CONFRATERNIZAÇÃO - EBD
BAIRRO NOVO III - IEADC
AVANTE, RETENDO A PALAVRA FIEL
Filipenses 2:12-16 (ênfase no v.16)
Prof. Ms...
INTRODUÇÃO
• Contextualização da Epístola aos Filipenses.
• Paulo não duvidava da obediência dos filipenses, mas
estava in...
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
1. A cidade de Filipos.
• Localizada no norte da Grécia e fundada por Filipe
II, rei da Ma...
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
2. A chegada do Evangelho em Filipos.
• A comunidade cristã de Filipos foi fundada pelo
Ap...
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
2. A chegada do Evangelho em Filipos.
• Paulo inicia sua primeira pregação na Europa e den...
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
2. A chegada do Evangelho em Filipos.
• Paulo e Silas oravam e cantavam – terremoto e
aber...
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
3. O relacionamento do apóstolo com os filipenses
• O evangelho criou um relacionamento de...
I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
3. O relacionamento do apóstolo com os filipenses
• Agradece a Deus por tudo o que acontec...
Aplicação prática
• Você tem se comprometido com o Evangelho
pregado pela Palavra?
• Você tem se relacionado com afetivida...
II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA (2:13-15)
II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA
1. A Palavra apresenta a fonte da vida e da salvação.
• “É Deus quem opera” – abaixo a arrogân...
II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA
1. Pela fé se recebe a iluminação da Palavra.
• A salvação é disponibilizada por Deus e todas ...
II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA
2. O Salvo deve resplandecer a luz da Palavra.
• Irrepreensível = ser uma pessoa que suas cond...
Aplicação prática
• A Palavra de Deus tem tornado você
irrepreensível e sincero?
• Você tem “brilhado” por onde você anda?...
III. RETENDO A PALAVRA ATÉ O DIA DE CRISTO
III. RETENDO A PALAVRA ATÉ O DIA DE CRISTO
1. O efeito dinâmico da Palavra.
• Obra realizada e consumada de forma suficien...
III. RETENDO A PALAVRA ATÉ O DIA DE CRISTO
3. Retendo a palavra para não viver em vão
• Iluminados pela Palavra para levar...
Aplicação prática
• Você tem refletido a luz da Palavra em sua vida?
• Qual resultado você tem trazido para o Reino de
Deu...
CONSIDERAÇÕES FINAIS)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Nesta lição aprendemos que:
1. O exemplo de Paulo demonstra seu comprometimento
com a Palavra e o Rei...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário
Bíblico Pentecostal: Novo Testamento....
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis
– RJ, VOZES/SINODAL, 1992.
LIÇÕES...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fp 2.16 avante retendo a palavra fiel

632 visualizações

Publicada em

Mensagem pregada na Confraternização de EBD da Congregação de Bairro Novo III – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Curitiba – IEADC, em 18 ago 2013.
Tema – Avante, retendo a Palavra (tema sugerido pela congregação).

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fp 2.16 avante retendo a palavra fiel

  1. 1. CONFRATERNIZAÇÃO - EBD BAIRRO NOVO III - IEADC AVANTE, RETENDO A PALAVRA FIEL Filipenses 2:12-16 (ênfase no v.16) Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. INTRODUÇÃO • Contextualização da Epístola aos Filipenses. • Paulo não duvidava da obediência dos filipenses, mas estava incentivando-os a permanecerem firmes neste propósito. • A iluminação para a Salvação vem da Palavra de Deus. • A obediência ao evangelho garante a alegria da salvação. • Uma vez iluminado, devemos reter a Palavra como regra de conduta e fé, mantendo o foco no reino de Deus, até a volta de Jesus.
  3. 3. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
  4. 4. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 1. A cidade de Filipos. • Localizada no norte da Grécia e fundada por Filipe II, rei da Macedônia e pai de Alexandre Magno. • Era uma colônia romana – residência para soldados aposentados como prêmio – centro militar (conquista por César Augustus, primeiro imperador de Roma e sobrinho de Julius César). • Importante centro comercial, pois estava situada numa estrada muito trafegada, a via Egnatia, que ligava a Itália com a Ásia - cruzamento de rotas comerciais.
  5. 5. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 2. A chegada do Evangelho em Filipos. • A comunidade cristã de Filipos foi fundada pelo Apóstolo Paulo em sua segunda viagem missionária, auxiliado por Silas e Timóteo (At 15:40; 16:1-40). • “Impedidos” pelo Espírito Santo de ira para a Ásia (atual Turquia), acabam chegando em Filipos (visão em Troade: “passa à Macedônia e ajuda-nos” – 16:9). • Buscando um lugar para oração, a beira do rio Angites, pregam para as mulheres que ali estavam (provavelmente prosélitos da comunidade judaica).
  6. 6. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 2. A chegada do Evangelho em Filipos. • Paulo inicia sua primeira pregação na Europa e dentre seus frutos, a conversão de Lídia, de Tiatira, comerciante de púrpura (At 16:14). • Igreja formada na casa de Lídia floresce (At 16:15-40). • A libertação da jovem “adivinhadora” e a revolta por interesses financeiros que acaba com açoites e prisão, com os pés atados no tronco (16:16-24).
  7. 7. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 2. A chegada do Evangelho em Filipos. • Paulo e Silas oravam e cantavam – terremoto e abertura das portas na prisão e o grande milagre da salvação do carcereiro (At 16:25-32). • O carcereiro vira “enfermeiro e servo ” de Paulo e Silas (AT 16:33-34). A despedida (At 16:35-40). • Descobertas arqueológicas de uma carta do imperador Cláudio ao procônsul Gálio, citado em At 18, ajudaram a datar a fundação da igreja em 49 ou 50. • Duas visitas posteriores (1ª - 1 Co 16:5, At 20:14, 2 Co 7:5; 2ª - At 20:6).
  8. 8. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 3. O relacionamento do apóstolo com os filipenses • O evangelho criou um relacionamento de amor fraterno entre o apóstolo e a comunidade filipense, um dar e receber contínuo. • Compaixão dos filipenses quando da sua prisão, defesa e confirmação do Evangelho (1:7). • O autor se sentia confortado com a atitude dos filipenses.
  9. 9. I. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 3. O relacionamento do apóstolo com os filipenses • Agradece a Deus por tudo o que aconteceu em Filipos, tanto as coisas desagradáveis como agradáveis – confiança na soberania de Deus. • “Todos vocês” = unidade – citado 03 vezes pelo autor. • INTERESSANTE E IMPORTANTE: ele agradece a Deus pelo que havia feito por meio de seus “filhos”.
  10. 10. Aplicação prática • Você tem se comprometido com o Evangelho pregado pela Palavra? • Você tem se relacionado com afetividade com a comunidade da igreja? • Você tem sido grato a Deus por todas as coisas?
  11. 11. II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA (2:13-15)
  12. 12. II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA 1. A Palavra apresenta a fonte da vida e da salvação. • “É Deus quem opera” – abaixo a arrogância humana. • A confiança em nos mesmos produz arrogância x desconfiados de nós mesmos e dependendo de Deus. • Espírito Santo quem "opera" no homem a salvação (Fp 2.13; Jo 16.8-11); “E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo: do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.” (Jo 16:8-11)
  13. 13. II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA 1. Pela fé se recebe a iluminação da Palavra. • A salvação é disponibilizada por Deus e todas as pessoas tem o direito de obtê-la. Entretanto, a opção é do ser humano. • Uma vez recebida a iluminação do Evangelho (Jo 1:9), o ser humano torna-se regenerado e útil ao corpo de Cristo (Ef 4:11-16; 1 Co 12:7). • Deus chama e oferece a salvação, pela fé a recebemos, pela obediência agimos positivamente ao chamado divino.
  14. 14. II. A ILUMINAÇÃO DA PALAVRA 2. O Salvo deve resplandecer a luz da Palavra. • Irrepreensível = ser uma pessoa que suas condutas não carecem de repreensão. Possível? desejo ardente do salvo. • Sincero = sem cera – ilustração: objetos de cera. • Rixas e difamações não emanam de mentes purificadas. • Resplandecer em meio a uma geração perversa (v. 15; Is 60:2-3 - ensino; Mt 5:14 – a luz do mundo). • Iluminação que vem pela Palavra (Mt 5:15). Fazemos injustiça à Palavra se não brilharmos.
  15. 15. Aplicação prática • A Palavra de Deus tem tornado você irrepreensível e sincero? • Você tem “brilhado” por onde você anda? • Você tem rejeitado a oferta de Deus?
  16. 16. III. RETENDO A PALAVRA ATÉ O DIA DE CRISTO
  17. 17. III. RETENDO A PALAVRA ATÉ O DIA DE CRISTO 1. O efeito dinâmico da Palavra. • Obra realizada e consumada de forma suficiente na cruz do Calvário - salvos do passado, guardados do presente e esperançosos no futuro; • Caráter progressivo da salvação – devemos zelar pela nossa salvação e resistir o pecado (Rm 8:9; cf. 1 Jo 2:1,2); • Plenitude da salvação - redenção gloriosa do corpo, sem dor, angústia ou lágrima - estado permanente com Deus (1 Ts 4.14-17).
  18. 18. III. RETENDO A PALAVRA ATÉ O DIA DE CRISTO 3. Retendo a palavra para não viver em vão • Iluminados pela Palavra para levar a luz a outros também. • Teoria X prática (Tiago e a verdadeira religião). • Palavra que promove a vida no presente e garante a vida eterna com Deus no futuro. • “[...] não ter corrido nem trabalhado em vão”. • É preciso resultado, boa intenção não basta.
  19. 19. Aplicação prática • Você tem refletido a luz da Palavra em sua vida? • Qual resultado você tem trazido para o Reino de Deus? • Você está preparado para o Dia de Cristo?
  20. 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS)
  21. 21. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição aprendemos que: 1. O exemplo de Paulo demonstra seu comprometimento com a Palavra e o Reino de Deus e com alegria. 2. Uma vez iluminados temos que resplandecer a luz da Palavra que recebemos. 3. Devemos reter a Palavra em nossa vida para não sermos reprovados no Dia de Cristo.
  22. 22. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal: Novo Testamento. 4ª edição. Vol. 2. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. BOIYD, Frank M. Comentário Bíblico: Gálatas, Filipenses, 1 e 2 Tessalonicenses e Hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 1996. CABRAL, Elienai. FILIPENSES: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. CALVINO, João. Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses. São José dos Campos – SP: Editora Fiel, 2010.
  23. 23. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis – RJ, VOZES/SINODAL, 1992. LIÇÕES BÍBLICAS. Filipenses: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. 3º trimestre de 2013. Edição do professor. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. WEINGÄRTNER, Lindolfo. A Carta de Paulo aos Filipenses. Curitiba e Belo Horizonte: Editora Encontrão e Missão Editora, 1992.

×