O livro de josué

11.235 visualizações

Publicada em

0 comentários
12 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.235
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.476
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
536
Comentários
0
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O livro de josué

  1. 1. O livro de Josué Risco e vitória da fé em Israel
  2. 2. Autoria <ul><li>Título </li></ul><ul><li>O nome “Josué”, que se deve à principal figura do livro, significa “salvação do Senhor”. </li></ul><ul><li>Os gregos traduziram-no para “Iesous” ou Jesus como está na Vulgata Latina. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Autor </li></ul><ul><li>O livro é anônimo. A maior parte dele pode ter sido escrita pelo próprio Josué, que conhecia os fatos em 1ª mão e era também escritor (24.26). Obviamente, um colaborador acrescentou mais tarde os últimos cinco versículos sobre a morte de Josué e de Eleazar. Esse colaborador pode ter sido Finéias ou um dos anciãos. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O conteúdo do livro, que se limita à liderança de Josué, reforça a opinião de que tenha sido escrito pelo sucessor de Moisés e no seu próprio tempo. </li></ul><ul><li>Josué talvez tenha sido o descendente mais ilustre de José. Era da tribo especialmente abençoada por Jacó (Gn. 48.10). Do mesmo modo que José foi o “salvador” dos seus irmãos no Egito, Josué conduziu o povo para o livramento e descanso. </li></ul>
  5. 5. Cenário Histórico <ul><li>Data de escrita – 1405 – 1375 a.C. </li></ul><ul><li>Admitindo que Josué tivesse a mesma idade de Calebe (40 anos quando espiaram Canaã, Josué 14.7), é possível que tenha começado a comandar a Israel com 79 anos. Visto ter morrido com 110, a sua liderança durou 39 anos (24.29). A conquista inicial durou 7 anos (14. 7,10). </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Estado em que se achava a nação </li></ul><ul><li>A liderança da nação tinha sido transferida a Josué por ocasião da morte de Moisés. A travessia do Jordão teve lugar um pouco antes da páscoa, época em que o Jordão inundou as margens. </li></ul><ul><li>Toda a população (cerca de 2 milhões e meio) estava decidida a invadir Canaã. Apesar de duas tribos e meia terem negociado com Moisés a permanência na Transjordânia, eles enviaram 40.000 homens para conquistar Canaã. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Condição de Canaã </li></ul><ul><li>Geograficamente, a terra de “Canaã” compunha-se de toda a faixa ocidental desde Sidom, ao norte, até Gaza e Sodoma, no sul (Gn. 10.19). O nome “Canaã” denominava, em geral, toda área em que se estabeleceram os filhos de Canaã. Foi mais tarde, chamada de “Palestina” pelos romanos, nome esse que é a forma grega de “Philistia” (Palestina) Os nativos eram chamados de “Filisteus”. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Quanto à raça, a terra era ocupada por um grupo misto que parecia serem descendentes de Canaã, filho de Cão, filho de Noé (Gn.10.15-20). Há na bíblia várias listas desses grupos (Gn. 10; Dt. 7.1; Josué 3.10). Além de serem identificados por sua localização: </li></ul><ul><li>Heteus – dos filhos de Hete, que se estabeleceram na Ásia menor; </li></ul><ul><li>Girgaseus – da região ocidental do mar da Galileia; </li></ul><ul><li>Amorreus - povo montanhês dos planaltos do norte; </li></ul><ul><li>Cananeus – tecnicamente, da parte do norte; </li></ul><ul><li>Ferezeus – associados com os cananeus do norte; </li></ul><ul><li>Heveus – os pacíficos gibeonitas pertos de Jerusalém; </li></ul><ul><li>Jebuseus – tribo guerreira estabelecida em torno de Jerusalém. </li></ul>
  9. 11. <ul><li>Politicamente, Canaã tinha sido dominada pelo Egito em 1468 a.C., que estabeleceu postos militares e cidades reais por toda a terra. Em 1440, o poder se deteriorou e a província tornou-se propensa a invasões. As cidades estavam bem fortificadas, como por exemplo, Jericó, edificada sobre um outeiro, rodeada por dois muros de tijolos, um de 3.6m de largura e outro de quase 2m. </li></ul>
  10. 12. <ul><li>Religiosa e moralmente, infestada de idolatria e degrada: </li></ul><ul><li>El era o deus supremo. Cruel, sanguinário e de sensualidade incontrolável. </li></ul><ul><li>Baal era filho de El e o seu sucessor. Dominava o grupo cananeu e era considerado o “senhor do céu”. Deus da chuva e vegetação. </li></ul><ul><li>Anate era a irmã de Baal e uma das três deusas protetoras do sexo e da guerra. A favor da prática da prostituição e da morte de crianças. </li></ul><ul><li>Asterote ou Astarte e Aserá eram esposas de Baal e também deusas do sexo e da guerra. </li></ul><ul><li>Moloque e Milcom, de origem amonita, eram deuses da orgia, do mesmo modo que Camos era a divindade principal dos Moabitas. </li></ul><ul><li>Sl. 115.8 </li></ul>
  11. 13. Objetivo do Livro <ul><li>Preservar a história da conquista de Canaã e a divisão da terra em tribos. A história revela a fidelidade do Senhor com o Deus observador da aliança (Josué 1.2-6). Demonstra também à posteridade de Israel a grande vitória que o povo pode alcançar se tão somente seguir a liderança Teocrática do senhor, em vez de recorrer à força humana. </li></ul>
  12. 14. Esboço de Josué <ul><li>CONQUISTA DE CANAÃ .................................... 1-12 </li></ul><ul><li>Ingresso em Canaã ............................................ 1-5 </li></ul><ul><li>Josué é comissionado ........................................... 1 </li></ul><ul><li>Jericó é espiada .................................................... 2 </li></ul><ul><li>O rio Jordão é atravessado ................................ 3-4 </li></ul><ul><li>A Páscoa é celebrada ............................................ 5 </li></ul><ul><li>Campanha Central ............................................ 6-9 </li></ul><ul><li>Queda de Jericó ................................................... 6 </li></ul><ul><li>Pecado e castigo de Acã ....................................... 7 </li></ul><ul><li>Captura de Ai e Betel ........................................... 8 </li></ul><ul><li>Aliança em Gibeom .............................................. 9 </li></ul>
  13. 15. <ul><li>Campanha Meridional ........................................ 10 </li></ul><ul><li>Ataque pela Liga Amorita </li></ul><ul><li>Contra-ataque de Josué </li></ul><ul><li>Duas intervenções miraculosas </li></ul><ul><li>Destruição das cidades do sul </li></ul><ul><li>Campanha Setentrional ................................. 11-12 </li></ul><ul><li>Desafio da Liga Setentrional ................................ 11 </li></ul><ul><li>Contra-ataque de Josué </li></ul><ul><li>Vitória total </li></ul><ul><li>Retrospecto da conquista .................................... 12 </li></ul>
  14. 16. <ul><li>DIVISÃO DE CANAÃ .......................................13-24 </li></ul><ul><li>Distribuição da Terra .................................... 13-19 </li></ul><ul><li>Tribos estabelecidas a leste ............................... 13 </li></ul><ul><li>Terras do sul para Calebe e Judá ................... 14-15 </li></ul><ul><li>Terras do centro para os filhos de José ......... 16-17 </li></ul><ul><li>Divisão das terras restantes ........................ 18-19 </li></ul><ul><li>Especificações das cidades especiais ............ 20-21 </li></ul><ul><li>Cidades refúgio ................................................. 20 </li></ul><ul><li>Cidades dos levitas ............................................ 21 </li></ul><ul><li>Controvérsias com as tribos da Transjordânia ... 22 </li></ul><ul><li>Discurso final e morte de Josué ................... 23-24 </li></ul>
  15. 17. Contribuições singulares de Josué <ul><li>Cumprimento da promessa de Deus a Abraão. </li></ul><ul><li>A invasão de Josué cumpriu o segundo aspecto da aliança do Senhor com Abraão: a entrega da terra prometida. </li></ul>
  16. 18. <ul><li>Travessia do Jordão (4). </li></ul><ul><li>Por que outra travessia miraculosa por entre as águas? Confirmar à nova geração que talvez não acreditasse na travessia do Mar Vermelho. Outros objetivos: </li></ul><ul><li>Confirmar a liderança de Josué </li></ul><ul><li>Confirmar que Deus desalojava os cananeus e dava a terra a Israel </li></ul><ul><li>Demonstrou o poder da arca, que continha as tábuas da Lei de Deus, à medida que liderava a multidão para dentro das águas. </li></ul>
  17. 20. <ul><li>Redenção de Raabe, a prostituta (2.12-21; 6.22-25). </li></ul><ul><li>Embora esta mulher cananeia seja retratada com prostituta e mentirosa, o N.T. julga a sua atitude como obra de fé (Hb. 11.31; Tg. 2.25). </li></ul><ul><li>A grandeza de sua redenção pode ser vista no fato de que ela veio a tornar-se, do lado materno, uma ancestral de Davi e do Messias. </li></ul>
  18. 21. <ul><li>Josué encontra seu “Comandante” (5.14). </li></ul><ul><li>Josué teve um encontro especial com o Senhor antes de começar a obra. Uma grande lição: Os líderes do Senhor deveriam receber as ordens do Senhor. </li></ul><ul><li>Pecado de Acã (7). </li></ul><ul><li>Qual foi o pecado de Acã que merecesse sua destruição? Dt. 20.14, o roubo da Acã em Jericó foi um erro por duas razões: </li></ul><ul><li>Violou um a ordem direta de Deus, e roubou o que pertencia ao Senhor (6. 17-19). Desde que Jericó era a 1ª cidade de Canaã a ser tomada (as primícias) portanto, o Senhor declarou estarem os despojos “sub judice” (Lv. 27.29), reservado ao seu tesouro. Fraude contra o Senhor foi a razão de o povo ser finalmente exilado conforme 2 Crônicas 36.21 . </li></ul>
  19. 22. <ul><li>Leitura da Lei em Siquém (8. 30-35). </li></ul><ul><li>Neste lugar Abraão havia recebido pela primeira vez a aliança (Gn. 12. 6-7). Também Jacó chegou ao voltar de Harã, comprando o lugar que mais tarde deu a José (Jo. 4.5). O objetivo da peregrinação era lembrá-los da promessa de Deus a Abraão e da sua Lei a Moisés. As bênçãos de Abraão continuariam a ser deles se tivessem o cuidado de guardar a Lei de Moisés. </li></ul>
  20. 23. <ul><li>“ O sol se deteve” (10.13). </li></ul><ul><li>Duas intervenções sobrenaturais na campanha contra os amoritas: </li></ul><ul><li>O Senhor lançou grandes pedras de granizo que fizeram uma destruição maior que as tropas </li></ul><ul><li>O Senhor aumentou o dia da batalha e o exercito de Josué conseguiu alcançar e vencer o inimigo. </li></ul>
  21. 24. <ul><li>Cessão da terra às 12 tribos (13-21). </li></ul><ul><li>A desigualdade da distribuição da terra é bastante surpreendente. A partilha realizou-se mediante um “sorteio”, revelando-se assim a vontade de Deus (Josué 18.6; Pv. 16.33). Fatores na distribuição: </li></ul><ul><li>Judá recebeu a grande seção do sul porque Calebe era da sua tribo e Moisés lhe tinha prometido a terra que espiara; </li></ul><ul><li>Como foi dado a José o direito de primogenitura (1 Cr. 5.1), seus dois filhos Efraim e Manassés receberam a grande parte do centro. E Josué, que foi espia fiel, pertencia à tribo de Efraim que adquiriu o direito da escolha. </li></ul>
  22. 26. <ul><li>“ Escolhei hoje a quem sirvais” (24.15). </li></ul><ul><li>Famoso desafio de Josué no fim da sua vida. Vendo a tendência do povo para a idolatria. O povo reagiu favoravelmente à solene chamada de consagração e austeridade que proporcionou um final feliz a esse livro de fé e vitória. </li></ul>
  23. 27. Tipos de Cristo em Josué <ul><li>“ o cordão de escarlate à janela” de Raabe (2.18,21) é visto como tipo redentora de Cristo. Como o sangue nas ombreiras das portas no Egito. </li></ul><ul><li>“ Príncipe do exercito” (Josué 5.14) </li></ul><ul><li>Josué = “Jesus”, ou “salvação do Senhor”, na sua obra de trazer o povo ao descanso (Hb. 4.6-10). </li></ul>

×