Febre amarela e Rubéola

4.904 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.904
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
146
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Febre amarela e Rubéola

  1. 1. * FEBRE AMARELA & RUBÉOLA Natália Maciel
  2. 2. * O QUE É? É uma doença infecciosa causada por um tipo de vírus chamado flavivírus Existem dois tipos de febre amarela: a silvestre, transmitida pela picada do mosquito Haemagogus ; e a urbana transmitida pela picada do Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue
  3. 3. A febre amarela não é transmitida de uma pessoa para a outra. A transmissão do vírus ocorre quando o mosquito pica uma pessoa ou primata (macaco) infectados, normalmente em regiões de floresta e cerrado, e depois pica uma pessoa saudável que não tenha tomado a vacina.
  4. 4. * Os principais sintomas da febre amarela – febre alta, mal-estar, dor de cabeça, dor muscular muito forte, cansaço, calafrios, vômito e diarreia aparecem ,icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). em geral,, seus sintomas duram, em média, dez dias ,nos casos mais graves, além desses sinais, há o comprometimento dos rins, o que pode provocar problemas cardíacos, pulmonares e hepáticos; e morte em 50% dos casos
  5. 5. * *Como os sintomas da febre amarela são muito parecidos com os da dengue e da malária, o diagnóstico preciso é indispensável e deve ser confirmado por exames laboratoriais específicos
  6. 6. * *Não existe tratamento específico para a febre amarela e, dessa forma, os procedimentos médicos focam no controle de sintomas e prevenção de complicações. Repouso, ingestão abundante de água, boa alimentação e, no caso de hemorragias, reposição sanguínea, são importantes medidas.
  7. 7. * * A melhor forma de se evitar a febre amarela é por meio da vacinação, disponível gratuitamente em postos de saúde, Ela é recomendada a indivíduos com nove meses de idade ou mais e deve ser reforçada de dez em dez anos.
  8. 8. * * Não é necessário o isolamento do paciente pois a doença não é contagiosa. Deve-se apenas evitar o acesso do mosquito Aedes aegypti ao paciente durante os primeiros dias de infecção para que não contamine o mosquito e espalhe a doença. Nas formas leves o quadro muitas vezes se confunde com infecções respiratórias virais e nas formas graves o paciente necessita de cuidados intensivos. * deve-se permanecer em repouso com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado. A hemodiálise poderá ser necessária caso haja insuficiência renal.
  9. 9. * * Rubéola é uma doença infectocontagiosa causada pelo Togavírus. Sua característica mais marcante são as manchas que aparecem primeiro na face e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo inteiro. * A rubéola só se "pega" uma vez na vida, já que o corpo cria sua autodefesa depois do primeiro baque.
  10. 10. Na chamada rubéola congênita, a mulher grávida é infectada com rubéola e passa a doença para o bebê dentro do útero.
  11. 11. * * O período de incubação do vírus é de cerca de 15 dias e os sintomas são parecidos com os da gripe * Dor de cabeça * Dor ao engolir * Dores no corpo (articulações e músculos) * Coriza * Febre baixa * Aumento considerável de gânglios no pescoço * Manchas avermelhadas que se iniciam na pele do rosto e que rapidamente evoluem em direção aos membros inferiores. OBS: Essa evolução da rubéola se chama progressão céfalo-caudal e, de modo geral, em menos de 24 horas desaparecem.
  12. 12. * * Por causa de sua semelhança com várias outras enfermidades, o diagnóstico preciso da rubéola só pode ser obtido pelo exame sorológico.
  13. 13. * * O tratamento é sintomático. * Antitérmicos e analgésicos ajudam a diminuir o desconforto, aliviar as dores de cabeça e do corpo e baixar a febre. Recomenda-se também que o paciente faça repouso durante o período crítico da doença.
  14. 14. * Existe uma vacina segura e eficaz para prevenir a rubéola. A vacina da rubéola é recomendada para todas as crianças. Normalmente, é aplicada em bebês de 12 a 15 meses, mas algumas vezes é administrada antes e durante epidemias. Uma segunda vacinação (reforço) é aplicada rotineiramente em crianças entre 4 e 6 anos. A tríplice viral é uma vacina combinada que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Criança que nasce com rubéola pode transmitir o vírus por até um ano. Por isso, devem ser mantidas afastadas de outras crianças e gestantes.
  15. 15. * * Isolamento respiratório; * Máscara para todas as pessoas que entrarem no quarto * Avental para quem manusear o paciente * Todo material que não for descartável deve ser esterilizado Repouso no leito; * Banho com sabão neutro e água morna 2 vezes ao dia * Higiene nasal 4 vezes ao dia * Higiene ocular 4 vezes ao dia * Higiene ocular 4 vezes ao dia * Higiene oral com água bicarbonatada 2 vezes ao dia * Ensinar o paciente a proteger a boca e nariz sempre que espirrar ou tossi * Oferecer líquidos com frequência; * Controlar temperatura corporal. * Proporcionar ambiente arejado e livre de corrente de ar * Lavar as mãos antes e depois de entrar em contato com o paciente
  16. 16. *#EM CASA * Todos os objetos que a pessoa infectada entrar em contato deve ser lavada e fervida e guardada separadamente das demais. * Como: * Talheres; * Roupas em geral; * Utensílios em geral devem ter o mesmo procedimento.
  17. 17. *Obrigado!! *

×