A fé e o amor

950 visualizações

Publicada em

Paulo em sua Epístola coloca a caridade acima da fé pelo fato de estar ao alcance de todos e porque independe da crença particular.
Porém caridade não é dar as sobras que não nos interessam...

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
950
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A fé e o amor

  1. 2. I - A CARIDADE SEGUNDO PAULO (Coríntios XIII 1 a 7 e 13) Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.
  2. 3. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada.
  3. 4. Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria!
  4. 5. A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor.
  5. 6. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade.   Tudo desculpa; tudo crê; tudo espera; tudo suporta. Por ora subsistem a fé, a esperança e a caridade - as três. Porém, a maior delas é a caridade.
  6. 7. II - A CARIDADE ACIMA DA FÉ Paulo em sua epístola coloca a caridade acima da fé pelo fato de estar ao alcance de todos e porque independe da crença particular.
  7. 8. E faz mais: define a verdadeira caridade; mostra-a, não somente na beneficência, mas no conjunto de todas as qualidades do coração, na bondade e na benevolência para com o próximo.
  8. 9. <ul><li>III – TIPOS DE CARIDADE </li></ul><ul><li>A Beneficência </li></ul><ul><li>Sentimento que permite que se olhe o outro com o mesmo olhar voltado para si mesmo, e que se desvista com alegria para vestir um irmão! </li></ul>
  9. 10. <ul><li>O amor aos inimigos </li></ul><ul><li>O verdadeiro cristão vê irmãos em todos os semelhantes por isso não discrimina quando for ajudar. </li></ul><ul><li>Não podemos esquecer que o nosso inimigo de hoje pode ter sido nosso parente em outra vida ou ainda nossa vítima. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>A indulgência </li></ul><ul><li>Não julgar seu semelhante e humilhá-lo com sua esmola. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Piedade </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>A piedade é uma virtude que mais nos aproxima dos anjos. É a irmã da caridade. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Quando conseguis devolver a coragem e a esperança a um irmão infeliz, que se comove ao aperto da mão amiga, e cujo olhar, ao mesmo tempo umedecido de emoção e reconhecimento, se volta com doçura para vós, antes de se elevar ao céu, agradecendo por lhe haver enviado um consolador, um amparo. </li></ul>
  12. 13. IV – A VERDADEIRA CARIDADE   Não é essa que magoa o coração, não é a esmola que queima a mão que a recebe, pois os vossos óbolos são freqüentemente muito amargos! Quantas vezes eles seriam recusados, se a doença e a privação não os esperassem no casebre!
  13. 14. Daí com ternura, juntando ao benefício material o mais precioso de todos: uma boa palavra, uma carícia, um sorriso amigo. Evitai esse ar protetoral, girando a lâmina no coração que sangra, e pensai que, ao fazer o bem, trabalhais para vós e para os vossos.
  14. 15. V - CONCLUSÃO   A LEI DO AMOR   O amor resume toda a doutrina de Jesus, porque é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso realizado.
  15. 16. No seu ponto de partida, o homem só tem instintos ; mais avançado e corrompido, só tem sensações ; mais instruído e purificado, tem sentimentos ; e o amor é o requinte do sentimento.   Feliz aquele que, sobrelevando-se à humanidade, ama com imenso amor os seus irmãos em sofrimento! Feliz aquele que ama, porque não conhece as angústias da alma, nem as do corpo!

×