A               DMINISTRAR                APROPRIADAMENTEMANUAL PARA OS LÍDERES E PROFESSORES DO SEI A I G R E JA D E J E ...
A DMINISTRAR  APROPRIADAMENTEManual para os Líderes e Professores do SEI                      Preparado pelo              ...
Envie seus comentários e correções, incluindo erros tipográficos,     para CES Editing, 50 E. North Temple Street, Floor 8...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
Princípios de Administraçãono Sistema Educacional da Igreja   A responsabilidade dos líderes e professores no Sistema Educ...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j a   ...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j a   ...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j a• M...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j a   ...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j a• S...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j aMat...
A d m i n i s t r a r   A p r o p r i a d a m e n t e :   M a n u a l   p a r a   o s   L í d e r e s   e   P r o f e s s ...
P r i n c í p i o s   d e   A d m i n i s t r a ç ã o   n o   S i s t e m a   E d u c a c i o n a l   d a   I g r e j a   ...
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Administrar Apropriadamente
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Administrar Apropriadamente

724 visualizações

Publicada em

Para Lideres e professores do SEI

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
724
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administrar Apropriadamente

  1. 1. A DMINISTRAR APROPRIADAMENTEMANUAL PARA OS LÍDERES E PROFESSORES DO SEI A I G R E JA D E J E S U S C R I S T O D O S S A N T O S D O S Ú LT I M O S D I A S SISTEMA EDUCACIONAL DA IGREJA
  2. 2. A DMINISTRAR APROPRIADAMENTEManual para os Líderes e Professores do SEI Preparado pelo Sistema Educacional da Igreja Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
  3. 3. Envie seus comentários e correções, incluindo erros tipográficos, para CES Editing, 50 E. North Temple Street, Floor 8, Salt Lake City, UT 84150-2772 USA. E-mail: ces-manuals@ldschurch.org © 2005 Intellectual Reserve, Inc Todos os direitos reservados Impresso no Brasil Aprovação do inglês: 03/03 Aprovação da tradução: 03/03 Tradução de Administering Appropriately: A Handbook for CES Leaders and Teachers Portuguese
  4. 4. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E ISumárioPrincípios de Administração no Sistema As Responsabilidades dos Membros de um ConselhoEducacional da Igreja . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 ou Comitê . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23Administrar Apropriadamente no Administrar Informações, Programas e Recursos . . . 24Sistema Educacional da Igreja . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Administrar Informações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24 Administrar Apropriadamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Administrar os Programas do SEI . . . . . . . . . . . . . . . 24 O Objetivo da Educação Religiosa . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Administrar os Recursos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 O Compromisso dos Líderes e Professores do SEI . . . . 2 Tomar Decisões Sábias e Oportunas . . . . . . . . . . . . 27 Deveres e Responsabilidades Básicos . . . . . . . . . . . . . . 3 A Importância de Tomar Decisões Sábias eAuxiliar os Indivíduos, Oportunas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27Famílias e Líderes do Sacerdócio . . . . . . . . . . . . . . . 4 Fontes de Auxílio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27 Auxiliar os Indivíduos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Passos Fundamentais para Tomar Decisões Sábias Auxiliar as Famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 e Oportunas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 Líderes do Sacerdócio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 Delegar Responsabilidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Auxiliar os Líderes do Sacerdócio . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 Delegar Responsabilidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29Administrar Usando Princípios Verdadeiros . . . . . . . 8 Dar e Receber Designações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Princípios Verdadeiros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 Passos para Delegar Responsabilidades Aprender Princípios Verdadeiros . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 com Eficácia. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Aplicar Princípios Verdadeiros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 Avaliar o Ensino e a Administração . . . . . . . . . . . . . 31Compreender as Designações, O que Avaliar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31Programas e Materiais do SEI . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Como Avaliar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31 Designações do SEI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Treinamento para as Necessidades Identificadas . . . . . 32 Programas do SEI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Ministrar Treinamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 Materiais do SEI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 O Treinamento no Sistema Educacional da Igreja . . . 33Desenvolver o Potencial Divino e Promover o Por que Dar Treinamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33Crescimento Profissional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 O que Treinar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 Potencial Divino e Crescimento Profissional . . . . . . . 15 Como Treinar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 Responsabilidade pelo Desenvolvimento Pessoal . . . . 15 Quem Deve Treinar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34 Pedir Ajuda a Outras Pessoas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 Avaliar o Impacto do Treinamento . . . . . . . . . . . . . . . 34 Prestar Contas aos Líderes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17 Servir de Mentor para Outras Pessoas . . . . . . . . . . . . 34Tornar-se um Líder com Atributos Cristãos . . . . . . 18 Fazer Entrevistas e Aconselhar . . . . . . . . . . . . . . . . 36 Liderança Baseada em Princípios Cristãos . . . . . . . . . 18 Fazer Entrevistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36 Atributos da Liderança Baseada em Aconselhar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36 Princípios Cristãos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Princípios de Entrevistas e Aconselhamento Eficazes . . . 37Habilidades para Administrar Apropriadamente Apêndice: Alguns Deveres eno Sistema Educacional da Igreja . . . . . . . . . 21 Responsabilidades Básicos . . . . . . . . . . . . . . . . 39Utilizar Conselhos e Comitês . . . . . . . . . . . . . . . . 22 Viver o Evangelho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Utilizar Conselhos e Comitês no SEI . . . . . . . . . . . . . 22 Ensinar com Eficácia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 As Responsabilidades dos Líderes dos Conselhos e Administrar Apropriadamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40 Comitês . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22 Índice . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41
  5. 5. Princípios de Administraçãono Sistema Educacional da Igreja A responsabilidade dos líderes e professores no Sistema Educacional da Igreja é viver o evangelho,ensinar com eficácia e administrar apropriadamente. Cada aspecto dessa responsabilidade é essen-cial para o cumprimento do objetivo da educação religiosa. Embora o ensino seja a função primor-dial das pessoas envolvidas no SEI, administrar apropriadamente é parte vital de todas asdesignações. O Élder Gordon B. Hinckley 1, na época membro do Quórum dos Doze Apóstolos, men-cionou a relação existente entre o ensino e a liderança ao declarar: “O ensino eficaz é a própriaessência da liderança da Igreja” (Conforme citado por Jeffrey R. Holland, A Liahona, julho de 1998,p. 28). O propósito deste manual é salientar os princípios do evangelho essenciais para o cumprimento daresponsabilidade de administrar apropriadamente. A administração eficaz no SEI é governada porprincípios corretos. O Élder Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze Apóstolos, explicou: “Há princípiosdo evangelho por trás de cada fase da administração da Igreja” (“Princípios”, A Liahona, outubro de1985, 39). Os princípios do evangelho são imutáveis e podem aplicar-se a uma infinidade de circuns-tâncias. Por sua própria natureza, os princípios verdadeiros alargam a visão e estabelecem expectativasde desempenho ideal. Os princípios deste manual servem de padrões pelos quais os líderes e professo-res do SEI podem avaliar o desenvolvimento pessoal e o crescimento profissional. Todos os que administram no SEI precisam avaliar periodicamente e aperfeiçoar sua capacidade,a despeito de seu nível de experiência. A influência do Espírito Santo é essencial em nosso empenhopara seguir o exemplo perfeito do Salvador. Este manual se divide em duas seções: a primeira trata de princípios básicos de administração e asegunda aborda técnicas administrativas fundamentais. Embora nem todos os princípios e técnicasde administração sejam contemplados neste manual, os escolhidos são considerados essenciais parao cumprimento da responsabilidade de administrar apropriadamente. Esta seção do manual voltará a atenção para as seis áreas de administração abaixo: • Administrar de modo adequado no Sistema Educacional da Igreja. • Auxiliar os indivíduos, famílias e líderes do sacerdócio. • Administrar usando princípios verdadeiros. • Compreender as designações, programas e materiais do SEI. • Desenvolver o potencial divino e promover o crescimento profissional. • Tornar-se um líder com atributos cristãos.Notas1. “How to Be a Teacher When Your Role as a Leader Requires You to Teach”, Reunião de Liderança do Sacerdócio com as Autoridades Gerais, 5 de fevereiro de 1969. 1
  6. 6. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I Administrar Apropriadamente no Sistema Educacional da Igreja Se os líderes e professores administrarem O Objetivo da Educação Religiosa apropriadamente, cada dever administrativo será A missão de A Igreja de Jesus Cristo dos realizado com o intuito de auxiliar o Pai Celestial Santos dos Últimos Dias é auxiliar na obra de em Sua grande obra de convidar todos a nosso Pai Celestial de convidar todos a “[virem] “[virem] a Cristo [e serem] aperfeiçoados nele” a Cristo [e serem] aperfeiçoados nele” (Morôni (Morôni 10:32; ver também D&C 20:59). 10:32; ver também D&C 20:59). O objetivo da educação religiosa decorre dessa missão. Administrar Apropriadamente O objetivo da educação religiosa no Sistema Administrar apropriadamente no Sistema Educacional da Igreja é auxiliar o indivíduo, Educacional da Igreja consiste em auxiliar o a família e os líderes do sacerdócio no cumpri- indivíduo, a família e os líderes mento da missão da Igreja: do sacerdócio no cumprimento “Para que, pela 1. Ensinando aos alunos o da missão da Igreja: evangelho de Jesus Cristo • Liderando segundo princípios tua administração, conforme se encontra nas cristãos (ver p. 18). recebam a palavra” obras-padrão e nas palavras • Administrando de maneira (D&C 90:9). dos profetas. condizente com os princípios 2. Ensinando os alunos por do evangelho e as normas do preceito e exemplo a fim de que sejam incenti- SEI (ver a p. 8). vados, auxiliados e protegidos ao empenha- • Adquirindo e utilizando técnicas administrati- rem-se para viver o evangelho de Jesus Cristo.Os deveres admi- vas essenciais (ver a p. 21). 3. Proporcionando um ambiente espiritual enistrativos, se • Administrando informações, programas e social para os alunos.cumpridos de recursos (ver a p. 24).modo adequado, 4. Preparando os jovens para servir com eficácia Os líderes e professores do SEI prestam contasproporcionam na Igreja. à Junta Educacional da Igreja por meio de líderesmaiores oportuni- designados (ver a p. 5); também devem auxiliardades de atender O Compromisso dos os líderes do sacerdócio matriculando, ensinandoàs necessidades e e servindo aos alunos nos programas aprovados Líderes e Professores do SEIanseios das pes- do SEI. Para cumprirem o objetivo da educação reli-soas. giosa, todos os líderes e professores do SEI assu- Os deveres administrativos, se cumpridos de modo adequado, proporcionam maiores oportuni- mem o compromisso de: dades de atender às necessidades e anseios das 1. Viver o evangelho. pessoas (ver Mosias 18:29). Cada dever adminis- trativo é realizado com o propósito espiritual de 2. Ensinar com eficácia. abençoar as pessoas. Liderar os funcionários e 3. Administrar apropriadamente. servir a eles, preparar orçamentos, preencher rela- Todos os administradores do SEI também são tórios, cuidar de materiais e recursos da Igreja, professores e devem ensinar com eficácia tanto garantir a segurança, supervisionar programas e por preceito como exemplo. O Élder Gordon B. participar de conselhos são todos deveres admi- Hinckley, na época membro do Quórum dos Doze nistrativos essenciais. Cada dever contribui de Apóstolos, declarou: “O ensino eficaz é a própria modo significativo para o cumprimento do obje- essência da liderança da Igreja. A vida eterna (...) tivo da educação religiosa. virá somente à medida que o homem e a mulher 2
  7. 7. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j a forem ensinados com tal eficácia que mudem e em Ensinar o Evangelho: Um Manual para disciplinem sua vida. Não se pode forçá-los a Professores e Líderes do SEI [2001] (34829 059). serem retos ou a entrarem no céu. Eles têm de Esses manuais do SEI se baseiam em princípios ser conduzidos, ou seja, ensinados”. (Conforme do evangelho abordados nas obras-padrão e nasEmbora a função citado por Jeffrey R. Holland, A Liahona, julho de palavras dos profetas. Os deveres e responsabilida-primordial do SEI 1998, p.28). Embora a função primordial do SEI des explicados nesses materiais formam a base deseja o ensino, os seja o ensino, os líderes e professores também avaliação e treinamento no SEI. Os líderes e pro-líderes e professo- têm responsabilidades administrativas e devem fessores devem identificar e aplicar os princípiosres também têm cumpri-las a contento. do evangelho ao esforçarem-se para atingir oresponsabilidades objetivo, honrar seu compromisso e cumprir seusadministrativas. Deveres e Responsabilidades Básicos deveres e responsabilidades básicos. Cada aspecto do compromisso dos líderes e Notas professores do SEI inclui o cumprimento de alguns deveres e responsabilidades básicos (ver o 1. Ver Ensinar o Evangelho: Um Manual para Apêndice, pp. 39–40). Os deveres e responsabili- Professores e Líderes do SEI [2001] (34829 dades fundamentais esperados dos líderes e pro- 059), pp. 6–9. fessores do SEI estão descritos neste manual e 3
  8. 8. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I Auxiliar os Indivíduos, Famílias e Líderes do SacerdócioEnsinar aos alu- O objetivo da educação religiosa no Sistema devam preocupar-se com os alunos e ser com-nos o evangelho Educacional da Igreja é auxiliar os indivíduos, preensivos ao aconselharem-nos, nunca devemde Jesus Cristo famílias e líderes do sacerdócio no cumprimento procurar assumir o papel de pais, líderes do sacer-conforme se da missão da Igreja. A eficácia de tal auxílio dócio ou consultores profissionais.encontra nas depende da criação e manutenção de relações Quando os líderes e professores encontraremobras-padrão e adequadas com todos eles. momentos adequados para aconselhar os alunosnas palavras dos individualmente, devem ouvir a fim de com-profetas é a prin- Auxiliar os Indivíduos preender, promover a auto-suficiência e empe-cipal maneira nhar-se para cumprir os mesmos objetivospela qual o SEI Ensinar aos alunos o evangelho de Jesus Cristo, desejados ao ensinarem os alunos em grupoauxilia os indiví- conforme se encontra nas obras-padrão e nas (ver as pp. 36–37).duos. palavras dos profetas, é a princi- pal maneira pela qual o SEI Além de auxiliar os indiví- auxilia os indivíduos. Os profes- O Élder Boyd K. duos ensinando o evangelho sores auxiliam as pessoas dando de Jesus Cristo conforme se Packer disse: “Na encontra nas obras-padrão e um exemplo da prática dos princípios do evangelho a fim Igreja, devemos traba- nas palavras dos profetas, os de que sejam incentivadas, auxi- lhar em equipe na líderes e professores tambémEmbora os profes- liadas e protegidas em seu educação — (...) jun- ajudam ao proporcionaremsores devam preo- empenho para viver o evange- um ambiente no qual os alu- tos como bois de umacupar-se com os lho de Jesus Cristo. Os professo- nos e professores possamalunos e ser com- mesma parelha, lado a aprender, interagir e ser edifi- res também auxiliam ospreensivos ao indivíduos ajudando-os a apren- lado, unidos” cados juntos e ao prepararemaconselharem- der a ler e estudar as escrituras (Equally Yoked Together [discurso pro- os jovens para servir de modo ferido num seminário de representantesnos, nunca devem sozinhos, a fim de que sintam o regionais, 3 de abril de 1975], p. 1). eficaz na Igreja.2procurar assumir Espírito ao ensinarem-lhes as É fundamental que os líde-o papel de pais, importantes verdades do evan- res e professores do SEIlíderes do sacer- gelho.1 Os professores devem também incentivar as conheçam bem e sigam cuidadosamente as leisdócio ou consulto- pessoas a buscarem conselhos dos pais e líderes do locais relativas às responsabilidades na denúnciares profissionais. sacerdócio. de abuso e maus-tratos. As informações sobre a O papel primordial dos líderes e professores do maneira de lidar com o abuso e denunciá-lo SEI é ensinar o evangelho usando os materiais devem ser tratadas periodicamente nas reuniões curriculares aprovados, responder a perguntas de treinamento. rotineiras que surgirem naturalmente em sala de aula e incentivar os alunos a buscarem aconselha- Auxiliar as Famílias mento, quando necessário, das fontes apropria- Os pais, com o auxílio dos líderes da Igreja, são das. Além do mais, os líderes e professores devem os principais responsáveis por ensinar aos filhosOs líderes e pro- estar preparados para dar informações e incentivo o evangelho de Jesus Cristo; supervisionar seufessores devem em oportunidades educacionais. desenvolvimento social, relações interpessoais eser sensíveis às Muitas vezes, os alunos pedem conselhos aos padrões de vestuário e aparência; e responder aresponsabilidades líderes e professores. Quando eles buscarem con- suas perguntas doutrinárias.dos alunos no selhos de um líder ou professor do SEI no tocante Os líderes e professores do SEI auxiliam astocante à família, a uma transgressão ou tentarem fazer o que famílias principalmente ao ensinarem aos alunosà Igreja, aos estu- poderia ser considerado uma confissão, o líder ou o evangelho de Jesus Cristo conforme apresen-dos e ao trabalho. professor deve incentivá-los a procurar o líder tado nas obras-padrão e nas palavras dos profetas, deles do sacerdócio. Embora os professores ressaltando a importância doutrinária da família e 4
  9. 9. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j a a elevada prioridade que deve ser concedida aos SEI, a junta define os objetivos desses programasOs líderes e pro- membros da família e às atividades familiares. Ao e supervisiona o funcionamento dos seminários efessores também marcarem as aulas e planejarem atividades, os institutos de religião no mundo inteiro.podem auxiliar os líderes e professores devem ser sensíveis às res- Em âmbito local, cada seminário e instituto depais comuni- ponsabilidades dos alunos no tocante à família, religião funciona sob a direção de um presidentecando-lhes infor- à Igreja, aos estudos e ao trabalho. de estaca designado. O presidente de estaca dirigemações Os líderes e professores do SEI devem abster- os programas de seminário e instituto em sua áreapertinentes sobre se de dar conselhos ou informações aos alunos de jurisdição segundo as normas e as necessidadeso desempenho de que possam vir a ser interpretados como contrá- locais. A presidência da estaca incentiva e moni-seu filho na sala rios às diretrizes centradas no evangelho que os tora a participação no seminário e no instituto dosde aula. jovens receberam dos pais e líderes do sacerdócio. membros da estaca que devem integrar esses pro- O Élder Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze gramas. Se um seminário servir a mais de uma Apóstolos, ensinou que o “pai é responsável por estaca, a Presidência de Área designa um presi- presidir a família” e que outras pessoas “não dente de estaca para ser o encarregado da junta devem apressar-se para aconselhar [os filhos] e educacional local do SEI. Se um instituto servir a resolver todos os problemas. Envolvam [o pai]. mais de uma estaca, a Presidência de Área designa É o ministério dele” (Conference Report, abril um presidente de estaca como encarregado do de 1978, p. 139; ou A Liahona, outubro de conselho consultivo do instituto de religião. 1978, p. 158). Todos os bispos e seus conselheiros incenti- Os líderes e professores também podem auxi- vam pessoalmente todos os jovens de 14 a 18 liar os pais comunicando-lhes informações perti- anos ou matriculados na escola secundária a par- nentes ao desempenho de seu filho na sala de ticiparem do seminário e todos os universitários aula, como a freqüência, a pontualidade, o de 18 a 30 anos a participarem do instituto. Os comportamento, o progresso acadêmico e notas. jovens adultos que não forem estudantes, mas Os líderes e professores do seminário devem que residirem nas imediações de uma sede de ins- emitir periodicamente boletins de desempenho. tituto, também podem ser convidados a participar Os líderes e professores do Instituto devem estar do instituto. disponíveis e responder às perguntas e dúvidas Especificamente, os líderes locais do sacerdó- dos pais. Além disso, a relação com os pais pode cio têm as responsabilidades a seguir:3 ser fortalecida por meio de telefonemas, cartas • Identificar todos os jovens e jovens adultos que ou conversas ocasionais que expressem elogios devam participar dos programas de seminário merecidos. ou instituto de religião.Todos os progra- Líderes do Sacerdócio • Desempenhar um papel ativo para incentivar todos os jovens e jovens adultos a matricula-mas do Sistema Todos os programas do Sistema Educacional rem-se em programas do SEI e depois monito-Educacional da da Igreja funcionam sob a direção dos líderes rar essas inscrições.Igreja funcionam do sacerdócio. Os líderes do sacerdócio e líderessob a direção dos do SEI (incluindo os representantes do SEI da • Recomendar professores, líderes e lídereslíderes do sacer- estaca) têm várias responsabilidades ao trabalha- estudantis do SEI e assegurar-se de que sejamdócio. rem em conjunto para ministrar educação reli- dignos. giosa aos jovens e jovens adultos da Igreja. • Certificar-se da dignidade dos alunos que se A Junta Educacional da Igreja, composta pela formarem no seminário ou instituto. Primeira Presidência e outras Autoridades Gerais e • Presidir as cerimônias de formatura. líderes da Igreja, supervisiona o funcionamento de • Inserir regularmente temas do SEI na agenda seminários, institutos de religião, programas de das reuniões de liderança. educação para adultos e de educação continuada • Apoiar a educação religiosa dos jovens e jovens e programas de ensino primário e secundário do adultos e incentivar outros líderes do sacerdó- Sistema Educacional da Igreja. Para dar direção cio e das auxiliares a fazerem o mesmo. aos líderes do sacerdócio e aos funcionários do 5
  10. 10. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I Auxiliar os Líderes do Sacerdócio seminário e instituto dividem a responsabilidade com esses representantes do SEI da estaca de Os líderes do SEI em todos os níveis devem auxiliar os líderes locais do sacerdócio. estar preparados para fornecer as informações e materiais necessários para auxiliar os líderes do Nas áreas onde o seminário está totalmente sacerdócio no que diz respeito aos programas do desvinculado do sistema escolar, esse represen- SEI. As normas dos programas do SEI encontram- tante em geral é o coordenador do SEI. Nas áreas se no Manual de Diretrizes do SEI para Fora dos onde várias estacas são servidas por um seminá- Estados Unidos e Canadá [2001] e no Manual de rio ou instituto, depois de consultar o diretor do Instruções da Igreja, Volume 1: Presidências de seminário ou instituto, o diretor de área do SEI Estaca e Bispados ([1998], pp. 113–118). Todos deve designar um representante para cada estaca. os contatos com os líderes do sacerdócio iniciados É essencial que os representantes do SEI da pelos líderes e professores do SEI devem ser feitos estaca sejam escolhidos e treinados cuidadosa- com o desejo genuíno de auxiliar aqueles que pre- mente. Em geral, funcionários com menos de um sidem e de dirigir os programas do SEI na área. ano de serviço não devem ser designados como Em geral, esse auxílio se dá por meios adequados representantes do SEI da estaca. de comunicação, respeitando o tempo dos líderes, O representante do SEI da estaca tem três fun- fazendo relatórios breves e precisos e dando ênfase ções primordiais: às necessidades das pessoas. 1. Estabelecer uma excelente relação de traba- Para auxiliar os líderes do sacerdócio, os líderes lho com os líderes do sacerdócio da estacaOs líderes do do SEI têm as seguintes responsabilidades: designada.sacerdócio decada estaca • Consultar os líderes do sacerdócio para que 2. Ajudar os líderes do sacerdócio a identificar edevem contar decidam juntos que tipo de programas do SEI incentivar todos os jovens e jovens adultos quecom um represen- devem ser oferecidos. devam participar dos programas de semináriotante local do SEI • Passar as informações relativas às matrículas e e instituto de religião.4da estaca com o formaturas aos respectivos líderes do sacerdócio.qual devem coor- 3. Fornecer informações relativas a todos os pro- • Designar e desobrigar os professores e líderes gramas do SEI — regularmente e conformedenar todos os voluntários do SEI, após consulta aos respecti- lhe for solicitado.programas. vos líderes locais do sacerdócio. Para cumprir essas três funções, os represen- • Fornecer treinamento em serviço para os tantes do SEI da estaca têm as seguintes respon- outros professores e líderes do SEI. sabilidades: • Conseguir a aprovação do presidente de estaca • Trabalhar em estreita cooperação com os líde-Os diretores de designado para todas as atividades dos progra- res locais do sacerdócio para garantir que osseminário e insti- mas do SEI. programas de ensino religioso estejam funcio-tuto dividem a • Fazer um orçamento dos custos dos progra- nando a contento em âmbito local.responsabilidade mas de seminário e instituto e efetuar os paga- • Auxiliar os líderes locais do sacerdócio na ela-com esses repre- mentos, incluindo os prédios do SEI, os boração de listagens precisas e completas desentantes do SEI materiais didáticos e os equipamentos necessá- alunos do seminário e instituto.da estaca de auxi- rios para locais utilizados pelo SEI.liar os líderes • Auxiliar os líderes locais do sacerdócio a matri- Os líderes do sacerdócio de cada estaca devem cular os jovens e jovens adultos nas classes dolocais do sacerdó- contar com um representante local do SEI da seminário e instituto.cio. estaca com o qual devem coordenar todos os pro- • Informar os líderes do sacerdócio sobre os gramas. Os representantes do SEI da estaca cos- jovens matriculados e não matriculados, prin- tumam ser o principal contato entre o SEI e os cipalmente no início de cada semestre. líderes locais do sacerdócio. Devem manter con- tato próximo com os líderes do sacerdócio. Os • Manter os líderes do sacerdócio informados da representantes do SEI da estaca em geral são pro- freqüência e das perspectivas de formatura dos fessores ou líderes empregados. Os diretores de alunos. 6
  11. 11. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j a• Manter os representantes do SEI na junta edu- instituto de religião, os programas do SEI para cacional local do SEI (em geral o diretor de adultos e de educação continuada, o Fundo seminário com mais tempo de casa) e no con- Perpétuo de Educação (onde estiver implemen- selho consultivo do instituto de religião (em tado), as universidades e faculdades da Igreja, geral o diretor do instituto) informados sobre o programa de alfabetização da Igreja e progra- assuntos importantes. mas para alunos com necessidades especiais.• Quando convidados, assistir à reunião local • Transmitir aos funcionários administrativos do da junta educacional do SEI e do conselho SEI todas as informações, sugestões e dúvidas consultivo do instituto de religião. dos líderes locais do sacerdócio sobre os pro-• Quando convidados, assistir a reuniões de lide- gramas do SEI. rança da estaca cuja agenda contenha assuntos Notas do SEI.• Verificar quais alunos preencheram os requisi- 1. Ver Ensinar o Evangelho: Um Manual para tos para a formatura e, sob a direção dos líde- Professores e Líderes do SEI [2001], p. 32. res locais do sacerdócio, auxiliar no 2. Ver Ensinar o Evangelho: Um Manual para planejamento e realização de cerimônias de Professores e Líderes do SEI, [2001] (34829 formatura. 059) pp. 4–6.• Ajudar a identificar professores voluntários em 3. Ver também Manual de Instruções da Igreja, potencial para o seminário e o instituto e Volume 1: Presidências de Estaca e Bispados tomar as providências necessárias para sua (1998), pp. 113–118. designação e treinamento pelos respectivos líderes do SEI. 4. Ver CES Policy Manual, Administration Policies: Seminary: Encouraging Seminary• Fornecer aos líderes do sacerdócio informações Enrollment; Administration Policies: Institute relativas a todos os programas do SEI (ver pp. of Religion: Encouraging Institute of Religion 11–12), incluindo os programas do seminário e Enrollment.7
  12. 12. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I Administrar Usando Princípios Verdadeiros A administração no Sistema Educacional da nunca mudam”. (“Princípios”, A Liahona, outu- Igreja é adequada quando se baseia em princí- bro de 1985, p. 39). pios encontrados nas obras-padrão e nas pala- A seguinte frase inspirada do Profeta Joseph vras dos profetas. Smith aplica-se também aos líderes do SEI: “Ensino-lhes princípios corretos e eles governam Princípios Verdadeiros a si mesmos”. (Citado por John Taylor, “The Os princípios do evangelho, conforme ensina- Organization of the Church”, Millennial Star,“Um princípio 15 de novembro de 1851, p. 339.) dos nas obras-padrão e pelos profetas, são imutá-verdadeiro torna O Élder Boyd K. Packer também ensinou: veis e aplicam-se a todas a culturas e épocas.as decisões mais A administração adequada baseia-se neles. O “A doutrina verdadeira, quando compreendida,claras mesmo nas Élder Richard G. Scott, do Quórum dos Doze modifica atitudes e comportamentos.situações mais Apóstolos, explicou: “Os princípios são verdadesconfusas e des- O estudo das doutrinas do evangelho melho- concentradas, prontas para serem utilizada semconcertantes.” rará o comportamento mais rápido do que o mero uma grande variedade de circunstâncias. Um(Richard G. estudo do comportamento” (Conference Report, princípio verdadeiro torna as decisões mais clarasScott) outubro de 1986, p. 20; ou A Liahona, janeiro de mesmo nas situações mais confusas e desconcer- 1987, p. 18). tantes. Vale a pena o esforço de organizar em simples declarações de princí- Quando identificam neces- pio a verdade que reunimos.” sidades, os líderes fornecem o (Conference Report, outubro O Élder Boyd K. auxílio necessário às pessoas de 1993, p. 117; ou A Liahona, Packer ensinou: “Há sob sua direção ao praticarem janeiro de 1994, p.93). princípios do evange- e ensinarem doutrinas e prin- cípios correlatos. À medida que os programas lho por trás de cada do SEI são estabelecidos em fase da administração Aprender Princípios muitas nações e culturas, são da Igreja” Verdadeiros delegadas designações adminis- (“Princípios”, A Liahona, janeiro de“Ensino-lhes trivas a um número cada vez 1987, p. 18). O Élder Richard G. Scottprincípios corre- maior de líderes e professores. aconselhou-nos: “Ao buscaremtos e eles gover- Os costumes e tradições são conhecimento espiritual, bus-nam a si importantes para muitas pessoas. Contudo, quem princípios. Dissociem-nos cuidadosamentemesmos.” quando um costume ou tradição estiver em desa- dos detalhes usados para explicá-los”. (Conference(Joseph Smith) cordo com os princípios do evangelho, deve-se Report, outubro de 1993, p. 117; ou A Liahona, abandoná-lo.1 janeiro de 1994, p. 93). Aprender e aplicar prin- O Presidente Spencer W. Kimball ensinou: cípios verdadeiros nem sempre é um processo “Jesus agia de acordo com uma base de princípios fácil. Exige que exerçamos fé e coloquemos à“Se o Senhor ou verdades fixos, em vez de elaborá-los no meio prova a palavra de Deus (ver Alma 32:27).revelar uma dou- do caminho. Assim, Seu estilo de liderança era Os princípios do evangelho podem ser aprendi-trina, devemos não apenas correto, mas também constante” dos por meio da comunicação direta com nossoprocurar apren- (“Jesus: O Líder Perfeito”, A Liahona, agosto de Pai Celestial em oração e pelo estudo das obras-der seus princí- 1983, p. 8). padrão e das palavras dos profetas. Há princípiospios e O Élder Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze contidos também nos manuais do SEI e emempenhar-nos Apóstolos, ensinou: “Os procedimentos, progra- outros materiais produzidos pela Igreja. As pes-para aplicá-los mas, normas administrativas e até mesmo alguns soas também podem aprender princípios verda-em nossa vida.” padrões organizacionais estão sujeitos a altera- deiros por meio de suas próprias experiências ao(Bruce R. ções. (...) Contudo, os princípios e as doutrinas viverem o evangelho, observarem os outros eMcConkie) serem ensinados por líderes e professores. Os 8
  13. 13. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j a princípios verdadeiros encontram-se nas obras- “Por melhores que sejam os vários programas padrão e nas palavras dos profetas. da Igreja, eles encerram um perigo em potencial. Se não tivermos cuidado, corremos o risco de Aplicar Princípios Verdadeiros envolver-nos tanto no plano a ponto de esquecer- O Élder Bruce R. McConkie, do Quórum dos mos os princípios. Podemos cair na armadilha de Doze Apóstolos, ensinou que “se o Senhor revelar confundir tradições com princípios e programas uma doutrina, devemos procurar aprender seus com seus objetivos. princípios e empenhar-nos para aplicá-los em Os programas seguidos cegamente nos levamOs líderes e pro- nossa vida” (A New Witness for the Articles of a uma disciplina de fazer o bem, mas os princí-fessores devem Faith [1985], p. 492). À medida que aprenderem pios compreendidos e praticados apropriadamenteexaminar as dou- princípios corretos, as pessoas serão motivadas e nos induzem à disposição para fazer o bem”trinas e princípios guiadas pelo Espírito Santo para aplicarem-nos. O (Conference Report, abril de 1986, pp. 28–29;ligados a determi- fato de ponderar quais doutrinas e princípios se ou A Liahona, julho de 1986, pp 22; 23).nada questão e aplicam a determinada situação, ajuda as pessoas Mesmo quando os líderes e professores com-então aplicá-los tanto a governar sua própria vida como tomar preendem e seguem o que está estabelecido,ao tomar uma decisões administrativas sábias. Por exemplo, ao haverá ocasiões para exceções em práticas, progra-decisão ou resol- delegar designações, um líder deve pensar em mas, procedimentos, normas e padrões organiza-ver um problema. doutrinas ou princípios como a diversidade de cionais do SEI. Nas situações em que for preciso dons, a responsabilidade individual e o incentivo abrir exceções, as doutrinas e princípios do evan- ao crescimento por meio da participação. gelho devem guiar as decisões. Antes de fazerem Embora o SEI forneça certas normas e proce- adaptações, os líderes e professores devem consul- dimentos, não tenta ditar regras ou normas para tar os líderes e conselhos do SEI (ver a p. 22) e os cada pormenor. Os líderes e professores devem líderes locais do sacerdócio (ver a p. 5). examinar as doutrinas e princípios ligados a determinada questão e então aplicá-los ao tomar Notas uma decisão ou resolver um problema.2 1. Ver Richard G. Scott, em A Liahona, julho de Mesmo quando uma norma determina algo 1998, p.95) explicitamente ou quando um programa está em 2. Ver CES Policy Manual: U.S. and Canada vigor, é importante compreender as doutrinas e [2001], Administration Policies: Safety, Health, princípios correlatos a fim de que a norma seja and Environment; Human Resource Policies: aplicada de modo adequado ou o programa seja General CES Employee Policies: Integrity on administrado a contento. O Bispo Glenn L. Pace, the Job. na época conselheiro no Bispado Presidente, lem- brou-nos: 9
  14. 14. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I Compreender as Designações, Programas e Materiais do SEI Compreender as designações, programas e • Administradores assistentes. Trabalhando materiais do SEI aumentará nossa eficácia ao sob a direção do Administrador do Sistema fazermos a obra do Senhor no Sistema Educacional da Igreja — Ensino Religioso Educacional da Igreja. e Ensino Primário e Secundário, cada adminis- Designações do SEI O Élder Joseph B. trador assistente recebe a designação de responsabili- O Senhor declarou por meio Wirthlin ensinou: dades relativas a certos do Profeta Joseph Smith: “Considerai cada programas, funcionários “Portanto agora todo homem“Portanto agora designação como e instalações do SEI. Eletodo homem aprenda seu dever e a agir no uma bênção, por coordena questões do SEIaprenda seu dever ofício para o qual for designado com líderes do sacerdócioe a agir no ofício com toda toda diligência” (D&C menor ou mais roti- e representantes de outrospara o qual for 107:99). Os líderes e professores neira que possa departamentos da Igreja. do SEI devem compreenderdesignado com parecer. Cumpri-a • Diretores de área.toda diligência” suas designações específicas e como elas se relacionam a da melhor forma Trabalhando sob a direção(D&C 107:99). outras pessoas e designações. possível, procurando de um administrador assis- tente, cada diretor de área é Para ajudá-los a aprender sempre ir além do responsável pelos progra- seus deveres específicos, o SEI requerido ou espe- mas, funcionários e instala- fornece aos líderes e professo- rado. Reconhecei que ções do SEI em sua área. res manuais, livros, guias e estais agindo em Ele coordena assuntos do treinamentos em serviço. É nome do Senhor”. SEI com líderes do sacerdó- essencial estudar esses mate- (Conference Report, outubro de cio de estaca e da área e riais, participar das reuniões de 1988, p. 44; ou A Liahona, janeiro com representantes de treinamento e conversar com de 1989, p. 37.) outros departamentos da os supervisores. Os líderes e Igreja. Sob a direção do professores devem também diretor de área, muitas loca ponderar e orar acerca de suas responsabilidades.Para ajudá-los lidades também possuem diretores de paísa aprender seus As designações do SEI incluem: que são designados para exercer liderança emdeveres específi- • Administrador do Sistema Educacional países específicos dentro de uma área.cos, o SEI fornece da Igreja — Ensino Religioso e Ensino • Coordenadores. Trabalhando sob a direção deaos líderes e pro- Primário e Secundário. Sob a direção da um diretor de área, cada coordenador adminis-fessores manuais, Junta Educacional da Igreja, os programas de tra vários programas do SEI. Ele designa elivros, guias e ensino religioso, primário e secundário da desobriga professores e líderes voluntários dotreinamentos em Igreja são supervisionados pelo administrador seminário e instituto, conforme recomendadosserviço. do SEI. Sob sua direção, representantes do SEI e aprovados pelos líderes do sacerdócio de em tempo integral (como administradores estaca e ala. Ele treina, auxilia e visita profes- assistentes, diretores de área e coordenadores) sores e líderes, fazendo avaliações e servindo são designados para ministrar treinamento em como mentor. Alguns coordenadores também todo o mundo. O administrador é apoiado por dão aulas no instituto, dirigem programas de um administrador associado, que supervisiona instituto, fazem treinamentos ou servem como em âmbito geral e coordena. representante do SEI da estaca. 10
  15. 15. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j a• Supervisores de estaca. Sob a direção de um conforme designadas por seu supervisor, coordenador, muitas localidades também têm como dar notas aos alunos, preencher relatórios supervisores de estaca, que não são funcioná- com precisão e dentro dos prazos e cuidar rios de tempo integral, mas são designados bem dos recursos e bens da Igreja (ver Ensinar para exercer liderança em estacas específicas o Evangelho: Um Manual para Professores e dentro de uma área. Um supervisor de estaca Líderes do SEI [2001] (34829 059), pp. 7–9.) pode auxiliar em tarefas administrativas, como Os professores também podem ser convidados indicar professores, realizar treinamentos em a auxiliar nos treinamentos em serviço ou a serviço, observar classes, auxiliar no planeja- aconselhar alunos indicados para designações mento e execução de cerimônias de formatura de liderança. e preencher relatórios e registros. • Missionários. Um missionário com uma desig-• Diretores de instituto. Os institutos de reli- nação no SEI pode ser chamado para servir em gião são supervisionados por um diretor de várias funções mencionadas anteriormente. instituto, que é responsável diante do diretor Em geral, os missionários servem como coor- de área e os líderes do sacerdócio de ala e denadores ou apóiam os programas do insti- estaca pelos programas, funcionários e insta- tuto sob a direção de um diretor de instituto lações do instituto. As responsabilidades de (ver as descrições acima). um diretor do instituto incluem dar aulas no • Secretários. Um secretário presta um auxílio instituto, supervisionar a instrução em sala vital em quase todos os deveres administrati- de aula e o treinamento didático, administrar vos ligados a cada designação do SEI. Apóia o Fundo Perpétuo de Educação (quando principalmente os professores e líderes do SEI implementado), criar um ambiente social e na administração de informações, programas espiritual adequado no instituto, desenvolver e recursos (ver as pp. 24–25). um relacionamento de trabalho harmonioso • Representantes do SEI da estaca. Além da com a instituição educacional próxima, fazer designação de líder ou professor, alguns funcio- avaliações, preparar e usar relatórios e regis- nários do SEI servem também como represen- tros, supervisionar finanças, cuidar de instala- tantes do SEI da estaca. Os representantes de ções, promover a segurança e supervisionar estaca em geral são o principal contato entre o os funcionários. SEI e os líderes locais do sacerdócio. Nas áreas• Diretores de seminário. Os programas de em que não há o seminário vinculado ao sis- seminário vinculados à grade escolar dos alu- tema escolar, esse representante em geral é o nos são supervisionados por diretores de semi- coordenador. Nas áreas em que várias estacas nário que são responsáveis perante o diretor são servidas por um seminário ou instituto, os de área e líderes do sacerdócio de estaca e ala diretores do seminário e do instituto dividem e pelos programas, funcionários e instalações do coordenam com os representantes de estaca a seminário. Além de supervisionar os progra- responsabilidade de auxiliar os líderes locais do mas e funcionários do SEI, suas responsabili- sacerdócio (ver as pp. 5–7). dades incluem dar aulas de seminário, supervisionar a instrução em sala de aula e Programas do SEI o treinamento didático, criar um ambiente social e espiritual adequado no seminário, Os programas do Sistema Educacional da desenvolver um relacionamento de trabalho Igreja incluem: harmonioso com as instituições educacionais • Universidades e faculdades da Igreja. As uni- próximas, fazer avaliações, preparar e usar versidades e faculdades pertencentes à Igreja, relatórios e registros, supervisionar as finanças, como a Universidade Brigham Young, a cuidar das instalações, promover a segurança Universidade Brigham Young — Idaho, a e supervisionar os funcionários. Universidade Brigham Young — Havaí e o• Professores. Além de lecionar, cada professor LDS Business College operam sob a direção realiza tarefas administrativas e de liderança dos Conselhos de Administração da Igreja.11
  16. 16. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I • Escolas primárias e secundárias. O Sistema Os representantes do SEI de estaca fornecem Educacional da Igreja mantém algumas esco- informações aos líderes do sacerdócio no las primárias e secundárias operadas por fun- tocante a todos os programas de educação cionários, voluntários e missionários da Igreja. continuada do SEI. Fora de Idaho e Utah, os Nessas escolas, os alunos recebem ensino coordenadores do SEI administram cursos deOs líderes do SEI tanto secular quanto religioso. religião para adultos em sua área e ajudam osem todos os • Institutos de religião. Os programas do insti- líderes do sacerdócio a compreendê-los, orga-níveis devem tuto destinam-se a universitários e seus pré- nizá-los e mantê-los. Nesses casos, os coorde-estar preparados dios ficam perto de faculdades e universidades. nadores do SEI assumem a responsabilidadepara fornecer as Os jovens adultos de 18 a 30 anos que residem por processar os relatórios, registros e taxasinformações, nas imediações de um programa do instituto ligados às aulas de religião para adultos. Emmateriais e trei- são convidados a participar. Em muitos insti- geral, esses cursos são para as pessoas com 31namentos neces- tutos de religião, organizações estudantis — anos ou mais que não sejam estudantes uni-sários para como a Associação Masculina do Instituto e a versitários e para não-estudantes casados deauxiliar os profes- Associação Feminina do Instituto2 — são insti- qualquer idade.sores, alunos, tuídas e funcionam sob a direção do conselho • Alfabetização no evangelho. O programa depais e líderes do consultivo do instituto de religião local. alfabetização no evangelho é um esforço con-sacerdócio. tínuo para ajudar as pessoas a aprenderem a • Seminário. Os programas de seminário — seja integrados na grade escolar, realizados durante ler e escrever a fim de poderem compreender o dia, no início da manhã ou no lar — desti- melhor o evangelho e participarem de todos nam-se aos jovens de 14 a 18 anos ou matri- os aspectos da prática do evangelho. Quando culados na escola secundária. o presidente da estaca lhe pedir, o represen- tante do SEI da estaca faz treinamentos de • Fundo Perpétuo de Educação. Sob a direção alfabetização e fornece materiais às líderes da dos líderes do sacerdócio e em conjunto com Sociedade de Socorro da estaca que supervi- outros departamentos da Igreja, os líderes e sionam o programa. professores do SEI ajudam a administrar o Fundo Perpétuo de Educação. Nas áreas em • Necessidades especiais. Necessidades especiais que o Fundo Perpétuo de Educação estiver é um termo geral usado para identificar alunosOs líderes e pro- com deficiências intelectuais, emocionais ou implementado, os líderes e professores do SEIfessores do SEI físicas.3 Em localidades com alta concentração fornecem informações e auxílio aos alunos quedevem estudar e de santos dos últimos dias, o diretor de área, preencherem os requisitos para esse programa.seguir as infor- ao consultar o administrador assistente, podemações contidas • Educação continuada. Nos Estados Unidos e indicar consultores para auxiliar os alunosnesses materiais Canadá, a educação continuada do SEI é um com necessidades especiais. Esses consultores,a fim de cumpri- recurso que permite aos membros e aos líderes em geral são funcionários em tempo integralrem seus deveres do sacerdócio proporcionar oportunidades de do SEI ou voluntários que tenham recebidoe responsabilida- ensino religioso aos jovens e membros adultos treinamento ou tenham experiência nades com eficácia. da Igreja. A educação continuada do SEI patro- educação de excepcionais. cina programas como Conheça Sua Religião, Semana da Educação, Dia da Educação, Os líderes do SEI em todos os níveis devem Especialmente para a Juventude, aulas de estar preparados para fornecer as informações, religião para adultos e outros cursos para as materiais e treinamentos necessários para auxiliar famílias, jovens e eventos relacionados às os professores, alunos, pais e líderes do sacerdó- escrituras. Esses programas são administrados cio no que diz respeito aos programas do SEI. As principalmente pela Divisão de Educação normas relativas a cada programa do SEI estão Continuada da Universidade Brigham Young. contidas no CES Policy Manual: U.S. and Os fundos do dízimo não são usados para via- Canada [2001]. bilizar os programas de educação continuada. Os participantes pagam uma taxa de inscrição, o que torna esses programas autofinanciados. 12
  17. 17. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j aMateriais do SEI • A Seção 12, “Sistema Educacional da Igreja”, do Manual de Instruções da Igreja, Volume Todos os que tiverem uma designação no SEI 1: Presidências de Estaca e Bispados ([1998],devem receber os materiais necessários e ser trei- pp. 113–118; disponível também em CESnados para usarem-nos. Antes da publicação, Policy Manual: U.S. and Canada, pp. 71–80)os materiais do SEI são examinados peloDepartamento de Correlação da Igreja para garan- • Manuais. Os manuais do SEI ajudam a definirtir a pureza doutrinária e evitar a duplicação des- normas, identificar princípios importantes anecessária de programas e materiais.4 Esses serem realçados e sugerir atividades de ensinomateriais correlacionados estão alistados nos ou treinamento. Baseiam-se nos princípios ecatálogos e manuais do SEI e da Igreja. doutrinas ensinados nos livros mencionados acima. Alguns dos principais manuais do SEI Os princípios, normas, procedimentos e dire- incluem os seguintes:trizes para os programas do SEI encontram-senos livros, manuais, guias e outras correspondên- • O Manual de Diretrizes do SEI para Foracias do SEI. Os líderes e professores do SEI dos Estados Unidos e Canadá [2001] e CESdevem estudar e seguir as informações contidas Policy Manual: U.S. and Canada, que tra-nesses materiais a fim de cumprirem seus deveres zem normas que garantem um método uni-e responsabilidades com eficácia. A relação entre forme de funcionamento.os livros, manuais, guias e correspondências está • Os manuais do professor do seminário citamindicada nas ilustrações a seguir: princípios a serem identificados e sugerem atividades de ensino para ajudar os professo- res a preparar aulas para o seminário. LIVROS Princípios e doutrinas • Os manuais do aluno de seminário trazem Ꭳ gráficos de leitura, introdução aos capítulos ou seções das escrituras, auxílios para a MANUAIS compreensão das escrituras, perguntas e Normas e idéias de ensino ou treinamento atividades para ajudar os alunos a descobrir, Ꭳ ponderar e aplicar os princípios do evange- lho contidos nas escrituras. GUIAS Procedimentos e implementação • Os manuais do professor e do aluno do ins- Ꭳ tituto trazem o contexto histórico, comen- tários dos profetas, princípios a serem CORRESPONDÊNCIAS identificados e atividades de ensino sugeri- Classificação e motivação das para os cursos aprovados do instituto. • Ensinar o Evangelho: Um Recurso de Os seguintes materiais são úteis para adminis- Treinamento do SEI para Aperfeiçoamentotrar apropriadamente no SEI: do Ensino (35306 059), que faz parte do• Livros. Os livros a seguir estão entre os pacote de aperfeiçoamento didático, é um documentos fundamentais para definir o manual de treinamento que auxilia os líde- objetivo do SEI e a responsabilidade dos pro- res em serviço. fessores e líderes. Ressaltam os princípios e • Guias. Vários guias trazem sugestões práticas doutrinas do evangelho relativos ao objetivo específicas para ajudar os líderes e professores e compromisso do SEI. a implementar as informações contidas nos • Ensinar o Evangelho: Um Manual para manuais. Seguem alguns exemplos de guias Professores e Líderes do SEI [2001] do SEI: (34829 059) • Guia para a Realização de Cerimônias • Este volume, Administrar Apropriadamente: de Boa Qualidade nas Formaturas do Manual para os Líderes e Professores do Seminário [2001] (32372 059) SEI [2003] (35953 059) • Disabilities Guide [2001] (35257)13
  18. 18. A d m i n i s t r a r A p r o p r i a d a m e n t e : M a n u a l p a r a o s L í d e r e s e P r o f e s s o r e s d o S E I • Institute of Religion Guide: U.S. and • O CES Teacher Resource CD (CD de Recursos Canada [2001] (34550) para o Professor do SEI – 22018) fornece aos • Early-Morning Seminary Guide: U.S. and professores e líderes formulários eletrônicos Canada [2001] (35959) consultáveis retirados de manuais, livros e guias do seminário e instituto. • Home-Study Seminary Guide: U.S. and Canada [2001] (35960) • A versão eletrônica de materiais e treinamen- tos do SEI, bem como suporte técnico, estão • Institute Men’s Association Guide [2001] disponíveis no site www.ldsces.org para o (35249) acesso de líderes e professores. • Institute Women’s Association Guide [2001] (35250) Notas• Outras correspondências. A administração do 1. Ver também CES Policy Manual: U.S. and SEI utiliza o informativo Coordinator, memo- Canada, Administration Policies: Seminary; randos e outras correspondências para veicular Administration Policies: Institute of Religion. informações, anúncios, solicitações, artigos motivadores e esclarecimentos de normas, 2. Ver Institute Men’s Association Guide e conforme a necessidade. Institute Women’s Association Guide. Além dos materiais impressos, o SEI elabora 3. Ver Disability Guide [2001].produtos audiovisuais e eletrônicos, como os 4. Ver CES Policy Manual: U.S. and Canada,seguintes: Administration Policies: Curriculum.• Apresentações em vídeo ou DVD que servem de suporte para as aulas do seminário.14
  19. 19. P r i n c í p i o s d e A d m i n i s t r a ç ã o n o S i s t e m a E d u c a c i o n a l d a I g r e j a Desenvolver o Potencial Divino e Promover o Crescimento Profissional Cada filho do Pai Celestial é responsável por Responsabilidade pelo Desenvolvimento seu empenho e progresso no desenvolvimento Pessoal de seu potencial divino e devem fazê-lo aumen- Cada indivíduo é responsável perante Deus tando o desempenho, adquirindo conhecimento, pelo esforço e progresso que fará no desenvolvi-Compreender o melhorando a atitude e fortalecendo o caráter. mento pessoal. O Élder Neal A. Maxwell, dogrande plano de Quórum dos Doze Apóstolos, observou:felicidade ajuda Potencial Divino e Crescimentoas pessoas a Profissional “Mesmo não cometendo transgressões muitodesenvolverem graves, podemos desenvolver um sentimento deseu potencial Todas as pessoas são filhas do Pai Celestial e auto-satisfação, ao invés de procurarmos melhorar.divino e promove- têm o potencial de tornarem-se como Ele. (Ver (...) Considerando a relevância do arrependimentorem o crescimento Atos 17:29; Efésios 4:6; Hebreus 12:9.) O grande como um princípio de progresso para todos, nãoprofissional. plano de felicidade ensina que é de admirar que o Senhor todos são de imenso valor (ver tenha afirmado a seus servos, D&C 18:10), têm o Espírito de inúmeras vezes, que a coisa Cristo para distinguir o bem do O Senhor prometeu: mais valiosa seria pregar o arre- mal (ver Morôni 7:16), são “E se os homens vie- pendimento a esta geração!” livres para escolher entre o rem a mim, mostrar- (Conference Report, outubroTodas as avalia- certo e o errado (ver 2 Néfi lhes-ei sua fraqueza. de 1991, 42; ou A Liahona,ções e treinamen- 2:27) e que o propósito de Deus janeiro de 1992, p. 35.) no plano é proporcionar alegria (...) Então fareitos do SEI devem, A doutrina da responsabili- a Seus filhos (ver 2 Néfi 2:25). com que as coisasem última aná- dade ressalta que as pessoaslise, ajudar as Compreender o grande plano fracas se tornem devem aprender suas obriga-pessoas a de felicidade ajuda as pessoas a fortes para eles” ções, agir em suas designações“[virem] a Cristo desenvolverem seu potencial (Éter 12:27). com toda a diligência, aperfei-[e serem aperfei- divino e promoverem o cresci- çoar seus talentos e tentarçoadas] nele” mento profissional. A com- adquirir outros dons. (Ver(Morôni 10:32). preensão do valor e potencial D&C 107:99; ver também D&C 82:18.) divino de cada alma ajuda os líderes e professores Responderemos por nossas palavras, obras e pen- a guiarem as pessoas a Jesus Cristo. samentos. (Ver Alma 12:14.) Ao achegarmo-nos O Élder Boyd K. Packer, do Quórum dos do Pai Celestial por meio de Jesus Cristo, tor- Doze Apóstolos, fez a seguinte pergunta sobre a namo-nos mais semelhantes ao Salvador em necessidade de analisarmos e melhorarmos nós conhecimento, desempenho, atitude e caráter. mesmos como professores: “Que estudo mais O Élder Henry B. Eyring, do Quórum dos Doze profundo podemos realizar do que analisar nossos Apóstolos, ensinou: “Aqueles que plantaram a boa ideais, metas e métodos e compará-los com os de palavra de Deus e serviram fielmente despertaram Jesus Cristo?” (Teach Ye Diligently, ed. rev. em si invariavelmente um grande desejo de autoa- [1991], p. 22.) Todas as avaliações e treinamentos perfeiçoamento.” (Education for Real Life [serão do SEI devem, em última análise, ajudar as pes- do SEI para jovens adultos, 6 de maio de 2001], soas a “[virem] a Cristo [e serem aperfeiçoadas] p. 2). O desenvolvimento pessoal é resultado do nele”. (Morôni 10:32; ver também D&C 20:59.) aprendizado e aplicação dos princípios do evange- As avaliações e o treinamento são essenciais no lho, da aquisição de habilidades desejáveis, da desenvolvimento pessoal e crescimento profissio- reflexão sobre designações atuais e da implemen- nal para os líderes e professores do SEI. tação de novas idéias. 15

×