TRANSTORNO DISSOCIATIVO DEIDENTIDADEPor: Antônio JúniorFabiana FoeppelGilmário CarvalhoHenrique ReisItamar AraújoLívia Ber...
Início: Século XIX O surgimento dos portadores de estado depossessão perante a sociedade;Benjamin Rush ;Jean-Martin Ch...
A inclusão no Manual Diagnóstico e Estatísticode Transtornos Mentais(DSM-III), 1980,estabeleceu um cenário propício para o...
O interesse pelos traumas psicológicos associadoscom:combate militardesastres civisabuso de criança
Ocorre predominantemente em pessoas do sexofeminino;No final da adolescência e início da vida adulta,ocorrem os sintomas...
Desconhecida e são relacionados à fatores como:Evento de vida traumáticoTendência para desenvolvimentoFatores ambienta...
As características das personalidades são: Súbitas e dramáticas; Amnésia ou retenção completa do consciente; Amigas e ...
 Amnésia; Alteração do comportamento; Aparecimento de personalidades; Relatos de distorções e lapsos temporais ; Obje...
Critérios diagnósticos:Presença de duas ou mais identidades ou estadosde personalidades distintas;Pelo menos duas dessa...
Critérios diagnósticos:Incapacidade de recordar informações pessoaisimportantes, demasiadamente extensa para serexplicad...
 Amnésia; Fuga dissociativa; Esquizofrenia; Transtornos bipolares de ciclagem rápida; Transtornos de personalidades b...
Inicia-se em crianças predominantemente nosexo masculino, a partir dos 3 anos de idade;Sintomas de transtornos depressiv...
Os dois padrões sintomáticos nas adolescentesmulheres são:1ºPadrão:Vida caótica promíscua;Uso de drogasSintomas somát...
2ºPadrão:Retraimento e comportamento infantil.Incorretas classificações como: transtorno do humor ; transtorno de ans...
Os adolescentes homens podem adquirirproblemas com autoridades escolares e atémesmo com a lei.
Quanto mais precoce o início do transtornodissociativo de identidade pior é o prognóstico,pois, uma ou mais das personalid...
Cada uma dessas personalidades individualmentepode obter transtornos mentais próprios, sendoque o mais comum é o transtorn...
O tratamento mais eficaz para TDI: PSICOTERAPIA ORIENTADA; HIPNOTERAPIA ou SESSÕES DE ENTREVISTASAUXILIADAS POR DROGAS.
A Psicoterapia é um método de tratamento, umaaplicação dos conhecimentos da Psicologia e daPsicopatologia na clínica psico...
 Tratamento de Transtornos Psicológicos como: Transtorno do Pânico; Fobias; Transtorno Dissociativo; Depressão; Anor...
Hipnoterapia é um tratamento terapêutico que seutiliza de diversos meios, para soluções dediversos problemas.
 Métodos de tratamentos: Regressão de idade; Amnésia Estruturada; Hiperamnésia; Catalepsia; Dissociação de elementos;
 Estabelecer uma aliança de trabalho. Fazer o diagnóstico, informar o paciente e manter a aliançaterapêutica. Fazer con...
 Ajudar o paciente a desenvolver cada vez mais cooperaçãoentre estados de alter. Ajudar o paciente a desenvolver habilid...
As questões da competência dos pacientes paraserem levados a julgamento e do grau deresponsabilidade pelo comportamento de...
As defesas mais comuns que se destacaram: Os réus com transtornos que não podem serconsiderados por suas ações; A impos...
 ANDREASEN, N.C.; BLACK, D.W. Introdução à Psiquiatria.4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. BEZERRA, F. Transtorno Dissocia...
DSM-IV-TR – Manual diagnóstico e estatístico detranstornos mentais (Trad. Cláudia Dornelles; 4ed. rev. – Porto Alegre: Ar...
 ONO, M.K.; YAMASHIRO, F.M. Múltiplas personalidades: odistúrbio dissociativo da identidade. São Paulo: Unicamp.Disponíve...
transtornos dissociativos de personalidades multiplas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

transtornos dissociativos de personalidades multiplas

4.701 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.701
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

transtornos dissociativos de personalidades multiplas

  1. 1. TRANSTORNO DISSOCIATIVO DEIDENTIDADEPor: Antônio JúniorFabiana FoeppelGilmário CarvalhoHenrique ReisItamar AraújoLívia BertoldiNadson MoraisPaula IsenseeILHÉUS-BA2013
  2. 2. Início: Século XIX O surgimento dos portadores de estado depossessão perante a sociedade;Benjamin Rush ;Jean-Martin Charcot e Pierre Janet ;Sigmund Freud e Eugen Bleuler.
  3. 3. A inclusão no Manual Diagnóstico e Estatísticode Transtornos Mentais(DSM-III), 1980,estabeleceu um cenário propício para odesenvolvimento de pesquisas clínicas sólidassobre a condição.
  4. 4. O interesse pelos traumas psicológicos associadoscom:combate militardesastres civisabuso de criança
  5. 5. Ocorre predominantemente em pessoas do sexofeminino;No final da adolescência e início da vida adulta,ocorrem os sintomas, sendo que normalmente 30(trinta) anos é a idade média em que sãodiagnosticados;Até 1/3 dos pacientes tentam suicídio.
  6. 6. Desconhecida e são relacionados à fatores como:Evento de vida traumáticoTendência para desenvolvimentoFatores ambientaisAusência de apoio externo
  7. 7. As características das personalidades são: Súbitas e dramáticas; Amnésia ou retenção completa do consciente; Amigas e inimigas; Nomes próprios; Hospedeira deprimida, ansiosa e moralista; Mistas e bem diferentes;
  8. 8.  Amnésia; Alteração do comportamento; Aparecimento de personalidades; Relatos de distorções e lapsos temporais ; Objetos, escritas e desenhos não reconhecidos ; Ouvir vozes originadas de dentro da pessoa; História grave de traumatismo emocional ou físico antes do5 anos, ou seja na infância.
  9. 9. Critérios diagnósticos:Presença de duas ou mais identidades ou estadosde personalidades distintas;Pelo menos duas dessa identidades ou estadosde personalidade assumem basicamente ocontrole do comportamento da pessoa em tempointegral.
  10. 10. Critérios diagnósticos:Incapacidade de recordar informações pessoaisimportantes, demasiadamente extensa para serexplicada pelo esquecimento comum.Perturbação não se deve aos efeitos fisiológicosde uma substância ou de condições médica geral.
  11. 11.  Amnésia; Fuga dissociativa; Esquizofrenia; Transtornos bipolares de ciclagem rápida; Transtornos de personalidades borderline; Epilepsia parcial complexa.
  12. 12. Inicia-se em crianças predominantemente nosexo masculino, a partir dos 3 anos de idade;Sintomas de transtornos depressivos;Transes, mudanças nas habilidades;Vozes alucinatórias, períodos amnésticos;Comportamentos suicidas ou autolesivos;
  13. 13. Os dois padrões sintomáticos nas adolescentesmulheres são:1ºPadrão:Vida caótica promíscua;Uso de drogasSintomas somáticos e tentativas de suicídio
  14. 14. 2ºPadrão:Retraimento e comportamento infantil.Incorretas classificações como: transtorno do humor ; transtorno de ansiedade generalizada.
  15. 15. Os adolescentes homens podem adquirirproblemas com autoridades escolares e atémesmo com a lei.
  16. 16. Quanto mais precoce o início do transtornodissociativo de identidade pior é o prognóstico,pois, uma ou mais das personalidades podemfuncionar relativamente bem, enquanto outrasatuam paralelamente.
  17. 17. Cada uma dessas personalidades individualmentepode obter transtornos mentais próprios, sendoque o mais comum é o transtorno de humor.
  18. 18. O tratamento mais eficaz para TDI: PSICOTERAPIA ORIENTADA; HIPNOTERAPIA ou SESSÕES DE ENTREVISTASAUXILIADAS POR DROGAS.
  19. 19. A Psicoterapia é um método de tratamento, umaaplicação dos conhecimentos da Psicologia e daPsicopatologia na clínica psicológica,sendo também chamada de Psicologia Clínica.
  20. 20.  Tratamento de Transtornos Psicológicos como: Transtorno do Pânico; Fobias; Transtorno Dissociativo; Depressão; Anorexia; Estresse pós traumático etc;
  21. 21. Hipnoterapia é um tratamento terapêutico que seutiliza de diversos meios, para soluções dediversos problemas.
  22. 22.  Métodos de tratamentos: Regressão de idade; Amnésia Estruturada; Hiperamnésia; Catalepsia; Dissociação de elementos;
  23. 23.  Estabelecer uma aliança de trabalho. Fazer o diagnóstico, informar o paciente e manter a aliançaterapêutica. Fazer contato com os diferentes álteres. Explorar a estrutura do sistema de álteres. Entender a “ideia fixa” particular por trás de cada alter. Trabalhar com os problemas de estado de alter particulares.
  24. 24.  Ajudar o paciente a desenvolver cada vez mais cooperaçãoentre estados de alter. Ajudar o paciente a desenvolver habilidades de manejo nãodissociativas. Confrontar a dissociação e apoiar a integração de memória,afeto e identidade do paciente por meio de catarse daexperiência traumática. Ajudar paciente a desenvolver e consolidar uma novaidentidade.
  25. 25. As questões da competência dos pacientes paraserem levados a julgamento e do grau deresponsabilidade pelo comportamento de diferentesestados de personalidades receberam diversasopiniões judiciais contraditórias.
  26. 26. As defesas mais comuns que se destacaram: Os réus com transtornos que não podem serconsiderados por suas ações; A impossibilidade recordar de suas ações daspersonalidades alternativas; O diagnóstico do (TDI) impossibilita que o réu se adapteà lei, não sabendo distinguir o certo do errado.
  27. 27.  ANDREASEN, N.C.; BLACK, D.W. Introdução à Psiquiatria.4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. BEZERRA, F. Transtorno Dissociativo de Identidade.Disponível em: <http://pt.scribd.com/doc/82928254/7-Transtorno-Dissociativo-de-Identidade>. Acesso em 8 de maiode 2013. DSM-III - Diagnostic and Statistical Manual of MentalDisorders (DSM-III), 3 ed. American Psychiatric Association,Washington DC, 1980. In: ONO, M.K.; YAMASHIRO, F.M.Múltiplas personalidades: o distúrbio dissociativo daidentidade. São Paulo: Unicamp. Disponível em:<http://www.ic.unicamp.br/~wainer/cursos/906/trabalhos/mc906_artigo_multiplas_personalidades_011738_008623.pdf>.Acesso em 8 de maio de 2013.
  28. 28. DSM-IV-TR – Manual diagnóstico e estatístico detranstornos mentais (Trad. Cláudia Dornelles; 4ed. rev. – Porto Alegre: Artmed, 2002.EBERT, M.H.; LOOSEN, P.T.; NURCOMBE, B.Psiquiatria: diagnóstico e tratamento. PortoAlegre: Artmed, 2002.KAPLAN, H.I.; SADOCK, B.J. Tratado dePsiquiatria. 6.ed. Porto Alegre: Artmed, 1999. v.2.
  29. 29.  ONO, M.K.; YAMASHIRO, F.M. Múltiplas personalidades: odistúrbio dissociativo da identidade. São Paulo: Unicamp.Disponível em:<http://www.ic.unicamp.br/~wainer/cursos/906/trabalhos/mc906_artigo_multiplas_personalidades_011738_008623.pdf>.Acesso em 8 de maio de 2013. SADOCK, B.J; SADOCK, V.A. Compêndio de Psiquiatria:ciências do comportamento e psiquiatria clínica. 9.ed.Porto Alegre: Artmed, 2007. TRINDADE, J. Manual de Psicologia Jurídica paraoperadores do Direito. 4.ed. Porto Alegre: Livraria doAdvogado, 2010.

×