Análise

48 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
48
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise

  1. 1. Medit ei. Penet rando no meu int erior . Fui em busca por ent r e os caminhos, t ort uosos, dif íceis do meu espaço.
  2. 2. O encont r o do que sou...
  3. 3. A imagem se f az pr esent e, no dia a dia, no visual, onde os olhos de quem vêem, def inem os t raços, (se per f eit os não sei), marcam os cont ornos, def inem os prós, excluem os cont ras.
  4. 4. E gost am ou det est am.
  5. 5. É o visual. É o ext erno, É a sement e do f rut o maduro, que o t empo, est raga num inst ant e.
  6. 6. E o que rest a? E o que f ica? Se o ext erior agoniza, acaba-se, dest rói-se...
  7. 7. Fica O I nt erior . O EU Puro Novo, I ndest rut ível.
  8. 8. Onde a beleza perdura, f loresce, f rut if ica, ilumina, embriaga, exala os per f umes dos anj os, dos puros, dos ver dadeiros amanhãs.
  9. 9. Assim eu sou. Assim sou eu Assim... Você me vê Assim... serei... Passem os anos. Perdure o t empo.
  10. 10. Sou Eu e Soment e EU.

×