Fantoches na sala de aula

3.012 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.012
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fantoches na sala de aula

  1. 1. Fantoches na Sala de AulaFantoches na Sala de Aula Construção de Fantoches de LuvaConstrução de Fantoches de Luva
  2. 2. Quando representamos uma peça de teatro com fantoches escondemo-nos atrás da barraquinha e quem aparece frente ao público é um boneco. Assim, até o mais tímido pode dar largas à sua criatividade e o mais esquecido pode dizer, sem tropeçar, o texto que pode ter decorado ou mesmo escarrapachado à frente do nariz, colado na parede interior da barraca.
  3. 3. Fases do projectoFases do projecto  Escolha do texto.Escolha do texto.  Construção das cabeças dos fantoches.Construção das cabeças dos fantoches.  Execução dos fatos.Execução dos fatos.  Execução dos cenários.Execução dos cenários.  Execução dos adereços.Execução dos adereços.  EncenaçãoEncenação
  4. 4. Escolha do TextoEscolha do Texto O texto pode ser construído a partir de uma ideia surgidaO texto pode ser construído a partir de uma ideia surgida em discussão na turma, em Formação Cívica, em Área deem discussão na turma, em Formação Cívica, em Área de Projecto ou decorrente do Projecto Curricular da Turma.Projecto ou decorrente do Projecto Curricular da Turma. Esta possibilidade tem várias vantagens ( o temaEsta possibilidade tem várias vantagens ( o tema interessar a todos, promover a interdisciplinaridade, entreinteressar a todos, promover a interdisciplinaridade, entre outras ) mas encerra alguns riscos. Por vezes, os textosoutras ) mas encerra alguns riscos. Por vezes, os textos podem apresentar fraca qualidade.podem apresentar fraca qualidade. Procurando na Biblioteca da Escola ou emProcurando na Biblioteca da Escola ou em sitessites didácticosdidácticos podemos encontrar textos dramáticos, escritos porpodemos encontrar textos dramáticos, escritos por profissionais, para todos os gostos e versando diversosprofissionais, para todos os gostos e versando diversos assuntos que, podem ser adaptados, com sucesso, ao teatroassuntos que, podem ser adaptados, com sucesso, ao teatro de fantoches.de fantoches.
  5. 5. Quando decidimos construir fantoches, logo temos queQuando decidimos construir fantoches, logo temos que tomar várias decisões:tomar várias decisões: - Que materiais usar?- Que materiais usar? As cabeças dos fantoches podem ser feitas de váriosAs cabeças dos fantoches podem ser feitas de vários materiais:materiais: - Podem, por exemplo ser esculpidas em madeira, cortiça- Podem, por exemplo ser esculpidas em madeira, cortiça ou esferovite;ou esferovite; ouou - Podem ser modeladas num material que seja leve e tenha- Podem ser modeladas num material que seja leve e tenha plasticidade como as pastas de madeira ou de papel.plasticidade como as pastas de madeira ou de papel. Construção do Fantoche : A Cabeça
  6. 6. O recurso à modelação é o que mais se adequa aos alunosO recurso à modelação é o que mais se adequa aos alunos do 2º Ciclo.do 2º Ciclo. A pasta de madeira é um material mais sofisticadoA pasta de madeira é um material mais sofisticado ( seca em pouco tempo e perde pouco volume ao secar –( seca em pouco tempo e perde pouco volume ao secar – enruga menos ) mas o seu custo é, relativamente elevado.enruga menos ) mas o seu custo é, relativamente elevado. A pasta de papel, embora mais “rude “, é económicaA pasta de papel, embora mais “rude “, é económica ( custa o preço da cola para papéis de parede), é fruto do( custa o preço da cola para papéis de parede), é fruto do trabalho dos alunos e ecologicamente correcta, quandotrabalho dos alunos e ecologicamente correcta, quando proveniente da reciclagem de papel, por exemplo, de jornalproveniente da reciclagem de papel, por exemplo, de jornal ou de listas telefónicas ( papeis com pouca goma ).ou de listas telefónicas ( papeis com pouca goma ).
  7. 7. Depois de escolhido o texto, apresentam-se duas opções:Depois de escolhido o texto, apresentam-se duas opções: - Cada aluno vai construir uma personagem da história- Cada aluno vai construir uma personagem da história que foi escolhida para ser representada a partir de umaque foi escolhida para ser representada a partir de uma recolha de imagens bidimensionais ( pesquisa fotográficarecolha de imagens bidimensionais ( pesquisa fotográfica própria, fotografias de jornais ou revistas, fotocópias deprópria, fotografias de jornais ou revistas, fotocópias de livros, etc. )livros, etc. ) - Cada aluno vai construir um actor ( seu “ alter ego “- Cada aluno vai construir um actor ( seu “ alter ego “ feito a partir da sua fotografia digital captada de frentefeito a partir da sua fotografia digital captada de frente e de perfil ) que irá interpretar uma personagem do textoe de perfil ) que irá interpretar uma personagem do texto escolhido.escolhido.
  8. 8. Em ambos os casos, o projecto que servirá de base à execução do fantoche em três dimensões, deve ser desenhado de frente e de perfil, numa folha de papel cavalinho, A3 ou A4, dividida ao meio na horizontal, de modo a estarem sempre presentes as vistas frontal e lateral.
  9. 9. Durante a execução da cabeça do fantoche, a folha doDurante a execução da cabeça do fantoche, a folha do projecto deve estar protegida dentro de uma “ mica” ouprojecto deve estar protegida dentro de uma “ mica” ou de um saco de plástico transparente.de um saco de plástico transparente.
  10. 10. Preparação do materialPreparação do material A reciclagem, o reaproveitamento e o recurso a materiaisA reciclagem, o reaproveitamento e o recurso a materiais não convencionais pode ser um dos objectivos destenão convencionais pode ser um dos objectivos deste projecto.projecto.
  11. 11. Como suporte, nas fasesComo suporte, nas fases de modelação e pintura dade modelação e pintura da cabeça do fantoche,cabeça do fantoche, podemos utilizar garrafaspodemos utilizar garrafas grandes, de água ou degrandes, de água ou de refrigerante, com areia ourefrigerante, com areia ou brita ( convém selar a zonabrita ( convém selar a zona de corte com fita colade corte com fita cola grossa para evitargrossa para evitar acidentes).acidentes).
  12. 12. As cabeças são modeladas em volta de uma meia de senhoraAs cabeças são modeladas em volta de uma meia de senhora ( lycra ou mousse ) com duas ou três mãos cheias de( lycra ou mousse ) com duas ou três mãos cheias de serradura e um pedaço de cana ( cortada junto aos nós ) ouserradura e um pedaço de cana ( cortada junto aos nós ) ou de pau de vassoura espetado. Também se pode utilizar tubode pau de vassoura espetado. Também se pode utilizar tubo de plástico mas, nesse caso, as extremidades devem serde plástico mas, nesse caso, as extremidades devem ser seladas, por exemplo, com rolhas.seladas, por exemplo, com rolhas.
  13. 13. Preparação da pastaPreparação da pasta Rasgam-se os jornais em pequenos pedaços, junta-seRasgam-se os jornais em pequenos pedaços, junta-se água ( de preferência quente ) e tritura-se com umaágua ( de preferência quente ) e tritura-se com uma varinha mágica grande.varinha mágica grande.
  14. 14. Põe-se a escorrer numPõe-se a escorrer num joeiro para libertar ajoeiro para libertar a maior parte da água emaior parte da água e espreme-se formandoespreme-se formando pequenas bolas.pequenas bolas.
  15. 15. A seguir, desfazem-se as bolas de pasta húmida emA seguir, desfazem-se as bolas de pasta húmida em pequenos pedaços e junta-se cola e amassa-se até obterpequenos pedaços e junta-se cola e amassa-se até obter uma pasta plástica e uniforme. A cola que mais vantagensuma pasta plástica e uniforme. A cola que mais vantagens apresenta é a de papéis de parede ( apenas, raramente,apresenta é a de papéis de parede ( apenas, raramente, alguns alunos apresentam reacções alérgicas que sealguns alunos apresentam reacções alérgicas que se ultrapassam usando “ luvas de médico “) .ultrapassam usando “ luvas de médico “) .
  16. 16. A cola de madeiraA cola de madeira produz uma pasta maisproduz uma pasta mais resistente e que seca maisresistente e que seca mais depressa. Por ter umadepressa. Por ter uma secagem rápida, pega-se àssecagem rápida, pega-se às mãos durante a modelação,mãos durante a modelação, pelo que se tornapelo que se torna desaconselhável.desaconselhável. É conveniente amassar aÉ conveniente amassar a pasta conforme se vaipasta conforme se vai utilizando já que, depois deutilizando já que, depois de adicionada a cola, a pastaadicionada a cola, a pasta tem de ser guardadatem de ser guardada dentro de um saco dedentro de um saco de plástico e tem tendência aplástico e tem tendência a apodrecer.apodrecer.
  17. 17. A serradura é hidrófila eA serradura é hidrófila e suga a água e a cola dasuga a água e a cola da pasta, fazendo-a perderpasta, fazendo-a perder plasticidade. Para evitarplasticidade. Para evitar que a cabeça seque a cabeça se desmanche durante odesmanche durante o processo de modelação,processo de modelação, humedece-se o suporte dahumedece-se o suporte da cabeça antes de o cobrircabeça antes de o cobrir com uma camada uniformecom uma camada uniforme de pasta .de pasta . Modelação da Cabeça
  18. 18. Seguidamente vai-seSeguidamente vai-se acrescentando pasta eacrescentando pasta e modelando a cabeça,modelando a cabeça, procurando seguir oprocurando seguir o desenho com as vistasdesenho com as vistas frontal e lateral, que devefrontal e lateral, que deve estar sempre presente.estar sempre presente. As mãos são o principalAs mãos são o principal instrumento de trabalho einstrumento de trabalho e devem ser humedecidasdevem ser humedecidas com cola, conforme ascom cola, conforme as necessidade do trabalho.necessidade do trabalho. Para modelar pormenoresPara modelar pormenores utilizam-se teques, queutilizam-se teques, que podem ser de cana.podem ser de cana.
  19. 19. Depois de modelada, a cabeça fica a secar. A secagemDepois de modelada, a cabeça fica a secar. A secagem dura alguns dias, dependendo da quantidade de pastadura alguns dias, dependendo da quantidade de pasta aplicada e das condições atmosféricas.aplicada e das condições atmosféricas. Durante este tempo pode ser iniciada a execução dosDurante este tempo pode ser iniciada a execução dos fatos, dos adereços e dos cenários.fatos, dos adereços e dos cenários. Em caso de muita pressa na secagem da pasta, oEm caso de muita pressa na secagem da pasta, o processo pode ser acelerado por exposição ao sol e ventoprocesso pode ser acelerado por exposição ao sol e vento ou utilizando um termoventilador.ou utilizando um termoventilador. Depois de secas, as cabeças apresentam um aspectoDepois de secas, as cabeças apresentam um aspecto rugoso que pode ser minorado aplicando uma fina camadarugoso que pode ser minorado aplicando uma fina camada de pasta.de pasta. De qualquer forma, para ficarem lisas, depois secas, asDe qualquer forma, para ficarem lisas, depois secas, as cabeças devem ser lixadas.cabeças devem ser lixadas.
  20. 20. Quando a pasta já estáQuando a pasta já está seca retira-se o pau doseca retira-se o pau do suporte ( ou cana, ou tubo )suporte ( ou cana, ou tubo ) e vaza-se a serradura.e vaza-se a serradura. Tendo absorvido parte daTendo absorvido parte da cola e água, através da meia,cola e água, através da meia, a serradura não se soltaa serradura não se solta facilmente. Uma chave defacilmente. Uma chave de fendas ou limatão podemfendas ou limatão podem servir para a ajudar aservir para a ajudar a soltar-se.soltar-se. A seguir à serradura sai aA seguir à serradura sai a meia e o cordel e ficamosmeia e o cordel e ficamos com a cabeça para ser lixadacom a cabeça para ser lixada e pintadae pintada
  21. 21. Pintura da CabeçaPintura da Cabeça As tintas a utilizar devem ser resistentes.As tintas a utilizar devem ser resistentes. Com um pouco de paciência e um catálogo RAL,Com um pouco de paciência e um catálogo RAL, podemos adquirirpodemos adquirir Tintas de ParedeTintas de Parede ouou Esmalte AquosoEsmalte Aquoso muito próximas das Cores Primárias.muito próximas das Cores Primárias. Com embalagens de iogurte, copos de gelado ou café,Com embalagens de iogurte, copos de gelado ou café, etc, podemos fazer todas as cores de que necessitamosetc, podemos fazer todas as cores de que necessitamos para as cabeças, os cenários e os adereços. Nestespara as cabeças, os cenários e os adereços. Nestes últimos podemos conseguir bons resultados de pintura eúltimos podemos conseguir bons resultados de pintura e resistência utilizando guaches ou têmperas diluídas emresistência utilizando guaches ou têmperas diluídas em cola de papel de parede.cola de papel de parede. Assim, de forma simples e directa, entramos pelaAssim, de forma simples e directa, entramos pela Teoria da Cor, aprofundando a exploração conforme oTeoria da Cor, aprofundando a exploração conforme o grupo/turma.grupo/turma.
  22. 22. Enfiada no pau e equilibrada na garrafa, a cabeça podeEnfiada no pau e equilibrada na garrafa, a cabeça pode ser pintada.ser pintada.
  23. 23. Colocação de CabelosColocação de Cabelos Caso não se opte por modelar e pintar o cabelo doCaso não se opte por modelar e pintar o cabelo do fantoche, podemos introduzir, na pasta seca e pintada,fantoche, podemos introduzir, na pasta seca e pintada, fibras têxteis, normalmente lã.fibras têxteis, normalmente lã. Com um mini berbequim ou com o engenho de furarCom um mini berbequim ou com o engenho de furar perfura-se o couro cabeludo do fantoche, a espaços de 3perfura-se o couro cabeludo do fantoche, a espaços de 3 a 5 mm.a 5 mm.
  24. 24. Corta-se a lã com comprimento igual ao dobro doCorta-se a lã com comprimento igual ao dobro do tamanho dos cabelos.tamanho dos cabelos. Dobram-se os fios ao meio e, com a ajuda de um arameDobram-se os fios ao meio e, com a ajuda de um arame ou de um prego sem bico, introduzem-se nos furos ondeou de um prego sem bico, introduzem-se nos furos onde já se pôs uma gota de cola transparente.já se pôs uma gota de cola transparente. Os cabelos devem ser colados por filas e, dependendoOs cabelos devem ser colados por filas e, dependendo da rapidez do executante, entre dois a cinco de cadada rapidez do executante, entre dois a cinco de cada vez.vez.
  25. 25. Depois de completa, a cabeleira pode cortada,Depois de completa, a cabeleira pode cortada, entrançada ou penteada, conforme o projecto inicial.entrançada ou penteada, conforme o projecto inicial.
  26. 26. Execução dos FatosExecução dos Fatos Dependendo do projecto e da abordagem do currículo,Dependendo do projecto e da abordagem do currículo, os fatos dos fantoches podem ser feitos de váriasos fatos dos fantoches podem ser feitos de várias formas e materiais:formas e materiais: - Podem ser feitos tecendo um tear de cartão com a- Podem ser feitos tecendo um tear de cartão com a forma do fato;forma do fato;
  27. 27. - Podem ser feitos em pano cru ou pano de lençol e- Podem ser feitos em pano cru ou pano de lençol e pintados conforme o projecto;pintados conforme o projecto;
  28. 28. - Podem ser feitos a partir de tecidos reaproveitados,- Podem ser feitos a partir de tecidos reaproveitados, cortados a partir de moldes.cortados a partir de moldes.
  29. 29. Se cada um trouxer peças de roupa que já não servem ou restos de tecidos, com esse “banco de material”, linhas, agulhas, moldes e trabalho, pode-se executar a roupa para os fantoches...
  30. 30. ... Quer sejam personagens humanos... Quer sejam personagens humanos
  31. 31. ... ou personificações de animais ou objectos.... ou personificações de animais ou objectos.
  32. 32. Execução dos Cenários e AdereçosExecução dos Cenários e Adereços A execução dos cenários permite pesquisar formas, estruturar a sua apresentação e desenvolver o estudo da cor. Para além da aplicação de cores primárias, secundárias e intermédias, conforme as características do grupo/turma, podem-se trabalhar tons, texturas, perspectiva, etc.
  33. 33. Os adereços, quer sejam objectos, quer sejamOs adereços, quer sejam objectos, quer sejam personagens de menor importância, podem serpersonagens de menor importância, podem ser executados em diversos materiais e utilizando técnicasexecutados em diversos materiais e utilizando técnicas variadas.variadas.
  34. 34. A EncenaçãoA Encenação Para apresentar a peça podem-se gravar as falas e osPara apresentar a peça podem-se gravar as falas e os sons e representar em “ playback “ ou representar aosons e representar em “ playback “ ou representar ao vivo.vivo. A primeira opção pode permitir, com poucos meios,A primeira opção pode permitir, com poucos meios, uma boa qualidade de som quer na inteligibilidade douma boa qualidade de som quer na inteligibilidade do texto, quer na introdução de sons e música. Para alémtexto, quer na introdução de sons e música. Para além disso, libertos da necessidade de dizer o texto, osdisso, libertos da necessidade de dizer o texto, os actores podem concentrar-se, apenas, naactores podem concentrar-se, apenas, na representação. No entanto, como este tipo de teatrorepresentação. No entanto, como este tipo de teatro vive muito da interactividade, a apresentação podevive muito da interactividade, a apresentação pode perder muito com esta opção.perder muito com esta opção.
  35. 35. Optando por apresentar a peça ao vivo, mesmo com oOptando por apresentar a peça ao vivo, mesmo com o texto muito bem lido e decorado no momento datexto muito bem lido e decorado no momento da apresentação o nervosismo pode pregar partidas.apresentação o nervosismo pode pregar partidas. O texto impresso com letras grandes, com as falasO texto impresso com letras grandes, com as falas de cada personagem com cores diferentes e coladode cada personagem com cores diferentes e colado em cartolinas que se penduram dentro da barraca, dáem cartolinas que se penduram dentro da barraca, dá segurança e liberta os actores para a representação.segurança e liberta os actores para a representação. Os actores podem, assim, interagir com o públicoOs actores podem, assim, interagir com o público apenas se complicando o trabalho do sonoplasta.apenas se complicando o trabalho do sonoplasta.
  36. 36. Na apresentação da peça podem ser utilizadasNa apresentação da peça podem ser utilizadas actividades de animação de rua como, por exemplo, umactividades de animação de rua como, por exemplo, um cortejo com música e distribuição de panfletos, paracortejo com música e distribuição de panfletos, para chamar os espectadores ao local da função.chamar os espectadores ao local da função. A organização e forma do cortejo pode ser umA organização e forma do cortejo pode ser um momento de interdisciplinaridade, com música, ginastasmomento de interdisciplinaridade, com música, ginastas e saltimbancos.e saltimbancos. A elaboração dos panfletos constitui uma oportunidadeA elaboração dos panfletos constitui uma oportunidade para os alunos conhecerem e utilizarem software básicopara os alunos conhecerem e utilizarem software básico de desenho e composição gráfica como o “paint” ou ode desenho e composição gráfica como o “paint” ou o “publisher”.“publisher”.
  37. 37. Nota finalNota final Nesta apresentação foram exibidas fotografias deNesta apresentação foram exibidas fotografias de situações de aula e de trabalhos realizados por alunossituações de aula e de trabalhos realizados por alunos de turmas dos 5º e 6º anos das Escolas Básicas 2/3de turmas dos 5º e 6º anos das Escolas Básicas 2/3 Jacinto Correia e Rio Arade onde formei parJacinto Correia e Rio Arade onde formei par pedagógico, respectivamente, com as Professoraspedagógico, respectivamente, com as Professoras Manuela Mira e Leonor Ramos.Manuela Mira e Leonor Ramos.

×