.
Em meados do século passado (1848), o professor 
dinamarquês Holger Nielsen criou no Instituto de 
Ortrup um jogo denomina...
O período da primeira Grande Guerra (1915 a 1918) 
foi decisivo para o desenvolvimento do esporte, 
quando o professor de ...
Na reunião de agosto de 1927 do Comitê de 
Handebol da IAAF foram adotadas as 
regras alemãs como as oficiais, motivando 
...
O COI decidiu, em 1934, que o handebol seria um 
dos esportes da Olimpíada de Berlim, em 1936, o que 
realmente aconteceu ...
O handebol, até a década de 60, ficou restrito à São 
Paulo; depois começou a ser praticado em escolas de 
todo o Brasil. ...
Em 1973, a antiga CBD realizou em 
Niterói o 1º Campeonato Brasileiro 
Juvenil para ambos os sexos. No ano 
seguinte, em F...
• RECEPÇÃO 
• PASSE 
• DRIBLE 
• ARREMESSO 
• FINTA
RECEPÇÃO: 
É O GESTO ESPECIFICO DE 
RECEBER, AMORTECER E RETER A 
BOLA DE FORMA ADEQUADA, NAS 
DIFERENTES POSIÇÕES E 
SITU...
PASSE: 
É A MANEIRA DE ENVIAR E DIRIGIR A BOLA AO 
COMPANHEIRO DE FORMA CORRETA COM A 
FINALIDADE A CONTINUIDADE DO JOGO. ...
DIVISÃO EM FUNÇÃO DO MOVIMENTO: 
• PARADO – MUITO UTILIZADO NA INICIAÇÃO 
• EM DESLOCAMENTO – UTILIZA-SE OS 3 
PASSOS 
• E...
TIPOS DE PASSES: 
• PASSE DE OMBRO - É O MAIS COMUM E 
MAIS UTILIZADO NO HANDEBOL. 
• PASSE POR BAIXO – UTILIZADO QUANDO O...
ARRREMESSO: 
É A AÇÃO DE ENVIAR A BOLA EM DIREÇÃO AO GOL 
ADVERSARIO, APLICANDO UM FORTE IMPULSO, PARA 
DIFICULTAR A AÇÃO ...
ARREMESSO DE OMBRO. 
ARREMESSO EM SUSPENÇÃO 
ARREMESSO COM SALTO FRONTAL 
ARREMESSO COM QUEDA A FRENTE 
ARREMESSO COM GIRO...
DRIBLE: 
É A AÇÃO DE IMPULSINAR A BOLA EM 
DIREÇÃO AO SOLO UMA OU MAIS VEZES.
FINTA: 
É A AÇÃO QUE O JOGADOR REALIZA, 
ESTANDO DE POSSE DE BOLA, PARA 
DESVIAR A ATENÇAO DO OPONENTE NUMA 
DIREÇÃO FALSA...
Regra 1: A Quadra. 
A quadra de jogo, é um retângulo com de 
40 metros de comprimento e 20 metros de 
largura. Os lados ma...
A baliza é colocada no centro de cada linha de fundo. As 
balizas devem estar firmemente fixadas ao solo ou às 
paredes at...
Regra 3 - A BOLA 
A bola é feita de couro ou material sintético. Ela deve ser 
esférica. Sua superfície não pode ser brilh...
• 50 - 52 cm e 290 - 330 g 
(tamanho 1 da I.H.F.), 
para equipes femininas 
de crianças (8 e 14 
anos) e equipes 
masculin...
• 54 - 56 cm e 325 a 375 
g (tamanho 2 da I.H.F.), 
para mulheres, equipes 
juvenis femininas 
(acima de 14 anos) e 
equip...
• 58 - 60 cm e 425 - 475 g 
(tamanho 3 da I.H.F.), para 
homens e equipes juvenis 
masculinas (acima de 16 anos).
Handebol
Handebol
Handebol
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Handebol

2.963 visualizações

Publicada em

Slides para estudo dos alunos; 8ª ano manha 1ª, 2ª e 3ª ano da noite

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.963
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.181
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Handebol

  1. 1. .
  2. 2. Em meados do século passado (1848), o professor dinamarquês Holger Nielsen criou no Instituto de Ortrup um jogo denominado “Haaddbold” determinando suas regras. Na mesma época dos tchecos conheciam jogo semelhante denominado “Hazena”. Fala-se também de um jogo similar na Irlanda, e no “Sallon”, do uruguaio Gualberto Valetta, como precursor do handebol. Todavia, o handebol como se joga hoje foi introduzido na última década do século passado, na Alemanha, como “Raftball”. Quem o levou para o campo, em 1912, foi o alemão Hirschmann, então secretário da Federação Internacional de Futebol.
  3. 3. O período da primeira Grande Guerra (1915 a 1918) foi decisivo para o desenvolvimento do esporte, quando o professor de ginástica Berlinense Max Heiser criou um jogo ao ar livre derivado do “Torball” para as operárias da Fábrica Siemens, que teve o campo aumentando para as medidas do futebol quando os homens começaram a praticá-lo. Em 1919, o professor alemão Karl Schelenz reformulou o “Torball”, alterando seu nome para “Handball” para o jogo com 11jogadores. Schelenz levou a modalidade para a Áustria e Suíça, além da Alemanha. Em 1920 o Diretor da Escola de Educação Física da Alemanha tornou a modalidade como desporto oficial. Cinco anos mais tarde, Alemanha e Áustria fizeram o primeiro jogo internacional, com vitória dos austríacos por 6 a 3.
  4. 4. Na reunião de agosto de 1927 do Comitê de Handebol da IAAF foram adotadas as regras alemãs como as oficiais, motivando que na 25ª sessão do Comitê Olímpico Internacional, realizado no mesmo ano, fosse pedida a inclusão do handebol no programa olímpico. Como crescia o número de países praticantes, o caminho foi a independência da IAAF, o que aconteceu em 4 de agosto de 1928, no Congresso de Amsterdã, quando 11 países escolheram o americano Avery Brudage como membro da Presidência da FIHA
  5. 5. O COI decidiu, em 1934, que o handebol seria um dos esportes da Olimpíada de Berlim, em 1936, o que realmente aconteceu com a participação de seis dos 26 países então filiados, com a Alemanha vencendo a Áustria no jogo final por 10 a 6, perante cem mil pessoas no Olympia Stadium de Berlim. Dois anos mais tarde, também na Alemanha, foi disputado o primeiro campeonato mundial, tanto no campo (8 participantes) como no salão (4 concorrentes). Tão logo terminou a Guerra Mundial, os dirigentes de handebol reuniram-se em Copenhague e fundaram a atual Federação Internacional, com sede na Suécia. Em 1950, a sede da IHF mudou-se para a Basiléia, na Suíça.
  6. 6. O handebol, até a década de 60, ficou restrito à São Paulo; depois começou a ser praticado em escolas de todo o Brasil. Em nosso país, o handebol como modalidade de campo foi introduzido em São Paulo por imigrantes, principalmente da colônia alemã, no início da década de 30. O handebol ficou restrito a São Paulo até a década de 60, quando o professor francês Augusto Listello, durante um curso internacional em Santos, apresentou a modalidade a professores de outros estados. Esses professores introduziram o esporte em seus colégios e assim o handebol começou a ser praticado em outros estados. Em 1971, o MEC incluiu o handebol entre as modalidades dos Jogos Estudantis e Jogos Universitários Brasileiros (JEB’s e JUB’s). Com isso, o handebol disseminou-se em todo o território nacional, com vários estados dividindo os títulos nacionais.
  7. 7. Em 1973, a antiga CBD realizou em Niterói o 1º Campeonato Brasileiro Juvenil para ambos os sexos. No ano seguinte, em Fortaleza, iniciou-se a competição para adultos. Em 1980, um ano após a criação da Confederação Brasileira de Handebol, foi disputada a 1ª Taça Brasil de Clubes, na cidade de São Paulo, então sede da entidade.
  8. 8. • RECEPÇÃO • PASSE • DRIBLE • ARREMESSO • FINTA
  9. 9. RECEPÇÃO: É O GESTO ESPECIFICO DE RECEBER, AMORTECER E RETER A BOLA DE FORMA ADEQUADA, NAS DIFERENTES POSIÇÕES E SITUAÇÕES EM QUE O JOGADOR FOR SOLICITADO. DIVISÃO EM FUNÇÃO DA ALTURA: • ALTA - ACIMA DA CABEÇA. • MEDIA - ALTURA DO TRONCO • BAIXA – ABAIXO DA CINTURA • NO SOLO – CONTATO COM O SOLO
  10. 10. PASSE: É A MANEIRA DE ENVIAR E DIRIGIR A BOLA AO COMPANHEIRO DE FORMA CORRETA COM A FINALIDADE A CONTINUIDADE DO JOGO. DIVISÃO EM FUNÇÃODA TRAJETORIA: • DIRETA – • PICADA – TOCA O SOLO. • PARABOLA -
  11. 11. DIVISÃO EM FUNÇÃO DO MOVIMENTO: • PARADO – MUITO UTILIZADO NA INICIAÇÃO • EM DESLOCAMENTO – UTILIZA-SE OS 3 PASSOS • EM SUSPENÇÃO – EXECUTADO COM SALTO DIVISÃO EM FUNÇÃO DA DISTANCIA: • CURTO • MEDIA • LONGA
  12. 12. TIPOS DE PASSES: • PASSE DE OMBRO - É O MAIS COMUM E MAIS UTILIZADO NO HANDEBOL. • PASSE POR BAIXO – UTILIZADO QUANDO O ADVERSARIO ESTAR PROXIMO. • PASSE EM PRONAÇÃO – O JOGADOR FAZ A PRONAÇÃO DO ANTE BRAÇO E LANÇA A BOLA AO COMPANHEIRO. • PASSE POR TRÁZ DO CORPO – UTILIZADO NA COMBINAÇÃO EMTRE DOIS JOGADORES. • PASSE POR TRÁZ DA CABEÇA- UTILIZADO PARA EVITAR O CONFRONTO COM O ADVERSARIO.
  13. 13. ARRREMESSO: É A AÇÃO DE ENVIAR A BOLA EM DIREÇÃO AO GOL ADVERSARIO, APLICANDO UM FORTE IMPULSO, PARA DIFICULTAR A AÇÃO DO GOLEIRO.
  14. 14. ARREMESSO DE OMBRO. ARREMESSO EM SUSPENÇÃO ARREMESSO COM SALTO FRONTAL ARREMESSO COM QUEDA A FRENTE ARREMESSO COM GIRO E QUEDA A FRENTE ARREMESSO COM SALTO LATERAL ARREMESSO RETIFICADO COM SALTO (SEM QUEDA) ARREMESSO VASELINA ARREMESSO OU TIRO DE 7 METROS ARREMESSO DE QUADRIL ARREMESSO COM SALTO E QUEDA
  15. 15. DRIBLE: É A AÇÃO DE IMPULSINAR A BOLA EM DIREÇÃO AO SOLO UMA OU MAIS VEZES.
  16. 16. FINTA: É A AÇÃO QUE O JOGADOR REALIZA, ESTANDO DE POSSE DE BOLA, PARA DESVIAR A ATENÇAO DO OPONENTE NUMA DIREÇÃO FALSA A QUELA Q EU SE QUER CONSEGUIR CAUSANDO ASSIM, O DESENQUILIBRIO DO MESMO. TIPOS DE FINTA: • SIMPLES • BRAÇO • GIRO
  17. 17. Regra 1: A Quadra. A quadra de jogo, é um retângulo com de 40 metros de comprimento e 20 metros de largura. Os lados maiores são chamados de linhas laterais e os lados menores são chamados de linhas de gol (entre os postes da baliza) ou linhas de fundo (em ambos os lados da baliza). Deveria haver uma zona de segurança ao redor da quadra de jogo, com largura mínima de 1 metro ao longo das linhas laterais e 2 metros atrás das linhas de fundo.
  18. 18. A baliza é colocada no centro de cada linha de fundo. As balizas devem estar firmemente fixadas ao solo ou às paredes atrás delas. Suas medidas interiores são de 2 metros de altura e de 3 metros de largura. Os postes das balizas são unidos por um travessão. As faces posteriores dos postes devem estar alinhadas com o lado posterior da linha de gol. Os postes e o travessão devem ter uma secção quadrada de 8 cm. As três faces visíveis da quadra devem ser pintadas com faixas alternadas em duas cores contrastantes que, por sua vez, contrastem claramente com o fundo da quadra. As balizas devem ter uma rede, que deve ser fixada de modo que a bola arremessada para dentro da baliza fique dentro dela naturalmente.
  19. 19. Regra 3 - A BOLA A bola é feita de couro ou material sintético. Ela deve ser esférica. Sua superfície não pode ser brilhante nem escorregadia As medidas da bola, ou seja, a circunferência e o peso, a ser utilizada pelas distintas categorias de equipes são as seguintes: • H3 - 58 - 60 cm e 425 - 475 g, para homens e equipes juvenis masculinas (acima de 16 anos). • H2 - 54 - 56 cm e 325 a 375 g, para mulheres, equipes juvenis femininas (acima de 14 anos) e equipes masculinas adolescentes (com idade entre 12 e 16 anos). •H1- 50 - 52 cm e 290 - 330 g, para equipes femininas de crianças (8 e 14 anos) e equipes masculinas de crianças (entre 8 e 12 anos).
  20. 20. • 50 - 52 cm e 290 - 330 g (tamanho 1 da I.H.F.), para equipes femininas de crianças (8 e 14 anos) e equipes masculinas de crianças (entre 8 e 12 anos).
  21. 21. • 54 - 56 cm e 325 a 375 g (tamanho 2 da I.H.F.), para mulheres, equipes juvenis femininas (acima de 14 anos) e equipes masculinas adolescentes (com idade entre 12 e 16 anos).
  22. 22. • 58 - 60 cm e 425 - 475 g (tamanho 3 da I.H.F.), para homens e equipes juvenis masculinas (acima de 16 anos).

×