GOVERNO
FEDERAL
do
ficiará as margens do curso d´água num tre-
cho de aproximadamente dois quilômetros,
entre os bairros S...
GOVERNO
FEDERAL
do22
Estamos começando a segunda etapa de
obras do Parque Linear. É um fato dos mais
importantes, porque n...
GOVERNO
FEDERAL
33do
Comunidade acompanha
Balanço social
Desde antes do início das obras do Parque
Linear, a equipe do Tra...
do44
A segunda etapa de obras do Parque Linear
vai desassorear o leito do Ribeirão Caladão,
recuperar e complementar o sis...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal do Parque 01

286 visualizações

Publicada em

Jornal Informativo que compõe parte do Trabalho Socioambiental do Projeto de Revitalização da Bacia do Ribeirão Caladão - Parque Linear, executado pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, com recursos do Governo Federal.
Edição, redação, diagramação e fotos:
Moysés Maltta.

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
286
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal do Parque 01

  1. 1. GOVERNO FEDERAL do ficiará as margens do curso d´água num tre- cho de aproximadamente dois quilômetros, entre os bairros Santa Helena e Júlia Ku- bitschek, e está previsto para ser concluída até 2015.Leiamaisdetalhesnapágina4. Já está em andamento a segunda etapa de obras do Projeto de Revitalização da Bacia do Ribeirão Caladão – Parque Linear, executado pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, com recursos do Governo Federal. Essa etapa bene- A diretora de desenvolvi- mento social da As- sociação de Moradores e Amigos do JK, Ivanilda Gomes da Silva do Nascimento, é uma fre- quentadora assídua do Plantão Social, “porque aqui sempre tem escla- recimento de tudo, so- bretudo contra os boa- tos falsos que são espa- lhados na comunidade”. Ela mora com a mãe Rita Gomes da Silva, a- posentada, de 71 anos, na Rua Nico Roque, à margem do Ribeirão, onde mantém um peque- no salão de beleza. “Nossa casa já foi inunda- da várias vezes pela água do ribeirão que faz o refluxo pelo cano de esgoto. Em qualquer chuvamaisforte,aáguapassanoníveldajane- la dos fundos e isso causou rachaduras pro- fundas nas paredes e piso que tivemos de con- ter. Aqui nós já vimos casos da enchente levar uma casa inteira; ou então, moradores na rua às 4 horas da madrugada porque a água tinha invadido suas casas. Basta ameaçar chover que a minha mãe entra em pânico. Ela já está traumatizada, coitada. Nós não vemos a hora desairdaqui”,concluiu,esperançosa. Também faz parte do projeto o Trabalho Socioambiental, uma exigência do Governo Federal para garantir que as comunidades diretamente beneficiadas pelas obras e a população em geral sejam informadas sobre as etapas do empreendimento e pos- sam se mobilizar e participar, acompanhando a execução das obras e se preparando para usufruir melhor e preser- var as benfeitorias que serão implantadas pelo Parque Linear. O trabalho é realizado por uma equipe de técnicos sociais que fica sediada no escritório do Plantão Social, na Rua Diocesana, 381, bair- ro Giovanini. O funcionamen- to é de 8 às 17 horas, de segundaasexta-feiraeostele- fones de contato são: 3841- 5997 e 8931-1807. Entre em contato. Time social em campo Segundo tempo Início das obras com limpeza das margens do ribeirão. INFORMATIVO DO PARQUE LINEAR / CORONEL FABRICIANO / JULHO DE 2014
  2. 2. GOVERNO FEDERAL do22 Estamos começando a segunda etapa de obras do Parque Linear. É um fato dos mais importantes, porque não se trata de um proje- to qualquer, mas do projeto que vai mudar o curso da nossa cidade. E isso não é força de expressão. Realmente, o Parque Linear vai ser um marco na história de Coronel Fa- briciano. Por um lado, vai amenizar o problema das enchentes, que, há décadas, vem causando prejuízos e tragédias a centenas de famílias, colocando vidas em risco, seja pela destrui- ção provocada pelas enchentes ou pela insa- lubridadedapoluiçãodaságuas. Do ponto de vista histórico e ambiental, vai recuperar as condições naturais e o respeito humano que devemos ao Ribeirão Caladão, marco da origem do município, fonte de vida para os nossos antepassados e que, posteri- ormente, acabou desfigurado pela ocupação urbana desordenada e pelo acúmulo de todo tipodesujeiranoleitod'água. O projeto é, ainda, imensamente relevante pela sua própria extensão territorial, abran- gendoquasetodaaáreaurbanadomunicípio e beneficiando, direta ou indiretamente, mais de 70% da população com novas alternativas de trânsito e melhoria geral no aspecto físico da cidade, que passará a ter um padrão urba- nísticomuitomaisecológicoesustentável. Com tamanha complexidade e importância, o Parque Linear traz em si uma série de dificul- dades que exigem a execução por etapas, buscando amenizar, ao máximo, os impactos negativos na vida de milhares de famílias que serão diretamente envolvidas nas obras. Por isso, temos um Plantão Social para ouvir, esclarecer e apoiar os moradores em todas asetapas. Por fim, toda nossa equipe de governo tem se esforçado, com seriedade e responsabilida- de, para garantir os recursos financeiros necessários e para agilizar os trâmites buro- cráticos junto aos órgãos financiadores, de modo a permitir o início das novas etapas de obras e a conclusão do projeto o mais rápido possível, concretizando esse sonho de uma novacidadeparatodos. PrefeituradeCoronelFabriciano Mais um grande passo O sonho da artesã Ivone Alcântara de Aguiar Santana já está se realizando. Mora- dora da Rua Peroba, no Bairro Floresta, ainda criança ela a- prendeu com o pai a arte de fazer taman- cos, macramê e ponto russo. Desde então nunca mais parou. Hoje, está muito mais feliz por ser membro do grupo de artesãos que participa das fei- ras semanais, domingo pela manhã, na área da Associação de Moradores do Bairro Floresta, e sexta-feira à noite na Praça da Estação. A organização dos arte- sãos e da feira foi resultado da ação con- junta do Trabalho Socioambiental do Par- que Linear e da Secretaria Municipal de DesenvolvimentoEconômicoeTurismo. “Embora o grupo de artesanato exista há mais de 14 anos, só agora conseguimos nos organizar melhor para conseguir pagar pelas barracas e criar material de divulga- ção, contando com o apoio do Parque Linear e da Prefeitura, que ainda nos ofere- ce música ao vivo e mesas e cadeiras para os visitantes da praça de alimentação da feira. Temos quatro barracas fixas de arte- sanato, envolvendo cerca de 10 artesãs, e estamos muito otimistas, continuando es- se trabalho que começou como um traba- lho social das Irmãs da Associação Pro- vidência de Santo André e que, hoje, tem o reconhecimento das autoridades e do pú- blico”,concluiuIvone. EXPEDIENTE EQUIPE SOCIOAMBIENTAL Este informativo é parte do Trabalho So- cioambiental do Projeto de Revitalização da Bacia do Ribeirão Caladão - Parque Li- near, executado pela Prefeitura de Coro- nel Fabriciano com recursos do Governo Federal. Edição,redação,diagramaçãoefotos: MoysésMaltta. Email: parquelinearfabriciano@gmail.com Rua Diocesana, 381 Giovanini Coronel Fabriciano 3841-5997/8931-1807 FUNCIONA DE 08:00 ÀS 17:00 Lançamento da segunda etapa de obras do Parque Linear.
  3. 3. GOVERNO FEDERAL 33do Comunidade acompanha Balanço social Desde antes do início das obras do Parque Linear, a equipe do Trabalho Socio- ambiental vem atuando como suporte para a população, atendendo a todas as demandasrelacionadasàexecuçãodopro- jeto, como reclamações, sugestões, pedi- dos de esclarecimento, encaminhamen- tos para serviços públicos e outros. O obje- tivo é promover a participação e envolvi- mento das comunidades abrangidas pelo projeto, como os moradores das margens do Ribeirão Caladão, especialmente as famílias que estão dentro da área de inun- dação e que serão, futuramente, removi- das e reassentadas, pelo projeto, em no- vasmoradias. Nesta segunda etapa, serão continuadas as atividades de divulgação das etapas do projeto e de mobilização social, por meio de reuniões, eventos públicos e distribui- ção de materiais informativos. O Grupo de ReferênciadoParqueLinear–Grepaliexer- ce importante papel nessas atividades. Trata-se de um grupo de 25 moradores dos bairros diretamente beneficiados pelo pro- jeto, que trabalham voluntariamente aju- dando a planejar, executar e avaliar as ações socioambientais, divulgar informa- ções oficiais e coletar opiniões e avalia- ções da população sobre o empreendi- mento. O Grepali participa de reuniões mensais para capacitação e atualização e tem uma Comissão de Acompanhamento deObras–CAO. Também serão realizadas atividades públi- cas educativas e culturais, como palestras, seminários e oficinas, com foco ambiental, visando a mudança de comportamento da população, especialmente em relação ao Ribeirão Caladão. Uma das metas é fazer com que as pessoas passem a tratar o curso d'água de forma sustentável, aca- bandocomocostumedeusá-locomodepó- sito de lixo. Será criado um Fórum de Sus- tentabilidade com esse objetivo. O Traba- lho Socioambiental estimula ainda a gera- ção de emprego e renda entre os morado- resdiretamentebeneficiadospeloprojeto. O Trabalho Socioambiental já realizou pes- quisa socioeconômica e diagnóstico ambi- ental entre a população diretamente benefi- ciada, eleição e formação do Grepali, assembleiase reuniõesdedivulgação/Roda de Conversa, curso de vendedorem parceria com o SENAC, oficinas participativas e semi- nários,como o de fortalecimento das associ- ações de moradores e o interdisciplinar, sobre meio ambiente e serviços públicos, para educadores.A equipe social também já iniciou o trabalho de acompanhamento das famílias que sairão das áreas de inundação para as unidades habitacionais que serão construídas pelo projeto. Foi concluído o cadastramento dos moradores e a identifi- cação, por meio de um selo, dos imóveis que serão removidos. Essas famílias participa- rãoainda,antes do reassentamento, de vári- as ações preparatórias, com foco em gestão condominial e educa- çãoambientale patri- monial, além de a- ções para resgate da autoestima, organi- zação comunitária e empreendedorismo. Tudo isso para que essas pessoas pos- sam ter uma mudan- ça efetiva de qualida- dedevida. Comissão de Acompanhamento de Obras/CAO em atividade. Roda de Conversa sobre a segunda etapa de obras.Selagem de imóveis que serão removidos.
  4. 4. do44 A segunda etapa de obras do Parque Linear vai desassorear o leito do Ribeirão Caladão, recuperar e complementar o sistema de dre- nagem, limpar e tratar as margens, construir e adaptar pontes e passagens sobre o ribei- rão e criar espaços de lazer num trecho con- tínuo de aproximadamente dois quilôme- tros, entre a Avenida Dr. Rubens Siqueira Maia, no bairro Santa Helena, próximo à foz no Rio Piracicaba, e a Rua Geraldo Rodri- guesSoares,nobairroGiovanini.Serãocons- truídos muros de contenção com gabiões (pedrasemarmaçãodetelasmetálicas),pla- cas pré-moldadas, rip-rap (sacos com mistu- ra de areia e cimento) e grama armada para estabilizaçãodasmargens. Neste percurso, serão realizadas interven- ções em pontes e travessias sobre o Ri- beirão Caladão nos seguintes pontos: Avenida Dr. Rubens Siqueira Maia; altura da Rua Efrem Macedo no bairro Professores; Rua Platina no Bairro Bom Jesus e ruas Icaraí, Cananeia e Geraldo Rodrigues So- ares no Bairro Giovanini. Essas obras de reconstrução ou construção de pontes, pas- sarelas e travessias vão garantir o aumento de vazão no leito do ribeirão, impedindo o represamento de água nesses pontos durante as cheias. Para além desse trecho Para eliminar vários pontoscríticosdeinun- dação na cidade, a pri- meira etapa do Projeto Parque Linear priori- zou as obras de drena- gem das águas das chuvas. Parte dessas intervenções foi execu- tada, em caráter de emergência, nas ruas São Vicente, Itaparica, Copacabana, Leblon e Guarapari, no bairro Giovanini, e na Aveni- da São Domingos, que passa pelos bairros Nossa Senhora da Pe- nha e Nossa Senhora do Carmo. Entre essas obras, foram construí- das galerias de concreto armado de 3 X 1,5 metros, escadas para descida de enxurradas e instaladas manilhas de microdrenagem. Aindana avenida,foi realizadacontençãode encostas,assim como naRuaA,nobairroJardimPrimavera. inicial, haverá intervenção nas pontes das ruas São José e Ponte Nova e construída uma nova passagem para veículos na Rua SerronoBairroMeloViana. Faz parte dessa etapa de obras a construção de uma praça, de aproximadamente 1.000 metros quadrados, entre as avenidas Dr. Rubens Siqueira Maia e Julita Bretas e a Rua Paraná. A praça terá quadra de areia, área de convivência e espaço para equipamentos de lazer e será o marco inicial do Parque Linear, que se estenderá por 9,2 quilômetros marge- ando o ribeirão até o Bairro Caladão. As obras de urbanização, como pavimentação da ciclovia e do calçadão, que acompanha- rão a extensão do parque, além de ilumina- ção, paisagismo e sinalização, serão execu- tadasnasetapasfuturasdoprojeto. Seguindo em frente Segurança em primeiro lugar O vendedor Márcio Francisco Silva mora há 43 anos na Rua Cambu- quira.“Quandoche- guei aqui o ribeirão era cristalino, to- mei muito banho e pesquei. Aos pou- cos foram modifi- cando as margens para aumentar a área dos lotes e, a partir de 79 come- çaram as grandes enchentes. Na natureza, o que você tira do lugar acaba se voltando contra você. Em 2012 houve uma inunda- ção terrível em minha casa. Só tirei as crianças e deixei a água entrar causando um prejuízo enorme. Agora com o Projeto Parque Linear estou vendo que as coisas estão mudando para melhor. Vamos voltar a morar com segurança e espero que possamos mudar nossa mentalidade e parar de jogar tudo de ruim dentro do ribeirão”. Ponte da Rua Cananeia, que será reconstruída. Construção de galeria na Rua São Vicente e obra de microdrenagem.

×