Como desenvolver projetos

6.474 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como desenvolver projetos

  1. 1. NAS ONDAS DO RÁDIO Reunião 16/12/09
  2. 2. Áreas Temáticas <ul><li>Gestão do Conhecimento </li></ul><ul><li>Mediação de Comunicação </li></ul><ul><li>Educomunicação </li></ul>
  3. 3. Como se faz um projeto? Por que um projeto? O PROJETO
  4. 4. CONSIDERAÇÕES INICIAIS <ul><li>O que é um Projeto? </li></ul><ul><li>Quais os tipos de projeto? </li></ul><ul><li>Por que precisamos de um Projeto? </li></ul>
  5. 5. O que é um projeto? <ul><li>No sentido literal, projetar é antecipar o futuro, não só desenhando aquilo que se quer ver realizado, como prevendo os recursos necessários – materiais, equipamentos, pessoas e tempo – que serão empregados em sua realização. </li></ul><ul><li>O projeto em si, é uma peça técnica escrita destinada a referenciar o grupo pedagógico ao longo de sua trajetória no espaço educativo. </li></ul>
  6. 6. Quais os tipos de projeto? <ul><li>QUANTO À FINALIDADE </li></ul><ul><ul><li>Projetos de Intervenção </li></ul></ul><ul><ul><li>Projetos de Pesquisa </li></ul></ul><ul><li>QUANTO AO ÂMBITO/ESCOPO </li></ul><ul><ul><li>Projeto Político Pedagógico </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto de Trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto de Ação </li></ul></ul>
  7. 7. Por que precisamos de projetos? <ul><li>para organizar na mente de seus idealizadores o desenho geral e as tarefas específicas que caberão a cada componente da equipe; </li></ul><ul><li>para evitar a pulerização de esforços, a duplicidade de soluções e o retrabalho. </li></ul>
  8. 8. ELEMENTOS DO PROJETO <ul><li>CRIAÇÃO </li></ul><ul><ul><li>Título </li></ul></ul><ul><ul><li>Concepção </li></ul></ul><ul><ul><li>Justificativa </li></ul></ul><ul><li>GESTÃO </li></ul><ul><ul><li>Objetivos </li></ul></ul><ul><ul><li>Metas </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento: tarefas, cronograma, organograma </li></ul></ul><ul><ul><li>Recursos necessários </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação e Registro </li></ul></ul>
  9. 9. Título <ul><li>deve definir, sem margem de dúvida, o que realmente se pretende. “Radioescola do Colégio D. Pedro II” soa muito melhor que “Interdisciplinaridade através da mídia radiofônica”. </li></ul>
  10. 10. Concepção <ul><li>é a definição sucinta da natureza (finalidade, orientação, motivação) e do alcance (âmbito, escopo) do que se planeja </li></ul>
  11. 11. Justificativa <ul><li>aqui cabe a descrição da demanda ou necessidade que se quer ver atendida. É importante que ela não seja só uma causa genérica, que poderia muito bem ser atendida por qualquer projeto semelhante, mas que se demonstre, na sua especificidade, a importância e a pertinência da proposta específica. </li></ul>
  12. 12. Objetivos <ul><li>são as intenções amplas e abrangentes a que se pretende contemplar por meio do projeto. Não devem ser confundidos com a justificativa, nem com as metas; </li></ul><ul><li>os objetivos são avaliados como “cumpridos” ou “não cumpridos” (qualificáveis); </li></ul><ul><ul><li>gerais – quando se referem ao universo macro da estrutura onde o projeto será realizado. </li></ul></ul><ul><ul><li>específicos – que podem ser entendidos como tarefas a serem cumpridas dentro do próprio projeto. </li></ul></ul>
  13. 13. Metas <ul><li>São mensuráveis e quantificáveis. </li></ul><ul><ul><li>Quantos alunos serão beneficiados pelo projeto? </li></ul></ul><ul><ul><li>Durante quanto tempo? </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantas produções resultarão da atividade? </li></ul></ul>
  14. 14. Desenvolvimento I <ul><li>TAREFAS: o passo-a-passo do projeto deverá ser detalhado, em termos de </li></ul><ul><ul><li>fases de trabalho, </li></ul></ul><ul><ul><li>ações a serem realizadas em cada fase e </li></ul></ul><ul><ul><li>maneira como isso deverá acontecer. </li></ul></ul>
  15. 15. Modelo de cronograma Desenvolvimento II: CRONOGRAMA  X. Avaliação final  IX. Avaliação intermediária VIII.Atividades da radioescola VII.Montagem da radioescola VI.Formação preliminar (oficinas) V.Organização do grupo maior IV.Composição da equipe principal III.Apresentação e discussão II.Elaboração do projeto (1ª versão) Recesso / férias I.Pesquisa preliminar Dez. Nov. Out. Set. Ago Jul. Jun. Mai. Abr. Mar. Fev.
  16. 16. Recursos Necessários <ul><li>todo os projetos devem contar com uma previsão realista dos recursos necessários para a sua implementação. Classicamente, a metodologia de projetos costuma dividir estes recursos em: </li></ul><ul><ul><li>materiais: expressos na forma de equipamento, bens consumíveis e outros itens que podem (e devem) ser orçados em espécie; </li></ul></ul><ul><ul><li>humanos: itens que dizem respeito à organização de pessoas e divisão das respectivas tarefas. Assim como os materiais devem ser previstos sempre para mais, deve-se buscar obter também uma folga de recursos humanos, prevendo-se uma relação de suplentes para todas as funções importantes. </li></ul></ul>
  17. 17. Avaliação <ul><li>A metodologia de avaliação deve contemplar, tanto o conjunto do projeto na forma de avaliação final ao término do ano ou do semestre, como as avaliações pontuais desenvolvidas ao longo das atividades. </li></ul>
  18. 18. Quem somos? <ul><li>Carlos Eduardo Fernandes </li></ul><ul><li>Eveline Araújo </li></ul><ul><li>Isabel Leão </li></ul><ul><li>Marciel Consani </li></ul><ul><li>Mauro Cordeiro </li></ul><ul><li>Michel Sitnik </li></ul><ul><li>Patricia Horta </li></ul>

×