Ciência da Pele
Ciência da Pele
Estrutura da
Pele:
Ciência da Pele
Estrutura da
Pele:
Ciência da Pele
Estrutura da
Pele:
Ciência da Pele
Estrutura da
Pele:
Ciência da Pele
Tipos da Pele:
Normal
Ciência da Pele
Tipos da
Pele:
Seca
Ciência da Pele
Tipos da
Pele:
Oleosa
Ciência da Pele
Tipos da
Pele: Mista
Ciência da Pele
Problemas de
Pele
Acne
Ciência da Pele
Problemas de
Pele
Melasma
Ciência da Pele
Problemas de
Pele
Hemangioma
Ciência da Pele
Problemas de
Pele
Vitiligo
Ciência da Pele
Cuidados com a Pele
Ciência da Pele
Cuidados com a Pele
H i g i e n e
Ciência da Pele
Cuidados com a Pele
H i d r a t a ç ã o
Ciência da Pele
Cuidados com a Pele
P r o t e ç ã o
Ciência da Pele
PRINCIPAIS COMPONENTES DA MAQUIAGEM E SUAS FUNÇÕES
COMPONENTES FUNÇÕES ONDE SÃO
ENCONTRADOS
EFEITO
MICA De...
Ciência da pele
Ciência da pele
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ciência da pele

548 visualizações

Publicada em

Ciência da pele

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • É a camada mais externa da pele, aquela que você pode ver a olho nu. A principal função da epiderme é formar uma barreira protetora do corpo, protegendo contra danos externos e dificultando a saída de água (do organismo) e a entrada de substâncias e de micróbios no organismo. Na epiderme estão os melanócitos, as células que produzem melanina, o pigmento que dá cor à pele. A epiderme também origina os anexos da pele: unhas, pelos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas .



  • Derme

    É a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que (conferem) dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas. Essas terminações nervosas recebem os estímulos do meio ambiente e os transmitem ao cérebro, através dos nervos. Estes estímulos são traduzidos em sensações, como dor, frio, calor, pressão, vibração, cócegas e prazer. É na derme que estão localizados os folículos pilosos, os nervos sensitivos, as glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo, e as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo suor.

  • Hipoderme

    É a terceira e última camada da pele, formada basicamente por células de gordura. Sendo assim, sua espessura é bastante variável, conforme a constituição física de cada pessoa. Ela apóia e une a epiderme e a derme ao resto do seu corpo. Além disso, a hipoderme mantém a temperatura do seu corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.
  • Hipoderme

    É a terceira e última camada da pele, formada basicamente por células de gordura. Sendo assim, sua espessura é bastante variável, conforme a constituição física de cada pessoa. Ela apóia e une a epiderme e a derme ao resto do seu corpo. Além disso, a hipoderme mantém a temperatura do seu corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.
  • Menos frequente dentre todos os tipos de pele, a pele normal tem textura saudável e aveludada. Além disso, possui elasticidade ideal e produz gordura natural em quantidade adequada. Normalmente, a pele normal apresenta um aspecto rosado, com poros pequenos e pouco visíveis, e é pouco propensa ao desenvolvimento de espinhas e manchas.
  • Seca
    A perda de água em excesso caracteriza a pele seca, que normalmente tem poros poucos visíveis, pouca luminosidade e é mais propensa a descamação e vermelhidão. A pele seca também pode apresentar maior tendência ao aparecimento de pequenas rugas e fissuras. A pele seca pode ser causada por fatores genéticos e hormonais, e também por condições ambientais, como o tempo frio ou seco, o vento e a radiação ultravioleta. Banhos demorados e com água quente podem provocar ou contribuir para o ressecamento da pele.
  • Oleosa
    A pele oleosa tem aspecto mais brilhante, úmido e espesso, por causa da produção de sebo maior do que o normal. Além da herança genética, contribuem para a oleosidade da pele fatores como alterações hormonais, excesso de sol, estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura. A pele oleosa apresenta os poros dilatados, e maior tendência à formação de acne, cravos e espinhas.
  • Mista
    É o tipo de pele mais frequente, e apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na “zona T” (testa, nariz e queixo) e seco nas bochechas e extremidades. A pele mista tem espessura mais fina, com tendência à descamação e ao surgimento de rugas finas e precoces.
  • A acne é uma dermatose que provoca o surgimento de cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes. A acne se desenvolve quando os poros da nossa pele ficam obstruídos. Essa obstrução é causada pelo excesso de sebo, células mortas e bactérias nos folículos pilosebáceos
  • Melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode ocorrer nos braços e colo. Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também nos homens. Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e principalmente à exposição solar. O fator desencadeante é a exposição  à luz Ultravioleta  e mesmo à luz visível. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética e  histórico familiar também influencia no surgimento desta condição.
  • Os hemangiomas são formações tumorais benignas de capilares e vasos sanguíneos. Aparecem na pele como manchas ou tumorações avermelhadas e arroxeadas. Podem representar apenas alterações estéticas, mas casos desde o nascimento podem ser mais extensos  e levar a sangramentos , distúrbios da coagulação e compressão de órgãos vizinhos. É extremamente rara a transformação de um hemangioma em uma lesão maligna.
  • Higiene
    Limpar a pele duas vezes ao dia, de manhã e à noite, evita o acúmulo de oleosidade e resíduos de maquiagem e outros produtos, poluentes e poeira. A sujeira na pele leva ao entupimento dos poros, cravos e espinhas, além de contribuir para o envelhecimento precoce.
    Usar um sabonete adequado para o seu tipo de pele, preferencialmente, líquido. Peles oleosas a mistas, optar por sabonetes à base de ingredientes adstringentes com alfa-hidroxiácidos e enxofre, ingredientes que favorecem a remoção das impurezas e a desobstrução dos poros. Peles secas e normais, o ideal são os sabonetes líquidos, com pH neutro,
    Os tônicos ajudam a remover os traços de óleo, sujeira e maquiagem que o sabonete pode ter deixado durante a limpeza. Se quiser, pode usá-lo para retirar a maquiagem também.

    Outra dica importante é esfoliar a pele duas vezes por semana. Retirar as células mortas é importante para dar uma aparência mais viscosa à pele e estimular a renovação celular.



  • Hidratação
    Uma boa hidratação auxilia na manutenção do viço e da beleza da pele, além de manter a integridade da camada de proteção cutânea e evitar problemas como descamação, ressecamento, envelhecimento precoce, irritações e infecções. Assim, diariamente, é preciso usar hidratantes adequados a cada tipo de pele e específicos para o rosto e o corpo. É bom lembrar que as peles oleosas também precisam de hidratação. Nesse caso, recomenda-se usar um produto oil-free, que é à base de água e não aumentará a oleosidade da pele.
    Uma boa hidratação deve ser feita por dentro e por fora. Por isso, além do uso de produtos específicos, recomenda-se a ingestão diária de, no mínimo, dois litros de água. Veja outras medidas que ajudam a manter a pele bem hidratada:
    Evitar exposição excessiva ao sol.
    Manter uma dieta rica em frutas e verduras, que contenha muitas fibras.
    Evitar o uso excessivo de sabonetes, buchas, banhos muito quentes e prolongados, principalmente no inverno.
    Evitar realizar esfoliações excessivas na pele.
     
  • Proteção Solar
    A exposição à radiação ultravioleta (UV) tem efeito cumulativo e penetra profundamente na pele, sendo capaz de provocar diversas alterações, como o bronzeamento e o surgimento de pintas, sardas, manchas, rugas e outros problemas. A exposição solar em excesso também pode causar tumores benignos (não cancerosos) ou cancerosos, como o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma.

    Na verdade, a maioria dos cânceres da pele está relacionada à exposição ao sol, por isso todo cuidado é pouco. Ao sair ao ar livre procure ficar na sombra, principalmente no horário entre as 10h e 16h, quando a radiação UVB é mais intensa. Use sempre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) de 30 ou maior. Cubra as áreas expostas com roupas apropriadas, como uma camisa de manga comprida, calças e um chapéu de abas largas. Óculos escuros também complementam as estratégias de proteção.
  • Proteção Solar
    A exposição à radiação ultravioleta (UV) tem efeito cumulativo e penetra profundamente na pele, sendo capaz de provocar diversas alterações, como o bronzeamento e o surgimento de pintas, sardas, manchas, rugas e outros problemas. A exposição solar em excesso também pode causar tumores benignos (não cancerosos) ou cancerosos, como o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma.

    Na verdade, a maioria dos cânceres da pele está relacionada à exposição ao sol, por isso todo cuidado é pouco. Ao sair ao ar livre procure ficar na sombra, principalmente no horário entre as 10h e 16h, quando a radiação UVB é mais intensa. Use sempre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) de 30 ou maior. Cubra as áreas expostas com roupas apropriadas, como uma camisa de manga comprida, calças e um chapéu de abas largas. Óculos escuros também complementam as estratégias de proteção.
  • Ciência da pele

    1. 1. Ciência da Pele
    2. 2. Ciência da Pele Estrutura da Pele:
    3. 3. Ciência da Pele Estrutura da Pele:
    4. 4. Ciência da Pele Estrutura da Pele:
    5. 5. Ciência da Pele Estrutura da Pele:
    6. 6. Ciência da Pele Tipos da Pele: Normal
    7. 7. Ciência da Pele Tipos da Pele: Seca
    8. 8. Ciência da Pele Tipos da Pele: Oleosa
    9. 9. Ciência da Pele Tipos da Pele: Mista
    10. 10. Ciência da Pele Problemas de Pele Acne
    11. 11. Ciência da Pele Problemas de Pele Melasma
    12. 12. Ciência da Pele Problemas de Pele Hemangioma
    13. 13. Ciência da Pele Problemas de Pele Vitiligo
    14. 14. Ciência da Pele Cuidados com a Pele
    15. 15. Ciência da Pele Cuidados com a Pele H i g i e n e
    16. 16. Ciência da Pele Cuidados com a Pele H i d r a t a ç ã o
    17. 17. Ciência da Pele Cuidados com a Pele P r o t e ç ã o
    18. 18. Ciência da Pele PRINCIPAIS COMPONENTES DA MAQUIAGEM E SUAS FUNÇÕES COMPONENTES FUNÇÕES ONDE SÃO ENCONTRADOS EFEITO MICA Deslizamento e aderência Corretivo e base Proporciona brilho ÓXIDO DE ZINCO Absorve a oleosidade da pele; poder de proteção contra raios UVA E UVB Corretivo e base, pó compacto e pó translucido Cria um efeito mate, efeito luz e sombra usado como iluminador. DIÓXIDO DE TITÂNIO Excelente poder de cobertura Encontrado em bases e corretivos Encobre manchas e algumas imperfeições da pele, poder de camuflagem. VITAMINA E Antioxidante, reduz rugas e formação de tumor cutâneo, eficiente em peles envelhecidas . Batom Hidratação VITAMINA C Estimula a produção de colágeno , e potente função clareadora. Emulsão com foto proteção, usar antes da base ou protetor solar, Batom Hidratação e efeito lifting imediato . VITAMINA A Estimula a produção de colágeno (melhora a aspereza e rugas finas da pele) Acido Retinóico Hidratação, Melhora da pele envelhecida, escamação da pele. CHÁ VERDE Combate Radicais livres e envelhecimento precoce , Antioxidante, retarda o envelhecimento da pele Creme Hidratante, loções e géis. Hidratação, melhora o viço e rejuvenesce.

    ×