Comunicação Pública em Mídias Dinâmicas

1.130 visualizações

Publicada em

Apresentação para o Pensar.Com - Encontro de Comunicação do Senado Federal, 12 de maio de 2014

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • compartilhada 12x mais
    5x mais curtida

  • Ótimo é inimigo do bom
  • Comunicação Pública em Mídias Dinâmicas

    1. 1. about.me/murilopinto Comunicação Pública em Mídias Dinâmicas Cenários e Análises - Pensar.Com Senado Federal, maio de 2014 Murilo Pinto
    2. 2. about.me/murilopinto COMUNICAÇÃO PÚBLICA
    3. 3. about.me/murilopinto Ideais de comunicação Renascimento: mercantilismo, impressão e racionalismo tornam o livro objeto de comunicação e discussão Democracia representativa e ampliação da esfera pública e estabelecem necessidade de acesso livre à informação Revolução industrial massifica meios de produção e de comunicação: rádio, TV, jornais diários Razão e Ação Comunicativa x Razão e Ação Instrumental diálogo autêntico X manipulação dirigida
    4. 4. about.me/murilopinto Publicidade e Esfera Pública Propaganda Estados totalitários Publicidade surge como forma de independência dos veículos frente a governos Lógica comercial Índices de audiência influenciam escolhas de pautas pela imprensa Jornais influenciam os demais campos, como os sociais e políticos Especialistas em media training “valem” mais que especialistas no campo em discussão
    5. 5. about.me/murilopinto Midatização da mídia Todo o discurso político e de questões públicas fica submetido à lógica e à sanção do mercado
    6. 6. about.me/murilopinto Ideal liberal revisitado • Reação à supremacia do mercado • Restabelecimento do debate público autêntico • Informar cidadão para tomada de decisões • Engajamento e inserção do cidadão na vida pública Comunicação pública contemporânea
    7. 7. about.me/murilopinto Governamental Prestação de contas, lobby estatal (convencimento quanto a uma política pública), propaganda, institucional Política Promoção de um agente, marketing político, interesse eleitoral PÚBLICA Esclarecimento dos cidadãos sobre temas de interesse público, para deliberação informada sobre questões da coletividade Dialógica e horizontal Comunicação estatal
    8. 8. about.me/murilopinto PARADIGMA DIGITAL
    9. 9. about.me/murilopinto Computador nasce como ferramenta de guarda e processamento de dados Digitalizar é transformar em dígitos •Toda informação é transformada em números: 0 e 1 Computadores são máquinas de cálculo •Toda informação é facilmente processável por computadores Edição, cópia, armazenamento e transporte sem perdas, sem custos, sem complexidades técnicas Photoshop, Word, MP3, YouTube, BitTorrent, Wordpress... Do que falamos quando falamos em digital
    10. 10. about.me/murilopinto Internet Criada por militares com o objetivo de manter a comunicação e controle em caso de ataques nucleares a centros de poder e comando Rede sem nós centrais Rede de redes Todos os nós podem se conectar a todos os demais diretamente, independentemente de um servidor Computador torna-se ferramenta de comunicação
    11. 11. about.me/murilopinto São a concretização de um projeto social desenvolvido e implementado em torno do digital como ferramenta de comunicação São a interface “natural” desse movimento Se alinham perfeitamente aos princípios de comunicação pública Estão em constante reconfiguração a partir de usos das plataformas adotados pela sociedade Redes sociais
    12. 12. about.me/murilopinto “A informação quer ser livre e gratuita. A informação também quer ser cara. Essa tensão não vai se dissipar” Stewart Brand, 1984 – Hacker’s Conference • Não há ganhos garantidos • Campo de luta política e social constantes • Forças em disputa – Transparência e privacidade – Liberdade e controle – Corporações e coletivos colaborativos • Opções sociais, culturais, econômicas e políticas são feitas diariamente em alguma direção
    13. 13. about.me/murilopinto GOVERNO 2.0 E COMUNICAÇÃO 2’
    14. 14. about.me/murilopinto Usuários ativos de internet no Brasil 81 milhões de pessoas, 49% da população O público TIC domicílios jun/2013 21% (19m) 69% (61m) 73% (65m) 15% (13m) 65% (58m) 41m de contas, mas média de usuários ativos é de 34%
    15. 15. about.me/murilopinto
    16. 16. about.me/murilopinto eGov Receita Federal e demais tributos (CPF, IRPF, taxas) 78% (45m) Emissão de documentos (certidões, licenças etc.) 47% (27m) Justiça (processos, direitos de consumidor e trabalhista) 44% (25m) Concurso e emprego 38% (22m) Educação 26% (15m) Previdência e assistência social 23% (13m) Saúde 22% (13m) Habilitação e veículos 21% (12m) Direito do consumidor 14% (8m) Boletim de ocorrência 6% (3m) Canais de interação e participação 6% (3m) % dos usuários de e-gov: serviços usados Base: 65% do total de usuários ativos de internet TIC domicílios, jun/2013
    17. 17. about.me/murilopinto Brasil é o 59º em eGov no mundo Nota: 6 Atrás de Eslovênia, Rússia, Grécia, Cazaquistão, Chile, Arábia Saudita, Latívia, Colômbia, Chipre, México, Barbados, Uruguai, Argentina • Capital humano: 8,2 • Serviços: 6,7 • Foi um dos dois únicos da sub-região que subiram no ranking em relação a 2010 • Infraestrutura: 3, 6 • Principal gargalo: internet e telefonia fixas • 5º na América do Sul • 10º na América
    18. 18. about.me/murilopinto Presença de instituições públicas em redes sociais Facebook 25% Twitter 23%Instagram 14% YouTube 20% LinkedIn 4% Slideshare 3% Flickr 11% Redes e-gov, maio de 2014 base: 88 tumblr foi ignorado na consulta
    19. 19. about.me/murilopinto Benchmark
    20. 20. about.me/murilopinto Alguns números em detalhe
    21. 21. about.me/murilopinto Graus de eGov Difusão Fomento ao debate público esclarecido Ampliação do alcance e circulação de informações Desenvolvimento de confiança institucional Serviço Otimização de recursos com uso de ferramentas eletrônicas em rede Transações online Colaboração Cooperação e coordenação intragovernamental Governo como plataforma (técnica) da sociedade Dados abertos Participação Envolvimento público em questões públicas Formulação aberta de políticas públicas Processos deliberativos visíveis Push Ir até (novos) públicos Canais adicionais de distribuição Pull Trazer (novos) públicos Alguma interação Tentativa de controle do fluxo informacional Interativa Relacionar-se com (novos) públicos Escuta tão intensa e relevante quanto difusão Estratégias de comunicação Levar informações de governo ao público Levar conhecimentos do público ao governo
    22. 22. about.me/murilopinto Usos típicos na comunicação Repositório • Contorno de limitações orçamentárias e técnicas • Abandono pós-publicação Ampliação do alcance • Conteúdo já existente, produzido para outros canais • Visão limitada das redes sociais Criação de conteúdos exclusivos • Alinhamento mais adequado entre objetivos institucionais e expectativas de usuários nas plataformas Relacionamento • Grau maior de maturidade • Tentativas de adaptação ao ambiente • Valorização real do aspecto bidirecional
    23. 23. about.me/murilopinto Comunicação: impactos Confiança no conteúdo • Viralização • Redução de danos por boatos e crises • Demandas e atendimento Busca social • Fact-checking nas mídias sociais • Redução ainda maior da relevância de sites como curadores/ editores/ gatekeepers de informação Feedback instantâneo • Qualitativo • Quantitativo • “Gratuito” Novos públicos, externos aos nichos habituais • Nova linguagem, pautas, abordagens • Educação e formação básicas • Inclusive para o debate civilizado e cidadão
    24. 24. about.me/murilopinto O caminho de todos Ir aonde o povo está: necessidade imposta • Operação fora dos muros e contextos tradicionais • Hesitação institucional • Visto como modismo ou irrelevante Experimentação: mapeamento de terras desconhecidas • Decisões tomadas sem regulamentação e procedimentalização • Decisões de níveis operacionais, sem cúpulas • Soluções improvisadas Freio de arrumação: alguns conhecimentos já internalizados • Alinhamento com objetivos institucionais • Integração com mídias e procedimentos estabelecidos • Respeito a cada campo e plataforma • Dificuldades culturais internas e organizacionais, não técnicas • Reações da direção às implementações, sucessos e erros da fase anterior Próximo nível de maturidade?
    25. 25. about.me/murilopinto Cidadão fala Governo escuta Governo atua Cidadão confia
    26. 26. about.me/murilopinto SOBRE NÓS
    27. 27. about.me/murilopinto “Memes” e níveis de informação Meme Notícia Decisão Mesmos critérios de seleção e relevância Não necessariamente mesmos conteúdos Adaptação da linguagem ao público Fundamentos técnicos, com termos próprios do campo de estudo Explicação simples, prática e geral Atração
    28. 28. about.me/murilopinto Notícia: 21 mil leituras
    29. 29. about.me/murilopinto 1:1.000 400 interações clicou curtiu/ compartilhou / comentou 8 mil cliques para o portal 3 mil interações Em geral, fotos geram MUITO MAIS (7x+) interação (“envolvimento”)
    30. 30. about.me/murilopinto PDF!?
    31. 31. about.me/murilopinto PLANEJAMENTO?
    32. 32. about.me/murilopinto Filosofias de desenvolvimento Evita riscos Processo lento de testes Nenhum produto até “pronto” Grandes lançamentos Ciclos longos de desenvolvimento Riscos são parte do processo Testes e correções contínuos Novidades incrementais Pequenos e constantes ajustes Ciclos curtos de desenvolvimento iterativo“waterfall”
    33. 33. about.me/murilopinto Estratégia deve ser estratégica Metas mais abstratas •Alinhadas ao plano institucional •Coordenadas e comparáveis com resultados de outros veículos e mídias •Força a mudança também nas outras unidades Ferramentas, linguagens, abordagens e plataformas são operação •Ciclos mais longos de planejamento devem cuidar de questões menos pontuais Planejamento operacional •Ciclos curtos •Liberdade do gestor •Exige senioridade profissional •Adaptação às mudanças inevitáveis e constantes •Fast track decisório
    34. 34. about.me/murilopinto
    35. 35. about.me/murilopinto ALGUMAS IDEIAS (E PROVOCAÇÕES) FINAIS
    36. 36. about.me/murilopinto Sistemas próprios? Forçar aprendizado de novas interfaces e enclausurar o debate? Em alguns campos, pode funcionar
    37. 37. about.me/murilopinto Mas não é mais simples só entrar na rede? As instituições devem adaptar-se a serem mais um agente, sem qualquer tipo de poder extrínseco à rede, e legitimarem-se como nó central a partir da lógica da própria comunidade. Mesmo sendo a centralidade efêmera, transitória, e precisando ser conquistada cotidianamente. Governo não é a maior autoridade nem a primeira opção de validação de informações. Entrar na rede é, por definição, abrir mão do controle. Inclusive das plataformas.
    38. 38. about.me/murilopinto Enquete x Debate Abordagem “de enquete” é altamente questionável. Redes são adequadas a instrumentos de debate, consenso, diálogo e dialética Democracia digital como exercício argumentativo, não plebiscitário “Deliberação estática” x “Deliberação dinâmica”
    39. 39. about.me/murilopinto Reuso de conteúdos já produzidos X novos conteúdos específicos Senado em tempo real “Narração” de votações e discursos Experiência de segunda tela Envolvimento imediato no debate público Influência no momento de formação de opinião Correção de enganos antes de circulação de boatos
    40. 40. about.me/murilopinto Ações de improbidade/MPF-BA Emendas parlamentares? Destinos de viagens oficiais?
    41. 41. about.me/murilopinto PáginasDemais.Leg.Br? Unidades administrativas também precisam operar em rede, abrindo mão do “controle” Foco deve ser a perspectiva do usuário Em particular desse novo usuário que se busca na rede, do qual a instituição é ainda menos conhecida que o habitual. Estrutura interna não significa NADA para ele. (Nem pra maioria, pra ser sincero) Essas páginas suportam a missão do Senado? Atendem aos públicos ou aos silos administrativos?
    42. 42. Murilo Pinto http://j.mp/murilopinto fb.com/groups/ComDigSetPub/ fb.com/groups/RedesEgov/ Façam parte! Comunicação Pública em Mídias Dinâmicas
    43. 43. about.me/murilopinto REFERÊNCIAS Todos os links, dados, arquivos e livros estão aqui: http://j.mp/MuriloSenado
    44. 44. about.me/murilopinto • Constituição crowdsourced da Islândia – http://youtu.be/4uJOjh5QBgA • (http://j.mp/ConstituicaoCrowdsourced) – https://www.facebook.com/Stjornlagarad • (http://j.mp/ConstituicaoIslandia) • Blog do Marco Civil – http://culturadigital.br/marcocivil/ • E-Democracia – http://edemocracia.camara.gov.br/ – http://edemocracia.camara.gov.br/web/marco-civil- da-internet/wikilegis – http://edemocracia.camara.gov.br/web/ampliacao- do-judiciario/inicio
    45. 45. about.me/murilopinto • Pierre Lévy. Tudo dele, principalmente: – http://j.mp/LevyInteligenciaColetiva – http://j.mp/LevyTecnologiaInteligencia – http://j.mp/LevyCibercultura – http://j.mp/LevyPalestraSenac • Nino Carvalho – http://slideshare.net/ninocarvalho • I Forgot my Phone – http://j.mp/videoiforgotmyphone
    46. 46. about.me/murilopinto • Benchmark de perfis e páginas de governo – http://j.mp/MidiasSociaisGoverno • Social Media in the Public Sector, Ines Mergel – http://j.mp/LivroMidiaSocialGoverno • TooManyWebsites.gov, White House – http://j.mp/SitesDemaisPontoGov • Restoring Trust in Government: The Potential of Digital Citizen Participation – http://j.mp/CidadaniaDigitalIBM
    47. 47. about.me/murilopinto • Mapa de ações de improbidade/MPF-BA – http://j.mp/MapaImprobidadeBA • TIC/Domicílios, 2012 – http://j.mp/TIC2012-2013 • Pierre Bourdieu, A influência do jornalismo – http://j.mp/BourdieuInfluenciaJornalismo • Usos e Significados do Conceito Comunicação Pública – http://j.mp/ComunicaçãoPúblicaBethBrandão
    48. 48. about.me/murilopinto • Twitter, usuários no Brasil e ativos – http://j.mp/usuariosTwitter • ONU, eGov 2012 – http://j.mp/ONUeGov2012 • Blog TSA, Hooray, bloggers! – http://j.mp/blogTSA • STJ – http://j.mp/STJnoticias • CNJ – http://j.mp/fb-CNJ • Prefeitura de Curitiba – http://j.mp/fbCwb
    49. 49. about.me/murilopinto • Vote na Web – http://j.mp/votenawebRevengePorn • We, the people / Death Star by 2016 – http://j.mp/ObamaDeathStar • CDC, Zombiecalypse – http://j.mp/CDCzumbis • Obama e a graça na política, Ronaldo Lemos – http://j.mp/LemosHumor • Google Moderator – http://j.mp/GoogleModEx
    50. 50. about.me/murilopinto • Grupo Comunicação Digital no Setor Público – http://j.mp/grupoComDigSetPub • Grupo Redes E-Gov – http://j.mp/grupoRedesEgov • Facebook “Move Fast and Break Things” – http://j.mp/FacebookBreakThings • Facebook “Move Fast with Stable Infra” – http://j.mp/FacebookStableInfra • Eu – http://j.mp/murilopinto

    ×