ENGENHARIA 
DE 
MANUTENCAO
CONCEITO 
A Engenharia de Manutenção , conhecida em 
algumas empresas como Métodos de Manutenção, 
tem um papel muito impo...
MISSAO 
A missão da Engenharia de Manutenção é 
promover o progresso técnico da Manutenção, 
através da gestão de ferramen...
SUB PROCESSOS 
• Arquivo Técnico 
- Organização de catálogos técnicos,manuais 
operacionais , catálogos de pecas 
A atuali...
SUB PROCESSOS 
• Desenvolvimento de Fornecedores 
O desenvolvimento de fornecedores de materiais, equipamentos e 
serviços...
SUB PROCESSOS 
• Melhoria de Maquinas e Equipamentos 
Ensaios, estudos e modificações nos equipamentos, visando a melhoria...
SUB PROCESSOS 
• Matriz de Pecas Sobressalentes 
A matriz de estoque de pecas reserva de maquinas e equipamentos deve 
ser...
SUB PROCESSOS 
• Analise de Falhas 
O processo de análise de falha é vital no dia-a-dia da manutenção, pois através 
dela ...
SUB PROCESSOS 
A equipe de manutenção, na rotina diária de serviços, tende a realizar o 
conceito “trocapeça”,onde os comp...
SUB PROCESSOS 
Para manter as condições e as funções de um ativo, um dos principais 
fatores é o colaborador. A equipe de ...
SUB PROCESSOS 
• Comissionamento 
Na prática, o processo de comissionamento consiste na aplicação integrada 
de um conjunt...
SUB PROCESSOS 
• Diligenciamento 
A atividade de diligenciamento compreende todas as ações necessárias 
para permitir que ...
SUB PROCESSOS 
• Padrões de Manutenção 
-Padrões de Inspeção 
-Padrões Reforma 
-Padrões Troca 
- Manut Autonoma
SUB PROCESSOS 
Os padrões técnicos da manutenção são um conjunto de documentos 
que tratam das diversas tarefas operaciona...
SUB PROCESSOS
SUB PROCESSOS
CONCLUSAO 
A Engenharia de Manutenção exerce um papel fundamental para o 
progresso técnico da Manutenção. A procura/pesqu...
CONCLUSAO 
A função da Manutenção não é só manter a capacidade operacional 
dos equipamentos, mas, principalmente, saber d...
CONCLUSAO 
Para que se pratique Engenharia de Manutenção é necessário que 
a estrutura organizacional da Manutenção contem...
FIM
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Engenharia de Manutenção

3.527 visualizações

Publicada em

Engenharia de Manutenção em um Ambiente de Manutenção de Frotas

Publicada em: Engenharia
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Pois é, para outras áreas dentro de uma indústria somos simplesmente trocadores de peças. Excelente matéria, procuro me desempenhar e desenvolver meu trabalho levando a risca esta cartilha.
    Valeu Marcos.
    Um abraço
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
286
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Engenharia de Manutenção

  1. 1. ENGENHARIA DE MANUTENCAO
  2. 2. CONCEITO A Engenharia de Manutenção , conhecida em algumas empresas como Métodos de Manutenção, tem um papel muito importante dentro da organização, como fator de desenvolvimento técnico da Manutenção . Cabe a ela gerir as ferramentas para atualização técnica dos sistemas e processos, equipamentos e pessoal de manutenção.
  3. 3. MISSAO A missão da Engenharia de Manutenção é promover o progresso técnico da Manutenção, através da gestão de ferramentas que proporcionem a sua melhoria de performance.
  4. 4. SUB PROCESSOS • Arquivo Técnico - Organização de catálogos técnicos,manuais operacionais , catálogos de pecas A atualização sistemática dos catálogos é uma fonte de consulta importante para a especificação adequada do material, de desenvolvimento de fornecedores e materiais. - Dossiê dos equipamentos O arquivo de dados/dossiê do equipamento é uma ferramenta utilizada para o auxílio na intervenção de equipamentos, contendo dados importantes, tais como: especificação técnica, dados de operação, curvas de performance, spare parts lists (peças de manutenção reserva), instruções de operação e manutenção.
  5. 5. SUB PROCESSOS • Desenvolvimento de Fornecedores O desenvolvimento de fornecedores de materiais, equipamentos e serviços utilizados na Manutenção, através de ensaios, pesquisas, orientações, especificações, troca de informações com outras unidades, auditorias de qualidade • Condições Iniciais de Maquinas e Equipamentos A correta especificação técnica de maquinas e equipamentos levando em consideração aspectos de manutenção e lubrificação e fundamental para uma boa performance da manutenção
  6. 6. SUB PROCESSOS • Melhoria de Maquinas e Equipamentos Ensaios, estudos e modificações nos equipamentos, visando a melhoria da performance de manutenção, traz não só benefícios à equipe de manutenção, diminuindo as quebras e as intervenções nos equipamentos, mas também à Área de Produção , aumentando a disponibilidade do equipamento, aumentando o nível de produção, a diminuição de custos, a diminuição de perdas e refugos de matéria prima e a melhoria de qualidade do produto.A correta identificação dos problemas nos equipamentos, através de histórico e levantamento de dados de quebras, refugos e custo é fundamental para justificar a modificação no equipamento.
  7. 7. SUB PROCESSOS • Matriz de Pecas Sobressalentes A matriz de estoque de pecas reserva de maquinas e equipamentos deve ser gerenciada de acordo com períodos do ano , modificações introduzidas, tipo de manutenção , condições operacionais etc .Este gerenciamento deve proporcionar um equilíbrio entre os custos e a disponibilidade dos ativos
  8. 8. SUB PROCESSOS • Analise de Falhas O processo de análise de falha é vital no dia-a-dia da manutenção, pois através dela é possível conhecer as causas raízes das falhas e defeitos, trabalhar para a condição de quebra zero e fornecer maior disponibilidade e confiabilidade dos ativos. Quando a manutenção, através de seu pessoal ou em grupos multidisciplinares, utiliza as ferramentas de análise de falhas, está praticando a Engenharia de Manutenção. Estas técnicas, basicamente, identificam a causa do problema e sugerem uma ação de bloqueio para solucionar os problemas que influenciam negativamente na confiabilidade de ativos e instalações.
  9. 9. SUB PROCESSOS A equipe de manutenção, na rotina diária de serviços, tende a realizar o conceito “trocapeça”,onde os componentes são trocados sem uma análise da causa raiz do problema. A metodologia de análise de falhas permite a mudança deste paradigma. A equipe ao se envolver em atividades de Levantamento estudo de casos de falhas, irá absorver estes novos conceitos e aplicar intuitivamente a cada falha observada. Ao realizar a análise de falhas com um grupo multidisciplinar, incluindo manutenção e operação, há uma mudança no conceito “a máquina quebrou”, e os próprios operadores irão solicitar os serviços de manutenção indicando os componentes que estão em estado de falha, e o estudo de causa será focado nestes componentes.
  10. 10. SUB PROCESSOS Para manter as condições e as funções de um ativo, um dos principais fatores é o colaborador. A equipe de operação deve utilizar os ativos dentro dos padrões estabelecidos, e a equipe de manutenção deve seguir os planos de manutenção dos ativos, atuando de maneira acurada.
  11. 11. SUB PROCESSOS • Comissionamento Na prática, o processo de comissionamento consiste na aplicação integrada de um conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia para verificar, inspecionar e testar cada componente físico da maquina, desde os individuais, como peças e instrumentos até os mais complexos, como módulos, subsistemas e sistemas. As atividades de comissionamento, no seu sentido mais amplo, são aplicáveis a todas as fases da manutencao, desde o projeto básico e detalhado, ao suprimento , desmontagem , inspecao , montagem, pintura e testes até a entrega da maquina ao cliente final, passando, muitas vezes, por uma fase de operação assistida
  12. 12. SUB PROCESSOS • Diligenciamento A atividade de diligenciamento compreende todas as ações necessárias para permitir que o produto a ser fornecido, montado ou colocado em funcionamento seja entregue no prazo, de acordo com as especificações técnicas aplicáveis e dentro dos padrões de qualidade esperados pelo Cliente. São realizadas visitas periódicas para verificar detalhadamente a situação da fabricação ou montagem, com base nos documentos contratuais, cronogramas, eventos de pagamentos e outros documentos julgados necessários. Na visita inicial é avaliada a infra-estrutura do fabricante ou montador para executar as operações contratadas, os ensaios e outras ações de controle da qualidade especificadas no contrato
  13. 13. SUB PROCESSOS • Padrões de Manutenção -Padrões de Inspeção -Padrões Reforma -Padrões Troca - Manut Autonoma
  14. 14. SUB PROCESSOS Os padrões técnicos da manutenção são um conjunto de documentos que tratam das diversas tarefas operacionais de manutenção, executadas diretamente no chão de fabrica. Este conjunto de documentos e também conhecido como Manual de Manutenção e deve conter todas as informações técnicas necessárias para que as equipes de manutenção executem suas tarefas com confiabilidade e de maneira uniforme
  15. 15. SUB PROCESSOS
  16. 16. SUB PROCESSOS
  17. 17. CONCLUSAO A Engenharia de Manutenção exerce um papel fundamental para o progresso técnico da Manutenção. A procura/pesquisa e a implantação de novas técnicas, a identificação e a solução dos problemas são as principais atribuições da área de Engenharia de Manutenção. O homem de manutenção sofre diversas pressões das áreas de Fabricação para a solução dos problemas imediatos: "A minha máquina quebrou e estou perdendo produção! Necessito que a Manutenção conserte rapidamente o meu equipamento". É uma frase já comum aos nossos ouvidos. Normalmente, devido ao corre corre diário, deixamos de pensar a médio /longo prazo. Porém, temos a certeza de que se fossem resolvidos os problemas crônicos de médio /longo prazo, não estaríamos tão atropelados pelo curto prazo.
  18. 18. CONCLUSAO A função da Manutenção não é só manter a capacidade operacional dos equipamentos, mas, principalmente, saber detectar problemas e propor soluções para melhoria de performance do equipamento produtivo e da equipe de manutenção. Em certos casos, é muito mais econômico modernizar/corrigir defeitos/introduzir melhorias nos equipamentos ao invés de mantê los em seu projeto original. Devemos ter a consciência de que não somos simples consertadores de máquinas, mas sim elementos impulsores de produtividade e melhorias dentro do contexto da frota.
  19. 19. CONCLUSAO Para que se pratique Engenharia de Manutenção é necessário que a estrutura organizacional da Manutenção contemple essa função. Isso significa ter pessoal com qualificação adequada alocado para esses tipos de atividades. Quando o pessoal alocado para as atividades de Engenharia de Manutenção é totalmente absorvido pelas necessidades ou emergências do dia-a-dia não se consegue desenvolver os trabalhos e produzir os resultados. As empresas que obtém sucesso nessa prática têm esse grupamento perfeitamente identificado, com atribuições bem definidas, trabalhando em MELHORIA. Empresas cuja manutenção não tem a ROTINA ESTABILIZADA dificilmente conseguem praticar a Engenharia de Manutenção.
  20. 20. FIM

×