Contraceptivos

22.719 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Educação
0 comentários
20 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.719
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
20
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contraceptivos

  1. 1. Métodos Contraceptivos
  2. 2. <ul><li>Possibilitam a existência de uma vida sexual sem que tenha de haver gravidez; </li></ul><ul><li>Deverão ser seguros, eficazes e adaptados à idade fértil da mulher; </li></ul><ul><li>Possibilitam o controlo da fertilidade; </li></ul><ul><li>Possibilitam a prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DST), com consequências positivas na sexualidade e reprodução. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>baratos; </li></ul><ul><li>100% fiáveis ; </li></ul><ul><li>confortáveis; </li></ul><ul><li>realmente fáceis de utilizar. </li></ul>Os contraceptivos ideais deverão ser…
  4. 4. Infelizmente, não existe nenhum método assim!!!
  5. 5. Métodos de contracepção: <ul><li>naturais - métodos de abstinência periódica </li></ul><ul><li>São métodos em que se calcula o período fértil de uma mulher, evitando ter relações sexuais nesse período. São muito falíveis. </li></ul><ul><li>químicos </li></ul><ul><li>Impedem a ovulação (ex.: contraceptivos hormonais - pilula) ou impedem a fertilização através da inactivação dos espermatozóides por substâncias químicas (geleias e cremes). </li></ul><ul><li>barreira/mecânico </li></ul> São aqueles que evitam a gravidez impedindo a chegada dos espermatozóides ao útero/óvulo por obstáculo mecânico (preservativo masculino e feminino e diafragma). <ul><li>esterilização </li></ul><ul><li>Consiste na interrupção do conduto dos canais deferentes ou das trompas, através de uma via cirúrgica, impedindo definitivamente o contacto do espermatozóide com o óvulo. </li></ul>
  6. 6. Métodos Naturais <ul><li>Não protege das DST </li></ul><ul><li>Não é recomendado para adolescentes </li></ul><ul><li>É um método considerado pouco seguro. </li></ul>Método de Ogino (calendário) É um método que calcula pela contagem dos dias, o período em que a mulher estará fértil, ou seja, o período em que ela ovulará. Desvantagens:
  7. 7. Métodos Naturais <ul><li>Não protege das DST </li></ul><ul><li>  Exige muita disciplina. </li></ul><ul><li>  Algumas doenças que provocam febre podem confundir as anotações da temperatura. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Tem pouca eficácia para a prevenção da gravidez. </li></ul>Método das Temperaturas É um método que identifica o período de ovulação da mulher, ou seja, quando ela estará fértil através da verificação da sua temperatura corporal. O período fértil corresponde a um aumento de temperatura.
  8. 8. Preservativo Métodos mecânicos/barreira É feito de látex e geralmente vem já lubrificado , existindo em várias cores e aromas . <ul><li>É o método contraceptivo utilizado para impedir que o espermatozóide fecunde o óvulo. </li></ul><ul><li>Também funciona como uma barreira de protecção, em relação às doenças sexualmente transmissíveis, e à gravidez. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>De fácil aquisição (farmácias, supermercados...), é o método ideal para relações ocasionais ou imprevistas. </li></ul><ul><li>Pode ser utilizado sem contra-indicações e é o único método contraceptivo que protege de doenças sexualmente transmissíveis (DST) como a sida , etc. </li></ul><ul><li>Se for utilizado correctamente tem uma taxa de eficácia de 96%. </li></ul>Métodos mecânicos – Preservativo ♂ Vantagens: Desvantagens: Se for mal aplicado ou utilizado mais de uma vez pode romper, largando o sémen na vagina .
  10. 10. É um preservativo de látex que qualquer mulher pode colocar manualmente na sua vagina. Métodos mecânicos Preservativo Feminino
  11. 11. Vantagens: Métodos mecânicos – Preservativo ♀ <ul><li>Dá à mulher mais controlo e liberdade de contracepção e prevenção </li></ul><ul><li>Tem uma boa prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis </li></ul><ul><li>Não tem efeitos médicos secundários </li></ul><ul><li>Pode ser colocado em qualquer altura (mesmo horas antes da relação sexual) </li></ul><ul><li>É mais resistente que o preservativo masculino </li></ul><ul><li>Pode ser utilizado com lubrificante </li></ul><ul><li>Raramente provoca alergias. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>É um disco de borracha que se coloca na vagina, antes da relação sexual e que impede os espermatozóides de fecundar o óvulo . Tem 94% de taxa de sucesso. </li></ul>Métodos mecânicos Diafragma <ul><li>Deve ser utilizado sempre com espermicidas para aumentar a sua eficácia .                  </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Não tem efeitos secundários hormonais , porque não contém medicação </li></ul><ul><li>Não interfere no acto sexual </li></ul>Métodos mecânicos - Diafragma <ul><li>A escolha do modelo do diafragma deve ser feita com a ajuda do médico </li></ul><ul><li>Deve retirar-se 6 a 8 horas depois da relação sexual </li></ul><ul><li>Mal aplicado pode causar feridas vaginais . </li></ul>Vantagens: Desvantagens:
  14. 14. <ul><li>É uma pequena haste de cobre ou polietileno revestida com um produto hormonal. </li></ul><ul><li>O DIU é introduzido na cavidade uterina e impede, pela libertação de hormonas, que os espermatozóides fecundem o óvulo. </li></ul><ul><li>No caso de haver fecundação , o DIU impede que o óvulo se estabeleça no útero . Tem uma taxa de sucesso de 96% a 99,9%. </li></ul>Métodos mecânicos DIU (dispositivo intra-uterino)
  15. 15. <ul><li>Não tem efeitos médicos secundários </li></ul><ul><li>Não interfere no acto sexual </li></ul><ul><li>Pode permanecer anos no útero. </li></ul>Métodos mecânicos - DIU Vantagens: <ul><li>Pode provocar dores durante a inserção </li></ul><ul><li>Não protege das DST </li></ul><ul><li>Tem que ser inserido por um médico. </li></ul>Desvantagens:
  16. 16. É um comprimido que contém hormonas femininas (estrogénio e progesterona) que fazem com que o cérebro deixe de mandar produzir e expulsar os óvulos . Métodos Químicos Método hormonal Pílula
  17. 17. <ul><li>Elevada eficácia </li></ul><ul><li>Não interfere na relação sexual </li></ul><ul><li>Não altera os processos naturais do corpo mesmo quando deixa de ser tomada </li></ul><ul><li>Regulariza os ciclos menstruais </li></ul><ul><li>Diminui as dores associadas à menstruação </li></ul><ul><li>Diminui a probabilidade de algumas doenças ( pélvicas , fibrocásticas, cancro do ovário ...). </li></ul>Métodos Químicos - Pílula Vantagens:
  18. 18. <ul><li>Não protege das DST </li></ul><ul><li>Tem de ser tomada diariamente </li></ul><ul><li>Nos primeiros tempos pode causar náuseas e/ou pequenas perdas de sangue </li></ul><ul><li>A menstruação pode diminuir ou mesmo ser nula </li></ul><ul><li>Pode causar dores de cabeça e/ou depressões </li></ul><ul><li>Pode provocar mais apetite e um aumento de peso (muito mais raro do que se pensa!). </li></ul>Métodos Químicos - Pílula Desvantagens:
  19. 19. <ul><li>Anel vaginal: </li></ul><ul><li>Anel suave e flexível com cerca de cinco centímetros de diâmetro, é inserido na vagina durante três semanas. Na semana em que é retirado ocorre a menstruação e uma semana depois volta a colocar-se outro anel. </li></ul><ul><li>Durante esse tempo é libertada, de forma regular e controlada, uma baixa dose de hormonas, que é absorvida diariamente pelo organismo, não permitindo que a mulher ovule, desta forma não há gravidez. </li></ul>Métodos Químicos
  20. 20. <ul><li>Implante contraceptivo: </li></ul><ul><li>- Pequeno bastonete que funciona como um depósito de hormonas, que são libertadas continuamente para o sangue inibindo a ovulação, e que é inserido debaixo da pele do braço; </li></ul><ul><li>A sua colocação é indolor; </li></ul><ul><li>Muito eficaz durante três anos; </li></ul><ul><li>- Provoca alterações na menstruação que não são prejudiciais à mulher. </li></ul>Métodos Químicos
  21. 21. <ul><li>Adesivo contraceptivo: </li></ul><ul><li>- É um adesivo fino, quadrado e de fácil aplicação, que se coloca semanalmente na pele (costas, nádegas, abdómen, braço). De três em três semanas faz-se uma semana de intervalo em que ocorre a menstruação. </li></ul><ul><li>- O adesivo transfere uma dose diária de hormonas (estrogénio e progesterona) através da pele para a corrente sanguínea. Este actua de duas formas: impede a ovulação e torna mais espesso o muco do colo do útero, tornando a entrada dos espermatozóides mais difícil. </li></ul><ul><li>Método com uma eficácia contraceptiva superior a 99%. </li></ul>Métodos Químicos
  22. 22. <ul><li>Método Químico </li></ul><ul><li>Espermicidas </li></ul><ul><li>São produtos que matam os espermatozóides impedindo que entrem no útero. </li></ul><ul><li>Apresentam-se em cremes, espumas ou comprimidos. </li></ul><ul><li>A sua eficácia é de 80% a 94%. </li></ul>Métodos Químicos
  23. 23. <ul><li>Dão à mulher controlo da contracepção </li></ul><ul><li>São de fácil acesso </li></ul><ul><li>Podem ser colocados pouco tempo antes da relação sexual </li></ul><ul><li>São eficazes e servem de lubrificante. </li></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>Podem irritar a vagina </li></ul><ul><li>Não protegem contra as DST </li></ul><ul><li>Devem ser usados com outros métodos contraceptivos (preservativo e diafragma). </li></ul>Métodos Químicos - Espermicidas Vantagens:
  24. 24. Esterilização feminina Consiste na aplicação de anéis de aperto ou clips, ou na queima dos canais (trompas de Falópio) que levam o óvulo do ovário para o útero (onde se dá a fecundação). A taxa de sucesso é de 98 a 99,6%. Esterilização
  25. 25. <ul><li>Muito eficaz a longo prazo e também económico </li></ul><ul><li>Operação simples e sem riscos </li></ul><ul><li>Não é necessária a utilização de outros métodos. </li></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>A cirurgia pode provocar dores nos dias seguintes à intervenção </li></ul><ul><li>Não é eficaz a 100% </li></ul><ul><li>Este processo é irreversível </li></ul><ul><li>Não protege contra as DST . </li></ul>Esterilização - Feminina Vantagens:
  26. 26. Esterilização masculina (vasectomia) Os canais deferentes são cortados, impedindo a passagem dos espermatozóides. Continua-se a ejacular normalmente mas o sémen deixa de ter espermatozóides. É quase 100% eficaz. Esterilização
  27. 27. <ul><li>Operação simples (vinte minutos sob anestesia local) </li></ul><ul><li>Não afecta a produção de hormonas sexuais. </li></ul>Esterilização - Masculina <ul><li>A operação não é reversível em 50% dos casos </li></ul><ul><li>Nos primeiros três meses deve usar-se outro método contraceptivo (medida de segurança). </li></ul>Vantagens: Desvantagens:
  28. 28. <ul><li>Naturais </li></ul><ul><li>- Método de Ogino (calendário) </li></ul><ul><li>- Método das temperaturas </li></ul><ul><li>Método de Billings (muco) </li></ul>Mecânicos - Preservativo masculino - Preservativo feminino - Diafragma - Dispositivo intra-uterino (DIU) <ul><li>Químicos </li></ul><ul><li>- Pílula </li></ul><ul><li>Anel vaginal </li></ul><ul><li>Implante contraceptivo </li></ul><ul><li>Adesivo contraceptivo </li></ul><ul><li>- Espermicidas </li></ul>Definitivos - Laqueação de trompas - Vasectomia Métodos Contraceptivos
  29. 29. A contracepção de emergência pode ser usada depois de se ter relações sexuais desprotegidas ou quando o método que usaste falha (quando o preservativo se rompe, quando houve esquecimento da pílula, ou depois de uma situação complicada como é uma violação ou uma relação sexual não desejada), por forma a evitar uma gravidez.
  30. 30. Pílula do dia seguinte (emergência) É um comprimido que actua de várias formas, consoante a altura do ciclo menstrual em que é tomada (impede ou atrasa a ovulação; impede a fecundação/fertilização ou impede a implantação dum ovo na parede do útero - nidação). Tem até 3% de hipóteses de falha. Deve ser tomado o mais cedo possível, dentro de 72 horas após a relação sexual. Vende-se na farmácia. Necessita de receita médica. Desvantagens: Corresponde a uma descarga hormonal intensa, pode provocar náuseas, vómitos e outros efeitos secundários. Não é um método para ser usado com frequência .
  31. 31. Quando pensares em ter relações sexuais não te esqueças de usar um método contraceptivo. Talvez o mais eficaz seja a pílula em conjunto com o preservativo , pois evita a gravidez e as DST .
  32. 32. Planeamento Familiar É um conjunto de cuidados de saúde que visa ajudar as mulheres e os homens a planearem o nascimento dos seus filhos e a viverem a sua sexualidade de uma forma saudável e responsável, sem o receio de uma gravidez não desejada.
  33. 33. No que consiste uma consulta de planeamento familiar ? <ul><li>Informar sobre a gravidez; </li></ul><ul><li>Informar sobre anatomia e fisiologia da sexualidade e reprodução; </li></ul><ul><li>Facultar informação completa, isenta e com fundamento científico sobre todos os métodos contraceptivos; </li></ul><ul><li>Fazer acompanhamento clínico; </li></ul><ul><li>Fornecer gratuitamente o método que a ti melhor se adequa; </li></ul><ul><li>Elucidar sobre as consequências da gravidez não desejada; </li></ul><ul><li>Ajudar a prevenir, a diagnosticar ou a tratar as infecções de transmissão sexual; </li></ul><ul><li>Efectuar o rastreios do cancro da mama e do colo do útero; </li></ul><ul><li>- Acompanhar a gravidez e preparar para o parto. </li></ul>
  34. 34. Onde podes encontrar consultas de Planeamento Familiar ? Centros de saúde O teu médico de família Centros de atendimento de adolescentes e jovens. Hospitais Direito ao Planeamento Familiar <ul><li>Garantido na Constituição Portuguesa </li></ul><ul><li>Todas as pessoas têm direito ao seu acesso </li></ul><ul><li>A Lei determina que os métodos contraceptivos sejam fornecidos gratuitamente nos centros de saúde e hospitais públicos </li></ul>

×