E. M. “PROF. MARI CARRERA BUENO”
PROJETO:
REEDUCAÇÃO ALIMENTAR E COMPORTAMENTAL
2014
LONDRINA
JUSTIFICATIVA:
A E.M. “Prof. Mari Carrera Bueno” é uma escola de ensino integral e atende alunos ___ em
situação de risco ...
Conhecer, nomear e identificar os diferentes tipos de alimentos;
• Entrar em contato com textos de diferentes gêneros;
• O...
METODOLOGIA:
• Leitura e interpretação de gêneros textuais( propaganda, convite, poemas, panfletos,
informativos, etc...)
...
ANEXOS
SUGESTÕES DE ATIVIDADE
ALIMENTOS, NUTRIENTES E
SAÚDE
• Para podermos praticar esportes,
estudar ou realizar qualquer outra
atividade, devemos ter energia no
nosso organismo;
•...
• Por meio da digestão, os nutrientes formados por
moléculas maiores são transformados em moléculas
menores;
• Isso possib...
É Importante sabermos diferenciar o significado
de alimento do nutriente.
ALIMENTO NUTRIENTES
Feijão Proteínas, carboidrat...
• Os alimentos contém diversos nutrientes em
sua composição.
• Esses nutrientes são orgânicos, como:
• os carboidratos,
• ...
A classificação dos nutrientes baseia-se na função de cada
um deles no organismo.
Nutrientes Classificação
Carboidrato Ene...
Carboidratos
• Nutrientes energéticos que
constituem o principal combustível
celular.
• A maior parte da energia necessári...
• Exemplos de carboidratos:
• Glicose,
• Frutose,
• Sacarose,
• Lactose,
• Amido,
Lipídios
• São considerados nutrientes energéticos;
• Eles funcionam como uma rede energética
que é armazenada no tecido a...
• No grupo dos lipídios podemos
encontrar as gorduras e óleos de
origem:
• Animal ou
• Vegetal.
Proteínas
• Desempenham função estrutural no
organismo;
• Responsáveis pelo crescimento do
corpo e também pela construção
...
Alimentos protéicos:
Vitaminas
• São fundamentais para as
atividades celulares e a
manutenção da saúde do
organismo;
• Por esse motivo,são clas...
• A palavra vitamina foi criada em 1912
por Casimar Funk para nomear os
fatores alimentares acessórios que são
cruciais áv...
Vitamina A
• Função: Atua sobre a pele, a retina dos
olhos e as mucosas; aumenta a
resistência aos agentes infecciosos;
• ...
Vitamina B1 ou tiamina
• Função: Auxilia no metabolismo dos
carboidratos; favorece a absorção de
oxigênio pelo cérebro; eq...
Vitamina C ou ácido ascórbico
• Função: Conserva os vasos sangüíneos e os
tecidos; ajuda na absorção do ferro; aumenta a
r...
Sais minerais
• São considerados nutrientes
reguladores , pois controlam diversas
funções no organismo, como as do
sistema...
Cálcio
• Função: Atua na formação de tecidos, ossos
e dentes; age na coagulação do sangue e na
oxigenação dos tecidos; com...
Fósforo
• Função: Atua na formação de ossos e
dentes; indispensável para o sistema
nervoso e o sistema muscular;
• Sua pre...
Potássio
• Função: transmissão de impulsos
nervosos;
• Fontes: frutos, leite, carnes,
cereais;
Cloreto de sódio
• Função:
equilíbrio
hídrico no
organismo;
• Fonte: sal de
cozinha;
Água
• É o componente mais abundante do
nosso organismo.
• As principais funções da água no
organismo são:
• Atua como sol...
• É fundamental nos processos de
digestão, absorção e excreção de
substâncias;
• Ajuda a manter a temperatura do
corpo;
• ...
A pirâmide alimentar
• A pirâmide alimentar estabelece um
planejamento para dieta saudável.
• Na verdade , ela é a guia pa...
• Conforme essa pirâmide , os alimentos
são separados em energéticos ,
reguladores, construtores , e
energéticos extras.
•...
• Carboidratos complexos (pães,
farinhas, tubérculos, massas);
• Construtores ( leite e derivados,
carne, ovos, leguminosa...
Profª: Cristiane Koch
Obrigado pela atenção!!!
EI6 e 1º ANOS
1. Ponto de partida: (elemento detonador) Poema: Alimentação saudável
Alimentação Saudável
Para termos saúde...
5. Nova leitura do poema: meninos a 1ª estrofe, meninas a 2ª estrofe e assim
sucessivamente – falar com as crianças sobre ...
10. Linguagem do jogo simbólico: Desenvolvimento da brincadeira da sugestão (Xerox que
fora entregue na AC) – Cobra-cega: ...
16. Linguagem verbal oral: Carnes também tem cor? Quais as cores das carnes
(classificação) Discussão na rodinha – O que s...
Sugestão 2 para EI 6 e 1º ANOS
Etapa 1:
Contar a história “Camilão, o comilão” de Ana Maria Machado; com base na história ...
Etapa 5:
Apresentar e cantar com as crianças a música “sopa do neném”. A partir desta
música, então, as crianças introduzi...
Etapa 7:
Elaborar com as crianças um cardápio diário dos alimentos, primeiramente no quadro negro
e em seguida no computad...
Referências Bibliográficas:
CURITIBA. Secretaria Municipal da Educação. Diretrizes curriculares para a educação
municipal ...
SUGESTÃO DE ATIVIDADES 2º E 3º ANOS
Salada de frutas
Oralidade:
O que costumam comer?
Quantas refeições fazem durante o di...
a madrugada,
Quando ouviu-se uma voz:
"Vamos todos dançar e aproveitar,
senão quem sabe amanhã,
alguém pode nos chupar!
"E...
Mais sugestões
Primeiro momento:
Fazer a leitura em voz alta do poema para as crianças; chamar a
atenção para as rimas pre...
Alimentos não - saudáveis
Mostrar que alguns alimentos devem ser
consumidos com moderação
Confeccionar um mural com esses ...
Derivados do Leite
mandar um ofício para a empresa que fornece lanche da escola um cardápio que utiliza
queijos, leite e i...
Conteúdo: Gênero textual poema.
 Atividade: Leitura interpretação e identificação das rimas.
Tempo previsto: 2 h/aulas
Re...
3º dia
Conteúdo: Gênero textual receita culinária.
Atividade: Releitura do cartaz com o texto.
Recursos: Cartaz, frutas, e...
Sugestão para o 4º ano
Arte com a fruteira
O artista italiano Giuseppe Arcimboldo criou sua própria forma de fazer arte,
compondo retratos com al...
Achou interessante? Quer saber mais sobre quem foi esse tal de
Arcimboldo? Veja o que a Katia contou:
Giuseppe Arcimboldo ...
AS 4 ESTAÇÕES
VERÃO PRIMAVERA
OUTONO INVERNO
SUGESTÕES PARA O 5º ANO
SUGESTÃO DE LIVROS PARA TRABALHAR NA BIBLIOTECA
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)

396 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
396
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Meuprojetoalimentao 140215181608-phpapp01 (1)

  1. 1. E. M. “PROF. MARI CARRERA BUENO” PROJETO: REEDUCAÇÃO ALIMENTAR E COMPORTAMENTAL 2014 LONDRINA
  2. 2. JUSTIFICATIVA: A E.M. “Prof. Mari Carrera Bueno” é uma escola de ensino integral e atende alunos ___ em situação de risco do Bairro Santiago e adjacentes. Observamos que durante as refeições nossos educandos rejeitam os alimentos saudáveis por não conhecer e pelo gosto que não foi desenvolvido em suas residências causando muito desperdício. O comportamento à mesa e dentro do refeitório também deixa a desejar, há muitos conflitos e algazarras. Por esta razão vimos a necessidade de desenvolver este projeto. INTRODUÇÂO: Será desenvolvido um projeto interdisciplinar atendendo todas as áreas do conhecimento envolvendo todas turmas, projetos, oficinas, bibliotecas e Ed. Física. Será focado numa alimentação saudável, resgatando valores sociais e autoestima de nossos educandos. PÚBLICO ALVO: EI6, 1º ao 5º ano, Projetos de atendimento e Oficinas DURAÇÂO: Durante o mês de março, contemplando a semana da alimentação. OBJETIVOS GERAIS: • Promover a reeducação alimentar; • Combater o desperdício dos alimentos na instituição e em casa; • Promover o desenvolvimento de hábitos mais saudáveis quanto à alimentação e a saúde; • Conhecer a necessidade e a importância da higienização dos alimentos e das mãos • Oportunizar mudanças de comportamento á mesa durante as refeições e dentro do refeitório; • Evitar o desperdício OBJETIVOS ESPECÌFICOS: • Ampliar o vocabulário; • Promover o consumo de frutas, legumes e verduras; • Promover atividades que valorizem e aproximem os educandos dos alimentos menos aceitos; • Investigar o valor nutritivo dos alimentos e despertar o gosto por eles;
  3. 3. Conhecer, nomear e identificar os diferentes tipos de alimentos; • Entrar em contato com textos de diferentes gêneros; • Observar as cores e perceber os sabores e textura dos alimentos; • Conscientizar-se, através da informação do cardápio diário, da importância da boa alimentação sem desperdícios; • Conhecer a necessidade da higienização dos alimentos e das mãos. • Desenvolver a leitura e as interpretação textual compreendendo a estrutura e função social dos mesmos; • Compreender e valorizar o uso da escrita; • ler, interpretar e resolver situações problemas, gráficos e tabelas • Ordenar números ordinal • Classificar e seriar elementos • Reconhecer, diferenciar e utilizar os sistemas de medidas • Relacionar o Sistema Solar com produção de alimentos,( frutas das estações) • Conhecer os alimentos e os derivados • Reconhecer a interdependência da área urbana e área rural • Produzir vários gêneros textuais • Refletir sobre as características do gênero receita culinária; • Compreender a relação do homem com os alimentos ao longo da história; • Conhecer os alimentos típicos da região onde vive; • Compreender o conceito de alimentação saudável; • Construir uma pirâmide alimentar, considerando o conceito de alimentos saudáveis. CONTEÚDOS: • Leitura e interpretação de gêneros textuais • Sistema de medidas • Sistema monetário • Área urbana e rural • Alimentação • Gráficos e tabelas • Cores primária e secundárias • Geometria • Análise linguística( letra, sílabas, palavra, frase e texto) • Sistema solar • Produção de texto envolvendo os gêneros textuais
  4. 4. METODOLOGIA: • Leitura e interpretação de gêneros textuais( propaganda, convite, poemas, panfletos, informativos, etc...) • Leitura, interpretação e confecção de gráficos e tabelas de situações problemas ; • Confecção de cartazes de conscientização • Releitura e leitura de obras de artes; • Elaboração de propagandas utilizando panfletos de supermercados e o consumo consciente • Resolução de problemas, comparação preços; • Pesquisa das frutas de cada estação e região; • Diferenciação da área urbana e rural, classificando os alimentos orgânicos, derivados e industrializados; • Pinturas com tintas extraídas de frutas e verduras • Reutilização de alimentos • Análise de rótulos e embalagens • Comparar as formas dos alimentos e frutas, caixas e embalagens de alimentos com as geométricas • Bingos de rótulos • Apreciação de obras de artes • Decomposição de palavras( contar silabas, comparar palavras quanto ao tamanho • Comparação de palavras quanto à silaba inicial, medial ou final, com reflexão sobre as semelhanças sonoras e gráficas • Atividades de permuta, inserção ou retiradas de letras para transformar uma palavra em outra • Elaboração de cardápio e receitas • relatório RECURSOS AUDIVISUAIS: • Cartazes, vídeos, data show, sulfite, pincel atômico, dvd, rádio televisão, obras complementares e similares, livro didático, PNDE ou outros), jogos de alfabetização, filmes e fotografias, rótulos, cartazes, informativos e embalagens, calendário, relógio, agendas, quadros de horários, mapas, pinceis, tintas, alimentos, CULMINANCIA: Recreio, almoço e janta especial com a participação de todos os professores sentados com a sua turma sendo exemplo AVALIAÇÃO: A avaliação será contínua e permanente durante a realização dos trabalhos.
  5. 5. ANEXOS SUGESTÕES DE ATIVIDADE
  6. 6. ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE
  7. 7. • Para podermos praticar esportes, estudar ou realizar qualquer outra atividade, devemos ter energia no nosso organismo; • Essa energia é fornecida pelos nutrientes que existem no interior dos alimentos;
  8. 8. • Por meio da digestão, os nutrientes formados por moléculas maiores são transformados em moléculas menores; • Isso possibilita a passagem dessas pequenas substâncias para o sangue, de onde são distribuídas para todas as células do organismo; • Desse modo, os nutrientes regulam diversas funções celulares e fornecem energia e matéria-prima para a construção de novas células;
  9. 9. É Importante sabermos diferenciar o significado de alimento do nutriente. ALIMENTO NUTRIENTES Feijão Proteínas, carboidratos, vitaminas. Carne de gado Proteínas, lipídios,vitaminas
  10. 10. • Os alimentos contém diversos nutrientes em sua composição. • Esses nutrientes são orgânicos, como: • os carboidratos, • os lipídios, • as proteínas, • e as vitaminas • E inorgânicos ou minerais, como: • a água • e os sais minerais.
  11. 11. A classificação dos nutrientes baseia-se na função de cada um deles no organismo. Nutrientes Classificação Carboidrato Energéticos Lipídios Energéticos Proteínas Construtores Vitaminas Reguladores Minerais Reguladores
  12. 12. Carboidratos • Nutrientes energéticos que constituem o principal combustível celular. • A maior parte da energia necessária para o nosso metabolismo provém da queima dos carboidratos. • Os alimentos de origem vegetal são a maior fonte de carboidratos.
  13. 13. • Exemplos de carboidratos: • Glicose, • Frutose, • Sacarose, • Lactose, • Amido,
  14. 14. Lipídios • São considerados nutrientes energéticos; • Eles funcionam como uma rede energética que é armazenada no tecido adiposo e utilizada de acordo com as necessidades celulares; • Esse tecido é encontrado por baixo da nossa pele e funciona como um importante isolante térmico; Profª: Cristiane Koch
  15. 15. • No grupo dos lipídios podemos encontrar as gorduras e óleos de origem: • Animal ou • Vegetal.
  16. 16. Proteínas • Desempenham função estrutural no organismo; • Responsáveis pelo crescimento do corpo e também pela construção das células e dos tecidos. • Por esse motivo elas são chamadas de nutrientes construtores. Profª: Cristiane Koch
  17. 17. Alimentos protéicos:
  18. 18. Vitaminas • São fundamentais para as atividades celulares e a manutenção da saúde do organismo; • Por esse motivo,são classificadas como nutrientes reguladores.
  19. 19. • A palavra vitamina foi criada em 1912 por Casimar Funk para nomear os fatores alimentares acessórios que são cruciais ávida. • As vitaminas são designadas por letras, porque muitas delas foram reconhecidas antes que sua composição química fosse descoberta.
  20. 20. Vitamina A • Função: Atua sobre a pele, a retina dos olhos e as mucosas; aumenta a resistência aos agentes infecciosos; • Sua presença possibilita: Fortalecimento de dentes, unhas e cabelos; prevenção de doenças respiratórias; • Fontes: Manteiga, leite, gema de ovo, fígado, espinafre, chicória, tomate, mamão, batata, abóbora;
  21. 21. Vitamina B1 ou tiamina • Função: Auxilia no metabolismo dos carboidratos; favorece a absorção de oxigênio pelo cérebro; equilibra o sistema nervoso e assegura o crescimento normal. • Sua presença possibilita: Alívio de dores musculares e cólicas da menstruação; pele saudável. • Fontes: Carne de porco, cereais integrais, nozes, lentilha, soja, gema de ovo.
  22. 22. Vitamina C ou ácido ascórbico • Função: Conserva os vasos sangüíneos e os tecidos; ajuda na absorção do ferro; aumenta a resistência a infecções; favorece a cicatrização e o crescimento normal dos ossos. • Sua presença possibilita: Produção de colágeno; redução do efeito de substâncias que causam alergia; previne o resfriado. • Fontes: Limão, laranja, abacaxi, mamão, goiaba, caju, alface, agrião, tomate, cenoura, pimentão, nabo, espinafre. Profª: Cristiane Koch
  23. 23. Sais minerais • São considerados nutrientes reguladores , pois controlam diversas funções no organismo, como as do sistema nervoso e muscular. • Muitos deles são constituintes estruturais do tecido do corpo e também participam indiretamente do processo de crescimento.
  24. 24. Cálcio • Função: Atua na formação de tecidos, ossos e dentes; age na coagulação do sangue e na oxigenação dos tecidos; combate as infecções e mantém o equilíbrio de ferro no organismo; • Sua presença possibilita: Contração de músculos; absorção e secreção intestinal; liberação de hormônios; • Fontes: Queijo, leite, nozes, uva, cereais integrais, nabo, couve, chicória, feijão, lentilha, amendoim, castanha de caju.
  25. 25. Fósforo • Função: Atua na formação de ossos e dentes; indispensável para o sistema nervoso e o sistema muscular; • Sua presença possibilita: Prevenção de pedras nos rins; tratamento de diabetes; • Fontes: Carnes, miúdos, aves, peixes, ovo, leguminosas, queijo, cereais integrais;
  26. 26. Potássio • Função: transmissão de impulsos nervosos; • Fontes: frutos, leite, carnes, cereais;
  27. 27. Cloreto de sódio • Função: equilíbrio hídrico no organismo; • Fonte: sal de cozinha;
  28. 28. Água • É o componente mais abundante do nosso organismo. • As principais funções da água no organismo são: • Atua como solvente; • Participa da estrutura celular,dando forma ás células;
  29. 29. • É fundamental nos processos de digestão, absorção e excreção de substâncias; • Ajuda a manter a temperatura do corpo; • Age como um meio de transporte para os diversos nutrientes;
  30. 30. A pirâmide alimentar • A pirâmide alimentar estabelece um planejamento para dieta saudável. • Na verdade , ela é a guia para escolhas diárias baseadas em porções dos cinco maiores grupos de alimentos .
  31. 31. • Conforme essa pirâmide , os alimentos são separados em energéticos , reguladores, construtores , e energéticos extras. • Esses alimentos devem ser consumidos em ordem decrescente. • Veja:
  32. 32. • Carboidratos complexos (pães, farinhas, tubérculos, massas); • Construtores ( leite e derivados, carne, ovos, leguminosas) • Energéticos extras (doces);
  33. 33. Profª: Cristiane Koch
  34. 34. Obrigado pela atenção!!!
  35. 35. EI6 e 1º ANOS 1. Ponto de partida: (elemento detonador) Poema: Alimentação saudável Alimentação Saudável Para termos saúde muito leite devemos beber para termos ainda mais cálcio queijo e iogurte devemos comer! Ovos, carne e peixe alimentos que devemos comer, dão-nos proteínas para nos ajudar a desenvolver Massa, batatas e pão estão na nossa alimentação arroz, feijão e grão devemos comer com moderação. Marta Oliveira • Fazer a leitura em voz alta do poema para as crianças; chamar a atenção para as rimas presentes; • Conversar na rodinha: Qual o nome do poema? Para eles o que é ter uma alimentação saudável (instigar a conversa sobre o que eles comem? O que gostam de comer? Se é bom ou não para a saúde? Por que? • Falar para as crianças que a instituição desenvolve um projeto chamado: Comer, Comer! Gostosuras que prazer que tem a finalidade de: (apresentar os objetivos da proposta) e que estaremos desenvolvendo muitas atividades que os ajudarão a se alimentar e a cuidar melhor da saúde) 2. Fazer um cartaz ilustrado com o poema (com as crianças) – usando a escrita e desenhos e/ou gravuras relacionadas com as comidas que aparecem no poema – afixa-lo na parede; 3. Linguagem Verbal Oral: Conversa na rodinha: Como será que estamos nos comportando na hora da alimentação na instituição? • Exibição de vídeo/slids de momentos de alimentação: lanche e almoço na instituição; • Refletindo as cenas do vídeo/slids exibidos: • O que acharam? O que viram é agradável aos olhos? Ao corpo? À instituição? • È correto? Tem que ser assim mesmo? Ou pode ser diferente? Como? Por quê? – Discutir bastante cada cena com as crianças. 4. O que estamos comendo na instituição? Trabalhar com o cardápio da instituição – colocar o cardápio na cartolina – leitura; discussão dos gostos – listar e fazer uma eleição para ver quais os preferidos pelas crianças dentre os que são servido.
  36. 36. 5. Nova leitura do poema: meninos a 1ª estrofe, meninas a 2ª estrofe e assim sucessivamente – falar com as crianças sobre o que são as estrofes de um poema; mostrar, ler, contar; • Produção Coletiva de texto: Acordo coletivo: Mandamentos dos pequenos cidadãos da alimentação (Construir um acordo com as crianças quanto: a higienização das mãos antes das refeições: à ordem e organização das filas na hora do lanche e almoço; na ordem na utilização dos utensílios – pratos e outros; a ordem no self service; à quantidade e qualidade de comida que se deve colocar no prato; da acomodação depois de servir-se (onde sentar, como se comportar à mesa, não deixar restos nos pratos); da devolução dos utensílios à cozinha; do comportamento depois que terminar o lanche ou a refeição (encaminhamento: para onde iremos?) 6. Culinária: Receitas frias que podem ser feitas na sala de aula: musse, paçoquinha, beijinho de leite ninho, sucos, etc • Fazer as receitas com as crianças – explorando as cores, cheiros, texturas e sabores de cada ingrediente, as medidas, quantidades e temperatura (quente, frio, morno); 7. Nova leitura do poema: meninos a 1ª estrofe, meninas a 2ª estrofe e assim sucessivamente: trabalhar só com a 1ª estrofe: Para termos saúde muito leite devemos beber para termos ainda mais cálcio queijo e iogurte devemos comer!  O que diz essa estrofe?  Quais os alimentos que estão presentes nessa estrofe do poema?  Por que devemos ingeri-los? Em que são ricos? Observação: antes o professor deverá fazer uma pesquisa sobre: leite, queijo, iogurte e outros derivados – ver vitaminas presentes e em que contribuem para a saúde; 8. No cineminha: Exibição do vídeo: De onde vem o leite? Do Programa TV escola;  Primeiro exibir integralmente – depois ir passando devagarinho e discutindo com as crianças sobre o que descobriram através do vídeo; 9. Linguagem Verbal (oral): Nova leitura do poema: meninos a 1ª estrofe, meninas a 2ª estrofe e assim sucessivamente: trabalhar só com a 1ª estrofe:
  37. 37. 10. Linguagem do jogo simbólico: Desenvolvimento da brincadeira da sugestão (Xerox que fora entregue na AC) – Cobra-cega: “Que alimento é esse?” 11. Linguagem Verbal Oral: Conversa na rodinha: Tema: Boas maneiras à mesa (discutir, construir e expor no ambiente)  Construção de lista coletiva com alguns itens de boas maneiras citados pelas crianças; 12. Linguagem Verbal Oral: Leitura coletiva da 2ª estrofe do poema: Ovos, carne e peixe alimentos que devemos comer, dão-nos proteínas para nos ajudar a desenvolver  Comer rima com...  Quais os alimentos que aparecem na 2ª estrofe? Quem gosta? Quem não gosta? Por quê? Qual desses é o nosso preferido?  Construção de gráfico de barras dos três qual o mais preferido pelas crianças; 13. Leitura oral coletiva da parlenda: A galinha do vizinho - (ler primeiro em voz alta para as crianças, depois fazer a leitura oral coletiva com as crianças – fazer brincando – Explorar os numerais que aparecem na parlenda: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7,8, 9, 10; (quanto à forma, ao nome e relacionar à quantidade usando materiais concretos: 1? = 1 lápis; 4?= 4 caixinhas mostrando o numeral, nome e objetos, (as crianças e você); 14. Linguagem Visual e verbal: Cineminha: De onde vem o ovo? Exibição e discussão; Linguagem não verbal: • Ilustração – O percurso do ovo até chegar à nossa mesa – Com desenho baseados na exposição do vídeo; 15. Linguagem Culinária – Receita de omelete: Trabalhar a receita (estrutura, ingredientes, medidas, modo de fazer);  Preparar um grande / ou pequenos omeletes com as crianças – degustar
  38. 38. 16. Linguagem verbal oral: Carnes também tem cor? Quais as cores das carnes (classificação) Discussão na rodinha – O que são carnes brancas? O que são carnes vermelhas? Quais são as mais recomendadas para a nossa saúde? Porque? 17. Exibição de documentário sobre carnes vermelhas e carnes brancas. • Conversando sobre o vídeo: O que eu vi? O que eu aprendir? 18. Linguagem do jogo simbólico: Brincadeira de roda: De abóbora faz melão, de melão faz melancia; 19. Leitura oral por grupo do poema – alternando entre meninos e meninas; • Brincadeira: cara colorida 20. Linguagem matemática: leitura da parlenda: Um, dois, feijão com arroz (ler primeiro em voz alta para as crianças, depois fazer a leitura oral coletiva com as crianças – fazer brincando – Explorar os numerais que aparecem na parlenda: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7,8 (quanto à forma, ao nome e relacionar à quantidade usando materiais concretos: 1? = 1 lápis; 4?= 4 caixinhas mostrando o numeral, nome e objetos, (as crianças e você); 21. Linguagem verbal oral: Nova leitura oral da parlenda pelas crianças: • Trabalhar com as rimas presentes na parlenda: ( no oral e na escrita usando letras móveis); Um, dois Feijão com arroz... 22. Leitura oral coletiva da parlenda com as crianças: (com a folha xerografada); pedir para elas circularem os nomes de alimentos que aparecem na parlenda com lápis colorido; depois pedir para citarem quais os nomes de alimentos que aparecem na parlenda e que eles circularam; construir coletivamente a lista na lousa; trabalhar com as palavras da lista uma a uma: Qual a letra inicial? Final? Quais as letras intermediárias? Quantas letras? Quantas sílabas? Que letras usamos para escrevê-las? Usar letras móveis em grupinhos e no individual. 23. Construção de um livreto ilustrado com alimentos como: leite e seus derivados, ovos, peixe, carne, macarrão, batata, pão, feijão, arroz, grãos, etc. o desenho, a ilustração, os nomes, o valor nutricional etc.
  39. 39. Sugestão 2 para EI 6 e 1º ANOS Etapa 1: Contar a história “Camilão, o comilão” de Ana Maria Machado; com base na história lançar as seguintes questões: - Quem come bastante? – É legal comer bastante? - Como devemos nos alimentar? Partindo da resposta das crianças, dar início ao tema alimentação saudável. – Qual o alimento que mais gosta? – Qual o alimento que não gosta? – Quais os alimentos que vocês acham que fazem bem à nossa saúde? – Vocês gostam de comer verduras, frutas e legumes? – Querem saber por que é importante comer verduras, frutas e legumes? Etapa 2: Utilizar adivinhas sobre as frutas (ex: O que é, o que é?Tem coroa mas não é rei, tem escamas mas não é peixe? Resposta: Abacaxi) , realizando dobraduras para registro das respostas; Etapa 3: Preparar caixa surpresa (frutas, legumes, verduras e temperos). Vendar os olhos do participante da vez. Solicitar que escolha algo da caixa e através do olfato e tato descobrir o que tem nas mãos. Os benefícios dos alimentos podem ser discutidos com as crianças; Levar as crianças a experimentar o gosto dos alimentos e dizer o que sentiram (doce, azedo, salgado e amargo); Etapa 4: Apresentar às crianças um decalque de um rosto de um menino com uma língua bem grande (onde as mesmas) e elas escolherão um nome para ele. Em seguida irão escolher as cores para pintá-lo com tinta guache. Em outro momento será frisado com as crianças as partes da língua em que sentimos o gosto do doce, azedo, amargo e salgado.
  40. 40. Etapa 5: Apresentar e cantar com as crianças a música “sopa do neném”. A partir desta música, então, as crianças introduzirão novos legumes e verduras de sua preferência. Nessa mesma linha de raciocínio, colocar às crianças o que pode ter na papinha do neném, colocando frutas. Em papel bobina, listar os legumes, as verduras e as frutas mencionadas. Etapa 6: Apresentar o semáforo dos alimentos e o que cada cor corresponde: Verde: alimentos permitidos; Amarelo: alimentos consumidos com moderação, salientar o porquê; Vermelho: alimentos consumidos esporadicamente, salientar o porquê; Em seguida, explicar, demonstrar e realizar o jogo do semáforo nutricional; Como jogar em anexo. Aprendendo brincando como escolher alimentos saudáveis
  41. 41. Etapa 7: Elaborar com as crianças um cardápio diário dos alimentos, primeiramente no quadro negro e em seguida no computador (Word) com o auxílio do professor/educador. Colar a produção em cartolina e ressaltar a importância de cada grupo de alimentos. Etapa 8: Realizar uma oficina de culinária, onde as crianças ajudarão a preparar sanduíche natural em forma de centopeia e suco de couve, onde será abordada e demonstrada a higiene com os alimentos, bem como, das mãos. Etapa 9: Apresentar às crianças o jogo esteira boa forma do software “nutrição divertida”, onde as mesmas jogarão em duplas, tentando ajudar o personagem a consumir alimentos saudáveis e manter a boa forma; Etapa 10: Realizar uma coreografia pertinente ao tema, com a música da Xuxa “Salada de fruta”.
  42. 42. Referências Bibliográficas: CURITIBA. Secretaria Municipal da Educação. Diretrizes curriculares para a educação municipal de Curitiba, 2008. Educação Infantil. MAHAN, L. K. Krause. Alimentos, nutrição e dietoterapia. 9 ed. São Paulo:Roca,1998. p.266- 276. PINTO, G. R. e cols. O dia a dia do professor. 7 ed. V.1 Minas Gerais: Fapi, 2003. p.47-61. PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, 2008. Disponível em :profgege.blogspot.com ANEXO Jogo “Semáforo Nutricional” Faixa etária: 4 a 5 anos Número de participantes: 10 Componentes do jogo: 1 dado com as cores correspondente às do semáforo, sendo: 2 lados do dado na cor verde; 2 lados do dado na cor amarela; 2 lados do dado na cor vermelha. 1 pista ou circuito; 1 semáforo; 3 faixas (verde, amarela,vermelha); Cartões com imagens de alimentos; 2 carrinhos.
  43. 43. SUGESTÃO DE ATIVIDADES 2º E 3º ANOS Salada de frutas Oralidade: O que costumam comer? Quantas refeições fazem durante o dia? Vocês acreditam ter uma alimentação saudável? Na alimentação que fazem tem espaço para as frutas? Quais são as frutas preferidas de cada criança? Posteriormente foi propor aos alunos a construção de um gráfico na lousa demonstrando o levantamento das frutas preferidas da turma. Utilizar para essa atividade o caderno quadriculado. A seguir a leitura do texto abaixo: Baile das frutas Houve um dia na roça, Um baile espetacular, Organizado pelas frutas, Dentro de um belo pomar. O caju dançava com a pitanga, A jaca com o mamão, O caqui com a manga E a carambola com o limão. O baile seguia alegre, Cada vez mais animado, Com a chegada de mais frutas E os seus belos bailados.
  44. 44. a madrugada, Quando ouviu-se uma voz: "Vamos todos dançar e aproveitar, senão quem sabe amanhã, alguém pode nos chupar! "E assim continuou o baile, Até o sol raiar!... Autor: Jaime Resende Marquito Trabalhando a estrutura textual de uma poesia. 1- Qual o título do poema? 2- Quantos versos? Numere-os. 3- Copie o verso que tem o nome da sua fruta preferida. Com as frutas que as crianças trouxeram, montamos uma salada de frutas. Para tanto, solicitamos que providenciassem uma receita e a registrassem no caderno. Problematizando O que é uma receita culinária? Para que serve? É mais fácil preparar alimento com ou sem receita? Depois que concluíram que se trata de um texto de instruções, trabalhamos a receita abaixo: Receita: Salada de frutas Ingredientes: Bananas Maçãs Mamão médio Laranjas Melão Outras frutas a gosto Modo de preparo: 1- Lave as mãos e prepare um ambiente limpo; 2- Pique todas as frutas; 3- Coloque em uma vasilha e mecha bem. Se preferir acrescente um pouco de mel ou açúcar; 4- Agora, é só saborear. Depois do registro no caderno, seguimos as orientações da receita e montamos com a turma a salada de frutas. Para finalizar ...
  45. 45. Mais sugestões Primeiro momento: Fazer a leitura em voz alta do poema para as crianças; chamar a atenção para as rimas presentes; A Semana Inteira A segunda foi à feira, Precisava de feijão; A terça foi à feira, Pra comprar um pimentão; A quarta foi à feira, Pra buscar quiabo e pão; A quinta foi à feira, Pois gostava de agrião; A sexta foi à feira, Tem banana? Tem 2013, 11). sequencia didatica: alimentação e saúde. TrabalhosFeitos.com. Retirado 11, 2013, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Sequencia-Didatica- Alimenta%C3%A7%C3%A3o-e-Sa%C3%BAde/43025824.html Rótulos Trabalhar com os alunos rótulos de embalagens de alimentos Utilizar as embalagens trazidas pelos alunos e montar um mural com informações de cada alimento. Alfabeto com rótulos FONTES DE VITAMINAS E PROTEÍNAS Fazer uma vitamina com as crianças Explorar com os alunos as frutas que serão utilizadas na vitamina - banana e maçã. Trabalhar a importância do leite no desenvolvimento da criança.
  46. 46. Alimentos não - saudáveis Mostrar que alguns alimentos devem ser consumidos com moderação Confeccionar um mural com esses alimentos e registrar os comentários no blocão Exemplos de alimentos que devem ser consumidos com moderação: pirulito, chiclete, balas, doces, refrigerantes, entre outros. Classificação dos alimentos:
  47. 47. Derivados do Leite mandar um ofício para a empresa que fornece lanche da escola um cardápio que utiliza queijos, leite e iogurte e explorar a importância desses alimentos. Utilizar embalagens de leite e confeccionar brinquedos com os alunos. Cereais e Massas Explicar que alguns alimentos são importantes em nossa dieta, mas que devem ser consumidos uma vez ao dia. Higiene Pessoal Explicar para os alunos que a higiene pessoal é necessária para se ter uma boa saúde Trabalhar com os alunos os cuidados que devemos Ter: beber água filtrada, cortar as unhas, lavar sempre as mãos antes das refeições, escovar os dentes após as refeições, praticar esporte. Alimentação Saudável Apresentação de teatro de fantoches Mostrar tudo que foi trabalhado pelas professoras durante as aulas. Lanche Gostoso Os alunos trarão um lanche nutritivo e saboroso para fazer um grande piquenique coletivo Fonte de pesquisa Projeto desenvolvido pelo Instituto Madre Blandina, Taguatinga, DF. Paty Fontes Imagens da net
  48. 48. Conteúdo: Gênero textual poema.  Atividade: Leitura interpretação e identificação das rimas. Tempo previsto: 2 h/aulas Recursos: Cartaz e atividade impressa. Metodologia: O professor apresentará o texto “ Salada de Fruta “ autor Bob Vieira , Brincando com Rima , em um cartaz ele explicará para o aluno que aquele gênero textual é um poema e apresentará suas características formatação, diferenças e semelhanças com outros gêneros; em seguida entregará uma atividade impressa com o mesmo texto para que os alunos tentem ler silenciosamente, no momento seguinte o professor fará um levantamento para ver se conseguiram ler, fazendo perguntas sobre o texto, logo após fará uma leitura coletiva e interpretação oral do texto; no momento seguinte pedira para que os alunos identifique as palavras que rimam, e circule-as. Após essa atividade o professor selecionará alguns pares de palavras com rimas e fará a estrutura fonológica das mesmas. 2º dia Conteúdos: Gênero textual poema lista e receita culinária Atividade: Releitura de um poema produção de lista culinária Recursos: Cartaz e atividade impressa. Tempo previsto: 2 h/aulas Metodologia: O professor iniciará a aula retomando a leitura do poema “Salada de Fruta” de Bob Vieira, em seguida propor aos alunos em dupla que produza uma lista de frutas; partindo das listas, o professor fará uma proposta: vamos criar uma receita de salada de frutas? neste momento tendo o professor como escriba será produzindo coletivamente o texto e o professor fará as intervenções necessárias sobre o gênero. “A estrutura e organização, que está dividida basicamente em duas partes ingredientes e modo de fazer “. Que cada item dos ingredientes são apontadas numa linha, sem sinal de pontuações no final; a quantidade é indicada em números; e outras intervenções que se achar necessárias, logo após uma leitura com a interpretação oral da receita. O professor combinará com os alunos a trazer frutas no dia seguinte para juntos preparar uma salada de frutas.
  49. 49. 3º dia Conteúdo: Gênero textual receita culinária. Atividade: Releitura do cartaz com o texto. Recursos: Cartaz, frutas, e outros ingredientes, toucas, copos. Tempo previsto: 4h/aulas 3° Dia : Os alunos serão convidados pelo professor a fazer a leitura coletiva da receita e logo após será usada estratégias individuais de leitura para atender os alunos com baixo desempenho; em seguida o professor escolherá algumas palavras do texto e fará a estrutura fonológica das mesmas, logo após falará da importância das vitaminas das frutas em nossa alimentação e juntos irão preparar e comer uma deliciosa salada de frutas. Após o recreio pedir que descreva através de um texto, frases ou desenho a sensação de fazer a salada de fruta na escola.
  50. 50. Sugestão para o 4º ano
  51. 51. Arte com a fruteira O artista italiano Giuseppe Arcimboldo criou sua própria forma de fazer arte, compondo retratos com alimentos. Veja um exemplo aí abaixo, que leva o título Outono: Propor que cada criança traga folhas, flores e frutas de casa e monte uma obra. João Bachiega Kolokathis, de 5 anos, que mora em Campinas (SP), e fez um lindo retrato. E explicou“Minha obra representa o outono, porque o esquilo está juntando castanhas”, explicou ele. Veja que legal que ficou:
  52. 52. Achou interessante? Quer saber mais sobre quem foi esse tal de Arcimboldo? Veja o que a Katia contou: Giuseppe Arcimboldo (1527- 1593) foi um artista italiano da Renascença. Ele começou a pintar com seu pai, na cidade de Milão. Logo seu talento foi reconhecido e ele virou aluno de Leonardo da Vinci. Arcimboldo também foi convidado a se tornar um artista da corte do rei Fernando I, em Praga, atual capital da República Tcheca. Nas horas vagas do seu trabalho, que era o de fazer retratos das pessoas importantes da corte, Arcimboldo criou um estilo que o distinguiria de outros pintores para sempre: passou a retratar pessoas, mas não como elas são vistas, e sim com figuras de animais, vegetais e outros materiais naturais, como em uma colagem. Uma de suas obras mais famosas é a série Quatro Estações (pinturas realizadas em 1573, que pertencem ao Museu do Louvre, em Paris). A tradição de pintar pessoas de acordo com as estações do verão, outono, inverno e primavera já existia desde o Império Romano. Mas nunca ninguém tinha usado os elementos da natureza para compor esses retratos!
  53. 53. AS 4 ESTAÇÕES VERÃO PRIMAVERA OUTONO INVERNO
  54. 54. SUGESTÕES PARA O 5º ANO
  55. 55. SUGESTÃO DE LIVROS PARA TRABALHAR NA BIBLIOTECA

×