Modos de visão

975 visualizações

Publicada em

Os modos como se ver a fotografia, seu enquadramento e sua moldura visual.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
975
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modos de visão

  1. 1. Modos de visão[FAIP 2012] – FOTOGRAFIA IProf. Marcio Duarte
  2. 2. Imagens de David Urbanke (http://www.flickr.com/photos/davidurbanke)Considerações sobre as condições em que aimagem foi criada e as determinações sociais de talimagem.
  3. 3. Modos de Visão• A VISÃO OBJETIVA corresponde ou a uma percepção física dos objetos, ou a um conhecimento antropológico dos seres, ou a um conhecimento institucional, por exemplo: casal de idosos, roupa vermelha.• A um julgamento feito por um sujeito ou pela coletividade sobre o que é percebido relaciona-se a VISÃO SUBJETIVA, que se manifesta através de uma apreciação positiva ou negativa sobre alguma coisa, por exemplo: livro interessante, filme engraçado.• Já a VISÃO OBJETIVA RELATIVA corresponde a uma percepção física dos objetos do mundo, mas que inclui uma avaliação que depende de um sistema graduado, cujo critério dependerá das normas referentes ao sujeito ou a determinada sociedade, como por exemplo: a menina estava atrasada, roupa pequena.
  4. 4. Modo: VISÃO OBJETIVA
  5. 5. Modo: VISÃO SUBJETIVA
  6. 6. Modo: VISÃO OBJETIVA RELATIVA
  7. 7. Construções espaciais de imagens fotográficas sobo olhar do espectador/observador
  8. 8. A moldura• Delimita o espaço da imagem dentro da realidade.• As funções desta podem ser: – visuais (separar a imagem do que está fora dela);
  9. 9. A moldura (visual)
  10. 10. A moldura (visual)
  11. 11. A moldura• Delimita o espaço da imagem dentro da realidade.• As funções desta podem ser: – visuais (separar a imagem do que está fora dela); – econômicas (significar o valor do quadro);
  12. 12. A moldura (econômica)
  13. 13. A moldura• Delimita o espaço da imagem dentro da realidade.• As funções desta podem ser: – visuais (separar a imagem do que está fora dela); – econômicas (significar o valor do quadro); – simbólicas (como deve ser vista a imagem, que convenções ela segue e qual seu valor);
  14. 14. A moldura (simbólica)
  15. 15. A moldura (simbólica)
  16. 16. A moldura• Delimita o espaço da imagem dentro da realidade.• As funções desta podem ser: – visuais (separar a imagem do que está fora dela); – econômicas (significar o valor do quadro); – simbólicas (como deve ser vista a imagem, que convenções ela segue e qual seu valor); – representativa e narrativa (a metáfora da janela aberta para o mundo);
  17. 17. A moldura (representativa e narrativa)
  18. 18. A moldura (representativa e narrativa)
  19. 19. A moldura• Delimita o espaço da imagem dentro da realidade.• As funções desta podem ser: – visuais (separar a imagem do que está fora dela); – econômicas (significar o valor do quadro); – simbólicas (como deve ser vista a imagem, que convenções ela segue e qual seu valor); – representativa e narrativa (a metáfora da janela aberta para o mundo); – retórica (profere um discurso que convence o espectador de uma idéia).
  20. 20. A moldura (retórica)
  21. 21. A forma como se vê a imagem produzida(estática ou em movimento)
  22. 22. Pirâmide Visual • Apresenta um espaço definido; • É o campo visual que temos a frente, mesmo que imaginário, de uma imagem; • O olho está sempre no seu vértive.
  23. 23. Enquadramento• Segundo Arnheim, é uma questão de centramento/descentramento pertencente a criação de “centros visuais”, sempre sob direção de um “centro absoluto”, o cume da pirâmide (o olho).
  24. 24. Enquadramento (centramento)
  25. 25. Enquadramento (centramento)
  26. 26. Enquadramento (descentramento)
  27. 27. Ponto de Vista• O enquadramento realizado por “alguem”, que não o produtor da cena.• Pode designar: – Um local, real ou imaginário, à partir do qual uma cena é olhada; – O modo particular como uma questão pode ser considerada; – Uma opinião, um sentimento com respeito a um fenômeno ou a um acontecimento.
  28. 28. Ponto de Vista
  29. 29. Desenquadramento• A forma de centralizarmos as imagens são quebradas por algo contido, ora na moldura, ora nos objetos pertencentes à cena.• Podemos classificar variações: – Desenquadramento e centramento: Cria-se um centro para a imagem; – Desenquadramento e borda da imagem: Busca identificar os personagens e posicioná-los de modo real; – Desenquadramento e sequencialidade: Ato de anular o desenquadramento.
  30. 30. Desenquadramento (centramento)
  31. 31. Desenquadramento (centramento)
  32. 32. Desenquadramento (borda da imagem)
  33. 33. Desenquadramento (sequencialidade)

×