LIÇÃO 2 
A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E 
ESPIRITUAL DE DANIEL 
Prof. Ms. Natalino das Neves 
www.natalinodasneves.blogspot.c...
Pr. Moisés Sampaio de Paula 2
INTRODUÇÃO 
• Estudaremos o relato bíblico sobre 04 jovens 
judeus levados cativos para Babilônia: Daniel, 
Hananias, Misa...
Para melhor aprovei tamento, assista 
os vídeos expl icat ivos destes 
esboços, disponibil izados nos 
seguintes si tes: 
...
I . UMA RETROSPECTIVA 
HISTÓRICA
I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA 
• Opressão assíria sobre Judá não ocorre mais a 
partir de 627 a. C. (morte de Assurbanip...
I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA 
• Chega ao apogeu em 605 a.C. com a derrota da 
última grande força inimiga, os egípcios,...
I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA 
• Judá chegou a esse ponto porque não deu 
continuidade ao avivamento da época Josias. 
•...
I I . ATITUDE DE DANIEL E 
SEUS AMIGOS
I I . ATITUDE DE DANIEL E SEUS AMIGOS 
• Costume babilônico: troca de nomes para tirar a 
identidade dos conquistados com ...
I I . ATITUDE DE DANIEL E SEUS AMIGOS 
• Estavam longe de seus pais e líderes religiosos. 
• Levados cativos em terra dist...
APLICAÇÃO PRÁTICA 
• Você tem se abalado com as dificuldades da 
vida? 
• Você tem sido fiel a Deus independente das 
circ...
CONSIDERAÇÕES 
FINAIS
CONSIDERAÇÕES 
FINAIS 
• Daniel e seus amigos nos trazem exemplos de 
como lidar em situações de adversidades. 
• O exempl...
REFERÊNCIAS 
BIBLIOGRÁFICAS 
CABRAL, Elienai. Integridade moral e espiritual: o legado do livro de 
Daniel para a Igreja h...
REFERÊNCIAS 
BIBLIOGRÁFICAS 
MERRIL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: o reino 
de sacerdotes que Deus co...
REFERÊNCIAS 
BIBLIOGRÁFICAS 
VON RAD, G. Teologia do Antigo Testamento. vol. 1-2, São Paulo: ASTE, 
1974. 
ZUCK, Roy B (Ed...
ESCOLA DOMINICAL 
NA WEBTV 
IEADSJP 
Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais 
Pr. Presidente: Ival Te...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2014 4 tri lição 2 - A firmeza do caráter moral e espiritual de daniel

3.538 visualizações

Publicada em

Para assistir os vídeos explicativos sobre os slides acesse: http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
129
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2014 4 tri lição 2 - A firmeza do caráter moral e espiritual de daniel

  1. 1. LIÇÃO 2 A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. Pr. Moisés Sampaio de Paula 2
  3. 3. INTRODUÇÃO • Estudaremos o relato bíblico sobre 04 jovens judeus levados cativos para Babilônia: Daniel, Hananias, Misael e Azarias. • Jovens que, independente da situação moral degradante de sua nação, mantiveram sua fidelidade à Deus. • Jovens que colocaram seus princípios de fé acima de qualquer possibilidade de ganhos pessoais.
  4. 4. Para melhor aprovei tamento, assista os vídeos expl icat ivos destes esboços, disponibil izados nos seguintes si tes: www.natal inodasneves . blo gs p ot .c om. br www. r edemaoamiga.com. br
  5. 5. I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA
  6. 6. I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA • Opressão assíria sobre Judá não ocorre mais a partir de 627 a. C. (morte de Assurbanipal). • Faraó Neco, temendo a Babilônia, que cada vez mais avultava em potência, aliou-se à Assíria e obteve por consentimento, o controle de Judá e da Síria. • Por volta de 625 a.C. o império babilônico estava em ascendência, ganhando mais força em 612 a.C. com a destruição dos Assírios.
  7. 7. I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA • Chega ao apogeu em 605 a.C. com a derrota da última grande força inimiga, os egípcios, na batalha de Carquêmis (Faraó Neco), e parte em direção à Judá (reinado de Jeoaquim). • Na revolta de Judá em 597 a.C., após a rendição à Nabucodonozor, este foi condescendente. • Entretanto, quando a revolta se repetiu em 587 a.C., não houve condescendência, muros forma destruídos, templo, palácio real e os principais bairros residenciais foram incendiados e os soldados tiveram permissão para saquear a cidade. (ver 2 Rs 25:8-27)
  8. 8. I . UMA RETROSPECTIVA HISTÓRICA • Judá chegou a esse ponto porque não deu continuidade ao avivamento da época Josias. • Em vez disso os líderes civis e religiosos buscaram seus próprios interesses e alianças com nações corruptas em vez de manter a aliança com Deus. • Tanto o livro de Daniel como o livro de Jeremias diz que o próprio Deus os entregou nas mãos de Nabucodonozor, consequências de suas falhas.
  9. 9. I I . ATITUDE DE DANIEL E SEUS AMIGOS
  10. 10. I I . ATITUDE DE DANIEL E SEUS AMIGOS • Costume babilônico: troca de nomes para tirar a identidade dos conquistados com sua nação e seus deuses. • Daniel, Hananias, Misael e Azarias para Beltesazar, Sadraque, Mesaque e Abedenego (homenagens à cultura e deuses babilônicos). • Alimentação definida pelo rei que contrariava a dieta e princípios religiosos judaicos. • Colocaram a vida em risco para seguir os seus princípios.
  11. 11. I I . ATITUDE DE DANIEL E SEUS AMIGOS • Estavam longe de seus pais e líderes religiosos. • Levados cativos em terra distante. • Não deixaram as circunstâncias abalarem a fé no seu Deus. • Após o teste do rei são nomeados sábios do reino, mas souberam se colocar em seu lugar e não se esqueceram dos princípios recebidos.
  12. 12. APLICAÇÃO PRÁTICA • Você tem se abalado com as dificuldades da vida? • Você tem sido fiel a Deus independente das circunstâncias? • Você tem mudado de comportamento de acordo com os cargos tem conquistado? • Não abra mão de teus princípios, mesmo que a oferta pareça irrecusável! Deus é fiel e honrará sua vida!
  13. 13. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  14. 14. CONSIDERAÇÕES FINAIS • Daniel e seus amigos nos trazem exemplos de como lidar em situações de adversidades. • O exemplo deles nos incentivam a mantermos nossa fidelidade a Deus, independente das circunstâncias, pois Deus está no controle de tudo.
  15. 15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CABRAL, Elienai. Integridade moral e espiritual: o legado do livro de Daniel para a Igreja hoje. Rio de Janeiro: CPAD, 2014. CAZELLES, H. História Política de Israel, desde as origens até Alexandre Magno. São Paulo: Paulus, 1986. COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Vol. 4. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. DONNER, H. História de Israel e dos Povos Vizinhos. vol. 2, 4ª Edição. São Paulo: Sinodal e EST, 2006. LIÇÕES BÍBLICAS. Integridade moral e espiritual: o legado do livro de Daniel para a Igreja hoje. 4º Trimestre de 2014. Rio de janeiro: CPAD, 2014.
  16. 16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MERRIL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: o reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 6ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. NOTH, Martin. História de Israel. Barcelona: Ediciones Garriga, 1966. GILBERTO, Antonio. Daniel & Apocalipse. Rio de Janeiro: CPAD, 2006. PFEIFFER, Charles F.; VOS, Howard, f. Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. RÖMER, T. A chamada História Deuteronomista. Petrópolis: Vozes, 2008.
  17. 17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS VON RAD, G. Teologia do Antigo Testamento. vol. 1-2, São Paulo: ASTE, 1974. ZUCK, Roy B (Ed). Teologia do Antigo Testamento. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
  18. 18. ESCOLA DOMINICAL NA WEBTV IEADSJP Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice Presidente: Elson Pereira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×