Memorial Descritivo        REFORMA              Memorial Descritivo da Análise das estruturas              e Projeto Estru...
APRESENTAÇÃOEste memorial foi elaborado com o objetivo de apresentar as soluções de engenharia estruturaladotadas para as ...
SUMÁRIO1. A EDIFICAÇÃO ATUAL, DADOS FORNECIDOS E A PROSPECÇÃO ESTRUTURAL.2. CADASTRO ESTRUTURAL - MAPEAMENTO3. ANÁLISE DAS...
A. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO.Obra: IGREJA MATRIZ – IGREJA SANTANALocal da obra: TORRE DA IGREJA SANTANAProprietário: IGREJA S...
Montes Altos é um município brasileiro do estado do Maranhão. Sua população estimada em2010 era de 9.424 habitantes. Possu...
Trata-se de uma edificação em concreto armado, em sete pavimentos, com as seguintescaracterísticas:A)   Fundações: blocos ...
1. A EDIFICAÇÃO ATUAL, DADOS FORNECIDOS E PROSPECÇÃOESTRUTURAL.1.1.               A Edificação AtualA edificação possui se...
Este cadastro foi realizado nos dias 28, 29 e 30 de janeiro. Como o único método as serutilizado para este caso era o méto...
2. CADASTRO ESTRUTURAL - MAPEAMENTOO cadastro estrutural consistiu no levantamento das posições e quantidade de pilares, l...
3. ANÁLISE DAS ESTRUTURAS E MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS      IDENTIFICADAS3.1.               Análise das Estruturas - Demoli...
notadamente em todas as colunas do primeiro e do segundo piso;- Fissuração (sintomatologia): por variação térmica, atuação...
4. ESTRUTURA PROJETADA4.1.                Serviços previstosA concepção dos serviços a serem executados na reforma da estr...
Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje; Execução de piso emborrachado;Na área 04 (3ª piso) foram previstos...
Execução de piso emborrachado;Área interna foi previstos os seguintes serviços: Execução de escada metálica circular para ...
5. A NECESSIDADE DO ACOMPANHAMENTO TÉCNICOPara a realização desta obra é fundamental o acompanhamento/fiscalização de umen...
6. SOBRE AS FUNDAÇÕESO cliente não apresentou sondagem do solo.A prospecção nas fundações não foi realizada no período de ...
7. CONCLUSÃOA edificação poderá receber as novas cargas, desde que sejam seguidos os projetosestruturais elaborados.As nov...
08. BIBLIOGRAFIANORMAS:NBR 6118Projetos de Estruturas de Concreto - Procedimentos / 2003MANUAIS:REABILITAÇÕES DE EDIFICAÇÕ...
09. RESPONSÁVEIS PELO LEVANTAMENTO  Rozilene F. Silva – Engª Civil e de Seg. do Trabalho  Confea: 1104201925  Rosileide F....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Memorial reforma Torre Montes Altos

1.170 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.170
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
183
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Memorial reforma Torre Montes Altos

  1. 1. Memorial Descritivo REFORMA Memorial Descritivo da Análise das estruturas e Projeto Estrutural com vistas à reforma da Torre da Igreja Santana situada na Praça da Matriz, Montes Altos/MA. Montes Altos/2012
  2. 2. APRESENTAÇÃOEste memorial foi elaborado com o objetivo de apresentar as soluções de engenharia estruturaladotadas para as novas solicitações de projeto arquitetônico, além de propor a recuperaçãodas estruturas deterioradas verificadas nas edificações que compõem a Torre da IgrejaSantana, localizada na Praça Matriz no centro do Município de Montes Altos/MA.
  3. 3. SUMÁRIO1. A EDIFICAÇÃO ATUAL, DADOS FORNECIDOS E A PROSPECÇÃO ESTRUTURAL.2. CADASTRO ESTRUTURAL - MAPEAMENTO3. ANÁLISE DAS ESTRUTURAS a. ANÁLISE DAS ESTRUTURAS - DEMOLIÇÕES b. MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS IDENTIFICADAS4. ESTRUTURA PROJETADA a. RECUPERAÇÃO E REFORÇO DAS ESTRUTURAS EXISTENTES. b. MATERIAL RECOMENDADO PARA RECUPERAÇÃO5. A NECESSIDADE DO ACOMPANHAMENTO TÉCNICO6. SOBRE AS FUNDAÇÕES7. CONCLUSÃO8. BIBLIOGRAFIA9. RESPONSÁVEIS PELO LEVANTAMENTO
  4. 4. A. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO.Obra: IGREJA MATRIZ – IGREJA SANTANALocal da obra: TORRE DA IGREJA SANTANAProprietário: IGREJA SANTANA - MONTES ALTOS/MAEndereço: RUA SANTANA – CENTRO – MONTES ALTOS/MA B. DESCRIÇÃO DA OBRA/SERVIÇO E DISPOSIÇÕES GERAIS1. DESCRIÇÃO GERALHISTÓRIA DA CIDADEA história da cidade de Montes Altos remonta ao ano de 1898, quando, nas imediações dolocal onde está edificado, um senhor de nome Quirino, vulgo “Sabugosa”, fez plantações decana-de-açúcar e passou a fabricar aguardente. Apesar de ter alcançado consideráveldesenvolvimento, a ponto de, em 1912, já contar com um posto telegráfico, a povoaçãosomente veio a ser elevada à condição de vila em 1949, que, no entanto, jamais foi instaladapelas autoridades de Imperatriz, às quais estava subordinada. A 08 de setembro de 1955,alcançou a categoria de cidade e sede do município de Montes Altos, criado pela Lei Nº1354. Seu primeiro prefeito eleito foi o Sr. Euclides Carneiro Neiva, que tomou posse no dia14 de julho de 1956.A cidade de Montes Altos é uma cidade acolhedora, de clima agradável e muito tranquilacom uma beleza natural que encantam a todos que lá visitam.
  5. 5. Montes Altos é um município brasileiro do estado do Maranhão. Sua população estimada em2010 era de 9.424 habitantes. Possui uma área de 1.338,390 km².Cidades vizinhas: Amarante, Gov. Edison Lobão, Ribamar Fiquene.Praça da Matriz, no município de Montes Altos (MA), onde pode-se ver a Torre, réplica da dePisa.Coordenadas da torre: 05°4952,1"S 47°0352,1"W Praça da Matriz, no município de Montes Altos (MA), onde se pode ver a Torre, réplica da de Pisa.
  6. 6. Trata-se de uma edificação em concreto armado, em sete pavimentos, com as seguintescaracterísticas:A) Fundações: blocos e estacas de concreto armado;B) Superestrutura: pilares, vigas e lajes em concreto armado;C) Fechamentos laterais (térreo): alvenaria de tijolo cerâmico chapiscadas e rebocadas;D) Piso: lastro de concreto desempenado;E) Pintura: pva látex sob selador acrílico;F) Esquadrias: janelas de ferro e vidro;G) Instalações elétricas: lâmpadas incandescentes sob instalação aparente;H) Escadas: térreo ao primeiro piso: escada de concreto;I) Demais pisos: escada de madeira;2.DESCRIÇÃO DAS DEPENDÊNCIAS 1. Torre composta de um piso térreo mais seis lajes de piso; 2. Pé direito entre pisos: 3,31m 3. Térreo: composto de 16 colunas de concreto aparente com diâmetro =18,00 cm, paredes com fechamento em alvenaria executadas posteriormente a execução da torre. Acesso em principal porta metálica. Piso em lastro de concreto desempenado. Escada pré-moldada de concreto para acesso ao 1ª piso; 4. 1ª piso: composto de 16 colunas em concreto aparente com diâmetro = 18,00cm. Paredes internas em alvenaria. Janelas de acesso ao piso esquadrias de ferro e vidro com dimensões variadas (ver anexo). Escada de acesso ao segundo piso em madeira. Piso em lastro de concreto desempenado; 5. 2ª piso e 5ª piso: composto de 16 colunas em concreto aparente com diâmetro = 18,00cm. Paredes internas em alvenaria. Janelas e acesso ao piso esquadrias de ferro e vidro com dimensões variadas (ver anexo). Escada de acesso em ferro tipo marinheiro sem guarda corpo e escada de madeira conforme a existente do 1º para o 2º piso. Piso em lastro de concreto desempenado; 6. 6ª piso: acesso através de escada de ferro tipo marinheiro, sem guarda corpo e escada de madeira. Piso em lastro de concreto desempenado. Gradil metálico – guarda corpo, em todo o perímetro. Piso em lastro de concreto desempenado.
  7. 7. 1. A EDIFICAÇÃO ATUAL, DADOS FORNECIDOS E PROSPECÇÃOESTRUTURAL.1.1. A Edificação AtualA edificação possui sete pisos, os quais foram construídos em estrutura de concreto armadoconvencional. Fundações em blocos de concreto cravados com estacas de concreto. Pilares evigas em concreto armado. Laje de concreto armado. Escada de concreto do térreo para oprimeiro piso. Escada de madeira do primeiro piso até o sétimo piso. Janelas em ferro e vidro.No topo da torre um sino de bronze com peso de 1.500 kg.Em cada piso uma série de novas solicitações foram apresentadas, desde a substituição detodas as janelas, escada de madeira, reforço estrutural, substituição da instalação elétrica.Procurou-se atender a todas as solicitações, mas vale salientar que, sendo o caso de umareforma, ajustes provavelmente ocorrerão no momento da edificação, cabendo ao engenheiroexecutor a escolha de uma solução estrutural que garanta a segurança da edificação.1.2. Dados fornecidos pelo ClienteAlgumas informações sobre a edificação atual permitiriam um estudo mais apurado desoluções estruturais, porém, por diversos motivos, não existem mais os projetos estruturaisdas edificações existentes ou cadastros estruturais ou quaisquer relatórios referentes àestrutura atual.Por conta desta falta de informações, procedeu-se um cadastro estrutural por amostragem.1.3. Prospecção EstruturalPara propor soluções mais próximas da realidade da edificação, procurou-se realizar umaprospecção estrutural nas edificações.
  8. 8. Este cadastro foi realizado nos dias 28, 29 e 30 de janeiro. Como o único método as serutilizado para este caso era o método destrutivo, a prospecção foi feita por amostragem.Na prospecção verificou-se uma série de patologias nas estruturas.A prospecção foi feita por um engenheiro civil auxiliado por um estagiário e um servente. Ométodo utilizado foi o destrutivo, usando ferramentas como picareta e furadeira.
  9. 9. 2. CADASTRO ESTRUTURAL - MAPEAMENTOO cadastro estrutural consistiu no levantamento das posições e quantidade de pilares, lajes evigas na estrutura, visando garantir, através de análise estrutural, que os mesmosatenderiam às novas solicitações de projeto.A edificação não está sendo utilizada, restringiu-se a área de prospecção dos pavimentos enão se realizou análise das fundações existentes, logo, os dados adotados para este nívelbasearam-se em situações ideais e suas condições devem ser confirmadas no momento daexecução.As armações, dimensões e recobrimentos das peças foram obtidos em exemplares de cadapeça e adotados para toda a estrutura.
  10. 10. 3. ANÁLISE DAS ESTRUTURAS E MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS IDENTIFICADAS3.1. Análise das Estruturas - DemoliçõesNo período da prospecção estrutural foi feita uma avaliação técnica das condições derecuperação das estruturas. Nesta avaliação foi levada em consideração a viabilidadeeconômica do tratamento em face aos custos com demolição e construção de uma novaestrutura.Desta análise chegou-se à conclusão que, o primeiro e o segundo piso são os que estãorealmente comprometidos. Estes estão sofrendo esmagamento devido ao peso dasestruturas superiores aos mesmos. A solução pensada deve-se ao reforço dos pilares com,a execução de recapeamento dos mesmos com concreto estrutural e ferragem, o que vaiaumentar a sua seção e, execução de um vigamento de amarração inferior aos pilares e,unindo todos no mesmo elemento. Em todos os níveis da torre esta prevista a execução deguarda corpo em alumínio e substituição de todas as janelas metálicas por alumínio e vidro.O motivo de escolher o alumínio foi o fato do mesmo se tratar de uma estrutura leve e, quenão necessitaria de manutenção periódica, como repintura. O fato de ser leve já alivia atensão que a estrutura sofre continuamente.DETALHES.As outras peças estruturais (colunas) dos demais pisos devem serrecuperadas/reforçadas no sentindo de refazer qualquer recobrimento necessário, vistoque as mesmas não estão sofrendo os mesmos danos observados no primeiro e nosegundo piso.3.2. Manifestações Patológicas IdentificadasAs manifestações patológicas detectadas nas peças estruturais foram:- Intensa oxidação de armadura, com desprendimento do cobrimento de concreto,
  11. 11. notadamente em todas as colunas do primeiro e do segundo piso;- Fissuração (sintomatologia): por variação térmica, atuação de sobrecargas e deformaçõesexcessivas nas estruturas;- Degradação do concreto;
  12. 12. 4. ESTRUTURA PROJETADA4.1. Serviços previstosA concepção dos serviços a serem executados na reforma da estrutura teve por base oprojeto arquitetônico. Em cada área de projeto foram elaboradas soluções que visamatenderem primeiro lugar a segurança, em segundo, a economia e em terceiro, a estética dolocal.Na área 01 (térreo) foram previstos os seguintes serviços: Recuperação de escada externa de concreto armado; Substituição de porta de acesso; Pintura acrílica em parede emassada.Na área 02 (1ª piso) foram previstos os seguintes serviços: Reforço estrutural em todas as colunas, recapeamento das mesmas com concreto estruturale armação em aço; Execução de vigamento em concreto armado para amarração de todas as colunas; Execução de guarda corpo em alumínio; Substituição de janelas e vidros; Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje; Execução de piso emborrachado;Na área 03 (2ª piso) foram previstos os seguintes serviços: Reforço estrutural em todas as colunas, recapeamento das mesmas com concreto estruturale armação em aço; Execução de vigamento em concreto armado para amarração de todas as colunas; Execução de guarda corpo em alumínio; Substituição de janelas e vidros;
  13. 13. Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje; Execução de piso emborrachado;Na área 04 (3ª piso) foram previstos os seguintes serviços: Recuperação de estruturas de concreto (colunas), recapeamento onde se fizer necessário; Execução de guarda corpo em alumínio; Substituição de janelas e vidros; Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje; Execução de piso emborrachado;Na área 05 (4ª piso) foram previstos os seguintes serviços: Recuperação de estruturas de concreto (colunas), recapeamento onde se fizer necessário; Execução de guarda corpo em alumínio; Substituição de janelas e vidros; Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje; Execução de piso emborrachado;Na área 06 (5ª piso) foram previstos os seguintes serviços: Recuperação de estruturas de concreto (colunas), recapeamento onde se fizer necessário; Execução de guarda corpo em alumínio; Substituição de janelas e vidros; Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje; Execução de piso emborrachado;Na área 07 (6ª piso) foram previstos os seguintes serviços: Recuperação de estruturas de concreto (colunas), recapeamento onde se fizer necessário; Execução de guarda corpo em alumínio; Substituição de janelas e vidros; Pintura acrílica em todas as estruturas inclusive laje;
  14. 14. Execução de piso emborrachado;Área interna foi previstos os seguintes serviços: Execução de escada metálica circular para acesso a todos os pavimentos Instalações elétricas foram previstos os seguintes serviços: Retirada de lâmpadas incandescentes; Execução de nova instalação elétrica com eletrodutos aparentes em pvc rígido; Execução de iluminação com refletores em todos os pisos; Execução de iluminação interna com luminárias fluorescentes; Execução de guarda corpo para escada marinheiro existente.
  15. 15. 5. A NECESSIDADE DO ACOMPANHAMENTO TÉCNICOPara a realização desta obra é fundamental o acompanhamento/fiscalização de umengenheiro civil/arquiteto com experiência em recuperação de estrutura de concreto.Embora os projetos sejam claros, uma série de interferências numa reforma poderá nortearmudanças visando garantir a segurança da edificação.O responsável definirá na obra quais os materiais mais adequados para cada reforço ourecuperação, selecionando dentro da lista aqui apresentada.O trabalho conjunto profissional de campo / estruturalista é fundamental para garantir oobjetivo destes projetos.
  16. 16. 6. SOBRE AS FUNDAÇÕESO cliente não apresentou sondagem do solo.A prospecção nas fundações não foi realizada no período de elaboração do projeto, porém,deverá ser analisada quando do período de execução.As novas cargas de projeto, conforme análises estruturais realizadas certamente nãoinfluenciam a estrutura atual, porém, é importante garantir que atualmente a situação dasmesmas atenda às necessidades de alívio de tensões da edificação.
  17. 17. 7. CONCLUSÃOA edificação poderá receber as novas cargas, desde que sejam seguidos os projetosestruturais elaborados.As novas estruturas a serem edificadas, reforços estruturais do primeiro e segundopiso, deverão ter garantidamente concreto com fck 25MPA.Todos os serviços deverão ser executados por profissionais capacitados e, atenderrigorosamente as normas de segurança, bem como utilizar devidamente os epi’s necessários.
  18. 18. 08. BIBLIOGRAFIANORMAS:NBR 6118Projetos de Estruturas de Concreto - Procedimentos / 2003MANUAIS:REABILITAÇÕES DE EDIFICAÇÕESAdriano FortesLIVROS:PATOLOGIAS DAS EDIFICAÇÕESNorberto B. Lichtenstein
  19. 19. 09. RESPONSÁVEIS PELO LEVANTAMENTO Rozilene F. Silva – Engª Civil e de Seg. do Trabalho Confea: 1104201925 Rosileide F. Silva – Engª Civil e de Seg. do Trabalho Confea: 1104202931

×