Trabalhando com a lousa digital

3.983 visualizações

Publicada em

Apresentação da lousa digital interativa e atividades realizadas pelos alunos.

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.983
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
341
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
162
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalhando com a lousa digital

  1. 1. Escola Estadual de Ensino Fundamental Rio Jacuí Profª Mírian Carlos Disciplina de Artes
  2. 2. Abrindo o programa MINT Extras LE (iniciar) MINT Interactive
  3. 3. Clique no ícone para ativar a tela do programa MINT
  4. 4. Tela inicial do programa MINT . O MINT Interactive é a aplicação responsável pela interatividade entre o usuário e o computador interativo. Por meio dela, o usuário torna-se parte integrante de suas apresentações, de forma dinâmica e enriquecedora.
  5. 5. Menu lateral das páginas criadas
  6. 6. Menu lateral de acesso à Galeria de imagens
  7. 7. Usando o teclado virtual Ícone do teclado virtual
  8. 8. Explicação sobre funcionalidade das ferramentas do programa MINT .
  9. 9. Receptor / Sensor Atalho para a função de calibração Atalho para apagar todos os desenhos Atalho para navegador Atalho para imprimir o desenho atual Atalho para limpar a tela Botão Liga / Desliga LEDs inidicativos de conexão e recarga da bateria
  10. 10. O Receptor deve ser fixado na parede onde será projetada a imagem do projetor.
  11. 11. Calibrando a Lousa Digital Calibrar a caneta digital é o processo que garantirá maior precisão na leitura da posição onde a caneta digital é colocada na área de projeção. Este processo deve ser feito sempre que o projetor for movido ou retirado do seu lugar de projeção.
  12. 12. O programa do projetor Proinfo salva temporariamente qualquer documento, ou seja, enquanto estiver ligado. Por este motivo é recomendado salvar o trabalho num dispositivo móvel (pen-drive) Outro detalhe, o programa da lousa, MINT, só abrirá em outra máquina se a mesma tiver o programa.
  13. 13. Demonstração de algumas possibilidades para editar imagens.
  14. 14. Demonstração de algumas possibilidades para editar imagens.
  15. 15. Atividades desenvolvidas com as turmas das séries finais do ensino fundamental, disciplina de Artes e Tecnologias.  Conhecer a lousa digital.  Compreender as funções dos recursos interativos.  Explorar os recursos e ferramentas.  Editar imagens.  Auxiliar e cooperar nas dúvidas dos colegas.  Interagir, tanto na realização quanto nas dúvidas que surgirem.
  16. 16. A partir das explicações dadas, os alunos puderam explorar a lousa digital. Cada um pode criar algo, e no caso de dúvidas, poderiam recorrer aos colegas para solucionar o problema.
  17. 17. A turma do 6º ano B pode usar a lousa para escrever, usando o plano de fundo branco com pauta.
  18. 18. Ao experimentar a lousa, os alunos perceberam algumas dificuldades, como por exemplo, se colocar diante da luz para escrever ou visualizar o que estavam fazendo.
  19. 19. Também perceberam que a escrita da letra era diferente da realizada com giz.
  20. 20. Sendo então, necessário pegar corretamente a caneta para escrever.
  21. 21. A turma do 6º ano C, usou a lousa para escrever o nome e desenhar.
  22. 22. Foi possível adicionar figuras.
  23. 23. Exploraram os recursos de adicionar figuras expressando gostos pessoais.
  24. 24. Ou então, com auxilio dos colegas, construíram cenários.
  25. 25. Ou simplesmente desenharam.
  26. 26. A turma do 8º ano B, trabalhou em duplas.
  27. 27. A primeira turma a testar a lousa, 8º ano A.
  28. 28. Conhecer e explorar, mesmo que fosse para escrever o próprio nome. Muitas vezes, esse já representava o desafio a ser vencido!
  29. 29. 7º ano A, atenta ao desafio.
  30. 30. Apresentar a novidade – Lousa Digital – aos alunos das séries finais foi além do que eu esperava. Eles, não apenas conheceram e exploraram os recursos disponíveis. Eles já planejam em usá-la em outras atividades. Ao propor que, após as explicações devidas, eles deveriam realizar o trabalho com a ajuda dos colegas, e não mais com a minha; assim todos compreenderam a importância da atenção para depois ajudar os colegas. O resultado foi o trabalho coletivo que contou com a contribuição e cooperação de todos. Ou melhor, interativo, objetivo maior da lousa digital.
  31. 31. A partir da tela branca, o desafio posto aos alunos: usarem a lousa digital, experimentando as ferramentas interativas. A seguir, alguns trabalhos realizados pelos alunos.
  32. 32. Há cerca de uma década os professores se espantavam com a chegada dos computadores à escola. Depois foi o projetor multimídia e a internet e mais recentemente os aparelhos móveis (smartphones, tablets, netbooks e notebooks). Agora é a vez da lousa digital interativa. E agora?
  33. 33. Como funciona uma lousa digital? A lousa digital é como uma tela imensa de um computador, porém mais inteligente, pois é sensível ao toque. Desta forma, tudo o que se pensar em termos de recursos de um computador, de multimídia, simulação de imagens e navegação na internet é possível com ela. Ou seja, funciona como um computador, mas com uma tela melhor e maior.
  34. 34. O uso de tecnologias como as lousas interativas pode apresentar excelentes resultados para o aprendizado, aumentando o envolvimento, o engajamento e facilitando a resolução de problemas reais passados durante as aulas.
  35. 35. Sugestões de atividades Computador Interativo com Lousa Digital no Ambiente Escolar  Usando como plano de fundo uma Lousa Verde Quadriculada, inserir 5 animais da pasta “Fazendas”, organizando-os por tamanho, do menor para o maior, redimensionando as figuras se necessário.  Usando como plano de fundo o Mapa da Mundi, mostrar 5 países e anotar com o lápis que língua é falada em cada um deles.
  36. 36.  Abra a pasta “Símbolos” e em seguida a pasta “Pontuação”. Faça a inserção de três símbolos de pontuação para explicar suas funções e dar exemplos de seus uso usando a ferramenta lápis; Atividades com a Lousa Digital.  Inserir um plano de fundo para notas musicais. Solicitar aos presentes que ajudem a posicionar algumas notas da pasta Música para criar um trecho de música.
  37. 37.  História coletiva. Com o fundo Lousa pautada, inicie uma história escrevendo a primeira frase. O segundo participante deve continuar a história que deverá ser finalizada pelo quinto participante; Use a ferramenta de “Inclusão de Páginas” para criar uma nova tela.  Criar uma “obra de arte” utilizando apenas a ferramenta de desenhos geométricos, procurando utilizar uma cor diferente para cada forma. Quando o quadro for concluído, fazer uma captura completa e uma parcial só da área central desta produção (Usar a ferramenta de captura – ícone de câmera fotográfica). Criar uma pasta com o nome “Arte” dentro da pasta “Professor” e salvar as capturas de tela dentro desta pasta; Use a ferramenta de “Inclusão de Páginas” para criar uma nova tela.
  38. 38. https://www.youtube.com/watch?v=cD1zEr6r-B4 https://www.youtube.com/watch?v=P_X_5P5HVak https://www.youtube.com/watch?v=GwJcu85T-mI https://www.youtube.com/watch?v=CDnmKUmWA-Q https://www.youtube.com/watch?v=HMSfSPDomUA
  39. 39. Pesquisa, realização e edição Profª Mírian Carlos Cachoeira do Sul, junho/2014

×