Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]

9.879 visualizações

Publicada em

Noções de cartografia. Geografia.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.879
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8.640
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cartografia - Geografia Geral - Prof. Marco Aurélio Gondim [www.gondim.net]

  1. 1. GEOGRAFIA GERAL ESPAÇO TERRESTRE CARTOGRAFIAProf. Marco Aurélio Gondim www.gondim.net
  2. 2. SÉCULO XVI 2
  3. 3. 3
  4. 4. 1627 4
  5. 5. Século XXI 5
  6. 6. INTRODUÇÃO• O conceito de Cartografia tem suas origens intimamente ligadas às inquietações que sempre se manifestaram no ser humano, no tocante a conhecer o mundo que ele habita.• CARTOGRAFIA, etimologia - descrição de cartas, foi introduzido em 1839, pelo segundo Visconde de Santarém - Manoel Francisco de Barros e Souza de Mesquita de Macedo Leitão (1791 - 1856). 6
  7. 7. "CARTOGRAFIA - no sentido lato da palavra não éapenas uma das ferramentas básicas dodesenvolvimento econômico, mas é a primeiraferramenta a ser usada antes que outras ferramentaspossam ser postas em trabalho."(1)(1) ONU, Departament of Social Affair. MODERNCARTOGRAPHY - BASE MAPS FOR WORLDSNEEDS. Lake Success.
  8. 8. HISTÓRIA DA CARTOGRAFIA• Navegação e comércio na Antiguidade• Informações produzidas por marinheiros e viajantes• Os pensadores puderam ter os dados de que precisavam para confeccionar mapas.• O estudo da astrologia e da astronomia (babilônios) também ajudou, à medida que possibilitou estabelecer as coordenadas de latitude e longitude. 8
  9. 9. CARTOGRAFIA• Conceitos: conjunto de estudos e operações científicas, artísticas e técnicas baseado nos resultados de observações diretas ou de análise de documentação, com vistas à elaboração e preparação de cartas, planos e outras formas de expressão, bem como sua utilização. [Associação Cartográfica Internacional – 1966 - http://icaci.org/] 9
  10. 10. PROCESSO CARTOGRÁFICO• O processo cartográfico, partindo da coleta de dados, envolve estudo, análise, composição e representação de observações, de fatos, fenômenos e dados pertinentes a diversos campos científicos associados a superfície terrestre. 10
  11. 11. A FORMA DA TERRA• Pitágoras (528 a.C.) introduziu o conceito de forma esférica para o planeta.• Carl Friedrich Gauss (1777-1855), a forma do planeta, é o GEÓIDE que corresponde à superfície do nível médio do mar homogêneo (ausência de correntezas, ventos, variação de densidade da água, etc.) supostamente prolongado por sob continentes.• Figura geométrica (elipse) que ao girar em torno do seu eixo menor forma um volume, o ELIPSÓIDE DE REVOLUÇÃO, achatado no pólos. O elipsóide é a superfície de referência utilizada nos cálculos que fornecem subsídios para a elaboração de uma 11 representação cartográfica.
  12. 12. REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA• GLOBO - representação cartográfica sobre uma superfície esférica, em escala pequena, dos aspectos naturais e artificiais de uma figura planetária, com finalidade cultural e ilustrativa.• MAPA: – representação plana; – geralmente em escala pequena; – área delimitada por acidentes naturais (bacias, planaltos, chapadas, etc.), político- administrativos; – destinação a fins temáticos, culturais ou ilustrativos.• CARTA: – representação plana; – escala média ou grande; – desdobramento em folhas articuladas de maneira sistemática; – limites das folhas constituídos por linhas convencionais, destinada à avaliação precisa de direções, distâncias e localização de pontos, áreas e detalhes.• PLANTA - a planta é um caso particular de carta. A representação se restringe 12uma a área muito limitada e a escala é grande, consequentemente a quantidade de detalhes é bem maior.
  13. 13. ESCALA• Escala é a relação entre as dimensões apresentadas em um mapa e seus valores reais correspondentes• Tipos: – Numérica: Indica a relação entre os comprimentos de uma linha na carta e o correspondente comprimento no terreno, em forma de fração com a unidade para numerador. – Gráfica: É a representação gráfica de várias distâncias do terreno sobre uma linha reta graduada, tendo como módulo básico o centímetro. 13
  14. 14. TAMANHOS DE ESCALAS 14
  15. 15. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS• As projeções envolvem a representação da Terra em um plano, destacando a rede de paralelos e meridianos da esfera terrestre.• Utilizam figura geométricas semelhantes a uma esfera ou aqueles que permitem o seu desenvolvimento.• Podemos ainda dizer que não existe nenhuma solução perfeita para o problema, e isto pode ser rapidamente compreendido se tentarmos fazer coincidir a casca de uma laranja com a superfície plana de uma mesa. 15
  16. 16. TIPOS DE PROJEÇÕES 16
  17. 17. MERCATOR x PETERS 17
  18. 18. LATITUDE• É o arco contado sobre o meridiano do lugar e que vai do Equador até o lugar considerado.• A latitude medida no sentido do pólo Norte é chamada Latitude Norte ou Positiva. Quando medida no sentido Sul é chamada Latitude Sul ou Negativa.• Sua variação é de: 0º a 90º N ou 0º a + 90º; 0º a 90º S ou 0º a - 90º 18
  19. 19. LONGITUDE• É o arco contado sobre o Equador e que vai de GREENWICH até o Meridiano do referido lugar.• A Longitude pode ser contada no sentido Oeste, quando é chamada LONGITUDE OESTE DE GREENWICH (W Gr.) ou NEGATIVA. Se contada no sentido Este, é chamada LONGITUDE ESTE DE GREENWICH (E Gr.) ou POSITIVA.• A Longitude varia de: 0º a 180º W Gr. ou 0º a - 180º; 0º a 180º E Gr. ou 0º a + 180º . 19
  20. 20. TECTONISMO / VULCANISMO• Teoria de Jason Morgan (1960): a litosfera é formada por várias placas emirrígida que e movem umas em direção à outras.• Esta teoria complementa a Teoria da Deriva de Wegener, pois explica o movimento dos continentes. 20
  21. 21. PLACAS TECTÔNICAS 21
  22. 22. TERREMOTOS 22
  23. 23. LIMITES ENTRE PLACAS TECTÔNICAS 23
  24. 24. TSUNAMIS• Os tsunamis são causados por terremotos submarinos e acontecem essencialmente nas zonas de fortes movimentos tectônicos, como algumas regiões do Pacífico e da Ásia.• A onda do tsunami, nascida do choque sísmico de cima para baixo da massa oceânica, tem várias centenas de metros de espessura e ganha energia toda vez que bate contra o solo submarino. 24
  25. 25. Para saber mais• Noções básica de cartografia – IBGE http://is.gd/xA3ZKj 25
  26. 26. 26
  27. 27. 27
  28. 28. 28
  29. 29. Capa da revista The Economist. Fonte: http://www.economist.com/node/16990967 29
  30. 30. 30
  31. 31. Prof. Marco Aurélio Gondim www.gondim.net

×