ATA DA 2ª REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA MINASINVEST

Aos 26 dias do mês de junho de 2007, às 18:00 horas, na sed...
Lançamento do Centro Mineiro de Referência de Resíduo pelo Governador do
Estado. Ainda, o diretor Presidente tece consider...
plano e modelo de negócio e que, a partir da sua apresentação, o Conselho de
Administração estaria apto a orientar, dar co...
Nada mais havendo a tratar, foi suspensa a sessão pelo tempo necessário à
lavratura da presente ata, que, depois de lida e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ata Da 2 ReuniãO Con Con Selho De Administracao

726 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
726
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ata Da 2 ReuniãO Con Con Selho De Administracao

  1. 1. ATA DA 2ª REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA MINASINVEST Aos 26 dias do mês de junho de 2007, às 18:00 horas, na sede das MinasInvest à Rua da Paisagem, 220, 3º andar – em Nova Lima,reuniram-se o Conselho de Administração e a Diretoria Executiva da MinasInvest, qualificadas ao final desta para, na 2ª REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, com o objetivo de tratar do temas da agenda objeto de convocação. Por aclamação, foi convidado o Sr. Gilberto Ciro Ferreira para Secretário. Iniciando os trabalhos, o Presidente do Conselho Sr Paulo Sergio Ribeiro da Silva definiu que o objeto da Reunião seria tratar dos temas propostos pela convocação da Diretoria Executiva em consonância com as decisões fixadas na última Reunião da Assembléia Geral. O Presidente do Conselho submeteu o primeiro item da Agenda para apreciação dos conselheiros: eleição da Diretoria Executiva para mandato de quatro anos, a contar da eleição, nos termos do Artigo 36 do Estatuto. Apresentou-se apenas uma chapada composta pelos diretores atuais somada ao Sr José Lúcio Costa.Tomando a palavra, o Diretor Presidente da MinasInvest, Sr Lindolfo Paoliello, fez um relato das atividades e realizações que a diretoria atual vem exercendo por 2 anos em mandato pro tempore, sem remuneração, com a missão de consolidar institucionalmente a MinasInvest. Ressalta que a consolidação foi obtida com a concretização do quadro de sócios-fundadores, institucionais e efetivos, cuja força de mobilização constitui- se no principal ativo da MinasInvest. Acordos operacionais asseguraram competência à organização, em particular no campo da inovação e gestão. Foram conseguidos ainda uma sede física de alto padrão,moldadas às características da organização. A transição para a etapa operacional deu-se por meio de habilitação voltada para as finalidades típicas de uma OSCIP, apresentação de propostas, qualificando-se em concursos, licitação e convites. Destaca ainda o Presidente a realização de vários Acordos e Convênios, destacando-se : Governo de Minas Gerais/US Business Council-USA/AMCHAM; Fundação Dom Cabral; Price Waterhouse Coopers; FairVale – PUC Minas/Vale da Cidadania;Elo/Pólo-UFMG;Câmara de Comércio Luso-Brasileira em Minas Gerais;Vale da Cidadania;USTDA/Brandt Meio Ambiente: Pólo de Resíduos; INVIT Information Services; EPAMIG/BioVale Energia Fundep/UFMGFunarbe, UFV, Holhos – Espaço Dr. Ricardo Guimarães –Sede da Minasinvest, SEMAD/SERVAS: Centro Mineiro de Referência em Resíduos, Protocolo com Centro de Inovação Tecnológica da UFMG e SEDE, SECTES para criação do LABFAR – Centro de análises Pré-clínicas , Radium Systems/Peabirus – plataforma de negócios e conhecimento. Destaca ainda a realização de importantes eventos como: Seminário no evento do BID em parceria com US Business Council e AMCHAM: “ Brazil, a platform for growth and competitiveness” – Patrocínio: US Business Council Seminário no Centro Internacional de Negócios da FIEMG em parceria com a FEDEX; “ Soluções de internacionalização para PME´s” ,Apresentação e seleção de produtos de pesquisa com base tecnológica da UFV para potenciais investidores, Inauguração da sede da MinasInvest no Espaço Dr. Ricardo Guimarães , Happy Hour da inovação- lançamento em Minas do projeto One laptop per Child, incluindo apresentação na presidência da ALMG; encontros específicos de negócio ;
  2. 2. Lançamento do Centro Mineiro de Referência de Resíduo pelo Governador do Estado. Ainda, o diretor Presidente tece considerações sobre as fragilidades na operacionalização dos objetivos da organização, tais como a necessidade de se ter um líder no campo operacional capaz de somar à diretoria atual a capacidade de transformar idéias em projetos, projetos em resultados. O Conselheiro Ordélio Sette relatou a experiência negativa que teve na gestão de organização similar em decorrência de eleger uma diretoria executiva sem afinidades e envolvimento com a entidade; daí a importância fundamental da continuidade da Presidência atual da diretoria executiva e agregar outras pessoas com afinidades e um quadro de executivos coadunados com a filosofia da organização. Salientou ainda que a despeito dos membros ativos da MinasInvest serem poucos, são efetivamente interessados e compromissados e é isto que define a continuidade e consolidação da entidade. O Presidente do Conselho reafirma que o processo não pode ser açodado e que todos que participam da organização devem estar efetivamente compromissados com ela, e não simplesmente envolver-se por delicadeza social. Salienta a importância de se ter um profissional tempo integral e uma equipe de executivos engajados e compromissados com os objetivos estatutários. O item foi encerrado com a aceitação da chapa proposta da diretoria executiva por unanimidade e aclamação. Em seguida, o diretor-Presidente destaca as dificuldades no desempenho das atividades da organização em função de algumas fragilidades, como percepção intrínseca do Governo e da sociedade em relação ao terceiro setor, dificuldades da administração Pública em celebrar Termos de Parceria com as OSCIPS em virtude de entendimento equivocado quanto a aspectos jurídicos como a exigibilidade de licitação , distanciamento da cultura e mentalidade centros de conhecimento em relação ao mercado, obrigando a necessidade de capacitação em empreendedorismo anterior à formação de novos empreendimentos e transferência de tecnologia. Com vistas a contornar a dificuldade jurídica na celebração de Termos de Parceria, sugere que o escritório do Dr Ordélio Sette elabore parecer decisivo, proposta acatada de pronto pelo mesmo. Realça ainda o Presidente a importância de operacionalizarmos imediatamente para geração de recursos e vitalidade da organização e interatividade permanente com o Conselho de Administração a fim de ter apoio, diretrizes e orientação na consecução de seus objetivos. Em seguida, o Presidente do Conselho, adentrando no item 2. da Agenda de fixar orientação geral dos negócios e atividades da MinasInvest, nos termos do artigo 24, inciso III e política para sua viabilização, propõe se buscar uma fórmula simples e objetiva de como e onde se levantar os recursos financeiros, como elaboração de um plano de negócio, identificação de nichos onde efetivamente operar, estrutura compartilhada com outras organizações congêneres e complementares e fundos internacionais. Propõe então que sejam abordados imediatamente dois aspectos: análise jurídica da questão do Termo de Parceria e desenvolver rapidamente um plano de negócio. O diretor comercial, Luciano Medrado, salienta que não tem havido concentração de esforços no setor Público, mas que, enquanto o Presidente Lindolfo cuida atentamente dos interesses e promoção institucional, os demais diretores cuidam de temas e projetos de natureza absolutamente operacionais. O Presidente do Conselho retoma a palavra enfatizando a importância de consolidar as ações em um
  3. 3. plano e modelo de negócio e que, a partir da sua apresentação, o Conselho de Administração estaria apto a orientar, dar contribuições e validar. O diretor Luciano Medrado traz em perspectiva os riscos que a organização corre em função de insuficiência estrutural e precariedades funcionais. O Vice-Presidente, Waldemar Junior, ressalta as palavras do Presidente do Conselho distinguindo as ações orientadas a dar sustentabilidade à organização e a ações requeridas imediatamente no sentido de dar sustentação durante esta fase, daí a proposta da diretoria executiva em submeter ao final do Relatório aos Administradores de um orçamento de despesas. O Presidente do Conselho afirma não estar atualizado quanto às ações e projetos a curto, médio e longo-prazo da MinasInvest. Sugere, portanto, que seja submetido previamente a todos os membros do Conselho de um plano preliminar e demais propostas e ações , por via eletrônica, para que todos possam participar e intervir a priori e estar apto a orientar e tomar decisões em encontro a ser fixado. Na abordagem do item 3 das Agenda do Conselho manifestar- se sobre as contas da diretoria executiva, nos termos do inço XII do artigo 24 do Estatuto, o Conselho acata o Parecer do Conselho Fiscal em ../../2007, qual seja: “.................................” Quanto ao item 4 da Agenda de estabelecer a remuneração dos membros da Diretoria Executiva, o Presidente do Conselho reconhece a legitimidade conforme dispositivos legais e previsão estatutária. O diretor de operações, Sr Gilberto Ciro Ferreira, salienta a importância de se estabelecer com brevidade a remuneração da diretoria executiva porquanto ela vem operando com empenho e expressiva disponibilidade de tempo em condições pro bono não dignas de uma organização desta natureza. O Conselheiro Ordélio Sette reconhece o esforço da diretoria atual e legitimidade de remuneração e estrutura condizente para uma efetiva operação, propondo que a remuneração seja fixada na apresentação do plano de trabalho e negócio em data a ser afixada. TERMO DE POSSE DA DIRETORIA EXECUTIVA, eleita pelo CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO em 26 de Junho de 2007, nos termos do artigo 36 do Estatuto. Os membros da DIRETORIA EXECUTIVA , assim denominados e qualificados: Lindolfo Coelho Paoliello, brasileiro, casado, Advogado, RG OAB-MG 16 736, CPF 057 559 646-53, com domicilio nesta cidade; Waldemar Magalhães Lopes Jr. casado,........, Rg.............CPF............, como domicílio nesta cidade e ............................, José Lucio Costa , brasileiro, casado,........, Rg.............CPF............, como domicílio nesta cidade, Luciano Medrado, , brasileiro, casado,........, Rg.............CPF............, como domicílio nesta cidade, Gilberto Ciro Ferreira, brasileiro, casado, empresário, RG 7.253.611, CPF 733.273.108-82, com domicílio nesta cidade; foram empossados a seguir, já que declararam, sob as penas e na forma da lei, não estar inclusos em nenhuma situação que os impeça de exercer suas respectivas funções. A DIRETORIA EXECUTIVA da MINASINVEST, ativa e passivamente, civil e extra civil , e é investida de todas atribuições e responsabilidades previstas no seu Estatuto.
  4. 4. Nada mais havendo a tratar, foi suspensa a sessão pelo tempo necessário à lavratura da presente ata, que, depois de lida e achada conforme, foi aprovada por unanimidade. Eu, Gilberto Ciro Ferreira, Secretário, lavrei a presente ata que vai por mim assinada, pelo Presidente do Conselho e pelos sócios presentes. Belo Horizonte, 26 de junho de 2007. Presidente da Assembléia: Paulo Sergio Ribeiro da Silva Secretário: Gilberto Ciro Ferreira SÓCIOS FUNDADORES: Lindolfo Coelho Paoliello, Luciano Medrado, Paulo Sérgio Ribeiro da Silva, Gilberto Ciro Ferreira, Waldemar Magalhães Lopes Jr., Ordélio Sette Nós, abaixo-assinados, membros da DIRETORIA EXECUTIVA da MINASINVEST declaramos que esta via confere com o original, lavrada em livro próprio. Belo Horizonte, 26 de Junho de 2007. Lindolfo Coelho Paoliello Waldemar Magalhães Lopes Jr. Gilberto Ciro Ferreira Luciano Medrado José Lúcio Costa Advogado responsável. Dr.......................... OAB............

×