Mídias Sociais e o   Jornalismo  Os desafios atuais da profissão     02/04/2011 - Paulo Milreu
Paulo Milreu Bacharel em Administração com Habilitação em   Marketing, Pós-graduado em ComunicaçãoCorporativa, Pós-graduan...
Paulo Milreu Fundador e Sócio da SmartIS, do Livebuzz SocialMedia Marketing Solution, do Laboratório de Novas Mídias Digit...
“Mídia Social é igual a sexo naadolescência. Todo mundo diz que  faz mas na hora do vamos ver,  ninguém sabe como é direit...
Livre para copiar e distribuir,      apenas cite o autor.Os slides estão disponíveis em slideshare.net/milreu.
“A revolução não acontece quando a socieade adota novas ferramentas.Acontece quando a sociedade adota     novos comportame...
O que está mudando?
Brasil - 01/04/2011    Registro.br
Brasil - 01/04/2011http://www.google.com/publicdata?ds=wb-wdi&met=it_net_user_p2&idim=country:BRA&dl=pt-BR&hl=pt-BR&q=usua...
F/Nazca - 30/11/2010 A partir de 12 anos
Ibope Nielsen - 18/03/2011    A partir de 16 anos
O que já mudou?
http://ojornalismorreu.posterous.com/adeusjb
Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisNão podemos mais falar em coisas opostas entre online eoffline.Os dois espaços...
Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisA menos que seja deletada, essa conexão existirá e serámantida pelo sistema.E...
Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisEm um grupo social fora da Internet ou com quem você temconexões fora da Rede...
Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisSó que não só isso. Sites de rede social também complexificamas redes sociais....
Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisAs redes de amigos, por exemplo. Será que todos os "amigos"do Orkut ou do Fac...
Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisLogo, embora online e offline não sejam necessariamenteopostos, neste caso são...
http://anabrambilla.com/blog/
43% das notícias on-line são  compartilhadas nas mídias sociais13/10/2010 - Uma pesquisa global realizada pela CNNcom 2.30...
43% das notícias on-line são  compartilhadas nas mídias sociais43% das notícias são compartilhadas através da mídiasocial....
43% das notícias on-line são  compartilhadas nas mídias sociaisA média global de usuários compartilha 13 histórias porsema...
43% das notícias on-line são  compartilhadas nas mídias sociaisConhecer a tipologia do conteúdo compartilhado ésignificativ...
Setembro/2010        http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
Como eu mudo?
De que lado eu fico?
Sou a favor ou contra?
Critico ou participo?
Defendo ou aceito?
Estratégia Editorial
Estratégia Editorial• inspiração para pautas;• coleta de feedbacks sobre materiais já publicados;• busca por fontes;• apro...
Estratégia Editorial• busca por novos públicos (especialmente os mais  jovens, que não têm o hábito de visitar sites  noti...
Estratégia Editorial• busca pelo “outro lado” da informação – afinal, o que  não falta nestas mídias é opinião e visões var...
Para falar em mídiassociais, precisamos falar        em redes.
Vamos nosaprofundar?  Ainda temos 15 min?
Livre para copiar e distribuir,      apenas cite o autor.Os slides estão disponíveis em slideshare.net/milreu.
Paulo Milreunovasmidiasdigitais.com.brsmartis.com.brpaulo.milreu@smartis.com.br@paulomilreufacebook.com/paulomilreuslidesh...
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)

2.348 visualizações

Publicada em

Palestra que ministrei na UNESP Bauru - FACC, em Bauru, SP, para 50 alunos de jornalismo à convite do Coordenador Prof. Dr. Pedro Celso Campos.

mídias sociais, ibope mídia, raquel recuero

Publicada em: Educação

Palestra Mídias Sociais e o Jornalismo (UNESP Bauru / FAAC)

  1. 1. Mídias Sociais e o Jornalismo Os desafios atuais da profissão 02/04/2011 - Paulo Milreu
  2. 2. Paulo Milreu Bacharel em Administração com Habilitação em Marketing, Pós-graduado em ComunicaçãoCorporativa, Pós-graduando em Marketing Digital e Practitioner em PNL.Há pouco mais de 20 anos iniciei minha carreira atuandoem Tecnologia da Informação, e há 12 anos venhome dedicando a comunicação digital na internet, onde já participei de mais de 500 projetos.Consultor, palestrante, empresário e professor universitário em cursos de pós-graduação e extensão.
  3. 3. Paulo Milreu Fundador e Sócio da SmartIS, do Livebuzz SocialMedia Marketing Solution, do Laboratório de Novas Mídias Digitais, da pmc&associados consultoriaempresarial, e da Vida Rica Desenvolvimento Humano.Sou Fundador e Presidente da ACOPADi – AssociaçãoCentro-oeste paulista das Agências Digitais, membro da ABRAIC – Associação Brasileira de Analistas de Inteligência Competitiva, e Diretor Regional do BNIBrasil, a maior organização de networking de negócios do mundo.Idealizador do Politiblog, especializado em marketing político e eleitoral digital, e do Publiciblog, a nova referência em comunicação no interior paulista.
  4. 4. “Mídia Social é igual a sexo naadolescência. Todo mundo diz que faz mas na hora do vamos ver, ninguém sabe como é direito.”
  5. 5. Livre para copiar e distribuir, apenas cite o autor.Os slides estão disponíveis em slideshare.net/milreu.
  6. 6. “A revolução não acontece quando a socieade adota novas ferramentas.Acontece quando a sociedade adota novos comportamentos.” Clay Shirky
  7. 7. O que está mudando?
  8. 8. Brasil - 01/04/2011 Registro.br
  9. 9. Brasil - 01/04/2011http://www.google.com/publicdata?ds=wb-wdi&met=it_net_user_p2&idim=country:BRA&dl=pt-BR&hl=pt-BR&q=usuarios+de+internet+no+brasil
  10. 10. F/Nazca - 30/11/2010 A partir de 12 anos
  11. 11. Ibope Nielsen - 18/03/2011 A partir de 16 anos
  12. 12. O que já mudou?
  13. 13. http://ojornalismorreu.posterous.com/adeusjb
  14. 14. Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisNão podemos mais falar em coisas opostas entre online eoffline.Os dois espaços já estão tão interconectados no cotidiano quenão existe necessariamente uma oposição.Se pensarmos nas redes que estão expressas nesses sites,vemos algumas das diferenças.Por exemplo, ali todas as conexões são mais ou menos iguais.Ao adicionar alguém à sua rede, você cria uma conexão quetem efeitos sociais e é mais ou menos permanente. http://www.pontomidia.com.br/raquel/arquivos/online_x_offline_redes_sociais_nao_sao_iguais.html
  15. 15. Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisA menos que seja deletada, essa conexão existirá e serámantida pelo sistema.Enquanto essa conexão existe, ela também serve como uma viade informação.As informações publicadas pelas suas conexões nos sites derede social vão aparecer para você em uma timeline deinformações no Facebook e no Orkut, por exemplo.Esses dois elementos são completamente diferentes do offline. http://www.pontomidia.com.br/raquel/arquivos/online_x_offline_redes_sociais_nao_sao_iguais.html
  16. 16. Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisEm um grupo social fora da Internet ou com quem você temconexões fora da Rede, as informações só circulam na medidaem que você ativamente mantiver esses laços.Laços sociais dependem de interação e investimento desentimento. E podem se desgastar no espaço offline. Mas nãono online.É por isso que parte do capital social relacionado a essasferramentas por Ellison, Steinfield & Lampe (2006) foi chamado"capital social de manutenção". Sites de rede social auxiliam namanutenção das redes sociais. http://www.pontomidia.com.br/raquel/arquivos/online_x_offline_redes_sociais_nao_sao_iguais.html
  17. 17. Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisSó que não só isso. Sites de rede social também complexificamas redes sociais. Transformam-nas.Geram novas formas de valores sociais.Por exemplo, o Twitter, através de sua forma de constituição deredes sociais, permitiu novas formas de compartilharinformações, agregar visibilidade e mesmo, conversar.Esses valores não eram acessíveis antes do online.Ora, se a pesquisa tem demonstrado que as redes sociais onlineadicionam dimensões diferentes às redes offline, elas tambémsão diferentes dessas. http://www.pontomidia.com.br/raquel/arquivos/online_x_offline_redes_sociais_nao_sao_iguais.html
  18. 18. Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisAs redes de amigos, por exemplo. Será que todos os "amigos"do Orkut ou do Facebook são realmente seus "amigos"?Sua rede de amigos foi alterada essencialmente por essasferramentas?Do ponto de vista da minha pesquisa, não. Amigos continuamnecessitando de interação para manter laços.Como consequência, embora as pessoas utilizem o espaçoonline para manter conexões, a rede de "amigos" em um site derede social contém uma estrutura muito mais complexa ediferente da rede offline. http://www.pontomidia.com.br/raquel/arquivos/online_x_offline_redes_sociais_nao_sao_iguais.html
  19. 19. Online x Offline: Redes Sociais não são iguaisLogo, embora online e offline não sejam necessariamenteopostos, neste caso são, sim, diferentes.Raquel da Cunha Recuero possui doutorado em Comunicação e Informação pelaUniversidade Federal do Rio Grande do Sul (2006), mestrado em Comunicação e Informaçãopela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002), graduação em Comunicação Social comHabilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas (1998) e graduação em Direitopela Universidade Federal de Pelotas (1999). Atualmente é professora (adjunto 1) epesquisadora dos cursos de Comunicação Social - Habilitações em Jornalismo e Publicidade ePropaganda e do Programa de Pós-Graduação em Letras, com concentração em LingüísticaAplicada da Universidade Católica de Pelotas, além de membro do corpo editorial de diversosperiódicos. É pesquisadora vinculada ao CNPq, com vários projetos contemplados com apoiofinanceiro. Desde 2009, é pesquisadora-colaboradora do Center for Society and Cyberstudies edo Digital Media and Learning Research Hub. Tem experiência na área de Comunicação eLinguüística Aplicada, com ênfase em redes sociais na Internet, conversação mediada pelocomputador, difusão de informações na Internet e jornalismo digital. http://www.pontomidia.com.br/raquel/arquivos/online_x_offline_redes_sociais_nao_sao_iguais.html
  20. 20. http://anabrambilla.com/blog/
  21. 21. 43% das notícias on-line são compartilhadas nas mídias sociais13/10/2010 - Uma pesquisa global realizada pela CNNcom 2.300 consumidores (POWNAR) revelou benefíciosgritantes para as notícias que são compartilhadas viasocial media.Foi feita uma análise semiótica aprofundada, com técnicasavançadas de neuro-marketing para se chegar aosresultados.O projeto de pesquisa foi realizado em vários países,entre junho e agosto deste ano. http://www.midiassociais.net/2010/10/43-das-noticias-on-line-sao-compartilhadas-nas-midias-sociais/
  22. 22. 43% das notícias on-line são compartilhadas nas mídias sociais43% das notícias são compartilhadas através da mídiasocial.E-mail vem em segundo lugar, com 30%.SMS foi o terceiro (15%), seguido de mensagensinstantâneas (12%).A regra 80/20 se aplica às conclusões (Lei de Pareto).27% de todas as pessoas que compartilham notíciasrepresentam 87% de todas as notícias compartilhadas. http://www.midiassociais.net/2010/10/43-das-noticias-on-line-sao-compartilhadas-nas-midias-sociais/
  23. 23. 43% das notícias on-line são compartilhadas nas mídias sociaisA média global de usuários compartilha 13 histórias porsemana e recebe 26 histórias através de linkscompartilhados em mídia social ou e-mails.65% do conteúdo compartilhado compreende históriasclassificadas como acontecimentos.19% por notícias de última hora.16% do conteúdo compartilhado é categorizado como“esquisitos ou engraçados”. http://www.midiassociais.net/2010/10/43-das-noticias-on-line-sao-compartilhadas-nas-midias-sociais/
  24. 24. 43% das notícias on-line são compartilhadas nas mídias sociaisConhecer a tipologia do conteúdo compartilhado ésignificativo para que as informações possam serusadas por agências como um guia para moldar acriatividade e, portanto, fazer a sua publicidade maiseficaz aos consumidores. http://www.midiassociais.net/2010/10/43-das-noticias-on-line-sao-compartilhadas-nas-midias-sociais/
  25. 25. Setembro/2010 http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  26. 26. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  27. 27. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  28. 28. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  29. 29. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  30. 30. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  31. 31. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  32. 32. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  33. 33. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  34. 34. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  35. 35. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  36. 36. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  37. 37. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  38. 38. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  39. 39. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  40. 40. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  41. 41. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  42. 42. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  43. 43. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  44. 44. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  45. 45. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  46. 46. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  47. 47. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  48. 48. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  49. 49. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  50. 50. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  51. 51. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  52. 52. http://www.slideshare.net/ricardodepaula/o-fenmeno-das-redes-sociais-no-brasil
  53. 53. Como eu mudo?
  54. 54. De que lado eu fico?
  55. 55. Sou a favor ou contra?
  56. 56. Critico ou participo?
  57. 57. Defendo ou aceito?
  58. 58. Estratégia Editorial
  59. 59. Estratégia Editorial• inspiração para pautas;• coleta de feedbacks sobre materiais já publicados;• busca por fontes;• aproximação com o público;• auxílio na apuração de fatos com quem está mais próximo dos fatos;• divulgação de conteúdo publicado; http://webinsider.uol.com.br/2009/10/06/como-usar-as-midias-sociais-no-jornalismo/
  60. 60. Estratégia Editorial• busca por novos públicos (especialmente os mais jovens, que não têm o hábito de visitar sites noticiosos e passam a maior parte do tempo online em mídias sociais. Como essa galerinha vai consumir notícia? Os widgets como o NYT bem explora no Facebook podem ser um caminho);• identificar conteúdos que possam ser associados ao veículo mediante permissão do autor;• aumentar a visitação ao site da marca; http://webinsider.uol.com.br/2009/10/06/como-usar-as-midias-sociais-no-jornalismo/
  61. 61. Estratégia Editorial• busca pelo “outro lado” da informação – afinal, o que não falta nestas mídias é opinião e visões variadas!• conquistar novos públicos para a marca. http://webinsider.uol.com.br/2009/10/06/como-usar-as-midias-sociais-no-jornalismo/
  62. 62. Para falar em mídiassociais, precisamos falar em redes.
  63. 63. Vamos nosaprofundar? Ainda temos 15 min?
  64. 64. Livre para copiar e distribuir, apenas cite o autor.Os slides estão disponíveis em slideshare.net/milreu.
  65. 65. Paulo Milreunovasmidiasdigitais.com.brsmartis.com.brpaulo.milreu@smartis.com.br@paulomilreufacebook.com/paulomilreuslideshare.net/milreu

×