Rel´gios de ponto Mensis
      o
        Digito e Scripto
Manual de Instala¸˜o e Opera¸˜o
                 ca         ca
 ...
´                                                                                                                         ...
´                                                                                                                       ´
...
LISTA DE FIGURAS                                                            LISTA DE FIGURAS


Lista de Figuras
  1    Vis...
2   CONTATO


1    Agradecimentos
    A equipe da Logmatch agradece e parabeniza-o por ter adquirido o sistema de ponto Me...
´
                                                                                 3   RELOGIOS


3     Rel´gios
         ...
´
3.3    Indicadores visuais e sonoros                                            3   RELOGIOS




                       ...
´
3.4   Opcionais e acess´rios
                       o                                                   3   RELOGIOS



...
´
3.4   Opcionais e acess´rios
                       o                                                     3   RELOGIOS

...
´
3.5    Especifica¸˜es gerais
                co                                                             3   RELOGIOS
...
´
                                                                                 4   CRACHAS


                         ...
¸˜        ´
4.4   N´mero de d´
       u         ıgitos do c´digo de barras
                            o                  ...
¸˜        ´
5.1    Fixa¸˜o ` parede
           ca a                                                 5   INSTALACAO DO RELO...
¸˜        ´
5.3    Liga¸˜o de uma sirene
           ca                                                     5   INSTALACAO ...
¸˜        ´
5.4   Liga¸˜o de fechadura el´trica ou similar para controle de acesso
          ca                 e         ...
¸˜        ´
5.5    Liga¸˜o e substitui¸˜o das baterias
           ca             ca                                  5   I...
¸˜        ´
5.7    Liga¸˜o do cabo serial
           ca                                              5   INSTALACAO DO REL...
¸˜        ´
5.7   Liga¸˜o do cabo serial
          ca                                                5   INSTALACAO DO REL...
¸˜        ´
5.8   Liga¸˜o do cabo serial com conversor USB
          ca                                               5   ...
¸˜        ´
5.9   Liga¸˜o da base USB para cartucho
          ca                                               5   INSTALA...
¸˜        ´
5.10   Liga¸˜o da base serial para cartucho
           ca                                              5   INS...
¸˜        ´
5.12   Liga¸˜o do rel´gio com TCP-IP interno
           ca        o                                     5   IN...
¸˜        ´
5.13   Liga¸˜o do adaptador veicular
           ca                                               5   INSTALACA...
¸˜
                          6   INSTALACAO DO SOFTWARE MENSIS NO COMPUTADOR


6     Instala¸˜o do Software Mensis no comp...
¸˜
                                                7   ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA


7      Rotina de utiliza¸˜o do si...
¸˜
7.1    Utiliza¸˜o pelo funcion´rio
              ca              a                 7   ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA
...
¸˜
7.1    Utiliza¸˜o pelo funcion´rio
              ca              a                  7   ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA...
¸˜
7.2    Utiliza¸˜o pelo administrador
              ca                                   7   ROTINA DE UTILIZACAO DO SIS...
¸˜
7.2    Utiliza¸˜o pelo administrador
              ca                                  7   ROTINA DE UTILIZACAO DO SIST...
8   GARANTIA


7.2.4    Crach´ mestre
              a
    A utiliza¸˜o do crach´ mestre ´ necess´ria quando o funcion´rio ...
8.3   Extin¸˜o da garantia
           ca                                                                  8   GARANTIA


 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Manual Mensis

1.829 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.829
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual Mensis

  1. 1. Rel´gios de ponto Mensis o Digito e Scripto Manual de Instala¸˜o e Opera¸˜o ca ca 1.0 1
  2. 2. ´ ´ SUMARIO SUMARIO Sum´rio a 1 Agradecimentos 5 2 Contato 5 3 Rel´gios o 6 3.1 Mensis Scripto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 3.2 Mensis Digito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 3.3 Indicadores visuais e sonoros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 3.4 Opcionais e acess´rios . . . . . . . . . . . . . . . . o . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 3.4.1 Adaptador TCP-IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 3.4.2 Conversor USB para comunica¸˜o via cabo ca . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 3.4.3 Base USB para cartucho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 3.4.4 Base serial RS-232 para cartucho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 3.4.5 Adaptador veicular . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 3.5 Especifica¸˜es gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . co . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 4 Crach´s a 11 4.1 Fabrica¸˜o dos crach´s . . . . . . . . . ca a . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 4.2 C´digo de barras utilizado . . . . . . . o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 4.3 Posicionamento do c´digo de barras . o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 4.4 N´mero de d´ u ıgitos do c´digo de barras o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 5 Instala¸˜o do rel´gio ca o 12 5.1 Fixa¸˜o ` parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca a .... . . . . . . . . . . 13 5.2 Liga¸˜o ` rede el´trica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca a e .... . . . . . . . . . . 13 5.3 Liga¸˜o de uma sirene . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 14 5.4 Liga¸˜o de fechadura el´trica ou similar para controle de ca e acesso . . . . . . . . . . 15 5.5 Liga¸˜o e substitui¸˜o das baterias . . . . . . . . . . . . ca ca .... . . . . . . . . . . 16 5.6 Inser¸˜o e remo¸˜o do cartucho de mem´ria . . . . . . . ca ca o .... . . . . . . . . . . 16 5.7 Liga¸˜o do cabo serial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 17 5.8 Liga¸˜o do cabo serial com conversor USB . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 19 5.9 Liga¸˜o da base USB para cartucho . . . . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 20 5.10 Liga¸˜o da base serial para cartucho . . . . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 21 5.11 Liga¸˜o do adaptador TCP-IP . . . . . . . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 21 5.12 Liga¸˜o do rel´gio com TCP-IP interno . . . . . . . . . ca o .... . . . . . . . . . . 22 5.13 Liga¸˜o do adaptador veicular . . . . . . . . . . . . . . . ca .... . . . . . . . . . . 23 6 Instala¸˜o do Software Mensis no computador ca 24 6.1 Conte´do do CD de instala¸˜o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . u ca 24 6.2 Requisitos m´ınimos do computador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24 6.3 Instala¸˜o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca 24 2
  3. 3. ´ ´ SUMARIO SUMARIO 7 Rotina de utiliza¸˜o do sistema ca 25 7.1 Utiliza¸˜o pelo funcion´rio . . . . . . . . . . . . ca a . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 7.1.1 Mensagens exibidas ao funcion´rio . . . a . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26 7.2 Utiliza¸˜o pelo administrador . . . . . . . . . . ca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 7.2.1 Menu de configura¸˜es do rel´gio . . . co o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 7.2.2 Outras mensagens exibidas pelo rel´gio o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 7.2.3 Teclas de atalho na tela inicial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 7.2.4 Crach´ mestre . . . . . . . . . . . . . . a . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30 8 Garantia 30 8.1 Prazo de garantia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30 8.2 Condi¸˜es gerais da garantia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . co 30 8.3 Extin¸˜o da garantia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca 31 3
  4. 4. LISTA DE FIGURAS LISTA DE FIGURAS Lista de Figuras 1 Vis˜o externa do Rel´gio Mensis Scripto . . . . . . . . . . . . . . . . . a o . . . . . 6 2 Vis˜o externa do Rel´gio Mensis Digito . . . . . . . . . . . . . . . . . . a o . . . . . 7 3 Adaptador TCP-IP externo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 4 Conectores do Mensis com TCP-IP interno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 5 Conversor USB (comunica¸˜o via cabo) . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca . . . . . 9 6 Base USB (comunica¸˜o via cartucho) . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca . . . . . 9 7 Base serial (comunica¸˜o via cartucho) . . . . . . . . . . . . . . . . . . ca . . . . . 9 8 Adaptador veicular . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 9 Posi¸˜o do c´digo de barras no crach´ horizontal. . . . . . . . . . . . . ca o a . . . . . 12 10 Posi¸˜o do c´digo de barras no crach´ vertical. . . . . . . . . . . . . . ca o a . . . . . 12 11 Parte traseira do rel´gio para instala¸˜o na parede. . . . . . . . . . . . o ca . . . . . 13 12 Parafuso de fixa¸˜o com a bucha na parede. . . . . . . . . . . . . . . . ca . . . . . 13 13 Conex˜o do rel´gio ` rede el´trica. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . a o a e . . . . . 14 14 Esquema el´trico de liga¸˜o da sirene . . . . . . . . . . . . . . . . . . . e ca . . . . . 15 15 Esquema el´trico de liga¸˜o da fechadura para controle de acesso . . . . e ca . . . . . 15 16 Conector para ligar ou desligar a bateria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 17 Cartucho de mem´ria dentro do rel´gio . . . . . . . . . . . . . . . . . . o o . . . . . 17 18 Cabo serial ligado do rel´gio ao computador . . . . . . . . . . . . . . . o . . . . . 18 19 Diagrama el´trico de liga¸˜o do cabo de comunica¸˜o no Mensis Scripto e ca ca . . . . . 18 20 Diagrama el´trico de liga¸˜o do cabo de comunica¸˜o no Mensis Digito e ca ca . . . . . 19 21 Conex˜o do rel´gio ao computador atrav´s do conversor USB. . . . . . a o e . . . . . 19 22 Diagrama de liga¸˜o do Mensis Scripto atrav´s do conversor USB . . . ca e . . . . . 20 23 Diagrama de liga¸˜o do Mensis Digito atrav´s do conversor USB . . . . ca e . . . . . 20 24 Liga¸˜o da base USB ao computador e do cartucho ` base USB . . . . . ca a . . . . . 21 25 Liga¸˜o da base serial ao computador e do cartucho ` base serial . . . . ca a . . . . . 21 26 Liga¸˜o do rel´gio ao adaptador TCP e do adaptador ao ponto de rede ca o . . . . . 22 27 Liga¸˜o do rel´gio com TCP-IP interno. . . . . . . . . . . . . . . . . . ca o . . . . . 23 28 Liga¸˜o do adaptador veicular ao rel´gio e ´ bateria. . . . . . . . . . . ca o a . . . . . 23 4
  5. 5. 2 CONTATO 1 Agradecimentos A equipe da Logmatch agradece e parabeniza-o por ter adquirido o sistema de ponto Mensis. Este ´ um completo sistema para coleta de ponto que surpreende pela simplicidade e versatilidade e de opera¸˜o, aliados ` grande confiabilidade. ca a Acompanha o rel´gio de ponto (Digito ou Scripto) o software de gerenciamento Mensis, o que ir´ simplificar consideravelmente o trabalho com controle de ponto e freq¨ˆncia de seus a ue funcion´rios. a Antes de instalar e utilizar o equipamento, leia atentamente este manual e siga os passos descritos para fazer a correta instala¸˜o de todo o sistema. Utilize-se tamb´m da documenta¸˜o ca e ca dispon´ no site e no CD de instala¸˜o para sanar quaisquer d´vidas que possam surgir. ıvel ca u Caso vocˆ tenha alguma d´vida, cr´ e u ıtica, coment´rio ou sugest˜o sobre este manual, entre a a em contato conosco atrav´s de um dos canais de comunica¸˜o abaixo: e ca 2 Contato Logmatch Produtos Eletrˆnicos Ltda. o Rua: Castelo de Lisboa, 301 Bairro: Castelo CEP: 31.330-340 Belo Horizonte - MG Tel: 0 (xx) 31 3476-8540 / Fax: 0 (xx) 31 3476-8530 Homepage: www.mensis.com.br E-mail: mensis@mensis.com.br 5
  6. 6. ´ 3 RELOGIOS 3 Rel´gios o 3.1 Mensis Scripto O Mensis Scripto ´ um rel´gio de ponto sofisticado, totalmente configur´vel e parametriz´vel. e o a a Pode ser utilizado tanto em empresas que necessitem de um controle de ponto r´ ıgido ou nas que desejam apenas registrar os hor´rios de entrada e sa´ dos seus funcion´rios. a ıda a Permite soar alarmes em hor´rios pr´-definidos e controlar a abertura de portas. Seu design a e ´ super compacto e se adequa com facilidade a qualquer ambiente, alem de ser constru´ em e ıdo materiais de alta resistˆncia e qualidade que lhe propiciam maior durabilidade. e Possui um compartimento seguro, acessado somente com chave, onde ficam instalados o cartucho de mem´ria e todos os conectores necess´rios ` sua instala¸˜o. A bateria de emergˆncia o a a ca e fica em um compartimento separado. Figura 1: Vis˜o externa do Rel´gio Mensis Scripto a o 3.2 Mensis Digito O Mensis Digito ´ um rel´gio rel´gio de ponto com todas as caracter´ e o o ısticas e funcionalidades contidas no Mensis Scripto mais a fun¸˜o de ”leitura de impress˜es digitais”, tamb´m conhecido ca o e como ”sensor biom´trico”. e Este sistema utiliza-se da leitura e confirma¸˜o de impress˜es digitais cadastradas para ca o registrar o ponto do funcion´rio ou permitir o acesso a ´reas restritas. a a 6
  7. 7. ´ 3.3 Indicadores visuais e sonoros 3 RELOGIOS Figura 2: Vis˜o externa do Rel´gio Mensis Digito a o 3.3 Indicadores visuais e sonoros O Rel´gio possui 4 indicadores: 2 sonoros e 2 visuais: o • Sonoros: Existem 2 tons de bips que podem ser emitidos de acordo com a situa¸˜o. Um bip ca longo significa erro na opera¸˜o sendo realizada. Trˆs bips curtos indicam que a opera¸˜o ca e ca foi realizada com sucesso. Outros bips podem significar situa¸˜es espec´ co ıficas. • Visual: Um consiste no display de 2 linhas e 16 colunas. O outro indicador ´ o LED que e indica que o rel´gio esta energizado. Este LED ficar´ piscando quando o sistema estiver o a operando em modo bateria. 3.4 Opcionais e acess´rios o Os rel´gios da linha Mensis contam com v´rios acess´rios para ampliar ainda mais as o a o possibilidades de utiliza¸˜o do sistema. ca 3.4.1 Adaptador TCP-IP O rel´gio Mensis para comunica¸˜o via TCP-IP existe em duas vers˜es: com adaptador o ca o externo (figura 3) ou com TCP-IP interno (figura 4). Nas duas vers˜es, a comunica¸˜o do rel´gio ´ feita atrav´s de um ponto de rede, utilizando o ca o e e um conector RJ-45. 7
  8. 8. ´ 3.4 Opcionais e acess´rios o 3 RELOGIOS Figura 3: Adaptador TCP-IP externo Figura 4: Conectores do Mensis com TCP-IP interno 3.4.2 Conversor USB para comunica¸˜o via cabo ca Quando o computador em que o Mensis ´ instalado n˜o possui entrada serial RS-232, pode e a ser utilizada uma entrada USB para se comunicar com o rel´gio. o O conversor USB (figura 5) permite que seja feita um comunica¸˜o via cabo, utilizando a ca porta USB do computador ao inv´s da porta serial. e 8
  9. 9. ´ 3.4 Opcionais e acess´rios o 3 RELOGIOS Figura 5: Conversor USB (comunica¸˜o via cabo) ca 3.4.3 Base USB para cartucho Quando o computador em que o software Mensis ´ instalado n˜o possui entrada serial RS-232, e a pode ser utilizada uma base USB para comunica¸˜o via cartucho (figura 6). Com esta base, ´ ca e poss´ ler o cartucho pela entrada USB de seu computador. ıvel Figura 6: Base USB (comunica¸˜o via cartucho) ca 3.4.4 Base serial RS-232 para cartucho A base serial ´ utilizada na comunica¸˜o com o cartucho do Mensis atrav´s da porta serial e ca e do seu computador. Figura 7: Base serial (comunica¸˜o via cartucho) ca 9
  10. 10. ´ 3.5 Especifica¸˜es gerais co 3 RELOGIOS 3.4.5 Adaptador veicular O adaptador veicular ´ utilizado para ligar o rel´gio de ponto em ve´ e o ıculos equipados com tens˜o de alimenta¸˜o de 12 V ou 24 V. a ca Figura 8: Adaptador veicular 3.5 Especifica¸˜es gerais co As especifica¸˜es abaixo mencionadas se aplicam aos dois modelos de rel´gios, Scripto e co o Digito. • N´mero m´ximo de funcion´rios por rel´gio: 240 u a a o • N´mero m´ximo de registros de ponto: aproximadamente 9600 u a • N´mero m´ximo de acionamentos de sirene program´veis: 80 u a a • Alimenta¸˜o: 90 a 240 V AC com ajuste autom´tico. ca a • Fus´ de prote¸˜o: 0,5 A (meio amp´re). ıvel ca e • Consumo de energia: 3 Watts • Mem´ria do cartucho: 32 KB n˜o vol´til o a a • Sa´ ıdas de rel´ (sirene e controle de acesso): e – Scripto: 2 rel´s NA. Corrente m´xima de 2A e tens˜o m´xima de 220 V. e a a a – Digito: 2 rel´s NA. Corrente m´xima de 1A e tens˜o m´xima de 220 V. e a a a • Tipo de cabo para comunica¸˜o serial: UTP Categoria 5 (o mesmo utilizado para conex˜es ca o de rede de computadores). A boa qualidade do cabo utilizado, assim como sua correta liga¸˜o e isolamento s˜o fundamentais para o funcionamento da comunica¸˜o do rel´gio ca a ca o com o computador. • Comprimento m´ximo do cabo serial: 50 metros, na velocidade de comunica¸˜o 115200. a ca At´ 100 metros na velocidade de comunica¸˜o 38400. As distˆncias m´ximas de comunica¸˜o e ca a a ca podem n˜o ser alcan¸adas em ambientes com altas taxas de ru´ a c ıdos eletromagn´ticos e (pr´ximos a cabos de alta tens˜o, m´quinas pesadas, motores el´tricos... etc). o a a e 10
  11. 11. ´ 4 CRACHAS ˜ • Comprimento m´ximo do cabo do conversor USB: 1,5 m. a Este cabo NAO deve ser modificado. ˜ • Comprimento m´ximo do cabo da base USB: 1,5 m. Este cabo NAO deve ser modificado. a ˜ • Comprimento m´ximo do cabo da base serial: 1,5 m. Este cabo NAO deve ser modificado. a 4 Crach´s a O registro do ponto no rel´gio Mensis ´ feito atrav´s de crach´s ou da impress˜o digital. o e e a a 4.1 Fabrica¸˜o dos crach´s ca a Os crach´s a serem utilizados para registrar o ponto podem ser confeccionados por vocˆ ou a e por alguma empresa especializada. O processo de confec¸˜o dos crach´s muitas vezes n˜o ´ ca a ae simples, dependendo dos recursos gr´ficos ao alcance de sua empresa. a A Logmatch fornece o software LogCode, presente no CD de instala¸˜o do Mensis, que ca permite criar os c´digos de barras para seus funcion´rios. O processo de utiliza¸˜o do LogCode o a ca consiste em visualizar na tela os c´digos criados, capturar cada um deles e utilizar em um o software gr´fico espec´ a ıfico. As medidas e o formato do c´digo de barras devem ser rigorosamente respeitados a fim o de produzir crach´s com qualidade. O material utilizado ´ decisivo para garantir uma maior a e durabilidade do crach´.a A Logmatch Produtos Eletrˆnicos produz os crach´s sob encomenda para seus clientes, com o a qualidade, garantia e entrega r´pida. Os crach´s seguem rigorosamente o padr˜o dos rel´gios a a a o Mensis, e tˆm grande durabilidade. e Os crach´s produzidos pela Logmatch podem ser personalizados de acordo com os padr˜es a o gr´ficos, cores e logotipo de sua empresa. Al´m disso, a foto do funcion´rio e outras informa¸˜es a e a co indicadas por vocˆ podem ser inclu´ e ıdas no crach´. a Entre em contato com a Logmatch atrav´s dos dados da se¸˜o 2 ou acesse o nosso site e se e ca informe dos pre¸os e modelos. c 4.2 C´digo de barras utilizado o O c´digo de barras utilizado nos rel´gios Mensis ´ o 2 de 5 intercalado (Interleaved 2 of o o e 5 ). A rela¸˜o entre as barras largas e finas ´ de 3, isto ´, as barras largas devem ter 3 vezes a ca e e espessura de uma barra fina. Esta mesma rela¸˜o vale para os espa¸os largos e finos. ca c 4.3 Posicionamento do c´digo de barras o A posi¸˜o do c´digo de barras no crach´ deve ser precisa para evitar problemas na leitura ca o a do mesmo. A figura 9 e a figura 10 indicam as medidas para se posicionar corretamente o c´digo de o barras nos crach´s horizontais e verticais respectivamente. a Pequenas varia¸˜es nas medidas do crach´ podem ser toleradas, mas procure sempre seguir co a esta especifica¸˜o ` risca para evitar problemas no reconhecimento dos seus crach´s. ca a a 11
  12. 12. ¸˜ ´ 4.4 N´mero de d´ u ıgitos do c´digo de barras o 5 INSTALACAO DO RELOGIO Figura 9: Posi¸˜o do c´digo de barras no crach´ horizontal. ca o a Figura 10: Posi¸˜o do c´digo de barras no crach´ vertical. ca o a 4.4 N´ mero de d´ u ıgitos do c´digo de barras o Os rel´gios Mensis reconhecem crach´s com 2, 4, 6, 8, 10 e 12 d´ o a ıgitos. No caso de crach´sa com 12 d´ ıgitos, o primeiro e ultimo d´ ´ ıgitos ser˜o ignorados pelo rel´gio e devem tamb´m ser a o e ignorados ao cadastrar o funcion´rio no software Mensis. a O n´mero de d´ u ıgitos do seu crach´ ir´ depender do n´mero de funcion´rios da sua empresa. aa u a Se vocˆ optar por utilizar 6 d´ e ıgitos, por exemplo, cadastre o c´digo do funcion´rio com o a 6 d´ıgitos no software Mensis. Os zeros ´ esquerda que s˜o colocados automaticamente pelo a a software Mensis s˜o ignorados pelo rel´gio. a o No caso da utiliza¸˜o de crach´ no Mensis Digito, apenas os 4 ultimos d´ ca a ´ ıgitos do crach´ ser˜o aa considerados ao registrar o ponto. 5 Instala¸˜o do rel´gio ca o A instala¸˜o do rel´gio de ponto e seus acess´rios ir´ depender da estrat´gia de comunica¸˜o ca o o a e ca definida no momento da compra do rel´gio. o Tire sempre todas as suas d´vidas antes de iniciar a instala¸˜o do rel´gio e seus acess´rios. u ca o o 12
  13. 13. ¸˜ ´ 5.1 Fixa¸˜o ` parede ca a 5 INSTALACAO DO RELOGIO Est˜o listados abaixo todos os procedimentos para a instala¸˜o do rel´gio e de cada um de a ca o seus acess´rios. o Leia atentamente as instru¸˜es relacionadas ´ forma de comunica¸˜o e acess´rios escolhidos co a ca o por vocˆ. e 5.1 Fixa¸˜o ` parede ca a Escolha um local de f´cil acesso, ventilado, protegido de sol e da ´gua e a uma altura a a confort´vel para se instalar e operar o rel´gio. Lembre-se de que o equipamento dever´ ser a o a ligado ` rede el´trica, e portanto, dever´ haver uma tomada de alimenta¸˜o no local. a e a ca O rel´gio possui trˆs pontos de fixa¸˜o na parte traseira. Um superior centralizado e mais o e ca dois eq¨idistantes na parte inferior. Primeiramente, fa¸a o furo destinado ao encaixe superior. u c Em seguida, fa¸a a montagem do parafuso como indicado na figura 12. c Posicione o rel´gio sobre este parafuso e desloque-o para baixo. Feito este procedimento, o abra o compartimento, nivele o rel´gio e marque os dois furos inferiores com o aux´ de um o ılio marcador. Remova-o para que sejam feitos os furos inferiores na parede. Volte a posiciona-lo sobre o parafuso superior e por dentro do rel´gio, insira os dois parafusos restantes. o Figura 11: Parte traseira do rel´gio para instala¸˜o na parede. o ca Figura 12: Parafuso de fixa¸˜o com a bucha na parede. ca 5.2 Liga¸˜o ` rede el´trica ca a e O rel´gio deve ser ligado na rede el´trica atrav´s do conector da fonte, conforme ilustrado na o e e 13
  14. 14. ¸˜ ´ 5.3 Liga¸˜o de uma sirene ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO figura 13. O rel´gio funciona tanto em 110V quanto em 220V, sem necessidade de ajustes. Ligue o o pino do meio do conector a um aterramento para mehor prote¸˜o do rel´gio contra descargas ca o atmosf´ricas e problemas da rede el´trica. e e Figura 13: Conex˜o do rel´gio ` rede el´trica. a o a e Observa¸˜es: co • Se na sua empresa a rede el´trica em que o rel´gio for conectado tiver problemas de e o instabilidade ou varia¸˜es de tens˜o, utilize um estabilizador para lig´-lo. Este estabilizador co a a ´ dos mesmos utilizados na liga¸˜o de computadores. e ca 5.3 Liga¸˜o de uma sirene ca O rel´gio permite a liga¸˜o de uma sirene no contato do rel´ K1. O acionamento deste rel´ o ca e e ´ controladodo atrav´s das configura¸˜es feitas no software Mensis, com hor´rio, dura¸˜o e dias e e co a ca da semana predeterminados. ˜e A sirene NAO ´ alimentada pelo rel´gio. O rel´gio apenas comuta o rel´ que ir´ acionar a o o e a sirene. O esquema de liga¸˜o ´ exibido na figura 14. ca e Observa¸˜es: verifique no item 3.5 os limites de tens˜o e corrente do dispositivo que ser´ co a a conectado ao rel´ da sirene. e 14
  15. 15. ¸˜ ´ 5.4 Liga¸˜o de fechadura el´trica ou similar para controle de acesso ca e 5 INSTALACAO DO RELOGIO Figura 14: Esquema el´trico de liga¸˜o da sirene e ca 5.4 Liga¸˜o de fechadura el´trica ou similar para controle de acesso ca e Al´m da sirene, o rel´gio permite a liga¸˜o em uma fechadura el´trica ou outro dispositivo e o ca e para controle de acesso. Esta liga¸˜o deve ser feita no rel´ K2. Toda vez que um crach´ for passado e o ponto ca e a registrado, ou uma digital for verificada e aprovada (Digito), o rel´ ser´ ativado e o dispositivo e a instalado ser´ acionado. a ˜e A fechadura NAO ´ alimentada pelo rel´gio. O rel´gio apenas comuta o rel´ que ir´ acionar o o e a a fechadura. O esquema de liga¸˜o ´ exibido na figura 15. ca e Figura 15: Esquema el´trico de liga¸˜o da fechadura para controle de acesso e ca Observa¸˜es: verifique no item 3.5 os limites de tens˜o e corrente do dispositivo que ser´ co a a conectado ao rel´.e Ap´s feita a liga¸˜o el´trica, ´ necess´rio ativar o funcionamento da fun¸˜o controle de acesso o ca e e a ca atrav´s do menu de configura¸˜es do rel´gio. Siga as instru¸˜es da se¸˜o 7.2.1 para habilitar a e co o co ca 15
  16. 16. ¸˜ ´ 5.5 Liga¸˜o e substitui¸˜o das baterias ca ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO fun¸˜o controle de acesso. ca 5.5 Liga¸˜o e substitui¸˜o das baterias ca ca Todo rel´gio Mensis ´ equipado com uma bateria de emergˆncia que lhe permite operar o e e mesmo na falta de energia el´trica da rede convencional por at´ 12 horas. e e Toda vez que o rel´gio estiver operando no modo bateria isto ser´ indicado no display, atrav´s o a e de um pequeno s´ımbolo. No caso de rel´gios equipados com display luminoso, o mesmo se apagar´ ao entrar no modo o a bateria. Para substituir as bateria, retire a tampa menor atrav´s dos dois parafusos. Retire as pilhas e usadas e coloque as novas, observando a polaridade correta. Parafuse novamente a tampa. Existe um conector pr´ximo ao cartucho que permite desligar ou ligar as baterias, conforme o a figura 16. Figura 16: Conector para ligar ou desligar a bateria Para desligar a bateria do rel´gio, retire a capinha pl´stica que cobre o conetor da bateria. o a Para ligar a bateria novamente, coloque a capinha cobrindo os dois terminais do conector da bateria, conforme a figura. 5.6 Inser¸˜o e remo¸˜o do cartucho de mem´ria ca ca o Todos os registros de ponto e configura¸˜es s˜o armazenados em um cartucho de mem´ria co a o que fica alojado em compartimento espec´ ıfico dentro do rel´gio. Para maior seguran¸a, este o c compartimento s´ pode ser acessado utilizando-se a chave do rel´gio. o o Para inserir o cartucho de mem´ria no rel´gio: o o • Insira-o no conector conforme a figura 17. 16
  17. 17. ¸˜ ´ 5.7 Liga¸˜o do cabo serial ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO • Empurre at´ ouvir um clique e solte. e Para retirar o cartucho de mem´ria do rel´gio: o o • Empurre at´ ouvir um clique e solte. e • Puxe o cartucho. Figura 17: Cartucho de mem´ria dentro do rel´gio o o 5.7 Liga¸˜o do cabo serial ca Para se comunicar via cabo, o rel´gio deve ser ligado atrav´s de um cabo a uma entrada o e serial do computador onde est´ instalado o software Mensis, conforme a figura 18. a Veja na se¸˜o 3.5 a especifica¸˜o do cabo e conector que devem ser utilizados. ca ca O diagrama de conex˜o do cabo serial ao rel´gio Mensis Scripto, ´ mostrado na figura 19. a o e Fique atento ` correta numera¸˜o dos pinos no nomento de confeccionar o cabo serial. a ca O diagrama de conex˜o do cabo serial ao rel´gio Mensis Digito ´ mostrado na figura figura a o e 20. Fique atento ` correta numera¸˜o dos pinos no nomento de confeccionar o cabo serial. a ca Caso pretenda montar o cabo em uma loja especializada, leve este manual para referˆncia. e 17
  18. 18. ¸˜ ´ 5.7 Liga¸˜o do cabo serial ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO Figura 18: Cabo serial ligado do rel´gio ao computador o Figura 19: Diagrama el´trico de liga¸˜o do cabo de comunica¸˜o no Mensis Scripto e ca ca 18
  19. 19. ¸˜ ´ 5.8 Liga¸˜o do cabo serial com conversor USB ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO Figura 20: Diagrama el´trico de liga¸˜o do cabo de comunica¸˜o no Mensis Digito e ca ca 5.8 Liga¸˜o do cabo serial com conversor USB ca O rel´gio deve ser ligado no conversor USB atrav´s de um cabo serial, conforme especificado o e na se¸˜o 3.5. ca O conversor USB ´ ent˜o ligado ao computador onde est´ instalado o software Mensis atrav´s e a a e da uma entrada USB. Figura 21: Conex˜o do rel´gio ao computador atrav´s do conversor USB. a o e 19
  20. 20. ¸˜ ´ 5.9 Liga¸˜o da base USB para cartucho ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO Veja na se¸˜o 3.5 a especifica¸˜o do cabo serial a ser utilizado. ca ca O diagrama de conex˜o do cabo serial com conversor USB ao rel´gio Mensis Scripto ´ a o e mostrado na figura 22. Fique atento ` correta numera¸˜o dos pinos no momento de confeccionar a ca o cabo serial. Figura 22: Diagrama de liga¸ao do Mensis Scripto atrav´s do conversor USB c˜ e O diagrama de conex˜o do cabo serial com conversor USB ao rel´gio Mensis Digito ´ mostrado a o e na figura 23. Fique atento ` correta numera¸˜o dos pinos no momento de confeccionar o cabo a ca serial. Figura 23: Diagrama de liga¸˜o do Mensis Digito atrav´s do conversor USB ca e Caso pretenda montar o cabo em uma loja especializada, leve este manual para referˆncia. e Observa¸˜o: ´ necess´rio instalar no computador o driver do conversor USB para que o ca e a mesmo seja utilizado pelo programa Mensis. Este software est´ dispon´ no CD de instala¸˜o a ıvel ca do Mensis. 5.9 Liga¸˜o da base USB para cartucho ca A base USB ´ ligada a uma entrada USB do computador e deve permanecer ligada durante e todo o tempo. Quando for necess´rio se comunicar com o cartucho, o mesmo deve ser inserido a na base USB, conforme a figura 24. 20
  21. 21. ¸˜ ´ 5.10 Liga¸˜o da base serial para cartucho ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO Figura 24: Liga¸˜o da base USB ao computador e do cartucho ` base USB ca a Observa¸˜o: ´ necess´rio instalar no computador o driver da base USB para que a mesma ca e a seja utilizada pelo programa Mensis. Este software est´ dispon´ a ıvel no CD de instala¸˜o do ca Mensis. 5.10 Liga¸˜o da base serial para cartucho ca A base serial ´ ligada a uma entrada serial do computador e deve permanecer ligada durante e todo o tempo. Quando for necess´rio se comunicar com o cartucho, o mesmo deve ser inserido a na base serial, conforme a figura 25. Figura 25: Liga¸˜o da base serial ao computador e do cartucho ` base serial ca a 5.11 Liga¸˜o do adaptador TCP-IP ca O adaptador TCP-IP deve ligado a um ponto de rede atrav´s de seu conector RJ45. Este e ponto de rede deve ser acess´ a partir da rede interna de sua empresa. ıvel 21
  22. 22. ¸˜ ´ 5.12 Liga¸˜o do rel´gio com TCP-IP interno ca o 5 INSTALACAO DO RELOGIO Deve tamb´m ser ligado ao rel´gio atrav´s de um cabo serial. Este cabo serial ´ ligado no e o e e conector DB9 do adapatador. Figura 26: Liga¸˜o do rel´gio ao adaptador TCP e do adaptador ao ponto de rede ca o Veja a especifica¸˜o do cabo serial e do conetor na se¸˜o 3.5. ca ca Observa¸˜o: ´ necess´rio instalar no computador o driver do conversor TCP-IP para que o ca e a mesmo seja utilizado pelo programa Mensis. Este software est´ dispon´ no CD de instala¸˜o a ıvel ca do Mensis. 5.12 Liga¸˜o do rel´gio com TCP-IP interno ca o O rel´gio com TCP-IP interno ´ ligado diretamente ao ponto de rede atrav´s de seu conector o e e RJ-45, conforme a figura. Veja a especifica¸˜o do cabo serial e do conector na se¸˜o 3.5. ca ca Observa¸˜o: ´ necess´rio instalar no computador o driver do Mensis TCP-IP para que o ca e a mesmo seja utilizado pelo programa Mensis. Este software est´ dispon´ no CD de instala¸˜o a ıvel ca do Mensis. 22
  23. 23. ¸˜ ´ 5.13 Liga¸˜o do adaptador veicular ca 5 INSTALACAO DO RELOGIO Figura 27: Liga¸˜o do rel´gio com TCP-IP interno. ca o 5.13 Liga¸˜o do adaptador veicular ca O adaptador veicular permite que o rel´gio seja ligado em um carro, ˆnibus, caminh˜o ou o o a qualquer outro ve´ıculo que disponibilize uma fonte de energia de 12 ou 24 V. A imagem abaixo ilustra como deve ser feita a liga¸˜o do adaptador veicular ao rel´gio e ` ca o a fonte de energia de seu ve´ ıculo. Figura 28: Liga¸˜o do adaptador veicular ao rel´gio e ´ bateria. ca o a 23
  24. 24. ¸˜ 6 INSTALACAO DO SOFTWARE MENSIS NO COMPUTADOR 6 Instala¸˜o do Software Mensis no computador ca O Mensis ´ um software robusto e simples de utilizar que simplifica o processo de c´lculo de e a horas trabalhadas e emite diversos tipos de relat´rios, permitindo controlar a frequˆncia de seus o e funcion´rios de uma forma individualizada ou coletiva. a 6.1 Conte´ do do CD de instala¸˜o u ca O CD de instala¸˜o fornecido junto com o rel´gio de ponto Mensis cont´m todos os programas ca o e que podem ser necess´rios ` utiliza¸˜o do rel´gio de ponto e do software Mensis. a a ca o Al´m do sofware Mensis, os drivers para utiliza¸˜o dos dispositivos USB e TCP-IP tamb´m e ca e s˜o fornecidos. a Este manual em formato PDF tamb´m faz parte do CD de instala¸˜o. e ca 6.2 Requisitos m´ ınimos do computador Os requisitos m´ ınimos informam as caracter´ ısticas m´ ınimas necess´rias ao seu computador a para que o Mensis possa ser utilizado. • Processador 266 Mhz ou superior. • 128 MB de mem´ria RAM. o • 30 MB de espa¸o livre em disco. c • 1 porta serial RS232 dispon´ ıvel( caso a comunica¸˜o seja via cabo serial ou base de ca cartucho serial). • 1 porta USB dispon´ ıvel( caso a comunica¸˜o seja via cabo com conversor USB ou base ca de cartucho USB). • Monitor e placa de v´ ıdeo com resolu¸˜o m´ ca ınima de 800x600. • Windows 98, 2000 ou XP. • CD-ROM, conex˜o de rede, internet ou outro meio para a instala¸˜o inicial do software. a ca • Impressora configurada para imprimir os relat´rios. o 6.3 Instala¸˜o ca Para instalar o software Mensis, execute o programa Instalar Mensis.exe presente no CD de instala¸˜o. Siga os passos descritos na instala¸˜o. ca ca Ao fim da instala¸˜o, ser´ criado um atalho na ´rea de trabalho para acesso ao Mensis. ca a a Em caso de d´vidas na instala¸˜o do software, veja a documenta¸˜o contida no pr´prio CD u ca ca o de instala¸˜o ou entre em contato com o suporte t´cnico. ca e 24
  25. 25. ¸˜ 7 ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA 7 Rotina de utiliza¸˜o do sistema ca A utiliza¸˜o do software e do rel´gio de ponto Mensis ´ extremamente simples, tanto pelo ca o e funcion´rio que registrar´ o ponto quanto para o administrador que ir´ fazer a coleta do ponto a a a e gerar os relat´rios. o A rotina geral de utiliza¸˜o do sistema ´ a seguinte: ca e 1. Instale o rel´gio de ponto de acordo com as instru¸˜es da se¸˜o 5. o co ca 2. Instale o software no computador de acordo com as instru¸˜es da se¸˜o 6. co ca 3. Cadastre os hor´rios, funcion´rios e demais dados no programa, de acordo com as instru¸˜es a a co e documenta¸˜o recebidas no treinamento. ca 4. Providencie a confec¸˜o do crach´s (caso n˜o esteja sendo utilizado o Mensis Digito). Caso ca a a necess´rio, entre em contato com a Logmatch atrav´s dos dados da se¸˜o 2, para receber a e ca instru¸˜es de como proceder. co 5. Fa¸a a programa¸˜o do rel´gio. Esta programa¸˜o consiste em enviar os funcion´rios e c ca o ca a seus respectivos hor´rios do computador para o rel´gio. Desta maneira, o rel´gio poder´ a o o a registrar o ponto e bloquear as marca¸˜es fora do hor´rio determinado. Ap´s programado, co a o ˜ o rel´gio NAO precisar´ do computador novamente at´ o dia de coletar o ponto. o a e 6. Aguarde que seus funcion´rios registrem o ponto. Em geral, a coleta ´ feita a cada 15 ou a e 30 dias, mas este tempo pode ser definido por vocˆ. e 7. Passado o prazo determinado, fa¸a a coleta do ponto. c 8. Fa¸a os abonos e modifica¸˜es necess´rias aos registros na tela de ponto. c co a 9. Fa¸a um backup da base de dados de cada empresa utilizada nos passos anteriores. c 10. Apague os registros de ponto do rel´gio (ou cartucho de mem´ria). Isto ir´ esvaziar a o o a mem´ria do rel´gio para que ele possa coletar os registros de ponto do per´ o o ıodo seguinte. 11. Imprima os relat´rios de ponto. o • Caso tenha cadastrado um novo funcion´rio ou apagado um funcion´rio existente, 12. a a volte para o item 5. • Se houver alguma modifica¸˜o em alguma tabela de hor´rios, volte para o item 5. ca a • Se os funcion´rios e hor´rios continuam os mesmos do per´ a a ıodo anterior, volte para o item 6. 7.1 Utiliza¸˜o pelo funcion´rio ca a A utiliza¸˜o pelo funcion´rio consiste apenas em registrar o ponto nos hor´rios pr´-determinados. ca a a e a˜e O sentido de passagem do crach´ NAO ´ relevante. Para registrar o ponto atrav´s da impress˜o digital, o funcion´rio dever´ pressionar uma das e a a a teclas num´ricas, de 2 a 9. Assim que o sensor acender a luz vermelha, deve-se colocar o dedo e no sensor at´ que o mesmo se apague. e 25
  26. 26. ¸˜ 7.1 Utiliza¸˜o pelo funcion´rio ca a 7 ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA Caso n˜o seja exibida nenhuma mensagem no rel´gio, significa que digital n˜o foi lida a o a corretamente, e o procedimento deve ser repetido, posicionando-se melhor o dedo de forma a cobrir a maior ´rea poss´ do sensor. a ıvel Ao passar o crach´ ou colocar o dedo, o funcion´rio ser´ informado se o ponto foi registrado e a a a os motivos caso n˜o tenha sido. Algumas mensagens podem ser mostradas no display dependendo a da situa¸˜o. ca Quando o ponto ´ registrado corretamente, s˜o emitidos trˆs bips curtos, indicando que o e a e procedimento ocorreu normalmente. Nesse caso, ser´ mostrado na primeira linha do display o c´digo do funcion´rio e na segunda a o a linha, o turno em que o ponto foi registrado. Quando o ponto n˜o for registrado, ser´ mostrado no display o motivo pelo qual o registro n˜o a a a foi armazenado. Neste caso ´ emitido um bip longo indicando que houve falha no procedimento. e Neste caso, os funcion´rios dever˜o ser instru´ a a ıdos a tomar as providˆncias definidas pela empresa, e como por exemplo, procurar o departamento de RH. 7.1.1 Mensagens exibidas ao funcion´rio a V´rias mensagens podem ser exibidas ao funcion´rio dependendo da situa¸˜o ao registrar o a a ca ponto: • Erro de leitura: Acontece quando o sensor n˜o consegue identificar o c´digo do crach´. a o a – Causas: Geralmente isto ocorre quando o crach´ est´ sujo, danificado ou foi passado a a em uma velocidade muito lenta ou muito r´pida. Se o seu crach´ nunca foi utilizado a a antes, verifique se n˜o h´ problemas na confec¸˜o do mesmo. aa ca – Solu¸˜o: Limpe o crach´ ou passe-o com uma velocidade diferente e constante. Se ca a poss´ıvel, teste o crach´ em um outro rel´gio para se certificar de que o mesmo n˜o a o a est´ com problemas. a • N˜o cadastrado: Ocorre quando o c´digo do crach´ n˜o corresponde a nenhum funcion´rio a o aa a cadastrado no rel´gio. o ˜ a˜ – Causas: A programa¸˜o do rel´gio NAO foi realizada. O c´digo do crach´ NAO ca o o corresponde a nenhum dos funcion´rios cadastrados na base de dados com a qual foi a programado o rel´gio. o – Solu¸˜o: Passe o crach´ novamente e anote o c´digo que ´ exibido no display do ca a o e rel´gio. Verifique se este c´digo ´ o crach´ de algum funcion´rio de sua empresa o o e a a cadastrado no software. • Fora do hor´rio: O funcion´rio n˜o tem permiss˜o para registrar o ponto neste hor´rio. a a a a a – Causas: A data ou a hora do rel´gio podem estar erradas. Verifique no menu de o ajuste de horas se a data e hora est˜o corretas. N˜o se esque¸a de verificar tamb´m o a a c e ano. O funcion´rio pode estar mesmo fora do hor´rio permitido. O funcion´rio pode a a a estar associado a uma tabela de hor´rios diferente da esperada. a 26
  27. 27. ¸˜ 7.1 Utiliza¸˜o pelo funcion´rio ca a 7 ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA – Solu¸˜o: Ajuste corretamente a data e hora do rel´gio. Confira no cadastro de ca o funcion´rios se o hor´rio definido para o funcion´rio esta correto. Caso n˜o esteja, a a a a modifique-o e programe o rel´gio novamente. Verifique tamb´m se o c´digo do o e o crach´ exibido no display corresponde ao c´digo do funcion´rio cadastrado na base a o a de dados. Lembre-se: caso os dados do funcion´rio ou os hor´rios sejam modificados, a a ´ necess´rio fazer uma nova programa¸˜o do rel´gio. e a ca o • Registro preenchido: J´ foi feita uma marca¸˜o de ponto para o funcion´rio no turno a ca a atual na data atual. – Causas: O funcion´rio est´ tentando registrar o ponto mais de uma vez no mesmo a a turno. Exemplo: marcar duas entradas ou duas sa´ ıdas. – Solu¸˜o: Verifique se as tabelas de hor´rios est˜o corretamente configuradas. Instrua ca a a o funcion´rio sobre a maneira correta de utilizar o rel´gio de ponto. a o • Turnos esgotados: O n´mero m´ximo de registros de ponto por dia j´ foi atingido para u a a este funcion´rio. a – Causas: O funcion´rio est´ tentando registrar mais marca¸˜es de ponto do que s˜o a a co a permitidas para ele. – Solu¸˜o: Caso seja realmente necess´rio coletar mais registros do funcion´rio no ca a a dia, modifique a tabela de hor´rios do funcion´rio bem como o n´mero de turnos a a u utilizados. Essas modifica¸˜es devem ser feitas no software Mensis e o rel´gio dever´ co o a ser programado novamente. • Sem mem´ria: O espa¸o na mem´ria do coletor para registros das marca¸˜es de ponto o c o co est´ esgotado. a – Causas: Foram feitas muitas coletas de ponto desde a ultima vez em que os registros ´ foram apagados do rel´gio. o – Solu¸˜o: Fa¸a a leitura dos registros de ponto e apague-os do rel´gio para esvaziar a ca c o mem´ria. o • N˜o identificado: (apenas para o Mensis Digito) - A impress˜o digital do funcion´rio a a a foi lida e verificada, por´m n˜o corresponde a nenhum funcion´rio cadastrado no rel´gio. e a a o – Causas: A impress˜o digital do funcion´rio pode estar danificada ou ter sido incorretamente a a cadastrada. O funcion´rio pode estar utilizando um dedo diferente do que foi cadastrado. a O posicionamento do dedo do funcion´rio pode estar difetente do que foi utilizado no a momento do cadastro. – Solu¸˜o: Verifique se o funcion´rio que est´ registrando o ponto tem sua impress˜o ca a a a digital cadastrada. Se necess´rio, cadastre novamente as impress˜es digitais do a o funcion´rio e programe o rel´gio. a o 27
  28. 28. ¸˜ 7.2 Utiliza¸˜o pelo administrador ca 7 ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA 7.2 Utiliza¸˜o pelo administrador ca A utiliza¸˜o do rel´gio pelo administrador do sistema consiste em realizar os passos da ca o se¸˜o 7. Al´m disso, ´ de responsabilidade do administrador utilizar o crach´ mestre e fazer as ca e e a configura¸˜es atrav´s do menu do rel´gio sempre que isso for necess´rio. co e o a 7.2.1 Menu de configura¸˜es do rel´gio co o Quando o rel´gio estiver exibindo a data e hora, ao pressionar a tela ’E’ ser´ solicitada uma o a senha para acesso ao menu. Esta senha ´ configurada na tela de programa¸˜o do rel´gio, no software Mensis. e ca o Ap´s digitar a senha de acesso, pressione ’E’ e o menu de op¸˜es ser´ exibido. o co a Dentro do menu, utilize as teclas direcionais para mover o cursor sobre a op¸˜o desejada. ca Para acessar a op¸˜o selecionada, pressione ’E’. A tecla ’E’ dever´ sempre ser utilizada para ca a confirmar as a¸˜es. Para cancelar alguma a¸˜o, utilize a tecla ’C’. co ca O menu principal do rel´gio ´ composto pelas seguintes op¸˜es: o e co • Data e hora: Permite ajustar a data e a hora. Digite a data desejada atrav´s das teclas num´ricas. Confirme e digite a hora. e e • Alterar senha: Digite primeiramente a senha que estiver configurada para acessar o rel´gio. Depois de digitar a senha atual, digite a nova senha. Repita a nova senha na o confirma¸˜o. ca Observa¸˜o: Sempre que o rel´gio for programado (atrav´s de cabo ou cartucho) a senha ca o e programada no software Mensis sobrescrever´ a senha armazenada no rel´gio. a o • Mem´ria: Exibe o n´mero de funcion´rios cadastrados no rel´gio e o n´mero de registros o u a o u atualmente armazenados. • Vers˜o: Exibe informa¸˜es sobre a vers˜o de diversos componentes do rel´gio, assim a co a o como o valor das configura¸˜es mais importantes. Os dados exibidos nesta tela podem ser co solicitados pelo suporte t´cnico. e • Autoteste: Permite que seja feito um teste b´sico de funcionamento do rel´gio. O a o autoteste testa a maioria dos dispositivos internos do rel´gio. O autoteste somente deve o ser utilizado com aux´ de um revendedor ou suporte t´cnico autorizado. A utiliza¸˜o ılio e ca incorreta do autoteste pode corromper os dados da mem´ria do rel´gio. o o • Contr. Acesso: Habilta ou desabilita a ativa¸˜o do rel´ para a fun¸˜o de controle de ca e ca acesso. Se esta fun¸˜o estiver habilitada, o rel´ para controle de acesso ser´ acionado cada ca e a vez que o ponto de um funcion´rio for registrado. a • Fat. Precis˜o: Permite configurar o rel´gio para se adiantar ou se atrasar de alguns a o segundos a cada dia. Utilize esta op¸˜o se notar algum problema relacionado ` precis˜o do ca a a ˜ ´ necess´rio modificar rel´gio com rela¸˜o ao hor´rio exibido na tela incial. Em geral, NAO e o ca a a esta op¸˜o, pois as distor¸˜es geralmente verificadas correspondem a alguns segundos a ca co cada mˆs, o que n˜o ´ significativo. Para garantir que seu rel´gio estar´ sempre com o e ae o a hor´rio perfeitamente sincronizado, ajuste o rel´gio atrav´s da tela de comunica¸˜o do a o e ca software Mensis sempre que se comunicar com o rel´gio. o 28
  29. 29. ¸˜ 7.2 Utiliza¸˜o pelo administrador ca 7 ROTINA DE UTILIZACAO DO SISTEMA • Vel. Comunica¸˜o: Determina a velocidade da comunica¸˜o serial utilizada pelo rel´gio. ca ca o ˜ Esta op¸˜o NAO tem rela¸˜o com a comunica¸˜o via cartucho de mem´ria. Sempre que ca ca ca o poss´ utilize a velocidade de comunica¸˜o menor, que ´ menos sens´ a interferˆncias ıvel ca e ıvel e eletromagn´ticas. e 7.2.2 Outras mensagens exibidas pelo rel´gio o Al´m das mensagens exibidas ao funcion´rio, h´ outras mensagens gerais exibidas pelo e a a rel´gio. o • Sem programa¸˜o: indica que o rel´gio n˜o foi programado. Isto significa que o cartucho ca o a de mem´ria inserido no rel´gio n˜o est´ com a programa¸˜o v´lida. Nesta situa¸˜o, o o o a a ca a ca rel´gio n˜o identificar´ os crach´s ou impress˜es digitais. Para corrigir este problema, ´ o a a a o e necess´rio fazer uma programa¸˜o do rel´gio atrav´s do software Mensis. a ca o e • DB inv´lido: significa que o rel´gio est´ com sua mem´ria interna corrompida. Isto pode a o a o ter sido causado por uma troca incorreta de cartuchos entre dois rel´gios. Esta mensagem o tamb´m pode ocorrer se um cartucho que nunca foi programado for inserido no rel´gio. e o Na pior das hip´teses, pode significar um mal funcionamento do cartucho de mem´ria ou o o do circuito do rel´gio que realiza a sua leitura. Para resolver este problema: o – Desligue o rel´gio da bateria e da rede el´trica. o e – Coloque o cartucho de mem´ria no rel´gio. o o – Fa¸a uma programa¸˜o do rel´gio atrav´s do software Mensis. c ca o e – Se n˜o for poss´ se comunicar com o rel´gio para realizar a programa¸˜o acima ou a ıvel o ca a programa¸˜o do rel´gio n˜o resolver o problema, entre em contato com o suporte ca o a t´cnico. O suporte poder´ lhe dar instru¸˜es mais espec´ e a co ıficas para tratar a sua situa¸˜o. ca • Ajuste o rel´gio: significa que a data e hora do rel´gio n˜o est˜o ajustados. Acesse o o o a a menu de configura¸˜es do rel´gio conforme descrito na se¸˜o 7.2.1 e ajuste a data e hora co o ca do rel´gio. o • MENSIS BOOT: significa que o rel´gio n˜o conseguiu inicializar seu programa principal. o a Se esta mensagem ocorrer durante uma atualiza¸˜o de firmware, n˜o h´ problema. Por´m, ca aa e se ao ligar o rel´gio esta mensagem ´ sempre exibida, entre em contato com o suporte o e t´cnico. O suporte lhe dar´ as intru¸˜es necess´rios para tratar esta situa¸˜o. e a co a ca 7.2.3 Teclas de atalho na tela inicial Ao pressionar a tecla ’1’ na tela inicial do rel´gio, s˜o exibidas v´rias informa¸˜es sobre a o a a co vers˜o do rel´gio e as suas principais configura¸˜es. Estes dados podem ser solicitados pelo a o co suporte t´cnico em caso de necessidade de atendimento. e 29
  30. 30. 8 GARANTIA 7.2.4 Crach´ mestre a A utiliza¸˜o do crach´ mestre ´ necess´ria quando o funcion´rio precisa registrar o ponto ca a e a a fora de seu hor´rio determinado. a Para permitir o registro do ponto e evitar que o rel´gio informe que est´ fora do hor´rio, o o a a administrador dever´ passar o crach´ mestre. a a O crach´ mestre ´ utilizado da seguinte maneira: a e 1. Passe o crach´ mestre pelo leitor. a 2. Digite a senha. Esta senha ´ configurada na tela de programa¸˜o do coletor, no software e ca ´ Mensis. E a mesma senha utilizada para acessar o menu de configura¸˜es do rel´gio. co o 3. Aparecer´ um ’*’ no fim da primeira linha do display do rel´gio. a o 4. Enquanto este asterisco estiver presente, o funcion´rio que passar o crach´ ter´ o seu ponto a aa registrado, independente do hor´rio configurado para ele. a 5. Ap´s um funcion´rio registrar o ponto, o ’*’ ir´ desaparecer, sendo necess´rio realizar o a a a novamente o procedimento acima para registrar o ponto de outro funcion´rio. a 6. Por seguran¸a, caso se passem 25 segundos sem que o ponto seja registrado, o ’*’ ir´ c a sumir automaticamente, sendo necess´rio realizar novamente o procedimento acima para a registrar o ponto do funcion´rio. a ˜ Lembre-se que o crach´ mestre deve ser utilizado apenas em situa¸˜es isoladas e NAO deve a co ser uma rotina no controle de ponto da sua empresa. O crach´ mestre pode ser solicitado ` Logmatch atrav´s do dados para contato da se¸˜o 2. a a e ca 8 Garantia 8.1 Prazo de garantia 1. O prazo de vigˆncia desta garantia ´ de 12 (doze) meses, a contar da data de emiss˜o da e e a Nota Fiscal de compra. 2. O reparo do aparelho n˜o acarretar´ no prolongamento do prazo de garantia aqui estabelecido. a a 8.2 Condi¸˜es gerais da garantia co 1. A Logmatch Produtos Eletrˆnicos Ltda garante este aparelho contra qualquer defeito o de material ou processo de fabrica¸˜o, ressalvadas as hip´teses de extin¸˜o da garantia ca o ca constantes neste certificado. 2. Esta garantia d´ ao usu´rio o direito de obter, gratuitamente, qualquer repara¸˜o, substitui¸˜o a a ca ca de pe¸as e m˜o de obra necess´rias para a solu¸˜o de qualquer defeito causado por falha c a a ca no processo de fabrica¸˜o. ca 30
  31. 31. 8.3 Extin¸˜o da garantia ca 8 GARANTIA 3. Para garantir a qualidade dos servi¸os prestados, a reposi¸˜o de pe¸as defeituosas e c ca c execu¸˜o dos servi¸os decorrentes desta garantia, ser˜o prestados exclusivamente nos postos ca c a de servi¸o autorizado, ou em caso de inexistˆncia dos mesmos, na sede da empresa. c e 4. A Logmatch Produtos Eletrˆnicos Ltda, no exerc´ desta garantia, n˜o est´ obrigada a o ıcio a a incluir nos aparelhos reparados, as eventuais mudan¸as havidas no desenho e/ou melhorias c t´cnicas das vers˜es mais novas deste aparelho. e o 5. As eventuais despesas de embalagem, transporte e seguro para envio e retorno do aparelho dever˜o ser custeadas pelo usu´rio. a a 8.3 Extin¸˜o da garantia ca 1. Ap´s o t´rmino do prazo de garantia, contado da data de emiss˜o da Nota Fiscal de o e a compra. 2. Por ter sido ligado a rede el´trica fora dos padr˜es especificados ou sujeito ` varia¸˜es e o a co excessivas de tens˜o. a 3. Pelo uso em desacordo com o manual de instru¸˜es. co 4. Por danos causados por agentes da natureza, tais como: descargas atmosf´ricas, inunda¸˜es, e co raios, incˆndios, etc. e 5. Por danos causados por acidentes, tais como: pancadas, riscos, quedas, etc. 6. Por apresentar sinais de viola¸˜o do corpo externo do aparelho, do lacre, ou de seus ca componentes eletrˆnicos, por pessoal n˜o autorizado pela Logmatch Produtos Eletrˆnicos o a o Ltda. 31

×