Arte tec

3.022 visualizações

Publicada em

ORIENTAÇÕES PARA PROFESSORES DE ARTE 3ºANO EM

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.022
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
296
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte tec

  1. 1. ARTE E TECNOLOGIAARTE E TECNOLOGIA @@
  2. 2. GRATGRATGRATGRAT Grupo de Referência de Arte e TecnologiaGrupo de Referência de Arte e TecnologiaGrupo de Referência de Arte e TecnologiaGrupo de Referência de Arte e Tecnologia
  3. 3. O Ensino de Arte, visto como área de conhecimento e linguagem deverá se dar de forma a articular três eixos metodológicos,a saber:
  4. 4. TERRITÓRIOS DA ARTE “Cartografia da arte” - um novo modo de olhar para a arte como objeto de estudo no contexto escolar. Um pensamento curricular em arte pode se mover em diferentes territórios da arte&cultura, mapeados como: Linguagens artísticas - artes visuais,música, teatro, dança, artes audiovisuais, se constroem na inventiva criação de linguagens,elaboradas com códigos que se fazem signos artísticos. Processo de criação - compreensão do que vem a ser o percurso criador específico do fazer de práticas artísticas. Muitos mitos têm cercado a criação artística, ancorados principalmente na ideia de genialidade e valorização de habilidades manuais específicas. Ao contrário do que se pensa, a criação artística envolve aprendizagem. Materialidade - Em todo trabalho de arte sempre há a combinações de materiais. Cada material é uma matéria que dá consistência física à obra de arte. “Matérias são pele sobre a carne da obra ”.
  5. 5. Forma-conteúdo - Onde se vê a forma,lá está o conteúdo. Kandinsky discute essa questão de modo certeiro. Para ele, “a forma é a expressão exterior do conteúdo interior”. O invisível do conteúdo só se torna visível pela forma, isto é, pelos próprios elementos que compõem a visualidade, a musicalidade, a teatralidade. Mediação cultural - O estudo sobre a experiência estética e os modos de provocar essa experiência é a tônica da mediação cultural, seja nos bastidores das Instituições Culturais , ou no espaço da escola, em que o professor, se pode dizer, é também um curador quando privilegia algumas obras e artistas e não outros, quando exibe reproduções de obras, quando planeja uma visita a uma exposição ou a uma sala de espetáculos ou concertos, quando coordena a apresentação de trabalhos de seus alunos (seja numa exposição ou espetáculo, nos eventos da escola etc.). Patrimônio cultural - Obras de arte que habitam a rua, obras de arte que vivem em museus, obras de arte efêmeras que são registradas em diferentes mídias, manifestações artísticas do povo que são mantidas de geração em geração, são bens culturais, materiais e imateriais, que se oferecem ao nosso olhar. Quando conservados, enriquecemos. Patrimônio e preservação são, assim, quase sinônimos. O estudo da arte tendo como viés a ideia de patrimônio cultural,oportuniza a ampliação do olhar acerca da cultura e das heranças culturais que marcam e dão referência sobre quem somos.
  6. 6. Saberes estéticos e culturais - Para conhecer arte e cultura, há saberes que são como estrelas para aclarar o olhar ou o pensamento sobre arte. Podemos chegar pertinho do que já se pensou sobre artistas ou obras de um período, quando abrimos o discurso da história da arte. Podemos ter um olhar ampliado sobre a experiência estética, quando em contato com as teorias estéticas produzidas pela filosofia, ou, ainda, sobre a percepção e a imaginação estética quando olhamos o que a psicologia da arte tem a nos dizer sobre isso ou mesmo investigar o papel do artista na sociedade pelas questões que a sociologia da arte nos provoca.Talvez, seja na antropologia da arte que podemos procurar, por exemplo, os sentidos da arte indígena para seu povo; o sentido dos signos africanos em suas manifestações artísticas, ou da própria multiculturalidade no Brasil tão presente nas estéticas do cotidiano.
  7. 7. 1º BIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo das Artes Visuais com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - forma-conteúdo e processo de criação Web ArtWeb Art 1º BIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo das Artes Visuais com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - forma-conteúdo e processo de criação Web ArtWeb Art 2º BIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo da Dança com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - materialidade e saberes estéticos e culturais Redes Sociais VirtuaisRedes Sociais Virtuais 2º BIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo da Dança com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - materialidade e saberes estéticos e culturais Redes Sociais VirtuaisRedes Sociais Virtuais
  8. 8. 3º BIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo da Música com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - Mediação Cultural, Saberes Estéticos e Culturais e Processo de Criação Virtual DJ - Audacity 3º BIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo da Música com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - Mediação Cultural, Saberes Estéticos e Culturais e Processo de Criação Virtual DJ - Audacity 4ºBIMESTRE As profissões Contemporâneas do Campo do Teatro com Interfaces em Tecnologias digitais Territórios - Materialidade, Saberes Estéticos e Culturais e Processo de Criação WebQuest – Teatro de animação
  9. 9. Joan Miró O Jardim - 1925 “Eu tento aplicar as cores como as palavras que formam um poema,Eu tento aplicar as cores como as palavras que formam um poema, como as notas que formam uma música”como as notas que formam uma música” Joan MiróJoan Miró
  10. 10. OS CAMINHOS DO CURRÍCULO DE ARTE DO ESTADO DE SÃO PAULO http://oficinarte.files.wordpress.com/2012/02/texto-os-caminhos-do-currc3adculo-de-arte.pdf ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS PARA PROFESSORES DE ARTE DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO http://oficinarte.files.wordpress.com/2012/02/texto-orientac3a7c3b5es-aos-professores-de-arte-3c2aaem.pdf Tecnologias digitais na escola: driblando inconvenientes http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,tecnologias-digitais-na-escola-driblando-inconvenientes,992934,0.htm Tecnologias na Escola Como explorar o potencial das tecnologias de informação e comunicação na aprendizagem http://pt.scribd.com/doc/45689112/Tecnologias-na-escola-Como-explorar-o-potencial-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-na-aprendizagem DOCUMENTOSDOCUMENTOS REFERÊNCIASREFERÊNCIAS The Garden, Juan Miro, Animated Painting http://www.youtube.com/watch?v=yDWPOkrJ0B8

×