cartazes  personalizados  de  boas  vindas.  Dá  pra  escolher  o  texto,  a  fonte,  o  desenho  de  fundo  e  pagar  com  cartão  de  crédito  ou  débito.  O  pequeno  custa  €  3,95  e  o  maior  de  todos,  com  3  metros  de  comprimento,  sai  por  €  14,95.  
  8. 8. Insights  para  agências   Panasonic   Agência  Santa  Clara     A  Panasonic  é  uma  referência  quando  se  fala  em  aparelhos  eletrônicos.  Como  está  em  alta  o  trabalho  com   máquinas  fotográficas,  poderia  se  pensar  numa  ação  de  experiência  com  street  marke=ng  e  Buzz.     Sugestão:   Pense  em  diferentes  cenários  espalhados  pela  cidade,  nas  ruas.   Uma  balada,  uma  casa  an=ga,  um  museu,  etc...e  as  pessoas  podem  entrar  nesses  cenários  e  serem   fotografadas  sozinhas  ou  com  amigos,  tudo  chancelado  por  Panasonic.   Essas  fotos  são  postadas  na  Fanpage  da  marca,  onde  os  protagonistas  das  fotos  (o  público)  poderão  cur=r  e   comentar  tudo,  dividindo  com  amigos,  salvando  as  fotos  para  guardar,  etc.   No  final,  a  marca  gerou  experiência  para  o  público,  interação  com  o  produto,  buzz  com  a  exposição  em  social   media  e  sustentação  da  campanha  que  já  é  feita  na  tv.  
  9. 9. Insights  para  agências   GilleDe   Agência  Almap  BBDO     A  Gillece  é  uma  marca  lpica  de  ações  de  comunicação  que  buscam  interação,  experiência,  extensão  de   conversa  no  digital,  etc.     Sugestão:   Pensem  numa  ação  num  shopping...   Vários  homens  juntos  de  barba  feita  e  alguns  com  barba  mal-­‐feita...   As  mulheres  terão  que  caminhar  entre  os  homens  e  olhar  de  perto  para  descobrir  quem  fez  a  barba  com   Gillece  ou  não...   Quem  acertar  mais  ou  quem  não  errar,  ganha  uma  bolsa  com  brindes  da  marca.   As  par=cipantes  deixam  e-­‐mail  e  perfil  do  Facebook  para  receberem  as  fotos  e  vídeos  nas  suas  páginas...  
  10. 10. Insights  para  os  veículos   Tv  Minuto   Parem  de  vender  o  produto  de  vocês.  As  agências  não  compram,  pois   a  maioria  dos  mídia  acha  que  quem  tem  maior  poder  de  compra  são   as  classe  A  e  B.  Ledo  engano,  pois  é  a  classe  C  que  leva  o  Brasil  pra   Portais   frente.   Canais  de  conteúdo  precisam  ser   Mas  não  vão  comprar  seu  produto,  pois  é  só  falar  de  metrô  e   mais  bem  u=lizados  (e  mais   “telinhas”  instaladas  em  algum  lugar  que  ninguém  consegue  pensar   u=lizados  também).   em  algo  além  de  uma  adaptação  de  filme  para  veicular.   Mas  precisam  de  um  trabalho  de     search,  hotsite  e  outras  plataformas   ü  Levem  um  projeto  com  QR  Code  nas  telas  para  as  pessoas   para  o  trabalho  não  morrer  sem   apontarem  o  celular  e  verem  uma  mensagem  especial,  alguma   ganhar  vida  própria  fora  do  portal.   promoção  bacana.   ü  Fechem  um  pacote  com  a  Paramount  para  exibir  os  traillers  dos   filmes  na  semana  de  lançamento  deles.     Enfim...pensem  mais.  Sonhem  mais.   O  mercado  não  fará  isso  para  vocês.  
  11. 11. Da  série  “Nossa!”   21  milhões  leem  jornal  diariamente  no  Brasil   A  circulação  média  diária  dos  jornais  a=ngiu  o  patamar  de  4.435.581  exemplares.     21  milhões  de  brasileiros  leem  jornais  impressos  todos  os  dias.   73  milhões  leem  periodicamente.   “Os  21  milhões  de  leitores  representariam  45  pontos  audiência  se  fosse  TV”.       Cerca  de  20  milhões  de  brasileiros  acessam  nolcias  na  web  diariamente.     50  milhões  acessam  com  alguma  frequência.     No  entanto,  a  TV  aberta  con=nua  como  a  principal  fonte  de  informação  para  a  população  (94%).   Na  sequencia  aparecem  jornal  impresso  (66%),  revista  (59%),  rádio  (44%),  internet  (44%),  TV  paga,  (14%),   smartphone  (7%)  e  tablet  (0,3%).  
  12. 12. Panorama  geral   A  cultura  do  BV  está  igualando  as  agências,  mas   nivelando  por  baixo.   O  Caboré  acabou...a  Patrícia  Muratori   ganhou...   Na  dependência  desse  recurso,  as  campanhas  passam   Você  deve  se  perguntar  porque  o  Gaion  não   a  ser  um  caminho  para  os  grandes  veículos  venderem   levou  essa,  por  exemplo.   seus  pacotes  e  os  mídias  fazem  festa  quando  os   As  cosias  acontecem...simples  assim.   clientes  aprovam.   A  questão  é  que  se  fazer  uma  conta  de  TRP  ou  de   Não  ganhar  não  é  o  problema...eles  estavam  lá   disputando,  esses  são  alguns  dos  melhores,   CPM,  tudo  vai  fazer  sen=do,  pois  Editora  Abril  e  Tv   mas  a  Patrícia  mostrou  qualidade  para  a   Globo  têm  cobertura  para  isso  tudo.   indicação  e  presença  forte  no  mercado  para   Mas  a  campanha  fica  apenas  com  a  função  de   ser  a  mais  votada.   construção  de  marca...a  interação,  estender  a   conversa,  cria=vidade  de  formato  e  aplicação,   segmentação  e  etc  ficam  para  a  próxima.  
  13. 13. Quem  se  destaca   Mídia   Juliana  Tanus  –  Engraçada  e  talentosa.  Conhece  mídia  como  poucos...e  não  é  só  o  básico  para  se   manter.  Ela  pensa,  fala,  é  ar=culada,  organizada  e  o  toque  pessoal  é  a  qualidade  do  trabalho  feito.     Gabriel  Andrade  –  Bom  demais.  Conhece  pesquisa,  planejamento  estratégico  para  varejo  e  marca,   manda  muito  de  execução,  planejamento  e  operação  financeira...Além  de  saber  gerir  equipe...muito   bom.     Atendimento   Alexandre  Monteleone  –  O  melhor  cara  de  atendimento  hoje  no  mercado...além  dos  outros  bons  com   mais  grife,  ele  se  destaca  porque  tem  braço  pra  trabalhar,  entende  de  todas  a  áreas  e  controla  tudo   conversando.     Cesar  Arantes  –  É  outro.  Não  é  como  a  anterior  acima,  mas  tá  no  caminho...tem  clara  noção  de  como   proceder  numa  campanha,  do  que  um  cliente  precisa  para  avaliar  e  aprovar  um  trabalho,  além  de  ser   ó=mo  de  grupo.  
  14. 14. www.ninodasilva.com.br  www.facebook.com/ninodasilva   nino@ninodasilva.com.br   nino.9@hotmail.com   @ninodasilva  

×