ATOMÍSTICA E A TABELA PERIÓDICA
Profº Neivaldo Lúcio – Abril/2014
Evolução dos Modelos Atômicos
ESTRUTURA DO ÁTOMO
Várias Interpretações do Átomo
MODELO ATÔMICO DE DALTON:
o átomo é constituído de uma
pequena esfera maciça indivisível e
indestrutível. (bola de bilhar)...
MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD - BOHR:
o átomo é constituído de uma região central
pequena, densa e carregada positivamente ...
 Obs1. Os elétrons só podem percorrer determinadas órbitas, não
perdendo energia na forma de ondas eletromagnéticas nessa...
MASSA CARGA DESCOBRIDOR
PRÓTON 1 +1 GOLDSTEIN
NÊUTRON 1 0 CHADWICK
ELÉTRON 1 / 1836 - 1 THONSOM
ESTUDO DO NÚCLEO
NÚMERO DE PRÓTONS: Indica a quantidade de prótons existente no
núcleo atômico. (cargas positivas)
NÚMERO ...
ISOTOPIA: é o fenômeno onde os átomos apresentam o mesmo número de
prótons e diferente número de massa. Sendo os átomos ch...
ÁTOMO: é a menor porção de um elemento químico que conserva as
propriedades do elemento.
ELEMENTO QUÍMICO: é um conjunto d...
ÍON: É toda espécie química dotada de carga, onde o número de
prótons é diferente do número de elétrons.
CÁTION: É todo ío...
Representação do
Átomo
CAMADA OU NÍVEL: É a região do átomo onde o elétron se move sem
perder energia , indicando a distância que o elétron se en...
SUB-NÍVEL: Indica a forma do orbital em que o elétron se
encontra, fornecendo assim o tipo de movimento do
elétron, determ...
ORBITAL: É a região do átomo onde se tem a maior probabilidade
de encontrar o elétron;
2 . O NÚMERO QUANTICO MAGNÉTICO (m)...
NÚMERO QUÂNTICO SPIN (s) Indica o sentido de rotação do elétron.
Configuração em Sub-Nível e Orbitais
1. O primeiro elétron que entra no Sub-Nível orienta a entrada
dos demais elétrons, a...
• É feita na ordem crescente de energia;
• O elétron irá ocupar primeiro nível e Sub-nível de menor
conteúdo energético di...
os diferentes níveis de energia (n), ou camadas, são representados por números (1, 2, 3, 4, 5, 6, e 7),
sendo que cada núm...
Ao fazermos a distribuição eletrônica utilizando o diagrama de Pauling, anotamos a
quantidade de elétrons em cada subnível...
DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA - DIAGRAMA DE LINUS PAULING
Feita:
a) por ordem crescente de energia:
feita pela ordem das setas
b...
Pode-se também escrever a distribuição, por extenso, em ordem geométrica (ordem
crescente de n): 1s2 / 2s2 2p6 / 3s2 3p6 3...
Outro exemplo: Distribuição eletrônica do átomo de Tungtênio (Z = 74):
Escrevendo a distribuição eletrônica, por extenso, ...
Os Números Quânticos
Organização:
7 períodos: linhas horizontais
(corresponde ao número de
camadas)
18 famílias ou grupos: colunas
horizontais
...
Organização das Famílias da T. P.
ATOMÍSTICA E TABELA PERIÓDICA
ATOMÍSTICA E TABELA PERIÓDICA
ATOMÍSTICA E TABELA PERIÓDICA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ATOMÍSTICA E TABELA PERIÓDICA

964 visualizações

Publicada em

Estudo do Átomo e Tabela Periódica

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
964
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ATOMÍSTICA E TABELA PERIÓDICA

  1. 1. ATOMÍSTICA E A TABELA PERIÓDICA Profº Neivaldo Lúcio – Abril/2014 Evolução dos Modelos Atômicos
  2. 2. ESTRUTURA DO ÁTOMO Várias Interpretações do Átomo
  3. 3. MODELO ATÔMICO DE DALTON: o átomo é constituído de uma pequena esfera maciça indivisível e indestrutível. (bola de bilhar) MODELO ATÔMICO DE THOMSON: o átomo é constituído de uma porção material não maciça positiva na qual estão incrustados os elétrons de carga negativa para neutralizar e estabilizar a massa positiva. (pudim com passas)
  4. 4. MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD - BOHR: o átomo é constituído de uma região central pequena, densa e carregada positivamente chamada de núcleo, em volta da qual estão circulando os elétrons em órbitas estacionarias, circulares e concêntricas, sem perder energia na forma de ondas eletromagnéticas. (LUZ) - Modelo Planetário Camadas eletrônicas (nível de energia) núcleo
  5. 5.  Obs1. Os elétrons só podem percorrer determinadas órbitas, não perdendo energia na forma de ondas eletromagnéticas nessas órbitas.  Obs2. Os elétrons só podem ganhar ou perder energia quando passam de uma orbita para outra.  Obs3. O elétron ganha energia quando passa de uma órbita interna para uma órbita externa e perde energia quando passa de uma órbita externa para uma órbita interna. (Onda Eletromagnética – LUZ)
  6. 6. MASSA CARGA DESCOBRIDOR PRÓTON 1 +1 GOLDSTEIN NÊUTRON 1 0 CHADWICK ELÉTRON 1 / 1836 - 1 THONSOM
  7. 7. ESTUDO DO NÚCLEO NÚMERO DE PRÓTONS: Indica a quantidade de prótons existente no núcleo atômico. (cargas positivas) NÚMERO DE NÊUTRONS: Indica a quantidade de nêutrons existente no núcleo atômico. (partículas sem cargas) NÚMERO DE MASSA: Indica a quantidade total de nucleontes ( prótons e nêutrons ) existente no núcleo atômico. (cargas negativas) [ A = P + N ].
  8. 8. ISOTOPIA: é o fenômeno onde os átomos apresentam o mesmo número de prótons e diferente número de massa. Sendo os átomos chamados de isótopos. ISOTONIA: é o fenômeno onde os átomos apresentam o mesmo número de nêutrons e diferente número de massa. Sendo os átomos chamados de isótonos ISOBARIA: é o fenômeno onde os átomos apresentam o mesmo número de massa e diferente número de prótons. Sendo os átomos chamados de isóbaros. ISOELETRÔNICOS: são espécies químicas (átomos e íons) que apresentam o mesmo número de elétrons. Características dos Átomos
  9. 9. ÁTOMO: é a menor porção de um elemento químico que conserva as propriedades do elemento. ELEMENTO QUÍMICO: é um conjunto de átomos que apresentam o mesmo número atômico. ÁTOMO eletricamente estabilizado: É um sistema neutro onde o número de prótons é igual ao número de elétrons. Conceitos Básicos do Estudo do Átomo
  10. 10. ÍON: É toda espécie química dotada de carga, onde o número de prótons é diferente do número de elétrons. CÁTION: É todo íon de carga positiva, onde o número de prótons é maior que o número de elétrons. ÂNION: É todo íon de carga negativa, onde o número de prótons é menor que o número de elétrons
  11. 11. Representação do Átomo
  12. 12. CAMADA OU NÍVEL: É a região do átomo onde o elétron se move sem perder energia , indicando a distância que o elétron se encontra do núcleo, determinando assim a energia potencial do elétron. 1. NÚMERO QUÂNTICO PRINCIPAL (n) Indica a camada em que o elétron se encontra. A Eletrosfera do Átomo
  13. 13. SUB-NÍVEL: Indica a forma do orbital em que o elétron se encontra, fornecendo assim o tipo de movimento do elétron, determinando então a energia cinética do elétron. NÚMERO QUÂNTICO SECUNDÁRIO OU AZIMUTAL (l) Indica a sub-nível em que o elétron se encontra: Sub-nível: s p d f valores 0 1 2 3
  14. 14. ORBITAL: É a região do átomo onde se tem a maior probabilidade de encontrar o elétron; 2 . O NÚMERO QUANTICO MAGNÉTICO (m) Indica o orbital em que o elétron se encontra, e a orientação espacial do orbital. Varia de acordo com a expressão: m = ( - l à + l )
  15. 15. NÚMERO QUÂNTICO SPIN (s) Indica o sentido de rotação do elétron.
  16. 16. Configuração em Sub-Nível e Orbitais 1. O primeiro elétron que entra no Sub-Nível orienta a entrada dos demais elétrons, até que se faça necessário a entrada dos elétrons no sentido contrário; 2. Regra de Hund: Em um Sub-Nível, um orbital só pode receber o seu segundo elétron, se os demais orbitais estiverem semi- preenchidos. 3. Princípio da Exclusão de Pauli: Em um orbital cabem no máximo dois elétrons de spins contrários.
  17. 17. • É feita na ordem crescente de energia; • O elétron irá ocupar primeiro nível e Sub-nível de menor conteúdo energético disponível; • A energia do elétron é dada pela soma (n+ l); • O elétron terá maior conteúdo energético quanto maior for a soma (n+ l); • Quando a soma (n+ l ) de dois elétrons for igual, terá maior energia aquele que apresentar maior valor de (n) • Um átomo encontra-se no estado fundamental, quando seus elétrons apresentam menor conteúdo energético possível. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA -
  18. 18. os diferentes níveis de energia (n), ou camadas, são representados por números (1, 2, 3, 4, 5, 6, e 7), sendo que cada número desse corresponde às camadas eletrônicas K, L, M, N, O, P e Q, respectivamente. A ordem crescente de energia dessas camadas vai da camada mais interna (K) para a camada mais externa (Q). Cada nível apresenta um ou mais subníveis (l), que são representados pelas letras s, p, d, f. Os sub- níveis em um mesmo nível apresentam energias diferentes entre si, que aumentam na seguinte ordem: s < p < d < f O primeiro nível K (n = 1) apresenta apenas um subnível, que é o s; o segundo nível L (n = 2) apresenta dois subníveis, que são o s e o p; e assim por diante, segundo mostrado no diagrama acima.
  19. 19. Ao fazermos a distribuição eletrônica utilizando o diagrama de Pauling, anotamos a quantidade de elétrons em cada subnível no seu lado direito superior, conforme o modelo abaixo: Um aspecto também muito importante a ser ressaltado é que nem sempre o subnível mais externo é o mais energético. Por isso, ao se realizar a distribuição eletrônica, a ordem crescente de energia que deve ser seguida é a indicada pelas setas: Distribuição eletrônica do átomo de ferro (Z = 26): Subnível mais energético “d” com 6 elétrons (penúltima camada) última camada
  20. 20. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA - DIAGRAMA DE LINUS PAULING Feita: a) por ordem crescente de energia: feita pela ordem das setas b) por ordem geométrica: feita pela ordem de distribuição nas camadas
  21. 21. Pode-se também escrever a distribuição, por extenso, em ordem geométrica (ordem crescente de n): 1s2 / 2s2 2p6 / 3s2 3p6 3d6 / 4s2 • Distribuição eletrônica do átomo de bromo (Z = 35): Escrevendo a distribuição eletrônica, por extenso, em ordem de energia (ordem das setas diagonais): 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p5 Pode-se também escrever a distribuição, por extenso, em ordem geométrica (ordem crescente de n): 1s2 / 2s2 2p6 / 3s2 3p6 3d10 / 4s2 4p5 Nível mais energético: 4p5. Nível mais externo: 4p5. Nível mais energético: 4p5
  22. 22. Outro exemplo: Distribuição eletrônica do átomo de Tungtênio (Z = 74): Escrevendo a distribuição eletrônica, por extenso, em ordem de energia (ordem das setas diagonais): 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s2 4d10 5p6 6s2 4f14 5d4 Pode-se também escrever a distribuição, por extenso, em ordem geométrica (ordem crescente de n): 1s2 / 2s2 2p6 / 3s2 3p6 3d10 / 4s2 4p6 4d10 4f14 / 5s2 5p6 5d4 / 6s2 Nível mais energético: 5d4 Nível mais externo: 6s2
  23. 23. Os Números Quânticos
  24. 24. Organização: 7 períodos: linhas horizontais (corresponde ao número de camadas) 18 famílias ou grupos: colunas horizontais Elementos representativos: pertencentes aos grupos 1, 2 e dos grupos de 13 a 17. Elementos (ou metais) de transição: pertencentes aos grupos de 3 a 12 Elementos (ou metais) de transição interna: pertencentes às séries dos lantanídios e dos actinídios. Gases nobres: pertencentes ao grupo 18.
  25. 25. Organização das Famílias da T. P.

×