Auto da Barca do Inferno<br />
Personagem:<br />Procurador<br />Símbolos caracterizadores:<br />Livros jurídicos<br />
Argumentos de acusação: <br />Foi corrupto durante todo o tempo que trabalhou nesta área.<br />Aceitava subornos(perdizes)...
Argumentos de defesa:<br />Morreu sem se confessar ; queixava-se de falta de tempo.<br />Tinha esperança que quando morres...
Movimentação Cénica <br />Cais-barca do inferno-barca do anjo - barca do inferno.<br />
Destino final e motivo da condenação <br />Foi para o inferno, por ser corrupto e desonesto.<br />
Registos de língua <br />Usa várias vezes o nível cuidado de linguagem (latim), e língua corrente.<br />
Recursos expressivos<br /> Ironia EX: “Eu mui bem me confessei, mais tudo quanto roubei encobri ao confessar…”<br />(págin...
Intenção crítica <br />Criticar a corrupção dentro da justiça, a prática fraudulenta dos homens da Lei e de todos os seus ...
Fontes de pesquisa<br />“ Auto da barca do Inferno “<br />http://utilizadores.leirianet.pt/~digibooks/livros/classicos/aut...
Trabalho realizado por:<br />Tiago Nº21 9ºB<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lingua portuguesa

656 visualizações

Publicada em

Auto da Barca do Inferno

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
656
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lingua portuguesa

  1. 1. Auto da Barca do Inferno<br />
  2. 2. Personagem:<br />Procurador<br />Símbolos caracterizadores:<br />Livros jurídicos<br />
  3. 3. Argumentos de acusação: <br />Foi corrupto durante todo o tempo que trabalhou nesta área.<br />Aceitava subornos(perdizes)<br />Era desonesto <br />Não aplicava a lei<br />O parvo critica-o e ridiculariza-o<br />Ex: “Parecês-me vós a mi como cagadonebri, mandado no Sardoal, Embarquetis in zambuquis!” 104 fala do parvo<br />
  4. 4. Argumentos de defesa:<br />Morreu sem se confessar ; queixava-se de falta de tempo.<br />Tinha esperança que quando morresse, devido ao seu alto estatuto social, seria aceite no céu.<br />Era presunçoso, pois achava-se acima de qualquer lei.<br />
  5. 5. Movimentação Cénica <br />Cais-barca do inferno-barca do anjo - barca do inferno.<br />
  6. 6. Destino final e motivo da condenação <br />Foi para o inferno, por ser corrupto e desonesto.<br />
  7. 7. Registos de língua <br />Usa várias vezes o nível cuidado de linguagem (latim), e língua corrente.<br />
  8. 8. Recursos expressivos<br /> Ironia EX: “Eu mui bem me confessei, mais tudo quanto roubei encobri ao confessar…”<br />(página 102, linhas 698 a 700)<br />Perífrase Ex. “<br />
  9. 9. Intenção crítica <br />Criticar a corrupção dentro da justiça, a prática fraudulenta dos homens da Lei e de todos os seus agentes.<br />Reforça a crítica aos falsos religiosos.<br />
  10. 10. Fontes de pesquisa<br />“ Auto da barca do Inferno “<br />http://utilizadores.leirianet.pt/~digibooks/livros/classicos/auto%20da%20barca.pdf<br />
  11. 11. Trabalho realizado por:<br />Tiago Nº21 9ºB<br />

×