REGINA SILVEIRA<br />MIL E UM DIAS E OUTROS ENIGMAS<br />
Quem é Regina Silveira?<br />Artista gaúcha, nasceu em Porto Alegre, em 1939;<br /> Formou-se em pintura na UFRGS, em 1959...
          Sem título – 1964                                                             Par - 1965<br />
As loucas, 1968<br />
Inflexão,  1987<br />Sem título,ca - 1987<br />
Sem título,ca - 1987<br />
Desenho Preparatório para a obra Silverware, 1990<br />
Vórtice, 1994<br />
Auditorium II, 1990<br />
Mosquedo, 2004<br />
 Atendendo ao convite para expor no Palácio de Cristal em Madrid , Regina Silveira brinca com os planos proporcionados pel...
Projeção no Centro Cultural Banco do Brasil, 2003.<br />
O que vamos ver na Fundação<br />Intervenção no espaço<br />Fotogramas e estudos para anamorfoses<br />Objetos em madeira ...
Um dia que é noite, uma noite que é dia?<br />Um planeta imaginário, um corpo celeste?<br />Distorções de perspectiva ?<br...
INTERVENÇÃO URBANA : <br />promove alguma transformação ou reação, no plano físico, intelectual ou sensorial. <br />
A anamorfose é uma técnica de distorção de projeção que causa uma ilusão, uma deformação de uma imagem, que pode ser recon...
Há, nessas obras, uma referência conceitual ao dadaísmo e surrealismo.<br /> A artista tem como intuito o questionamento d...
A mesma e a outra, 1997<br />
“Minha postura multimídia se baseia nas possibilidades de construção de algo a partir de imagens gráficas de diferentes or...
O paradoxo do santo, 1994<br />
Objetos em madeira e vinil adesivo<br />
Instalação com apropriação de desenhos – As dez pragas do Egito<br />
Vídeo<br />"É uma ficção gigante, como se fosse um céu afixado, independente das variações de dia e noite", diz a artista ...
Recomendações para a visita:<br />É importante ficarmos todos juntos no grupo durante a mediação, deixando para o final as...
FIM<br />Imagens  Google – criação de slides e apresentação: Ivone Bins – Colégio João XXIII -  2011.<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ver arte faz parte - Colégio João XXIII

913 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
913
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ver arte faz parte - Colégio João XXIII

  1. 1. REGINA SILVEIRA<br />MIL E UM DIAS E OUTROS ENIGMAS<br />
  2. 2. Quem é Regina Silveira?<br />Artista gaúcha, nasceu em Porto Alegre, em 1939;<br /> Formou-se em pintura na UFRGS, em 1959.<br />Concluiu mestrado em 1980 e doutorado, em 1984 na ECA-USP (Escola de Comunicação e Artes de São Paulo)<br />É professora no Departamento de Artes Plásticas, desde 1974 em São Paulo.<br />É uma das pioneiras da videoarte, artista multimídia.<br />Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior, Bienais e museus internacionais.<br />
  3. 3. Sem título – 1964 Par - 1965<br />
  4. 4. As loucas, 1968<br />
  5. 5. Inflexão, 1987<br />Sem título,ca - 1987<br />
  6. 6. Sem título,ca - 1987<br />
  7. 7. Desenho Preparatório para a obra Silverware, 1990<br />
  8. 8. Vórtice, 1994<br />
  9. 9. Auditorium II, 1990<br />
  10. 10. Mosquedo, 2004<br />
  11. 11. Atendendo ao convite para expor no Palácio de Cristal em Madrid , Regina Silveira brinca com os planos proporcionados pela estrutura de vidro do Palácio. (1998)<br />Utilizando-se também da efemeridade proporcionada pela luz do sol que invade o ambiente, desconstrói a perspectiva real, e em seu lugar representa uma perspectiva criada e desenhada.<br />
  12. 12. Projeção no Centro Cultural Banco do Brasil, 2003.<br />
  13. 13. O que vamos ver na Fundação<br />Intervenção no espaço<br />Fotogramas e estudos para anamorfoses<br />Objetos em madeira e vinil adesivo<br />Vídeos<br />Instalação<br />
  14. 14. Um dia que é noite, uma noite que é dia?<br />Um planeta imaginário, um corpo celeste?<br />Distorções de perspectiva ?<br />Luz e sombra<br />Espaços construídos<br />
  15. 15. INTERVENÇÃO URBANA : <br />promove alguma transformação ou reação, no plano físico, intelectual ou sensorial. <br />
  16. 16. A anamorfose é uma técnica de distorção de projeção que causa uma ilusão, uma deformação de uma imagem, que pode ser reconstituída com o uso de algum espelho, aparelho ou escolha de um ponto de vista específico.<br />fotograma<br />
  17. 17.
  18. 18. Há, nessas obras, uma referência conceitual ao dadaísmo e surrealismo.<br /> A artista tem como intuito o questionamento da natureza da representação visual e da sua relação com a percepção.<br /> Faz uso da sombra como índice de ausência, de algo de que o observador tem apenas a referência mental.<br />
  19. 19.
  20. 20.
  21. 21.
  22. 22.
  23. 23. A mesma e a outra, 1997<br />
  24. 24. “Minha postura multimídia se baseia nas possibilidades de construção de algo a partir de imagens gráficas de diferentes origens, nos mais diversos procedimentos gráficos. <br />Sempre utilizei e misturei sem preconceitos serigrafia, off set, heliografia, xerox e até as técnicas tradicionais como a litogravura. Tudo aquilo que trata de reprodutibilidade me interessa, assim como me interessa a imagem impressa".<br />Regina Silveira<br />
  25. 25.
  26. 26. O paradoxo do santo, 1994<br />
  27. 27. Objetos em madeira e vinil adesivo<br />
  28. 28.
  29. 29. Instalação com apropriação de desenhos – As dez pragas do Egito<br />
  30. 30. Vídeo<br />"É uma ficção gigante, como se fosse um céu afixado, independente das variações de dia e noite", diz a artista Regina Silveira, que se lança agora a realizar sua maior obra de arte pública, desta vez, no edifício que é um ícone da cidade de São Paulo e da arquitetura, o emblemático prédio na Avenida Paulista desenhado pela arquiteta ítalo-brasileira Lina BoBardi. "Fazer essa caixa maravilhosa e suspensa como se fosse uma caixa bordada é um processo de carinho pelo prédio", diz Regina Silveira, propondo, mais uma vez com maestria, uma "conversa entre real e artifício" com sua criação.<br />
  31. 31. Recomendações para a visita:<br />É importante ficarmos todos juntos no grupo durante a mediação, deixando para o final as fotos e algum trabalho que queiram rever.<br />Não é permitido o uso de flash.<br />O tempo de visitação é de 1 hora.<br />
  32. 32. FIM<br />Imagens Google – criação de slides e apresentação: Ivone Bins – Colégio João XXIII - 2011.<br />

×