Divisão celular

4.690 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.690
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Divisão celular

  1. 1. Ciclo celular Ciclo celular1 Introdução2 Mitose a)Interfase b)Mitose c)Citosinese3 Meiose a) Divisão reducional b) Divisão equacional c) Citocinese4 Gametogênese1 - Introdução A continuidade de uma espécie depende fundamentalmente do processo demultiplicação celular. No caso dos organismos unicelulares, a divisão da célula leva aum aumento do numero de indivíduos (reprodução assexuada) Nos organismos pluricelulares, a divisão celular produz um crescimento dosindivíduos pelo aumento dos números de células em seu corpo, ou os conduz areparação de células perdidas, ou ainda, os capacita à reprodução da sua espécie atravésda formação de células reprodutoras (esporos e gametas). Essa multiplicação se deve ao diversos eventos sofridos pela célula, o qualdenominou-se ciclo celular e detalharemos a seguir, dando ênfase apenas sobre o queacontece com os cromossomos em cada fase, sem preocupação com os demaisorgânulos. Mitose2 - Mitose No ciclo de vidadas células, chamadociclo celular, devemosconsiderar doismomentos: a interfase ea mitose. Tanto a mitosequanto a interfaseapresentam-sesubdivididas em fases ouperíodos, apenas porNathalia Fuga – CHE Página 1
  2. 2. Ciclo celularfinalidade didática, porque todos os processos são contínuos. A fase mitótica é a fase do ciclo celular onde ocorrem duas divisões, a divisãodo núcleo – mitose - e do citoplasma – citocinese. A mitose integra 4 subfases: prófase,metáfase, anáfase e telófase. A mitose consiste numa divisão dos cromossomos para uma divisão da célula,isto é, uma célula com certo numero de cromossomos se divide dando origem a duascélulas-filhas cujo material genético é idêntico ao da célula inicial. Todas estas fases secaracterizam por uns dados conjuntos de fenômenos.A - Interfase: É na interfase que ocorre a duplicação dos cromossomos, antes de se iniciar adivisão celular. A interfase compreende três subfases: G1: é o período que se segue a divisão celular e antecede a duplicação do DNA(G tem como significado Gap e o traduzimos como intervalo) S ou Sintético: fase da duplicação (síntese do DNA) G2: etapa final da interfase em que existe o dobro de material nuclear de G1,mas o numero de cromossomos ainda é o mesmo. B – Mitose É a divisão celular propriamente dita. Prófase (pro = antes) A prófase é a primeira fase da mitose. Nessa etapa, oscromossomos já duplicados começam a se espessar, tornando-se visíveis, os centríolosduplicados afastam-se, aparecendo entre eles as fibras do fuso mitótico; a carioteca sedesintegra, e oscromossomos ficam livres nocitoplasma. Cadacromossomo formadoapresenta-se formado porduas cromátides, unidas pelocentrômero. Metáfase (meta =depois) No citoplasma,durante a prófase, formam-sefibras de um sistemachamado mitótico. Cadacromossomo duplicadoprende-se às fibras do fusopelo centrômero. É ametáfase. Nessa fase osNathalia Fuga – CHE Página 2
  3. 3. Ciclo celularcromossomos chegaram ao máximo de seu espessamento e visibilidade; cadacromossomo prende-se a fibra do fuso, pelo seu centrômero, na região mediana dacélula. Anáfase (Ana = para cima) Os centrômeros duplicam-se; as fibras do fuso seencurtam, levando cada cromátide a um dos polos da célula. As duas cromátidesseparadas passam a serem chamadas cromossomos irmãos. Telófase (telo = final). Nesta fase os cromossomos tornam-se menos visíveis;formam-se as cariotecas em volta dos dois lotes de cromossomos; aparecem novamenteos nucléolos; o citoplasma se divide por estrangulamento.C - Citocinese Terminada a mitose, vai ocorrer então a citocinese, que consiste na separação docitoplasma da célula-mãe, em duas partes iguais, originando assim as duas novascélulas. Meiose3 – Meiose É o nome dado ao processo de divisão celular caracterizado por dois períodosdistintos, envolvendo transformações e rearranjos estruturais dos cromossomos(molécula de DNA): um momento reducional (separação dos cromossomos homólogos)e outro equacional (separação das cromátides irmãs). As etapas deste processo (prófase, metáfase, anáfase, telófase, interfase) ocorremda mesma forma que na mitose; só que, neste caso, em dobro, pois aqui teremos duascélulas passando pelo mesmo processo simultaneamente. Nesse processo, aquantificação cromossômica é reduzida à metade, ou seja, a célula mãe diplóide (2n),após a divisão, origina quatro células haplóides (n). Nas células humanas diplóidesexistem 46 cromossomos. Através da meiose, elas passam a ter 23 cromossomos. Noprocesso de fecundação humana, ocorre a união de dois gametas dos pais, resultando emum ovo com 46 cromossomos. A meiose é responsável pela diversificação do materialgenético nas espécies, isto érecombinação gênica. A reprodução sexuadapermite a mistura de genes dedois indivíduos diferentes damesma espécie para produzirdescendentes que diferem entresi e de seus pais em uma série decaracterísticas. Ao invés de criarduas novas células com númerosidênticos de cromossomos(como na mitose), na meiose asNathalia Fuga – CHE Página 3
  4. 4. Ciclo celularcélulas fazem uma segunda divisão (meiose II) logo após a primeira (meiose I). Nesta segunda divisão o número de cromossomos é divido ao meio. Com apenasa metade do número de cromossomos, as células são chamadas de haplóides. As células em seu estágio normal são consideradas diplóides. A meiose conduz à redução do número dos cromossomos a metade. A primeira divisão é a mais complexa, sendo designada divisão de redução. É durante esta divisão que ocorre a redução a metade do número de cromossomos. Na primeira fase, os cromossomos emparelham e trocam material genético (entre cruzamento ou crossing-over), antes de separar-se em duas células filhas. Cada um dos núcleos destas células filhas tem só metade do número original de cromossomos. Os dois núcleos resultantes dividem-se na Meiose II (ou Divisão II da Meiose), formando quatro.A - Divisão I ou Divisão Reducional Prófase I: Fase de grande duração devido aos fenómenos que nela ocorrem. Oscromossomas já com as duas cromátides tornam-se mais condensados, vai ocorrer oemparelhamento dos cromossomas homólogos e também ocorre a permuta de materialgenético (crossing- over), a troca de genes entre as células. Nesta troca, os genes sãomisturados e o resultado desta troca não é uma duplicação perfeita como ocorre namitose. Aqui as células se dividem originando duas novas células com apenas um par decromossomos cada uma. Metáfase I: Há o desaparecimento da membrana nuclear. Os cromossomos ficamagrupados na região equatorial da célula, associados às fibras do fuso; Anáfase I: Encurtamento das fibras do fuso, deslocando os cromossomoshomólogos para os polos da célula. Nessa fase não há separação do centrômero (pontode ligação das cromátides irmãs em um cromossomo). Telófase I: Desespiralização dos cromossomos, retornando ao aspectofilamentoso, havendo também o reaparecimento do nucléolo bem como da carioteca edivisão do citoplasma (citocinese), originando duas células haplóides.B - Divisão II ou Divisão Equacional A meiose II tem início nas células resultantes da telófase I, sem que ocorra aInterfase. Ocorre a separação dos cromatídeos. A meiose II também é constituída porquatro fases: Prófase II: Os cromossomos voltam a se condensar, o nucléolo e a cariotecadesaparecem novamente. Os centríolos se duplicam e se dirigem para os polos,formando o fuso acromático. Metáfase II: Os cromossomos se organizam no plano equatorial, Os 23cromossomos subdivididos em duas cromátides unidas por um centrômero prendem-seao fuso.Nathalia Fuga – CHE Página 4
  5. 5. Ciclo celular Anáfase II: Após a divisão dos centrômeros as cromátides de cada cromossomomigram para pólos opostos. Telófase II: Aparecimento da carioteca, reorganização do nucléolo e divisão docitoplasma completando a divisão meiótica, totalizando quatro células filhas haplóides.C – Citocinese Por fim forma quatro células-filhas haplóides contendo cada uma apenas umcromossomo de cada par de homólogos. 4 - Gametogênese Gametogênese é o processo pelo quais os gametas são produzidos nos organismos dotados de reprodução sexuada. Nos animais, a gametogênese acontece nas gônadas, órgãos que também produzem os hormônios sexuais, que determinam as características que diferenciam os machos das fêmeas. O evento fundamental da gametogênese é a meiose, que reduz à metade a quantidade de cromossomos das células, originando células haplóides. Na fecundação, a fusão de dois gametas haplóides reconstitui o número diplóide característico de cada espécie.Nathalia Fuga – CHE Página 5

×