Palavra noturna dominical dia 15 de abril

299 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palavra noturna dominical dia 15 de abril

  1. 1. O SER HUMANO TEM MUITAS EXPECTATIVASDesde então muitos dos seus discípulos tornarampara trás, e já não andavam com ele.Então disse Jesus aos doze: Quereis vós tambémretirar-vos?Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quemiremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.João 6:66-68
  2. 2. CRIAMOS UM PADRÃO RELIGIOSOE, naqueles dias, apareceu João o Batistapregando no deserto da Judéia,Então ia ter com ele Jerusalém, e toda aJudéia, e toda a província adjacente aoJordão;Mateus 3:1-5
  3. 3. NÃO É O EXTERNO QUE MUDAE este João tinha as suas vestes de pelos decamelo, e um cinto de couro em torno deseus lombos; e alimentava-se degafanhotos e de mel silvestre.Mateus 3:4
  4. 4. A DIFERENÇA DA GRAÇAE aconteceu que, estando sentado à mesa em casadeste, também estavam sentados à mesa com Jesus eseus discípulos muitos publicanos e pecadores;porque eram muitos, e o tinham seguido.E os escribas e fariseus, vendo-o comer com ospublicanos e pecadores, disseram aos seus discípulos:Por que come e bebe ele com os publicanos epecadores?Marcos 2:15-16
  5. 5. A OPORTUNIDADE DA GRAÇAE aconteceu, depois disto, que andava de cidade emcidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciandoo evangelho do reino de Deus; e os doze iam com ele,E algumas mulheres que haviam sido curadas deespíritos malignos e de enfermidades: Maria,chamada Madalena, da qual saíram sete demônios;Lucas 8:1-2
  6. 6. A OBRA NA GRAÇAEntão Jesus, levantando os olhos, e vendo que umagrande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe:Onde compraremos pão, para estes comerem?Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bemsabia o que havia de fazer.João 6:5-6
  7. 7. PARA QUEM IREMOS?

×