Desafios para
construtores de
pontes
2
3
Construímos pontes para quê?
Como construímos pontes?Como construímos pontes?
É fácil construir pontes ?
4
5
Ponte de Mostar, construída em 1556
• Mostar era um lugar onde ninguém
perguntava a que religião pertencias:
um lugar onde Muçulmanos, Judeus eum lugar onde M...
7
9 Novembro 1993
8
9
Esta cidade é famosa pela sua ponte velha (século XVI) sobre o rio Nereteva, situada na parte velha da cidade, que foi r...
Dois nomes:
•Jimmy Mizen
•Sir Anthony Berry
10
….E eu que tenho a
ver com isto ?ver com isto ?
11
2ª parte / Para concluir
7 regras para construtores de
pontes
12
Sete regras dos construtores
de pontes.
1. Reconhecer a existência de margens
e os obstáculos a ultrapassar - O
ponto de p...
2. Conhecer bem as margens a
unir: cada margem tem as suas
características, que condicionam
todo o plano de construção. A ...
3 - Planear bem a construção:
definir o objectivo a alcançar,
desenhar as etapas a
percorrer e estratégias
15
percorrer e ...
4 - Competência técnica (e
relacional) de arquitecto e
engenheiro: construir pontes não
é simples, um erro pode deitar
16
...
5 - Respeito das regras da
“mecânica” e da “física”, não
inventar; a gravidade é sempre
17
inventar; a gravidade é sempre
...
6 - A polinização das margens após
a construção da ponte: estimular
a utilização bidireccional da
ponte, com a troca inter...
7 - A manutenção da ponte: não
chega construir, nem utilizar
bem – é necessário cuidar da
19
bem – é necessário cuidar da
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desafios para construtores de pontes

536 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
536
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desafios para construtores de pontes

  1. 1. Desafios para construtores de pontes
  2. 2. 2
  3. 3. 3
  4. 4. Construímos pontes para quê? Como construímos pontes?Como construímos pontes? É fácil construir pontes ? 4
  5. 5. 5 Ponte de Mostar, construída em 1556
  6. 6. • Mostar era um lugar onde ninguém perguntava a que religião pertencias: um lugar onde Muçulmanos, Judeus eum lugar onde Muçulmanos, Judeus e Cristãos viviam juntos. 40 % dos casamentos eram mistos, em termos de religião…. • …mas um dia….6
  7. 7. 7 9 Novembro 1993
  8. 8. 8
  9. 9. 9 Esta cidade é famosa pela sua ponte velha (século XVI) sobre o rio Nereteva, situada na parte velha da cidade, que foi reconstruída em 2004 após a sua destruição em 1993 devido à guerra sentida na região. A reconstrução e reabertura da ponte é tida para os habitantes de Mostar como um sinal de esperança para o futuro de uma cidade dividida entre croatas e muçulmanos, que têm tido uma relação conturbada ao longo dos tempos. A ponte velha e o centro histórico de Mostar foram classificados como Património Mundial da UNESCO em 2005.
  10. 10. Dois nomes: •Jimmy Mizen •Sir Anthony Berry 10
  11. 11. ….E eu que tenho a ver com isto ?ver com isto ? 11
  12. 12. 2ª parte / Para concluir 7 regras para construtores de pontes 12
  13. 13. Sete regras dos construtores de pontes. 1. Reconhecer a existência de margens e os obstáculos a ultrapassar - O ponto de partida exige o prévio 13 ponto de partida exige o prévio reconhecimento da existência de margens e a ter a intenção de as unir, ultrapassando os obstáculos que as separam.
  14. 14. 2. Conhecer bem as margens a unir: cada margem tem as suas características, que condicionam todo o plano de construção. A sua 14 todo o plano de construção. A sua geologia, a orografia, os locais certos para construir, os terrenos sensíveis,...
  15. 15. 3 - Planear bem a construção: definir o objectivo a alcançar, desenhar as etapas a percorrer e estratégias 15 percorrer e estratégias referentes a cada uma delas..
  16. 16. 4 - Competência técnica (e relacional) de arquitecto e engenheiro: construir pontes não é simples, um erro pode deitar 16 é simples, um erro pode deitar tudo a perder...
  17. 17. 5 - Respeito das regras da “mecânica” e da “física”, não inventar; a gravidade é sempre 17 inventar; a gravidade é sempre gravidade..
  18. 18. 6 - A polinização das margens após a construção da ponte: estimular a utilização bidireccional da ponte, com a troca interactiva de 18 ponte, com a troca interactiva de saberes e a partilha de tradições e costumes. A hibridação de culturas..
  19. 19. 7 - A manutenção da ponte: não chega construir, nem utilizar bem – é necessário cuidar da 19 bem – é necessário cuidar da manutenção…. <

×