Tigres asiáticos china 9B

258 visualizações

Publicada em

geografia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
258
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tigres asiáticos china 9B

  1. 1. Tigres Asiáticos
  2. 2. Histórico  A partir da década de 1980, alguns países do Pacífico começaram a apresentar altos índices de crescimento mundial e interferência no mercado mundial, sendo por isso designados tigres asiáticos.  O termo lembra agressividade e é exatamente essa a característica fundamental desses países.
  3. 3. Eles utilizaram estratégia arrojada de atração de capital estrangeiro - apoiada na mão-de-obra barata e disciplinada, na isenção de impostos e nos baixos custos de instalação de empresas.
  4. 4.  A imensa e ininterrupta expansão da economia japonesa foi decisiva para criar um dinâmico mercado em toda a área circundante do Pacifico. O Japão atuou não só como estímulo, mas também como exemplo.  Atualmente o Japão tem uma economia supercompetitiva que está enfrentando a União Européia e os Estados Unidos.
  5. 5.  O crescimento mais marcante foi o apresentado pela Coréia do Sul, um dos mais pobres países em desenvolvimento na década de 1960 que se transformou numa nação semi-industrializada de renda média.  O progresso de Taiwan seguiu o mesmo rumo.
  6. 6.  Os Tigres compartilham muitas características com outras economias asiáticas, como Japão e China. Iniciaram o que passou a ser visto como uma particular aproximação asiática do desenvolvimento econômico.
  7. 7. Arranha-céus de Hong Kong
  8. 8. Singapura
  9. 9. Taiwan
  10. 10. Coréia do Sul
  11. 11.  Com o tempo, o termo Tigre tornou-se sinônimo de nação que alcançou o crescimento com um modelo econômico voltado para exportação. Recentemente, nações do Sudeste asiático, como Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia também passaram a ser consideradas Tigres.
  12. 12.  Alguns desses países estavam na década de 1960 com indicadores sociais semelhantes a de países africanos altamente estagnados; as principais transformações basearam-se em acesso à educação e criação de infra-estrutura de transportes (fundamental para a exportação competitiva).
  13. 13.  Eles encaram a educação como um meio de aumentar a produtividade.  Os países melhoraram o sistema educacional em todos os níveis, assegurando que toda criança freqüente o ensino fundamental e o ensino médio. Também investiu-se na melhoria do sistema universitário.
  14. 14.  Como os Tigres eram relativamente pobres durante a década de 1960, tinham abundância de mão-de-obra barata. Juntamente com a reforma educacional eles conseguiram aproveitar essa vantagem, criando uma força de trabalho de baixo custo, mas muito produtivo.
  15. 15. Fatores do Desenvolvimento  Além de um sério planejamento econômico, outros fatores favoreceram o desenvolvimento destes países:  Investimento de capital estrangeiro;  Exploração da força de trabalho, relativamente barata, que compensava a falta de matérias-primas as férias são muito reduzidas, a jornada de trabalho elevada;
  16. 16. Fatores do Desenvolvimento Distribuição mais equilibrada de renda em relação a outros países capitalistas; Economias voltadas fundamentalmente para o mercado externo; Ética confucionista - estabelece um modelo socioeconômico que enfatiza o equilíbrio social, a consciência de grupo, a hierarquia, a disciplina e o nacionalismo. As
  17. 17. confucionismo  O confucionismo é um sistema filosófico chinês criado por Kung-Fu-Tzu (Confúcio).  Entre as preocupações do confucionismo estão a moral, a política, a pedagogia e a religião. Conhecida pelos chineses como Junchaio (ensinamentos dos sábios).
  18. 18. Confúcio
  19. 19. Confúcio e seus estudantes, imagem da Dinastia Ming
  20. 20. Crítica ao modelo exportador Uma das principais críticas ao sistema econômico dos Tigres é o foco exclusivo na exportação, deixando de lado a importação. Com isso, essas economias tornam-se extremamente dependentes da saúde
  21. 21. China  Com dimensões continentais, a China é o 3° maior país da Terra, ficando atrás somente da Rússia e do Canadá.  Mas o grande destaque da China é a sua gigantesca população, a maior do globo. Em cada cinco habitantes da Terra, um é chinês.
  22. 22. China Atualmente, porém, o crescimento demográfico é de apenas 1% ao ano, impressionante acréscimo anual de 10 milhões de pessoas ao contingente populacional. Um dos mais sérios problemas chineses - a questão populacional - parece estar sendo resolvido. O fenômeno da fome e da subnutrição sempre esteve na longa história chinesa, uma das
  23. 23. ZEEs  Zonas Econômicas Especiais (ZEEs): áreas no litoral da china, que englobam hong- kong, que são capitalistas e abertas para investimentos estrangeiros, essas áreas são responsáveis pelo grande crescimento econômico chinês.
  24. 24. ZEEs  A necessidade de reformar a economia chinesa e alterar as condições sociais no país fez com que a China se estruturasse na esfera econômica.  Desde o final dos anos 70, a China adota uma crescente liberalização da economia, concentrada em Zonas Econômicas Especiais (ZEEs).
  25. 25. ZEEs Esta abertura progressiva, no entanto, foi cautelosa. As autoridades escolheram a região sul do país, deixando o “coração” da China, o norte e o centro isolados das influências ou “contágios” que se viessem
  26. 26. ZEEs  As ZEEs foram criadas para acabar com a estagnação econômica que atingia os países socialistas e os afastavam do nível de desenvolvimento do capitalismo;  São espaços territoriais onde foram concedidas condições especiais para a fixação de capitais estrangeiros;
  27. 27. ZEEs Com o objetivo de atrair capital externo, expandir as exportações, receber novas tecnologias e absorver métodos ocidentais de administração, essa iniciativa contribuiu para alavancar o desenvolvimento econômico e tecnológico, além de fortalecer a inserção do país
  28. 28. ZEEs  Essas ZEEs localizam-se em áreas litorâneas, estabelecendo-se medidas semelhantes às adotadas nos Tigres Asiáticos: - baixos impostos; - isenção total para a implantação de máquinas e equipamentos industriais; - facilidades para a remessa de lucros ao exterior.
  29. 29. ZEEs Além disso, as empresas que nelas se instalam podem estabelecer os seus próprios planos de desenvolvimento, desde que consigam encontrar fundos para tal e contam com a mão-de-obra mais barata do mundo, o que torna os preços dos produtos imbatíveis no mercado internacional. As conseqüências dessas medidas foram altas taxas de crescimento e
  30. 30. ZEEs  As ZEEs fizeram aparecer os primeiros traços capitalistas na China comunista. Uma China já em fase de transição para o que oficialmente se designava por “uma economia socialista de mercado”.
  31. 31. Abertura só para o comércio! O principal problema do modelo chinês é o fato de a abertura econômica não ter sido acompanhada pela abertura política. A liberdade de mercado não foi estendida às outras instâncias da vida social. Ainda é vedada à sociedade chinesa a liberdade cultural, de organização sindical, de expressão e comunicação.
  32. 32. Muralha China
  33. 33. Muralha da China  A chamada Muralha da China, ou Grande Muralha, é uma impressionante estrutura de arquitetura militar construída durante a China Imperial.  Com aproximadamente três mil quilômetros de extensão, a sua função era a de conter as constantes invasões dos povos ao Norte.
  34. 34. Muralha da China  O desenho e a construção da Grande Muralha são um reflexo fiel da sabedoria dos estrategistas e construtores daqueles tempos.  Aproveitando o relevo, nas partes mais altas foram construídas torres, onde ficavam os atalayas que tinham por função servir como um alarme a possíveis ataques.
  35. 35. Muralha da China  A Grande Muralha da China era um mecanismo de autodefesa antigo, e é formada de muros, passagens, fortalezas e torres. A Grande Muralha passa por cadeias de montanhas, atravessa desertos. Passando por desfiladeiros estrategicamente importantes e difíceis para acessar, ela foi construída aproveitando-se as características geográficas das montanhas.
  36. 36. Muralha da China  Embora seja comum a idéia de que se trata de uma única estrutura, na realidade consiste em diversas muralhas, construídas por várias dinastias ao longo de cerca de dois milênios.  Se, no passado, a sua função foi essencialmente defensiva, no presente constitui um símbolo da China e uma procurada atração turística.
  37. 37. Curiosidades Afirma-se que a Grande Muralha é a única estrutura construída pelo Homem a ser vista da Lua. Isso, porém não é verdade; Acredita-se que os trabalhos na muralha ocuparam a mão-de-obra de cerca de um milhão de homens; Calcula-se que a Grande Muralha tenha empregado cerca de trezentos milhões de metros cúbicos de material, o suficiente para
  38. 38. Curiosidades  A Muralha da China após concurso informal internacional em 2007, foi considerada uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.  Hoje a China é o país mais industrializado do sul, lugar que era ocupado pelo Brasil nos anos 80, e pode se tornar uma das maiores potências econômica, política e militar do mundo.
  39. 39. Curiosidades  Apesar de ocupar o sexto lugar na economia mundial, devido à densidade demográfica tão elevada 1,3 bilhões de habitantes, os indicadores sociais se assemelham ao dos países do sul;  A população passa por problemas como: desnutrição, grande número da população vive no campo e há elevado índice de mortalidade infantil.
  40. 40. Galeria de fotos
  41. 41. Galeria de fotos
  42. 42. Galeria de fotos
  43. 43. Galeria de fotos

×