Transtorno coord e_disruptivo

4.175 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.853
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transtorno coord e_disruptivo

  1. 1. TRANSTORNO DO DESENVOLVIMENTO DA COORDENAÇÃO
  2. 2. O Transtorno é caracterizado por um desempenho acentuadamente inferior ao nível esperado em atividades que exijam coordenação motora. A criança pode apresentar atrasos para atingir os marcos motores, como sentar, engatinhar e caminhar.
  3. 3. As causas do Transtorno do desenvolvimento da coordenação, são desconhecidas, mas as hipóteses incluem causas tanto orgânicas quanto evolutivas. Os fatores de risco postulado neste transtorno são prematuridade, hipóxia, desnutrição perinatal, baixo peso ao nascer. Anormalidades neuro-químicas e lesões do lobo parietal são indicativos.
  4. 4. 1. O desempenho em atividades diárias que exigem coordenação motora está substancialmente abaixo do nível esperado, considerando a idade cronológica e a inteligência medida do individuo. 2. A perturbação no critério A interfere significativamente no rendimento escolar ou nas atividades da vida diária.
  5. 5. 3. A perturbação não se deve a uma condição médica geral, nem satisfaz os critérios para um Transtorno Invasivo de Desenvolvimento.
  6. 6. TRANSTORNO DE RETT
  7. 7. A causa é desconhecida, embora o curso deteriorante progressivo, após um período inicial, seja compatível com um trantorno metabólico. É provável que o Transtorno tenha uma base genética já que foi visto apenas em meninas, e os relatos de casos até o momento indicam uma concordância em gêmeas monozigóticas.
  8. 8. 1. Desenvolvimento pré-natal e perinatal aparentemente normal. 2. Desenvolvimento psicomotor aparentemente normal durante os primeiros cinco meses após o nascimento. 3. Perímetro cefálico normal ao nascer.
  9. 9. 4. Desaceleração do crescimento craniano entre 5 e 48 meses de idade. 5. Perda das habilidades voluntárias anteriormente adquiridas das mãos entre os 5 e 30 meses de idade. 6. Perda do envolvimento social precocemente no curso do Transtorno. 7. Grave comprometimento do desenvolvimento da linguagem expressiva ou receptiva, com severo retardo psicomotor.
  10. 10. TRANSTORNO DO COMPORTAMENTO DISRUPTIVO
  11. 11. O Transtorno desafiador opositivo consiste de um padrão persistente de comportamentos negativistas, hostis, desafiadores, na ausência de séries de violações de normas sociais ou direitos alheios. 1. Frequentemente perde a paciência. 2. Frequentemente discute com adultos. 3. recusa-se ativamente a obedecer a solicitações ou regras dos adultos.
  12. 12. 4. Perturba as pessoas de forma deliberada; 5. Responsabiliza os outros por seus erros ou mau comportamento. 6. Mostra-se frequentemente suscetível ou aborrecido pelos outros. 7. Frequentemente enraivecido e ressentido. 8. Rancoroso e vingativo.
  13. 13. O comportamento desafiador opositivo que ocorre temporariamente, em reação a um estresse severo, deve ser diagnosticado como um transtorno de ajustamento.

×