TOOLKIT FOR SME – MANAGEMENT & INTERNATIONALIZATION FEDEX/IFC/MINASINVEST Terms of Reference  September 2006
<ul><li>OBJETIVOS GERAIS:  aumentar o participação das pequenas e médias empresas (PME´s) brasileiras do mercado nacional ...
Caixa de Ferramenta de gestão para Pequenas e Médias empresas (SME Toolkit) em parceria com IFC/Banco Mundial . <ul><li>O ...
<ul><li>IFC/BANCO MUNDIAL:  licenciamento do programa e seus componentes , funding parcial para implantação no Brasil e ma...
<ul><li>IFC/BANCO MUNDIAL:   </li></ul><ul><li>transfere licença para Minasinvest, </li></ul><ul><li>acompanha a implantaç...
<ul><li>Marketing institucional de responsabilidade social dos parceiros; </li></ul><ul><li>Geração de recursos por meio d...
<ul><li>Existem, no Brasil, aproximadamente quatro milhões de empresas, sendo que 98% são de pequeno e médio porte, que re...
<ul><li>Uma nação é forte quando tem um grande número de  pequenas e médias empresas permeando todos os setores  produtivo...
<ul><li>No novo paradigma tecno- econômico há necessidade de intenso investimento em conhecimento, que por sua vez depende...
<ul><li>As redes devem contar com agentes eficientes para a promoção das relações entre os seus componentes, denominados p...
<ul><li>Para Schumpeter (1982), a inovação é um conjunto de novas funções evolutivas que alteram os métodos de produção, c...
<ul><li>O processo de implementação da IFC é de geralmente 2 a 5 meses, dependendo do nível de envolvimento: </li></ul><ul...
<ul><li>O IFC dá suporte às PME´s por meio de investimentos e consultoria. Esta divisão do IFC atua nos seguintes segmento...
<ul><li>Conectando PME´s aos investimentos . Fornecendo programas de assistência técnica no fortalecimento de fornecedores...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Toolkit Para Pm Es

540 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
540
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Toolkit Para Pm Es

  1. 1. TOOLKIT FOR SME – MANAGEMENT & INTERNATIONALIZATION FEDEX/IFC/MINASINVEST Terms of Reference September 2006
  2. 2. <ul><li>OBJETIVOS GERAIS: aumentar o participação das pequenas e médias empresas (PME´s) brasileiras do mercado nacional e internacional por meio do conhecimento e acesso a ferramentas de comércio exterior, integrando os sistemas para PME do IFC (toolkit) com o sistema da Fedex (PyMES). </li></ul><ul><li>OBJETIVOS ESPECÍFICOS: </li></ul><ul><li>Acesso a ferramentas de gestão; </li></ul><ul><li>Identificação de oportunidades de negócios; </li></ul><ul><li>Disseminação do conhecimento de gestão empresarial; </li></ul><ul><li>Facilitação de redes e promoção de sua ação; </li></ul><ul><li>Criação de processos de aprendizagem interativos; </li></ul><ul><li>Aumento da participação no mercado internacional </li></ul>PROJETO PRELIMINAR: OBJETIVOS
  3. 3. Caixa de Ferramenta de gestão para Pequenas e Médias empresas (SME Toolkit) em parceria com IFC/Banco Mundial . <ul><li>O SME Toolkit é um projeto do International Finance Corporation (IFC), um braço do Grupo Banco Mundial. Consiste de quatro partes: </li></ul><ul><li>1)      Conteúdos amplos e robustos e de relevância global para PME´s, incluindo aplicativos gratuitos, formulário de negócio, ferramentas, artigos como fazer, etc. </li></ul><ul><li>2)      A “cara” da página na Internet através da qual o usuário pode localizar ou pesquisar informações. Versão em CD-ROM do toolkit pode ser produzida; </li></ul><ul><li>3)       Ferramenta de gestão de conteúdo ( “Manager”) que permite o parceiro local acrescentar, traduzir e gerenciar o conteúdo da página na WEB e navegar em múltiplos idiomas simultaneamente, assim como inserir marcas, materiais promocionais etc e </li></ul><ul><li>4)      Um currículo de treinamento detalhado baseado no Toolkit que permite os treinadores conduzir workshops práticos via internet sobre os temas de gestão empresarial. </li></ul>CONTEÚDO DO PROJETO
  4. 4. <ul><li>IFC/BANCO MUNDIAL: licenciamento do programa e seus componentes , funding parcial para implantação no Brasil e marketing internacional. </li></ul><ul><li>MINASINVEST: licenciado do programa no Brasil, tradução do conteúdo para o português e gerenciamento do projeto e aporte de conteúdos locais, suplementação e ajustes, marketing e atendimento pós instalação </li></ul><ul><li>FEDEX: integração dos sistemas SME toolkit e PyMEX disponibilizando suas ferramentas para seus usuários por meio de “membership”. Patrocínio </li></ul>PARCEIROS E ATRIBUIÇÕES
  5. 5. <ul><li>IFC/BANCO MUNDIAL: </li></ul><ul><li>transfere licença para Minasinvest, </li></ul><ul><li>acompanha a implantação do programa. </li></ul><ul><li>MINASINVEST: </li></ul><ul><li>estabelece e monitora as relação com IFC/Banco Mundial desde as negociações preliminares até assinatura do Acordo; </li></ul><ul><li>Estabelece relações com o mercado antes e após a sua instalação do aplicativo. </li></ul><ul><li>Identifica o (s) parceiro(s) local (is) para gestão e adaptação do conteúdo; </li></ul><ul><li>Promove treinamento, desenvolve rede apoio à PME (via Internet) </li></ul><ul><li>Divulga e comercializa </li></ul><ul><li>FEDEX </li></ul><ul><li>Acompanha a implantação do projeto junto à MinasInvest e IFC </li></ul><ul><li>Integra os sistemas, </li></ul><ul><li>Disponibiliza, e desenvolve sua plataforma de comércio exterior para PME (PyMex) </li></ul><ul><li>Supervisiona, avalia e monitora o sistema permanentemente </li></ul>PRINCÍPIOS DAS RELAÇÕES
  6. 6. <ul><li>Marketing institucional de responsabilidade social dos parceiros; </li></ul><ul><li>Geração de recursos por meio de publicidade no portal e outros meios de comunicação, assessoria e capacitação de PME´s, etc </li></ul><ul><li>Licenciamento local de todos os componentes do programa, incluindo outros países de língua portuguesa </li></ul><ul><li>Aumentar a participação dos serviços da Fedex nas pequenas e médias empresas no Brasil e outros países de língua portuguesa </li></ul><ul><li>Participação em outros eventos e serviços da divisão de PME do IFC/Banco Mundial </li></ul>RESULTADOS ESPERADOS DO PROJETO
  7. 7. <ul><li>Existem, no Brasil, aproximadamente quatro milhões de empresas, sendo que 98% são de pequeno e médio porte, que respondem por 20% do PIB. </li></ul><ul><li>As micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) vêm sendo há muito tempo alvo de atenção de analistas econômicos devido a seu potencial de geração de renda e de emprego. </li></ul><ul><li>No pós- fordismo, esta atenção se intensifica à medida em que os atributos de flexibilidade e rapidez de adaptação às demandas do mercado características de muitas PMEs são valorizadas (La Rovere 1999). Assim, políticas de inovação voltadas para estas empresas podem ser um instrumento de estímulo ao crescimento e à competitividade de setores e de regiões. </li></ul>BACKGROUND: CENÁRIO DAS PME´s NO BRASIL
  8. 8. <ul><li>Uma nação é forte quando tem um grande número de pequenas e médias empresas permeando todos os setores produtivos e capilarizadas em todos os segmentos da economia e regiões da nação. </li></ul><ul><li>Enquanto as grandes empresas têm vantagens materiais para gerar e adotar inovações, devido à sua maior capacidade de P&D, as pequenas e médias empresas têm vantagens comportamentais relacionadas à sua maior flexibilidade e capacidade de adaptação a mudanças no mercado. </li></ul><ul><li>Podem operar em nichos que apresentam uma alta taxa de inovação. </li></ul><ul><li>O ambiente das empresas pequenas induz a uma maior motivação dos empregados em desenvolver a produtividade e a competitividade através de inovações (Julien 1993, OECD 1995). </li></ul>BACKGROUND: VANTAGENS DAS PME´s
  9. 9. <ul><li>No novo paradigma tecno- econômico há necessidade de intenso investimento em conhecimento, que por sua vez depende de processos de aprendizado interativos (Lemos 1999). </li></ul><ul><li>As iniciativas de capacitação tecnológica e gerencial do SEBRAE e outras instituições associadas, apesar de importantes para a capacitação tecnológica em várias indústrias, não dão conta do estabelecimento de redes que poderiam alavancar o crescimento das PME´s. </li></ul><ul><li>Na medida em que no novo paradigma tecnológico o conhecimento é fundamental para a competitividade, as firmas pequenas podem incrementar sua competitividade estabelecendo laços de cooperação com outras firmas e instituições. </li></ul><ul><li>Neste sentido, o apoio às PMEs deveria ser centrado no estímulo à formação e consolidação de redes, promovendo clusters e alianças estratégicas. </li></ul>BACKGROUND: IMPORTÂNCIA DAS REDES DE APOIO DAS PME´s
  10. 10. <ul><li>As redes devem contar com agentes eficientes para a promoção das relações entre os seus componentes, denominados por alguns autores de facilitadores (Milani Jr. e Canongia 1999). </li></ul><ul><li>Uma política de inovação dirigida a redes de empresas deve identificar os possíveis facilitadores das redes e promover a sua ação. </li></ul><ul><li>Outro elemento essencial para o bom funcionamento das redes é a provisão de serviços de apoio (real services). Tais serviços (Bellini, 2000) induzem o aprendizado, têm externalidades positivas e podem ser disponibilizados tanto por instituições públicas quanto por associações de classe e empresas privadas. </li></ul>BACKGROUND: PROVISÃO DE SERVIÇOS DE APOIO ÀS PME´s
  11. 11. <ul><li>Para Schumpeter (1982), a inovação é um conjunto de novas funções evolutivas que alteram os métodos de produção, criando novas formas de organização do trabalho e, ao produzir novas mercadorias, possibilita a abertura de novos mercados mediante a criação de novos usos e consumos. </li></ul><ul><li>As limitações do crescimento e desenvolvimento de uma economia, na visão de Schumpeter (1982), estão na falta de projetos rentáveis, na ausência de estoque de conhecimentos e na pouca disponibilidade de pessoas capazes de empreender. </li></ul><ul><li>Portanto, a limitação do crescimento econômico e social não está na falta de investimentos, mas sim de competências para identificar oportunidades de negócios. </li></ul>BACKGROUND: INOVAÇÃO NAS PME´s
  12. 12. <ul><li>O processo de implementação da IFC é de geralmente 2 a 5 meses, dependendo do nível de envolvimento: </li></ul><ul><li>Após a decisão das partes, um Acordo legal de parceria é celebrado com vistas a proteger ambas as partes, assim como o direito de cópia dos parceiros de conteúdo. </li></ul><ul><li>O IFC, juntamente com a MinasInvest, desenvolve um plano de implementação baseado nos objetivos dos parceiros e recursos disponíveis. </li></ul><ul><li>O IFC disponibiliza ao parceiro uma lista de conteúdo do qual são selecionados os itens que optam ser incluídos na versão local da caixa de ferramenta de PME´s. </li></ul><ul><li>Em alguns casos, o IFC pode facilitar mudanças necessárias para a interface do usuário do aplicativo. </li></ul><ul><li>O IFC assessora no processo de tradução e outros serviços, como produção de CD-ROM. </li></ul><ul><li>O IFC então instala o Portal na Internet e ferramentas administrativas e treina o pessoal local. </li></ul><ul><li>O IFC pode assessorar o desenvolvimento de planos de marketing para a distribuição da Caixa de Ferramenta dentro do público alvo. </li></ul><ul><li>O parceiro de implementação passa então a ser o responsável pelo gerenciamento do conteúdo. </li></ul>ETAPAS DO PROJETO & METODOLOGIA
  13. 13. <ul><li>O IFC dá suporte às PME´s por meio de investimentos e consultoria. Esta divisão do IFC atua nos seguintes segmentos: </li></ul><ul><li>Accesso a finanças: fortalecendo os mercados financeiros investindo em instituições financeiras, permitindo que pequenas empresas obtenham equipamento e capital de giro. </li></ul><ul><li>Este ano, o IFC aportou $641 milhões em investimentos de mercados financeiros, incluindo micro-financiamento, leasing para companhias e bancos e fundos de crédito. Em alguns casos, criando novos intermediários financeiros. BDMG pode ser um intermediário. </li></ul><ul><li>Assistência técnica. Neste setor de PME, o IFC investiu este ano $33 milhões. </li></ul>DIVISÃO DE PME DO IFC/BANCO MUNDIAL
  14. 14. <ul><li>Conectando PME´s aos investimentos . Fornecendo programas de assistência técnica no fortalecimento de fornecedores e apoiando programas de desenvolvimento comunitário. </li></ul><ul><li>Os programas implementados neste setor (em 14 países, incluindo regiões pobres do Brasil) somam mais de $1 bilhão do IFC. </li></ul><ul><li>Instalações Regionais: 11 instalações no mundo de apoio a negócios locais por meio de assessoria técnica e programas de consultoria, combinando conhecimento global com conhecimento de mercados locais. </li></ul><ul><li>O IFC e seus parceiros investem anualmente quase $60 milhões e mais de 900 pessoas no campo. </li></ul><ul><li>Melhorando o ambiente de negócios : melhorando o arcabouço legal e regulatório e envolvendo a iniciativa privada no processo de reforma. </li></ul>DIVISÃO DE PME DO IFC/BANCO MUNDIAL

×