NOSSO COMPROMISSO É COM
O RESGATE DA DIGNIDADE DO RODOVIÁRIO
E A RECUPERAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SINDICATO
JORNAL
No dia 25 d...
ESMORECER JAMAIS, AVANTE!
Chapa “O RESGATE”
DIA 25/10/13
VOTE CHAPA 2
DIRETORIA EFETIVOS
SUPLENTES DO
CONSELHO CONSULTIVO
...
OUTUBRO• 2013O RESGATE4
DESRESPEITO E ABANDONO
Primeiro, o grupo da situação parou de reunir a categoria e a sede da Maia ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal da Chapa 2 - O RESGATE, eleições do Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro

1.156 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal da Chapa 2 - O RESGATE, eleições do Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro

  1. 1. NOSSO COMPROMISSO É COM O RESGATE DA DIGNIDADE DO RODOVIÁRIO E A RECUPERAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SINDICATO JORNAL No dia 25 de outubro a categoria tem um encontro com seu destino. Nesse dia, acontece as eleições para a dire- ção do Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro e, um grupo de militantes experientes e de luta da categoria indicou meu nome para conduzir a Chapa 2, de oposição, “O Resgate”. Assumo essa responsabilidade com a determinação de quem milita na luta sindical por mais de trinta e nove anos e sabe, que a situação vivida pelo sindicato da Maia Lacerda se esgotou por completo. Não se pode mais fazer sindicalismo totalmente divorciado da categoria. O Sin- dicato é um instrumento de luta de todos e quando sua direção fica isolado do conjunto dos trabalhadores torna sua vida burocrática e inoperante. É hora de mudar! E mudança não é apenas um objetivo de nosso grupo de oposição. Mudança é uma questão de vida ou morte para o Sindicato dos Motoristas do Rio de Janeiro. Ou muda a atitude de passividade e luta pra viver ou o sindicato vai morrer por inércia e inoperância. O que estamos vendo acontecer com o patrimônio do sin- dicato, construído após anos e anos de ação, é de chorar. E esse sentimento só pode ter quem tem ligação com a ca- tegoria, quem viu as sedes sendo, uma a uma, construídas com muita luta e determinação. Aqueles que estão sendo os coveiros do sindicato perderam, se é que alguma vez tiveram, de vez o respeito pela categoria e pelos objetivos do sindicalismo. O RESGATEÉ Chapa 2É Chapa 2 Mudar, enquanto há tempo! O sindicato não pode continuar divorciado da categoria. Vem com a gente! O quadro de pessoal do sindicato também vive uma situ- ação de penúria. Setenta e nove funcionários do sindica- to foram demitidos sem receber seus direitos trabalhis- tas. Uma vergonha! Os sindicatos existem pra garantir os direitos dos trabalhadores. Como um sindicato demite e não quita os compromissos com seus trabalhadores? É a negação de sua existência! Vamos por fim a essa vergonha! Se o grupo da situação perdeu de vez a esperança na luta, nós não! A Chapa “O Resgate”, chapa 2 de oposi- ção, está de pé e animada para mudar radicalmente essa situação de abandono e de “fim de festa” que vive hoje o sindicato da Maia Lacerda. Nosso compromisso é com a categoria e com a recupe- ração do desastre que meteram nosso sindicato. E, não estamos parados e inertes, como o grupo da situação. Precisamos parar com a dilapidação do patrimônio de todos. Já estamos fazendo a nossa parte e, podemos fa- zer muito mais, se contarmos com a confiança de seu voto nas eleições de 25 de outubro. Um dos apoiadores da Chapa 2 “O Resgate” entrou na justiça contra a venda de vários prédios da categoria, sem ouvir os trabalhadores. A justiça concedeu liminar ao pedido e a venda foi suspensa. Essa é uma primeira vitória, mas a conquista definitiva de impedir a dilapi- dação do patrimônio do sindicato, depende de todos que vão às urnas dia 25/10. Conheça os corajosos membros da Chapa “O RESGATE” Páginas 2 e 3 Defendemos: 1 – Não à venda, sem critérios, do patrimônio do sindicato; 2 – Que se encontre uma solução para a situação dos 79 demitidos que precisam receber seus direitos, que não foram pagos pelo grupo da situação; 3 – Que o sindicato da Maia Lacerda passe a praticar um sindicalismo em prol da categoria fazendo assembléias e mobilizações; 4 – Implementar um novo seguro de vida previsto na Lei 12.619 da regulamentação da categoria; 5 – Que o sindicato desenvolva um plano urgente de sindicalização aumentando a sua receita e seu contato com os trabalhadores da base; 6 – Que os Acordos Coletivos passem a ser negociados, apenas e tão somente, após a discussão e decisão das assembléias de cada categoria, e se necessário, por empresa; 7 – Recuperar as sedes do sindicato que estão abandonadas e caindo aos pedaços; 8 – Que o sindicato entre firme na luta geral pelos aposentados de nossa categoria; 9 – Que as atividades sociais, esportivas e de lazer sejam o mais breve possível retomadas; 10 – Que o sindicato adote como seu lema: “O sindicato dos rodoviários do Rio de Janeiro é da categoria e é para servi-la que ele existe” e, que logo termine a eleição, seja iniciada a Campanha Salarial 2014 com discussões, reuniões e encontros com as diversas bases do sindicato. José Maria Gonçalves Cardoso – Presidente Chapa “O Resgate” – chapa 2 de oposição ABANDONOPágina 4
  2. 2. ESMORECER JAMAIS, AVANTE! Chapa “O RESGATE” DIA 25/10/13 VOTE CHAPA 2 DIRETORIA EFETIVOS SUPLENTES DO CONSELHO CONSULTIVO DELEGADO REPRESENTANTE JUNTO À FITTR SUPLENTES DE DELEGADO REPRESENTANTE JUNTO À FITTR CONSELHO CONSULTIVO - EFETIVOS Jossé Maria Gonnçalvves Carrdosso Preesidente Sebbastiião SSérgiio Siqqueirra Caampoos Proocuraador Izaquuiel da Silva BBarbo-- sa Supleente Diirretoria Sérgiio Santtos da Con- ceiçãão Supleente Diirretoria Jalbertoo da Cruz Fillho Seccretáário EEfetivvo Robsson Duutra Amarral Supleente Diirretoria Cristiano NNunes da Silva Supleente Diirretoria Ernanni da SSSilva Frreitas Supleente Diirretoria Peddro Impeeriano da Costta 2º TTesouureirroo Luis Carlosss da Sillva Supleente Diirretoria Gilsoon da SSSilva Riscaado Supleente Diirretoria Carloos José Siquueira Peixooto Conss. Consult. Supl. Hidelbraando Alves SSilva Cons. Consult. SSupl. MManuueel GGonnçaalvvess LLeeitee DDDDel. RReep. FFedd. SSuupll. Marilda Elias Brito Conselho Fisc. Supl. Ceelissvaldoo Perreirra Silvaa Coonsselho Fiscaal —— EEf Walteer Ferreiraa Honoorato Rodriguees Conss. Connsult. Ef. Jesuus Ferrreiraa Ribeeiro Conss. Connsult. Ef. Antenor CCarloss Martiins de Olivveiraa Conss. Connsult. Ef. Jorrge TTeixeeira ddos PPasssos Vicee Preesidente JJúlio TTupinammbás Supleeent. Direetoria Maaria da Conceeição Magalhães Suplennnte Direetoria Nooé Limaaa de Soouza Suplennnte Direetoria AAntoonio Wilsson Beezerrra Crruz Tessoureeiro Josse de SSouza Rodrigues Suplennnte Direetoria Carrlos Abberto Josééé Saldaanha Suplennnte Direetoria Agenor Rodrigues de Souza Conselho Fisc. Supl. JJossíno Jesuus daas FFloorees Coonnseelho FFFiscaal —— EEf MMariaa Elzaa Sarmennto dde AAndraade Dirr. Soccial Niilton Flores Suplennnte Direetoria Joosé Pauuulo Ferrreira ddde Casstilho Suplennnte Direetoria Sebastião Gonçalves Roddolfo Cons. Consult. SSupl. Geralldo Joséé Ribeirro Deel. Rep. FFFed. Efeet. Alesssandro Candido dos Santos Conss. Consult.. Supl. Edduardo Beezerra CCCruz Deel. Rep. Feed. Efett.. Gidaarte Messiias do NNascimennto Conss. Consult.. Supl. JJosséé DDiass FFilhoo DDeel. Reep. FFedd. Supllll. Sergio Salgado Pontes Conselho Fisc. Supl. Jossé Maartinsss da CCoostta CConseelho FFFiscall —— EEf LLuis FFernaando Silvva Goomes Conns. Coonsullt. Ef. Ivannildo Cânddido RRodriggues Conns. Coonsullt. Ef. SUPLENTE DA DIRETORIA SUPLENTES DO CONS. FISCAL CONSELHO FISCAL - EFETIVOS
  3. 3. OUTUBRO• 2013O RESGATE4 DESRESPEITO E ABANDONO Primeiro, o grupo da situação parou de reunir a categoria e a sede da Maia Lacerda ficou apenas com a burocracia, nada de luta por melhorias. Depois, paralisou as atividades es- portivas, de lazer e deixou o Centro Médico a “meia bomba”. O plano macabro não parou por aí. Veio o fechamento das sedes de Rocha Miranda e da Camerino e, a implantação de apenas dois dias de atendimento no Centro Médico de Campinho. Isso tudo foi tramado visando afastar de vez das sedes qualquer sinal de rodoviário e de vida. Logo depois, com tudo meio abandonado, seria mais fácil dar o golpe final: torrar o patrimônio a preço de ba- Decisão da Juíza CLAUDIA MARIA SAMY PEREIRA DA SILVA: Assim, defiro a liminar, com base no artigo 796 e seguintes, do CPC, para deferir seja sustada a venda de qualquer imóvel de pro- nana e sem discussão com a categoria. Esse é um plano macabro de desrespeito e abandono que a categoria não pode engolir de jeito nenhum. A defesa do sindicato deve ser assumido pela categoria, não apenas pelos associados. O atendimento jurídico gratuito e a assinatura da Convenção Coletiva são garantidos para todos os membros da categoria, independente de ser ou não associado ao sindicato. Uma política de terra arrasada prejudica a todos e to- dos devem se mobilizar para impedir. O grupo da oposição já conseguiu a primeira vitória contra a dilapidação do patrimônio da categoria. A justiça suspendeu a venda. O que estão fazendo com o sindicato? É URGENTE PARAR COM A DILAPIDAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SINDICATO AGORA, JÁ! VOTE CHAPA 2! VOTE O RESGATE! APOIADOR DA CHAPA 2 CONSEGUE LIMINAR NA JUSTIÇA QUE IMPEDE VENDA DAS SEDES A chapa 2 está inscrita para a eleição. Confira a Ata: VOTE, OPOSIÇÃO É CHAPA 2! VAMOS ACABAR COM O DESLEIXO priedade do sindicato, sob pena de restar caracterizado o crime de desobediência, porque violadas as disposições do artigo 549, § 2°, da CLT, dando-se ciência ao sindicato através de mandado.

×