CONHECIMENTO CIENTÍFICO

21.599 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
1 comentário
17 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.599
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CONHECIMENTO CIENTÍFICO

  1. 1. Curso: Licenciatura em Química Disciplina: Historia das Ciências Professora: Sueli Data: 03/11/2009 <ul><li>Equipe: </li></ul><ul><li>Jackson B. Chissolucombe </li></ul>
  2. 2. Sujeito Cognoscente Conhecimento Científico Sistematização e Socialização Ciência para a Sociedade Capacidade de Assimilação e Reflexão do Conhecimento Cumulativo Competência Cognitiva Capaz de Gerar ‘Novo’ Conhecimento Importância da Socialização do Conhecimento aos Outros Comunicação/Disseminação do Conhecimento Científico à Sociedade
  3. 3. Três estágios da evolução humana <ul><li>Medo ►não compreendiam os fenômenos da natureza </li></ul><ul><li>O misticismo ► explicar os fenômenos através do divino </li></ul><ul><li>A Ciência ► respostas comprovadas através dos métodos </li></ul>
  4. 4. A evolução do conhecimento Científico <ul><li>Homídeos </li></ul><ul><li> Australopitecos </li></ul><ul><li>Homo habilis </li></ul><ul><li>Homo erectus </li></ul><ul><li> Homo sapiens </li></ul>
  5. 5. Períodos Históricos e a Ciência <ul><li>Pré história – Há 4 milhões de anos (surgimento de fogo) </li></ul><ul><li>História Antiga - ~4.000 anos A.c. (surgimento da escrita) a 476 d.C. </li></ul><ul><li>História Medieval – 476 d.C. a 1453, Renascimento, René Decartes (dedutivo) e Francis Bacon (indutivo) </li></ul><ul><li>História Moderna – 1453 a 1789, Iluminismo </li></ul><ul><li>História Contemporânea – 1789 a atualidade, a ciência nas diversas áreas. </li></ul>
  6. 6. René Decartes, Francis Bacon <ul><li>Dedutivo </li></ul><ul><li>► Elaboração lógica de hipóteses </li></ul><ul><li>Indutivo </li></ul><ul><li>► experimentos contínuos, aprofundar conhecimento empírico </li></ul>
  7. 7. Revolução Científica Sec. XVI a XVII <ul><li>Aristóteles ( 384 – 322 a. C.) ‣ primeiro grande biológo, juntamente com Sócrates e Platão fundam a mais importante escola em Atenas. Um organizador, extremamente meticuloso, queria por ordem nos conceitos dos homens. </li></ul><ul><li>Roger Bacon (680 d. C.) ‣ descobre o poder explosivo da polvora. </li></ul><ul><li>Nicolau Copérnico (1.512 d. C.) ‣ Astronomia e a terra gira em torno do sol (teoria do heliocentrismo). </li></ul><ul><li>Galileu Galilei (1.600 a 1.632 d.C.) ‣Termômetro, movimento de rotação e translação da terra. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>René Decartes (1.637 d. C.) ‣ Pai da Geometria Análitica e método, leis da refração, método dedutivo. </li></ul><ul><li>Blaise Pascal (1.642 d. C.) ‣ Máquina de calcular. </li></ul><ul><li>Isaac Newton (1.665 d. C.) ‣ Gravitação. Calculo diferencial e integral. </li></ul><ul><li>Antoine Laurent Lavoisier (1.789 d. C.) ‣ Tratado da química </li></ul>Revolução Científica Sec. XVI a XVII
  9. 9.   O Conhecimento Científico Surge da necessidade do homem: 1 . Descobrir os princípios explicativos de organização, classificação e ordenação da natureza; 2 . Compreender e controlar a cadeia de relações escondidas nas aparências dos objetos/fatos/fenômenos ; 3. Utilizar a racionalidade para propor uma forma sistemática, metódica, crítica para desvelar o mundo, compreendê-lo, explicá-lo e dominá-lo.
  10. 10. Características • Busca de princípios explicativos e visão unitária da realidade (olhar mais ordenado, não-esfacelado, não-fragmentado); • Dúvida, investigação e conhecimento (uma pergunta sem resposta/conhecimento existente inadequado para respondê-la/ busca de uma nova resposta/ provas seguras e confiáveis); Ex: Terra • Ideal de racionalidade (sistematização coerente do conhecimento presente em todas as leis e teorias) e verdade sintática (enunciados isentos de ambigüidade e de contradição lógica - comparados com outras teorias Ex: concepção de tempo e espaço Aristóteles/Galileu/Einstein);
  11. 11. <ul><li>Características </li></ul><ul><li>Ideal da objetividade (modelos teóricos representativos da realidade=> construções conceituais fidedignas com o real) e a verdade semântica (elaboração de imagens verdadeiras/evidentes/impessoais passíveis a testes experimentais e aceitas pela comunidade científica); Ex: metodologia para estudar AM’s. </li></ul><ul><li>• verdade pragmática (proveniente da crítica intersubjetiva da comunidade científica => juízo sobre a investigação, métodos e resultados); </li></ul><ul><li>• linguagem específica e poder de crítica (utiliza enunciados e conceitos com significados bem específicos e determinados = reduz ambigüidade e possibilita o poder de testagem, de crítica). Ex: a água ferve a 100º C no nível do mar </li></ul>
  12. 12. • Historicidade dos critérios de cientificidade (um conhecimento é aceito como científico, quando segue um método científico/ os critérios de cientificidade estão atrelados à cultura das diferentes épocas); • Caráter hipotético do saber científico (na ciência a explicação será sempre provisória, reconhecendo o caráter permanentemente hipotético do conhecimento científico.) (Bachelard,1968)

×