Arapuca, mina de ouro ou futuro inevitável? Análise de 
conteúdo do discurso sobre a educação a distância (EaD) na 
mídia ...
Contextualizando... 
 Educação a Distância (EaD), solução redentora ou "fábrica de 
diplomas"? 
 Uma nova forma de apren...
O discurso midiático 
 Teoria do agendamento (agenda-setting) 
 Influência sobre "o quê" pensar 
 ...e "como" pensar 
...
Análise de conteúdo 
 Produtos textuais são um componente da representação 
social de um fenômeno 
 Detecção de tendênci...
Corpo e amostragem 
 Mídia generalista: Veja, Isto É, Galileu, Superinteressante, 
Nova Escola e Caros Amigos (12 textos)...
Enquadramentos 
 Contextualização dos acontecimentos sociais 
 Selecionam aspectos da realidade 
percebida 
 Levam a um...
Legitimação 
 Aplicabilidade, como justificava para investimentos e 
financiamentos em EaD 
 Perfil do aluno: maturidade...
Tecnológico 
 Foco na tecnologia de mediação em detrimento do 
pedagógico 
 Ambientes virtuais de aprendizagem 
 Videco...
Pedagógico 
 Contribuição da EaD em termos dos processos de ensino 
aprendizagem 
 Modelo pedagógico: tratado de forma s...
Impacto social 
 Relação entre EaD e aspectos da estrtura social 
 Tecnologia como fator de mudança cultural: tecnologia...
Política educacional 
 Intervenção dos diversos atores sociais e políticos de forma 
organizada e sistematizada 
 Quadro...
Econômico 
 Benefícios financeiros, investimentos e custos relacionados à 
modalidade de educação a distância 
 Crescime...
Crítica 
 Perspectiva de refutar ou de reinterpretar os resultados da 
implementação da tecnologia educacional 
 Enquadr...
Considerações 
 Adequação do discurso a uma ideologia vigente: neoliberalismo 
e racionalidade técnica 
 Globalização e ...
 Na mídia generalista, evidência de dualidade 
 Visão negativa baseada em cenário extremo de substituição 
docente 
 Us...
Arapuca, mina de ouro ou futuro inevitável? Análise de conteúdo do discurso sobre a educação a distância (EaD) na mídia ge...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arapuca, mina de ouro ou futuro inevitável? Análise de conteúdo do discurso sobre a educação a distância (EaD) na mídia generalista e setorial do ensino privado

916 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Fortaleza, CE – 3 a 7/9/2012.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
916
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
411
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arapuca, mina de ouro ou futuro inevitável? Análise de conteúdo do discurso sobre a educação a distância (EaD) na mídia generalista e setorial do ensino privado

  1. 1. Arapuca, mina de ouro ou futuro inevitável? Análise de conteúdo do discurso sobre a educação a distância (EaD) na mídia generalista e setorial do ensino privado Marcelo Sabbatini Universidade Federal de Pernambuco Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica – EDUMATEC marcelo.sabbatini@ufpe.br
  2. 2. Contextualizando...  Educação a Distância (EaD), solução redentora ou "fábrica de diplomas"?  Uma nova forma de aprender e ensinar ou educação de baixa qualidade?  Crescimento explosivo da EaD na última década (setor privado + UAB +...)  Como se posiciona o "grande público"?
  3. 3. O discurso midiático  Teoria do agendamento (agenda-setting)  Influência sobre "o quê" pensar  ...e "como" pensar  Criação e espelhamento da realidade e do imaginário social  Indícios de uma contradição: do “otimismo exacerbado ao questionamento radical"  Neutralidade ou "ordem do discurso"?
  4. 4. Análise de conteúdo  Produtos textuais são um componente da representação social de um fenômeno  Detecção de tendências e modelos de noticiabilidade e enquadramento  Inferências sobre a forma ou intencionalidade das mensagens  Viés quantitativo e/ou qualitativo
  5. 5. Corpo e amostragem  Mídia generalista: Veja, Isto É, Galileu, Superinteressante, Nova Escola e Caros Amigos (12 textos)  Matérias da revista Ensino Superior  Público: diretores e mantenedores de instituições educacionais, principalmente da área particular de ensino superior  Temas: políticas educacionais, relações do setor com o governo brasileiro, temas pedagógicos e gestão nas escolas superiores  Amostra não probabilística e intencional, 70 textos entre dezembro de 2004 abril de 2012  Análise qualitativa com auxílio do software AtlasTI (grounded theory)
  6. 6. Enquadramentos  Contextualização dos acontecimentos sociais  Selecionam aspectos da realidade percebida  Levam a uma interpretação causal  Emitem juízos morais  Recomendam um curso de ação  Uso de uma adaptação de tipologia usada na análise de controvérsias científico tecnológica  Densidade semântica e rede conceituais das categorias de análise
  7. 7. Legitimação  Aplicabilidade, como justificava para investimentos e financiamentos em EaD  Perfil do aluno: maturidade, dedicação, autonomia...  Qualidade: noção de eficiência/efetividade  Flexibilidade: temporal/espacial  Aplicação: educação tecnológica/profissionalizante  Modalidade: equivalência e convergência com digital
  8. 8. Tecnológico  Foco na tecnologia de mediação em detrimento do pedagógico  Ambientes virtuais de aprendizagem  Videconferência como aproximação ao presencial  Emergência do mobile learning e redes sociais  "Mola" de inovação tecnológica
  9. 9. Pedagógico  Contribuição da EaD em termos dos processos de ensino aprendizagem  Modelo pedagógico: tratado de forma superficial e pouco teorizada  Pólos presenciais: tratado em termos de regulamentação/fiscalização  Transformação do papel docente e necessidade de qualificação, mas em perspectiva gerencial
  10. 10. Impacto social  Relação entre EaD e aspectos da estrtura social  Tecnologia como fator de mudança cultural: tecnologia autônoma, caráter "inevitável" e "irreversível" da modalidade  Inclusão digital e relações trabalhistas com baixa densidade semântica  Na mídia generalista: tecnofilia versus cenários tecnofóbicos: desumanização e substituição do professor pela máquina
  11. 11. Política educacional  Intervenção dos diversos atores sociais e políticos de forma organizada e sistematizada  Quadro legal: fiscalização, políticas públicas, democratização do ensino superior  Ações regulatórias vistas como barreiras para o desenvolvimento da EaD privada  Crítica ao modelo pedagógico adotado  Ações públicas vistas como legitimadoras da EaD, mas também como abertura de novos mercados: interiorização, classes emergentes
  12. 12. Econômico  Benefícios financeiros, investimentos e custos relacionados à modalidade de educação a distância  Crescimento e expansão: "grande negócio"  Redução de custos e lucratividade  Posicionamento estratégico de mercado  Internacionalização e colaboração institucional  Possível massificação e precarização
  13. 13. Crítica  Perspectiva de refutar ou de reinterpretar os resultados da implementação da tecnologia educacional  Enquadramento de menor intensidade  Preconceito ou desconfiança como entrave natural a ser superado: desconhecimento  Isolamento, falta de afetividade e evasão mencionados de passagem  Caros amigos: “formato encontrado pelos governantes para diplomar pobres em massa”
  14. 14. Considerações  Adequação do discurso a uma ideologia vigente: neoliberalismo e racionalidade técnica  Globalização e competividade  Pautam a finalidade do processo educativo  Afetam as próprias instituições educacionais  Defesa do livre empreendimento e da desregularização, ainda que pautados pela busca de qualidade e legitimidade  Relação complexa e difusa diante de iniciativas públicas, mas buscando a privatização
  15. 15.  Na mídia generalista, evidência de dualidade  Visão negativa baseada em cenário extremo de substituição docente  Uso extensivo de metáforas: “mina de ouro”, “caça-níquel” “arapuca”, “conto do vigário”, “conto do vigário”, “supletivo de smoking”, “embromação”  Legitimação baseada no modelo pedagógico de interação e socialização, como garantia de efetividade/eficácia do processo.  Discurso complacente, sem um aprofundamento de suas implicações sociais, da política pública e educacional que a fomenta ou mesmo das críticas possíveis.

×