LIÇÃO 5 - Deus abomina a soberba

3.380 visualizações

Publicada em

2014 4 TRI

Para assistir os vídeos explicativos sobre os slides acesse: http://goo.gl/PPDRnr

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.380
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
75
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
181
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LIÇÃO 5 - Deus abomina a soberba

  1. 1. ESCOLA BIBLICA DOMINICAL NA WEBTV LIÇÃO 5 DEUS ABOMINA A SOBERBA Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. 2
  3. 3. ESCOLA BIBLICA DOMINICAL NA WEBTV LEITURA BÍBLICA: Dn 4.10-18
  4. 4. INTRODUÇÃO • O perigo de não ouvir os conselhos divinos e orientações de sua Palavra. • A arrogância e obsessão pelo pode levar as pessoas à mais baixa humilhação para que reconheça sua posição diante de Deus. • Melhor é se humilhar e reconhecer a dependência de Deus do que ser humilhado.
  5. 5. I. A SOBERBA DE NABUCODONOZOR
  6. 6. I . A SOBERBA DE NABUCODONOZOR • Por quê Deus chamou Nabucodozor, um déspota e soberbo, de “meu servo” (Jr 25.9)? • O relato bíblico demonstra que Nabucodonozor não aprendia com as lições (ver capítulo 2 e 3). • Nabucodonozor estava “sossegado” (4.4). Havia conquistado o domínio do mundo conhecido. • Mais uma vez ele tem um sonho (4.5), mesmo sabendo do poder do Deus de Daniel, não recorre a ele.
  7. 7. I . A SOBERBA DE NABUCODONOZOR • Mais uma vez, busca a revelação de quem não tem. As coisas espirituais, somente os espirituais tem o discernimento (1 Co 2.12-14). • O que resta? Buscar em quem tinha acesso ao Deus que revela os mistérios. Ele teria que recorrer a Daniel (4.8). • “Beltessazar, principe dos magos” (4.9). • Daniel ouve o sonho, mas demora para dar a interpretação (4.10-18). Fica atônito com a revelação.
  8. 8. I . A SOBERBA DE NABUCODONOZOR • Mais uma vez, busca a revelação de quem não tem. As coisas espirituais, somente os espirituais tem o discernimento (1 Co 2.12-14). • O que resta? Buscar em quem tinha acesso ao Deus que revela os mistérios. Ele teria que recorrer a Daniel (4.8). • “Beltessazar, principe dos magos” (4.9).
  9. 9. I . A SOBERBA DE NABUCODONOZOR • Daniel ouve o sonho, mas demora para dar a interpretação (4.10-18). Fica atônito com a revelação. • Motivo da soberta de Nabucodonozor: arvore formosa e bela que representava o reinado babilônico de Nabudodonozor. • “A soberba precede a ruina”’ (Pv 16.18). • Outros exemplos de personagens arrogantes: • Saul – começou bem e termino mau (1 Sm 9.26; 10.1; 15.2,3,9; 15.23); • Herodes (At 12.21-23);
  10. 10. I . A SOBERBA DE NABUCODONOZOR • Aplicação prática: • Do que você tem se orgulhado? • O que tem motivado sua vida? • O que tem tirado seu sono?
  11. 11. I I . A OPORTUNIDADE PARA SE ARREPENDER
  12. 12. I I . A OPORTUNIDADE PARA SE ARREPENDER • Daniel revela à Nabucodonozor que a arvore bela e formosa que seria cortada era ele próprio (4.22). • Deus da uma chance ao rei, ordena que seja preservado “o tronco com suas raízes” (4.14-15). • Daniel aconselha o rei a se arrepender de sua arrogância, ajudar os pobres e necessitados para evitar que fosse executado a revelação do sonho (Dn 4.27-38). • O rei na sua arrogância não deu ouvidos. Teve a oportunidade de se arrepender, mas preferiu continuar com sua rotina de vida.
  13. 13. I I . A OPORTUNIDADE PARA SE ARREPENDER • Passado doze meses após a revelação do sonho, estava o rei olhando para a “Grande Babilônia” que ele pensava ter construído com sua própria força, quando... • Cortado foi o seu reino, tirado do convívio dos seres humanos para viver com os animais (4.25). • Depois de sete “tempos” voltou ao seu posto anterior. Somente após essa experiência, ele reconhece publicamente e registra em forma de decreto real a soberania de Deus (4.1-3).
  14. 14. I I . A OPORTUNIDADE PARA SE ARREPENDER • Aplicação prática: • Quanto tempo Deus tem falado contigo para você mudar de vida e comportamento? • O que tem impedido você de mudar suas atitudes? • Peça ajuda de Deus e tenha uma nova vida. Não faça como Nabucodonozor!
  15. 15. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  16. 16. CONSIDERAÇÕES FINAIS • O ser humano tem tendência para buscar sua independência e se tornar um soberto/arrogante. • Deus sempre nos orienta para não sermos enganados pela nossa própria arrogância. • Não precisamos esperar para sermos humilhados, mas que possamos nos humilhar diante de Deus para sermos preservados para o Seu Reino.
  17. 17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CABRAL, Elienai. Integridade moral e espiritual: o legado do livro de Daniel para a Igreja hoje. Rio de Janeiro: CPAD, 2014. CAZELLES, H. História Política de Israel, desde as origens até Alexandre Magno. São Paulo: Paulus, 1986. COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Vol. 4. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. DONNER, H. História de Israel e dos Povos Vizinhos. vol. 2, 4ª Edição. São Paulo: Sinodal e EST, 2006. LIÇÕES BÍBLICAS. Integridade moral e espiritual: o legado do livro de Daniel para a Igreja hoje. 4º Trimestre de 2014. Rio de janeiro: CPAD, 2014.
  18. 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MERRIL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: o reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 6ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. NOTH, Martin. História de Israel. Barcelona: Ediciones Garriga, 1966. GILBERTO, Antonio. Daniel & Apocalipse. Rio de Janeiro: CPAD, 2006. PFEIFFER, Charles F.; VOS, Howard, f. Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. RÖMER, T. A chamada História Deuteronomista. Petrópolis: Vozes, 2008.
  19. 19. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS VON RAD, G. Teologia do Antigo Testamento. vol. 1-2, São Paulo: ASTE, 1974. ZUCK, Roy B (Ed). Teologia do Antigo Testamento. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
  20. 20. ESCOLA BIBLICA DOMINICAL NA WEBTV IEADSJP Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice Presidente: Elson Pereira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×