Avaliação de empresas 2012_02

3.243 visualizações

Publicada em

Material disponibilizado para os alunos da disciplina de Gestão Orçamentária e Financeira III

Publicada em: Negócios
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
188
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação de empresas 2012_02

  1. 1. Avaliação de Empresas miltonh@terra.com.br
  2. 2. Motivos para Avaliação• Entrada de um novo sócio• Fusão de duas empresas• Dissolução de empresa concordatária• Abertura de capital• etc
  3. 3. Dificuldade - Subjetividade• A dificuldade dá-se, principalmente, pelo fato do valor percebido de uma empresa para um indivíduo não necessariamente ser o mesmo para outro.
  4. 4. Objetivo• alcançar o valor justo de mercado, ou seja, aquele que representa, de modo equilibrado, a potencialidade econômica de determinada companhia
  5. 5. Valor Patrimonial• É medido pela diferença entre o valor de seus ativos e o montante de suas obrigações (passivo)
  6. 6. Avaliação de Ativos• Valor Histórico• Valor Histórico Corrigido• Valor de Realização de Mercado• Valor de Realizado Líquido• Valor de Liquidação• Valor de Reposição
  7. 7. Valor Histórico• Considera o valor registrado no momento de sua aquisição ou elaboração
  8. 8. Limitação do Valor Histórico• Baseado em valores passados e não em expectativas futuras de resultados
  9. 9. Valor Histórico Corrigido • Restabelece o poder aquisitivo dos desembolsos verificados no passado para determinada data- base, permitindo uma avaliação patrimonial com valores monetariamente comparáveis
  10. 10. Valor de Realização de Mercado• Determina o valor possível dos ativos da empresa de serem realizados individualmente em condições normais de transações dentro de um mercado organizado, ou seja, o preço razoável que se pode obter na alienação de cada um deles
  11. 11. Limitação do Valor de Realização• Não leva em consideração a possível sinergia dos ativos e possui dificuldades naturais de avaliação
  12. 12. Valor Realizado Líquido• É medido pela diferença entre o valor corrente de venda do ativo e todos os custos e despesas incrementais previstos relacionados com a transação de venda e entrega (comissões, fretes, produção, embalagens, etc.), exceto os de natureza fiscal
  13. 13. Valor de Liquidação• Representa o resultado que se obteria de um eventual encerramento das atividades da empresa, e sujeitos os ativos aos preços de realização vigentes no mercado
  14. 14. Limitação do Valor de Liquidação • O custo de liquidação é estabelecido em condições desvantajosas de mercado, valorando os ativos a preços reduzidos e abaixo de seus custo
  15. 15. Valor de Reposição • Equivale ao preço corrente de repor todos os ativos em uso da empresa, ou seja, o custo baseado nos valores de mercado dos diversos ativos em avaliação, admitindo-se que se encontram em estado de novo
  16. 16. O real valor de um ativo• O valor de um ativo é função da sua capacidade futura de gerar riqueza, e não: – de seus resultados acumulados em exercícios anteriores – do custo de seus ativos
  17. 17. Empresa A Paga-se Lucros normais e aproximadamente o valorrazoáveis para seusetor de atividade necessário para monta-la Empresa B Paga-se um valor bemLucros classificados acima do necessário para acima do normal monta-la A empresa vale mais que a Goodwill soma de seus ativos
  18. 18. Goodwill• Quando uma empresa tem seu valor de mercado fixado acima do valor de reposição de seu patrimônio líquido
  19. 19. Métodos de Avaliação de Empresas
  20. 20. Modelo Baseado no Balanço Patrimonial• visa encontrar o valor da empresa a partir da estimativa do valor de seus ativos
  21. 21. Modelo Baseado no DRE• busca encontrar o valor da empresa por meio do volume de lucros existentes, vendas e outros indicadores de resultado
  22. 22. Modelo Goodwill• avalia o valor dos ativos da empresa e quantifica o potencial de geração de benefícios futuros
  23. 23. Modelo Baseado no Fluxo de Caixa• que busca determinar o valor da empresa pela estimativa do FCD a uma taxa de risco
  24. 24. Modelo de Criação de Valor • possibilita o conhecimento e mensuração do desempenho empresarial
  25. 25. Fluxo de Caixa Descontado• se baseia no desconto dos fluxos futuros de caixa para a obtenção do valor justo de uma empresa, partindo da premissa de que o valor da empresa deve ser obtido por meio de sua potencialidade em gerar caixas futuros
  26. 26. Fluxo de Caixa Descontado• Uma empresa é avaliada por sua riqueza econômica expressa a valor presente, dimensionada pelos benefícios de caixa esperados no futuro e descontados por uma taxa de atratividade que reflete o custo de oportunidade dos vários provedores de capital
  27. 27. 3 Princípios Básicos para Decisão de Investimento Contidos no FCD1. A avaliação do investimento é processada com base em fluxos de caixa de natureza operacional2. O risco é incorporado na avaliação econômica de investimento, respeitadas as preferências do investidor com relação do conflito risco-retorno3. A decisão identifica, ainda, o valor presente do ativo com base na taxa de desconto apropriada a remunerar os proprietários do capital
  28. 28. Fórmula de CálculoOnde:Valor= Valor econômico (presente) do investimentoFCO = Fluxo de caixa operacionalK = Taxa de desconto, que representa o custo médio ponderado do capital (WACC)
  29. 29. Fórmula de Cálculo Admitindo a perpetuidade e a manutenção dos valores de fluxo de caixa, tem-se:Considerando, que os fluxos de caixa cresçamtodo o ano a uma taxa g constante, tem-se:
  30. 30. Exemplo 1• Admita um fluxo de caixa de $ 100,00 / ano perpetuamente. Não prevendo nenhuma alteração nesse resultado anual de caixa, o valor presente do fluxo para uma taxa de desconto de 20%a.a. atinge:
  31. 31. Exemplo 2• No mesmo exemplo anterior, estima-se um crescimento, anual de g = 4% nesses fluxos de caixa. O valor presente da perpetuidade atinge:

×