NBC TA 300 - Planejamento da Auditoria das DCs

6.726 visualizações

Publicada em

Conheça os objetivos, os requisitos e a aplicação do Planejamento da Auditoria das DCs.

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.726
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

NBC TA 300 - Planejamento da Auditoria das DCs

  1. 1. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.Moore Stephens Prisma PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.APRESENTAÇÃO TÉCNICANORMAS DE AUDITORIANBC TA 300Planejamento da Auditoria deDemonstrações Contábeis03 de novembro de 2012
  2. 2. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.PLANEJAMENTO DAAUDITORIA DAS DEMONSTRAÇÕESCONTÁBEISNBC TA 300
  3. 3. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISSUMÁRIO• INTRODUÇÃO• OBJETIVO• REQUISITOS• APLICAÇÃO E OUTROS• MATERIAIS EXPLICATIVOS
  4. 4. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISEsta Norma deve ser lida em conjunto com a NBC TA 200 –Objetivos Gerais do Auditor Independente e a Condução daAuditoria em Conformidade com Normas de AuditoriaINTRODUÇÃO:Esta norma trata da responsabilidade do auditor no planejamentoda auditoria das demonstrações contábeis. Esta norma estáescrita no contexto de auditorias recorrentes. Outrasconsiderações da auditoria inicial são apresentadasseparadamente.
  5. 5. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISPlanejamento é um processo contínuo e interativo ao longo daauditoria, somente se conclui no final do trabalho de auditoria.PROCESSO DE AUDITORIA
  6. 6. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISAUDITORIA: RISCO E PLANEJAMENTOA NBC TA 315 - Identificação e Avaliação dos Riscos de Distorçãodiz que:“O objetivo do auditor é identificar e avaliar os riscos de distorçãorelevante independentemente se causada por fraude ou erro, nosníveis de demonstração contábil e afirmações, por meio doentendimento da entidade e do seu ambiente, inclusive docontrole interno da entidade, proporcionando assim uma basepara o planejamento e a implementação das respostas aos riscosidentificados de distorção relevante. “
  7. 7. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISAUDITORIA: RISCO E PLANEJAMENTOA NBC TA 200 - Objetivos Gerais do Auditor Independente dizque:“Como base para a opinião do auditor, as NBC TAs exigem que eleobtenha segurança razoável de que as demonstrações contábeiscomo um todo estão livres de distorção relevante,independentemente se causadas por fraude ou erro. Asseguraçãorazoável é um nível elevado de segurança. Esse nível é conseguidoquando o auditor obtém evidência de auditoria apropriada esuficiente para reduzir a um nível aceitavelmente baixo o riscode auditoria ...”
  8. 8. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
  9. 9. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
  10. 10. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISOBJETIVO DA TA 300 - PLANEJAMENTOO objetivo do auditor é planejar a auditoria de forma arealizá-la de maneira eficaz.Um planejamento adequado de auditoria auxilia o auditor:(a) a dedicar atenção às áreas importantes;(b) a identificar e resolver problemas potenciais;(c) realizar a auditoria de forma eficaz e eficiente;(d) na seleção da equipe e suas responsabilidades;(e) na direção, supervisão e revisão; e(f) na coordenação do trabalho de outros auditores eespecialistas.
  11. 11. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISREQUISITOS• Envolvimento de membros-chave da equipe de trabalho ;• Atividades preliminares no início dos trabalhos;• Atividades de planejamento.
  12. 12. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISENVOLVIMENTO DE MEMBROS-CHAVE DA EQUIPEO sócio do trabalho e outros membros-chave da equipe detrabalho devem ser envolvidos no planejamento da auditoria,incluindo o planejamento e na discussão entre os membros daequipe de trabalho.Isso incorpora no planejamento experiência e pontos de vista,otimizando assim a eficácia e eficiência do processo deplanejamento.
  13. 13. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISATIVIDADE PRELIMINARES NO ÍNICIO DOS TRABALHOS:- Realizar procedimentos exigidos pela NBC TA 220 – Controle deQualidade da Auditoria de Demonstrações Contábeis;- Avaliar a conformidade de requisitos éticos conforme NBC TA220;- Estabelecer o entendimento dos termos do trabalho conformeNBC TA 210 – Concordância com os Termos do Trabalho deAuditoria.
  14. 14. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISATIVIDADES DE PLANEJAMENTOO auditor deve estabelecer uma estratégia global de auditoriaque defina o alcance, a época e a direção da auditoria, paraorientar o desenvolvimento do plano de auditoria.
  15. 15. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISESTRATÉGIA GLOBAL DE AUDITORIAAo definir a estratégia global, o auditor deve:a) Identificar as características do trabalho para definir seualcance;b) Definir os objetivos do relatório do trabalho;c) Considerar fatores significativos para orientar o trabalho;d) Considerar os resultados das atividades preliminares;e) Determinar a natureza, a época e a extensão dos recursosnecessários para realizar o trabalho.
  16. 16. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISPLANO DE AUDITORIAO auditor deve desenvolver o plano de auditoria, que deve incluira descrição de:a) A natureza, a época e a extensão dos procedimentosplanejados de avaliação de risco, conforme NBC TA 315 –identificação e Avaliação dos Riscos;b) A natureza, a época e a extensão dos procedimentosadicionais de auditoria planejados no nível de afirmação,conforme NBC TA 330 – Resposta do Auditor aos RiscosAvaliados.
  17. 17. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISCONSIDERAÇÕES NA DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA GLOBALOs seguintes atributos devem ser considerados no planejamentoao definir a estratégia dos trabalhos: características do trabalho para definir o seu alcance; objetivos do relatório de forma a planejar a época daauditoria e a natureza das comunicações; fatores significativos no julgamento profissional do auditor; resultados das atividades preliminares do trabalho deauditoria; e natureza, a época e a extensão dos recursos necessários pararealizar o trabalho.PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.
  18. 18. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISDeterminação da materialidade no planejamento (NBC TA 320)Ao estabelecer a estratégia global de auditoria, o auditor devedeterminar a materialidade para as demonstrações contábeis como umtodo. Se, nas circunstâncias específicas da entidade, houver uma oumais classes específicas de transações, saldos contábeis ou divulgaçãopara as quais se poderia razoavelmente esperar que distorções devalores menores que a materialidade para as demonstrações contábeiscomo um todo influenciem as decisões econômicas dos usuáriostomadas com base nas demonstrações contábeis, o auditor devedeterminar, também, o nível ou níveis de materialidade a seremaplicados a essas classes específicas de transações, saldos contábeis edivulgações .PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.
  19. 19. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISDeterminação da materialidade no planejamento (NBC TA 320) O auditor deve determinar a materialidade para execução da auditoria como objetivo de avaliar os riscos de distorções relevantes e determinar anatureza, a época e a extensão de procedimentos adicionais de auditoria .A determinação da porcentagem a ser aplicada ao referencial selecionadoenvolve o exercício de julgamento profissional. Existe uma relação entre aporcentagem e o referencial escolhido de modo que a porcentagem aplicadaao lucro das atividades continuadas antes do imposto de operações seránormalmente maior que a porcentagem aplicada à receita total. Por exemplo,o auditor pode considerar 5% do lucro das atividades continuadas antes doimposto apropriado para entidade com fins lucrativos no setor de manufatura,e considerar 1% da receita total ou do total de despesa apropriado paraentidade sem fins lucrativos. Entretanto, porcentagens mais altas ou maisbaixas podem ser consideradas apropriadas nas circunstâncias.PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.
  20. 20. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISMATERIALIDADE NO PLANEJAMENTOA materialidade é uma questão de julgamento profissional e não umexercício mecânico. Consequentemente, não são fornecidas orientaçõesespecíficas nas normas de auditoria. Entretanto, uma porcentagem (de3% a 7%) sobre o lucro das operações em continuidade éfrequentemente usada na prática como tendo uma grande importânciapara os usuários das demonstrações contábeis. Se o lucro não é umamedida útil (como para uma entidade sem fins lucrativos ou onde olucro não seja uma base estável), considerar outras bases, tais como:• de 1% a 3% das receitas ou despesas;• de 1% a 3% dos ativos; ou• de 3% a 5% do patrimônio líquido.
  21. 21. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS(a) Características do trabalho estrutura do relatório financeiro (demonstrações contábeis); escopo da auditoria; natureza das relações entre as entidades ligadas; extensão dos exames realizados por outros auditores; natureza dos segmentos de negócio, inclusive a necessidadede conhecimento especializado; padrão monetário na moeda de apresentação dasdemonstrações contábeis;
  22. 22. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS(a) Características do trabalho – continuação necessidade de auditoria obrigatória de demonstraçõescontábeis individuais e consolidadas; utilização dos trabalhos dos auditores internos; utilização pela entidade de prestadores de serviço; utilização de evidência obtida em auditorias anteriores; impacto da tecnologia da informação nos procedimentos deauditoria;
  23. 23. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIADAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS(a) Características do trabalho – continuação a coordenação da cobertura prevista e a época do trabalho deauditoria com revisão das informações financeirasintermediárias; a disponibilidade do pessoal e de informações do auditado.
  24. 24. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIADAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS(b) Objetivos de relatório, época da auditoria e natureza dacomunicação cronograma; reuniões com a administração para discutir a natureza, época eextensão dos trabalhos; discussão com a administração em relação ao tipo e ao prazode emissão do relatório e outras comunicações; comunicação aos auditores em relação ao tipo e ao prazo deemissão do relatório; natureza e época previstas de comunicação entre a equipe detrabalho; se existe a previsão de outras comunicações com terceiros.
  25. 25. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS(c) Fatores significativos, atividades preliminares do trabalho econhecimento obtido em outros trabalhos: determinação de materialidade (NBC TA 320); identificação preliminar de áreas de maior risco; ênfase em relação à necessidade de manter posturaquestionadora e exercer ceticismo profissional; resultados de auditorias anteriores; discussão de temas que possam afetar a auditoria; evidência do compromisso da administração nodesenho,implementação e manutenção de controles internos; importância dada aos controles internos;
  26. 26. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS(c) Fatores significativos, atividades preliminares do trabalho econhecimento obtido em outros trabalhos: quaisquer assuntos importantes, tais como a aplicação deprincípios contábeis ou de auditoria e normas de elaboraçãode relatórios; procedimentos necessários para obter evidência suficiente eapropriada relacionada aos saldos iniciais; outros procedimentos exigidos pelo sistema de controle dequalidade.
  27. 27. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISDOCUMENTAÇÃOO auditor deve documentar – NBC TA 230 – Documentação deAuditoria:a) A estratégia global de auditoria;b) O plano de auditoria; ec) Eventuais alterações significativas ocorridas na EstratégiaGlobal de Auditoria ou no Plano de Auditoria durante otrabalho e as razões dessas alterações
  28. 28. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISCONSIDERAÇÕES ADICIONAIS EM AUDITORIA INICIALO auditor deve realizar as seguintes atividades antes de começaros trabalhos de auditoria inicial:a) Aplicar os procedimentos exigidos pela NBC TA 220, itens 12 e13, relativos à aceitação do cliente; eb) Entrar em contato com o auditor antecessor, de acordo comos requisitos éticos.
  29. 29. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISAPLICAÇÃO E OUTROS MATERIAIS EXPLICATIVOS A natureza e a extensão das atividades de planejamento variamconforme o porte e a complexidade da entidade, a experiênciaanterior dos membros-chave da equipe de trabalho e asmudanças que ocorrerem durante o trabalho.
  30. 30. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISCONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS PARA ENTIDADES DE PEQUENOPORTECom uma equipe menor, a coordenação e a comunicação entresócio e membros da equipe fica facilitada.A definição da estratégia global não precisa ser complexa. Podeser, por exemplo, um memorando breve que cubra os temasessenciais.
  31. 31. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIA DASDEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISEXEMPLO DE AUTORIZAÇÃO DO CLÍENTE PARA ACESSO AOS WP’s DO ANO ANTERIOR.ÀSilva & Silva Auditores IndependentesAt. Sr. SilvaPrezados SenhoresVisando complementar os trabalhos de auditoria das demonstrações financeiras da Cia ABCD doexercício de 2011 solicitamos a VSa. permitir o acesso aos seus papéis de trabalhos e demaisarquivos eletrônicos elaborados para proceder auditoria do Cia ABCD relativos ao exercício findoem 31 de dezembro de 2010, para a empresa de auditoria Moore Stephens Lima Lucchesi AuditoresIndependentes.São Paulo,Cia ABCD_________________________Fulano de TalDiretor...
  32. 32. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.NBC TA 300 – PLANEJAMENTO DA AUDITORIADAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISDÚVIDAS SOBRE O TEMA:
  33. 33. PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.PRECISE. PROVEN. PERFORMANCE.A Moore Stephens é uma das maiores redes de auditoria, consultoria e outsourcingcontábil do mundo. A empresa é formada por aproximadamente 630 escritórios e estápresente em mais de 100 países. Está entre as 12 maiores posições no ranking mundial,com faturamento anual de mais de US$ 2 bilhões.A Moore Stephens Auditores e Consultores presta serviços em auditoria, consultoriatributária e empresarial, tecnologia de informação, outsourcing de serviços contábeis,tributários e administrativos, e corporate finance. Há ainda determinadas divisões, comestruturas próprias, criadas para atendimento de interesses específicos, como a Divisãode Auditoria Interna e a Divisão de Small Business, entre outras.Fale com a Moore Stephens: mscorp@msbrasil.com.brSiga-nos na internet e nas redes sociais:Homepage: www.msbrasil.com.brFacebook: http://www.facebook.com/moorestephensbrTwitter: http://twitter.com/#!/moorestephensbrLinkedin:http://www.linkedin.com/companies/moore-stephens-brasilBlog: http://msbrasil.com.br/blog/SlideShare: http://www.slideshare.net/moorestephensbYoutube: http://www.youtube.com/moorestephensbrSOBRE AMOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES

×