Causas de maldição 21- Parte V

1.014 visualizações

Publicada em

Pastoreando um Igreja Ferida

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.014
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Causas de maldição 21- Parte V

  1. 1. CAUSAS DE MALDIÇÃO. PARTE V
  2. 2. FILHOS BASTARDOS
  3. 3. Quando olhamos para a bíblia vemos Deus o Pai da criação dando uma palavra direta para o primeiro casal da terra: Adão e Eva. “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a...” Gn 1:27-28b Partimos do princípio de que Deus abençoa o casal (Adão e Eva) e dá uma palavra de ordem: “frutificai e multiplicai”, isso quer dizer que Deus está desde o início da criação abençoando os filhos. “Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do seu ventre, o seu galardão” Sl 127:3
  4. 4. Deus promete abençoar todas as famílias da terra, a partir de Abraão. “...e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” Gn 12:3 Porém entra o pecado na família, Caim mata seu irmão Abel, e começa a decadência da humanidade. Deus trás uma palavra de maldição para Caim. “E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e errante serás na terra.” Gn 4:11-12
  5. 5. Caim sai da presença de Deus com decreto, “fugitivo e errante serás na terra.” E ele vai para a terra de Node, e na terra de Node ele conhece a sua esposa, e com ela tem um filho que ele dá o nome de Enoque. Caim edifica uma cidade. Começa Caim então a multiplicar, nasce Enoque, Enoque gera Irade, Irade gera Meujael, Meujael gera Metusael, gera Lameque. Aqui começa a história da bigamia e da bastardia. Lameque foi o primeiro a rejeitar o princípio do casamento monogâmico, ordenado por Deus. Foi a partir do envolvimento de Lameque com duas mulheres, que surgem os filhos bastardos.
  6. 6. “e tomou Lameque para si duas mulheres; o nome de uma era Ada, e o nome da outra, Zilá. E Ada teve a Jabal; este foi o pai dos que habitavam em tendas e têm gado. E o nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e órgão. Gn 4:19-21 “E Zilá também teve a Tubalcaim, mestre de toda obra de cobre e de ferro; e a irmã de Tubalcaim foi Naamá. Gn 4:22 A depravação hereditária estava se alastrando progressivamente no lar das famílias.
  7. 7. Esta depravação tem caminhando durante a eras, e infelizmente chegou em nossa época. Observe que a porta de entrada para a depravação familiar é a rebeldia. É interessante ressaltar que o filho bastardo é por natureza rebelde.
  8. 8. TRES COISAS QUE HERDAMOS DA NOSSA COBERTURA FAMILIAR.
  9. 9. IDENTIDADE
  10. 10. Capacidade de você saber quem você é em Deus, em todas as esferas da existência. Muitas das situações que nos identificam como indivíduo que nós somos está diretamente ligado com os nossos pais. A nossa fisionomia, nosso temperamento, nossa nacionalidade, o idioma que falamos, a cor de nossa pele, o nosso nome e etc. Da mesma forma o perfil de segurança pessoal. A autoestima poderá ser construída ou destruída em virtude da cobertura familiar.
  11. 11. O tipo de cobertura moral que é legado pelos pais aos filhos, isso interfere diretamente na capacidade dos filhos, no sentido deles conhecerem ou desconhecerem as verdades de Deus sobre eles mesmos. A identidade demanda uma revelação divina. Quanto mais você aproxima de Deus mais, Ele revela quem nós somos. Nos dias de hoje existe uma crise de identidade, as pessoas acreditam mais nas mentiras de satanás do que nas verdades de Deus. Elas acreditam que são feias, que não são aceitas na sociedade ou em um grupo. Com isso existe um conflito interior muito grande na vida do ser humano.
  12. 12. É importante intendermos que a maneira que os nossos pais, cobrem moralmente as nossos vidas, isso pode nos dar um acesso a revelação da nossa identidade, como pode bloquear esse acesso, e nos fazer vítimas de uma série de mentiras sobre nós mesmos. Esse destrancamento ou trancamento de identidade, está muito ligado a cobertura dos nossos pais.
  13. 13. RELACIONAMENTOS.
  14. 14. Capacidade emocional para construir relacionamentos vitoriosos e saudáveis, isso também vem da cobertura familiar de nossos pais. O equilíbrio temperamental e a saúde emocional.
  15. 15. HERANÇA
  16. 16. Quando falamos de herança, falamos da herança, material, emocional, espiritual, que nós vamos receber de nossos pais. Quando pensamos sobre a herança, isso é um fator muito importante na bíblia, principalmente quando pensamos nas heranças espirituais. É muito importante entendermos a lei da responsabilidade e a lei da herança. A lei da responsabilidade nos ensina que vamos arcar com as consequências de todas as nossas escolhas, eu não posso pegar nada como um pretexto que me desvencilhe das minhas responsabilidades.
  17. 17. A lei da herança nos ensina que herdamos espiritualmente em relação aos nossos pais, nós herdamos não a natureza da escolha deles, mas as consequências das suas escolhas. No sentido do pecado nós não vamos herdar a culpa do pecado, mas sim, as consequências do pecado. São dois conceitos muito importantes em relação ao pecado.
  18. 18. CONCEITO DE CULPA E O CONCEITO DE CONSEQUÊNCIA.
  19. 19. Todo o pecado ele estabelece uma culpa de caráter pessoal intransferível, se você transgredir uma lei espiritual, você se fez culpado por essa transgressão. Mas também todo o pecado produz uma consequência, ou várias conseguências. Quando uma mulher aidética gerou um filho, e esse filho nasceu aidético, ele não tem a culpa de ter nascido aidético e sim a consequência. Isso não parece ser justo, dentro do conceito do merecimento, mas a lei da herança embute um conceito estranho de justiça, por que não é uma justiça que se baseia no merecimento e se fundamenta na filiação. Isso nos leva a crer que Deus se relaciona conosco como um Deus pessoal e geracional.
  20. 20. TRES COISAS QUE HERDAMOS DA NOSSA COBERTURA FAMILIAR. IDENTIDADE, RELACIONAMENTOS E HERANÇA.
  21. 21. FIM

×