Lição 13- A Igreja do Século 21

1.878 visualizações

Publicada em

Slide da Lição 13- A Igreja do Século 21
Lições Bíblicas Jovens 3º trimestre de 2015.
Tema: Novos Tempos, Novos Desafios- conhecendo os desafios do século XXI
Se gostou, comente, curta e compartilhe.
Se não gostou, comente. Receberemos as críticas e veremos o que pode ser melhorado/modificado.
http://maxsuelaquino.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/maxsuel.aquino
https://twitter.com/emaxsuel

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.878
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
209
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
110
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 13- A Igreja do Século 21

  1. 1. Lnçózs Biàucns DVB-I IS : E à ü 'a _ . : 41:: - . /': IÃJ”/ Í:/ ' ü L Í! - v ' _Í-: É " Axsséfmb1e1adç: LDeus em _ *ÍíFlorâniég-IÊN; A *. a okê; Q i A “Maxsuel Aq1_1_1no , * I l_ ___ A reja í undo Novo Ço ndo os esafios do Século XXI
  2. 2. 1- Aoaiyeja em um Mundo Novo 2- OrProoesso de e . - *é Globalizaçao e W 3? «Õíerrgãnstñõ í “j : Marca o Novo Século “F” <t
  3. 3. L To r : e: te. ; r r; ; y : errei v». FH. ;C ÍK. , F. ní_ . a e_ g C k . f_ l , v_ ; A L, . N f_ . Il 11W¡ W r r . .LIÀ . Ju. foteaíotcrjfüoex» «
  4. 4. 7- As Catásüofes Ambientais 8- As Mudanças dos âüã 'e e s g: : o Valores Mora1s _ *eêiíw o . u 9- NNova Religiosídage
  5. 5. 1G- AeAsoensão Econômica 11- Ae Superexposição , _ Midiáüoa dailgeja f . › Ç' 12- Ao Secularização Mais Presente
  6. 6. Qual lição mais lhe marcou e chamou mais; a sua atenção? 0.6x › , q . › Ç'
  7. 7. ;U › à! _x ¡f! _E_ _dk f I , uq _Í'"H' ~ ~^ _ n¡ j' _ ~g e e HH * j! ” f¡ mí' É'. ;z f' ' ! yo rsg. ..? ,-. ,w v ¡ TEXTO DO DEA "“' _ › _ _ . ç. o? »UJH e r «-; .› É A 7 , '›Q“F. .›' “P015 tambem eutegdlgo que tu es e x¡ tLrção 13- A Igrejgdo Século 21 M' , x É 5,ͧ. :Ôb1“§í, . ta Média edíñcêrei ao ° e": á a 'é . .e w" r' . a1, '1 Vportàsi/ _do inferno; não , p. .. 1913416 @So 2-» g7¡ »eng ' as¡ e PTÔVMÉCBÍÃQ: 099553 Ç1?: ~73»*ê ~e; rA» íir; , : V: , «¡*”'. .“", p: (Mt16:18)“ ' í " a
  8. 8. q] , -7 r _LÍ V 3 ~*' SINTESE r e a lj! , ,4|"l F f. . “a › vma wi: M' v w - »VÍ- Ú '°* J x* › grid-Às" neto_ . uu . J, ¡Á! E] e f” N- , nçn à” Apesar das duras provaçoes pelas quarso o_ W _ _ -. t_ . ... .o pagaolo, Ê3 -I greja A ; de% ; C3°iStv0 Séêue “Õ r; em'rÍidirÍe%çãoÊ% apfalvo que Deus lhe 'I “ . '»¡. .WA V _ ? '31 . . . .gli o__-gl' e x _ , ..- . _,f__ o des1gnou. x' . o _ A. . _ . .Lv-IVA ; M ' , v e f¡ d _i4 m. x )_ . . r a ° f; ( l 1 ›¡n¡ A¡ J , '70 , *› ' . r , "' " A Í ' H. A . › ' - 1 o. 'r' . oi- . r. w”. r "r . ,1 _ - - . v_ . , _ ›r~- ° __ , › . x_ -
  9. 9. r BÍBLICO Atos 15 . i1 ,2 UEircão, algtms qudtinham descidcfidãiJíÍideiap' ensinavam assim os irmãos: _Se Xosãnão fÉV* í [FÉ e , .a , í . -f ~un . lcireuncidmdes, conforme ouso dSpMOISCjSQrHaO í podeis glvareifos. d. à * 'r' 'ç ¡fmíx É' Í "e" z-í Í u _ fa: : _ ai_ 1 *RV _ g-jfzgTând tidoxíPauioioeBarnabe nao pequena " À* w: Tí"" 'É' i ' ' ' ildisÇussãÕÍpíppeÊohten 'conta 61639 resolveu-rss_ ? _ríqueiPàiãúlogj Barnfabé , e alpgúãs 4'de1it1^cepe1es', “7_gÍ; Í;'í a subissemÍÍiaJerusaléãm aos apóstolos eiaõs* É ciãos¡ sobre aquela questão.
  10. 10. BÍBLICO A Atos 153,4 páEieles, sendo acoríip i" ados igej a, passaram pela Fenieia e por S aria, í¡“; ff~_'k *z *contando* a conversão dos sgeítiosípãeíivnçi* i 1 a . _ . h sgsdaVam 539d? alemao? 750493 93 &Qisdifuuux à* _ , ____ " _ 4 f; ___ _ t* e _à g a . e r, .. - l . a s. ~, « ' › g: J- m '; 'o ~ “ *Í e u. “PQ, , Ji , a 4.x. K. f? r V”, _E oiáiQuand chegaram a Jerusalem, _ fora Ípela igejà epelos aípóstplQSvfffj' . peganciãosg eplhes anunciaram quãdgandes e * ? coisas Deus . e feito com eles.
  11. 11. BÍBLICO Atos 155,6 ai¡ . -J! s, porém, da seitados fansegus_ as: : -r ? sit *' Q que tinham crido se levantaram, “~ií¡'^flí dizendo que era mister eirc . cidáêloês _ei_'_i; manda1'js1he*§Í g qiie guardassem a lei de v e' m r t_ i_ 7 a _ _ ^' "J- Ceegrergrafírãsd» me; raiapestsle. s : os anciãos para considerar este assunto. , _ N» y.
  12. 12. e s Atos 15:28,-29 wi. 28 Na Verdade, spareceu-bem ao Espirito" , 1_ Vosimpprçm “'- anto e a nos não ais encargo; *#, --. 1 , fg. __%1*v~ algum, senao estas coisas necessarias: i»_››. _., . ' Jal” _ k. . . l ull__, 29 ' ° b inh' ialdii¡ ° “l ue Vos a ste ais* as coisas e ¡"f'1“' . cw «n -vD-p' n? sacrificadas aos idolos, e do san e, e da ; - " e rn¡ ; kadu-zm ' e 'ç' carne sufocada, e da fomicaçao; destas. . -. e . x , !í Í _, coisas fareis ' bem' soguardardes, Bem __ '. 'o , Vos Vá. t ' p' ' ' '
  13. 13. No episódio hoje_ l- O Perñl daIgreja Neotestamentária II- Atlgeja do Século 21 Ill -Dkesafios daIgreja do Século 21
  14. 14. "rara ; n e ; rar f? ! to Ve: at* › L t; L m, ía _lrrl'af; _x~íi~ i» 11,1 _a Lst; _í"~àLf. r ~ 1 i n , UÇJÀZ/ li'
  15. 15. É_ lnncdução Enqueeteee : nedereidede desimetivavee a "ÍLÍT V: _i studo teológico, F 7 7 fala-ese egeracqla necessidade de t uma teologia publica . a pá. ,
  16. 16. É_ lnncdução Se elafechar-ae em si, poderá temarrse_ seetária, obsoleta t' ineomunieáveiliàs . 'o pessoas que dela o V mais precisam,
  17. 17. É_ lnncdução fAbrir-se em demasia pcdà levar a comunidade de fé ao perigo de descaracterizare se diante das absorçoes E” . . indiscrüadas de modelos que não servem para a sua vivência. - <ðv s:
  18. 18. OIPEIL DIÍQREJA NEorEsrAMaiàifr, R-(TYYY) 6,1134', .unlt- . _. _0'“7'Vj . _»_t_I| .., ._ 10m. , 1 p, '_ , nm
  19. 19. itiva tinhuês ' e fundamentais: Á l l l l ri Zz z: :: ekxãxxa l/
  20. 20. . 3_ 'x s: , , › l. Comunitaria Para atlgreja do primeiro t século os bens materiais não *- eram a prioridade. g- 0.6x › . a pá. .
  21. 21. . a_ 'x s: , , › l. Comunitaria _ ---. l°i44tEitodos os que* criam estavam juntos, e tudo em comum. 45 *Evendiam suas propriedades e bens, e repiartiam com todos, segundo cada um havia de mister. ” (Atos 2:44,45) g- Q_
  22. 22. . 3_ 'x s: , : s l. Comunitaria Até o soñrimento era encarado de forma muito diferente dos dias de hoje. g- 0.6x › ça: 'Qi
  23. 23. . a_ 'x s: , : s l. Comunitaria A doutrina era única, assim como todas as coisas lhes eram *i comuns (At 2.42-47). g- 0.6x › . a pá. .
  24. 24. . V 'x s: , : s l. Comunitaria _ ---. “Retiraram-se, pois, da preseaça do conselho, regozij ando-se de terem sido julgados digas de padecer añonta pglo nome de *Jesusf* (Atos 5:41) g- ç_
  25. 25. . a_ 'x s: , : s l. Comunitaria “Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois Ébem- aventurados. E não temais com medo deles, s:nem . vos tinbeisg. ” (lPedro 3:14) g- ça: 'Qi
  26. 26. . a_ 'x e: , 9 › 1. Comumtana “Ao qual resisti-ñrmes na fé? sabendo que as mesmas aflições se cumprem egüe os * vossbs irmãps no mundo. ” (1 e Pedro 5:9) g- . › #CP
  27. 27. . V 2.Car1smat1ea Ajlgeja dava libergade ao Espirito Santo e seus membros eram revestidos de poder (Atos 24) g- 0.6x › ç<u 'Qy
  28. 28. , 2. Carismática “ i i f“42 E “perseveravam na douüina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações, 43 *Bem toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos A apóstolos” / (Atos 242,43) 0.6x › ç_
  29. 29. 3. Dirigida pelo Espírito por meio de homens de Deus. A* Igejamantinha uma sintoma com otEspirito Santo. Ei' “- . .
  30. 30. 3. Dirigida pelo Espírito por meio de homens de Deus. Quando na discussão acerca da circuncisão do gentios, a decisão partiu do "Espírito para os 4 líderes e desses para a d' . " igreja V s, (At 1523,29). '
  31. 31. 7 ' r¡ Pense! É possível = ¡ identificar na igreja dos dias atuais, as mesmas características da Igeja do primeiro século? 0.6x › . g Ç'
  32. 32. ATENÇQÃO! !! e A igreja de hoje carismãtica e dirigida pelo "Espírito Santo. g- 0.6x › ç_
  33. 33. É 3 M343_ - A IGREJA DüSÉgULü) znttt . "-"i*'°, 9, 15W , . . - . í ; mn 3;* 993 "' a _ _ . .' o . ' y . o '› K 'à - C 0 r - " -' »›'*'*-°““"" “ã “ t( i I t y" _ í _i l a ' _ § ' v 5:' 0o , w! " t . J . ¡ '›”'› C I -›r_' . .bn _, S_
  34. 34. 1 A )'* war-r* r 1*» Qi* Í! ›(. *.›JÍ“* k T; ta'= -.+, ç;«. at* a 43v' . n y , _ A
  35. 35. . a_ A Igreja em rrieio ao ativismo «imã › n¡ . ' . J -
  36. 36. 2. A' multiplicidade ide denominações
  37. 37. , w" _e ~ de “denommaçoes 2. A multiplicidad ; çâraíã/ AZÀ» ; '
  38. 38. Denominação para todos os gostos: Igej a da Água Abençoada Congegação Antiblasfêmias IgejatEvangélica de Abominação à ; Vida Torta Igeja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém í_ _ Congegação J, ASI”, (Jesus 'i *i . Q Ama a Todos) . , Igeja Automotiva do_ Fogo , = <ÍP= .(2. Sagrado
  39. 39. Denominação para todos os gostos: Igreja Evangélica Pentecostal a Última Embarcação Para Cristo Associação Evangélica Fiel Até Debaixo tDÁsua Igeja BatistaAtPaz do Senhor e Antiglobo Igeja Pentecostal ? Jesus Nasceu em Belém Igeja daPomba Brancas e i a V: Igej a Agde Amor p, a a , ç
  40. 40. Denominação para todos os gostos: e a , Igeja Bailarimas da Igreja Abre-te-Sesamo Valsa Divina lgrejaEvangélicaMuçulmana J avé é Pai Assembleia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés IgejaiEVangéIica Adão é o Homem _ Igeja*E; .-'I'. Q.B (Eu. Também q, i Quero aBiênção , Igeja &Dgkanthalabassi a, a a _a
  41. 41. 3, A descaracterização da mensagem bíblica.
  42. 42. ,4 mu¡ , i. arm. , N l , f , .L. ix »J_ i J tdi/ kk . ii_ U Kra. , no ; I H _ F24_ . I. .zru, lt L i n VL! , m. .T i, / b¡ . l Kb_ c. il. , . .. 4. Fm. . u! ,, . 4. e , v; . a! r, rf; r v _T v. i . . , tl a. , t ; L . i Í , -l, . . , im , r A , Ut k , l mlk. ,É . v . fl, .l ai. . . . . JI, W . Wim, : nr _rx_ +2._ z , N p rn. ,Lux v, : 44a, t. ..) S. , . Ma. ,z , UK; .,112, l, IV- v( . n. Y-. .v1 , , . Â( T , ,vl, , Pág. . m). a". .rlz, n r , l _ , ¡FJ . l, I N» _ fx IP FIA Fui. FL. I. :A . _ 2.x rar q , y . .lJ l A ly! . , . , É . r _r na , JC. @FN
  43. 43. cuix › _ . a Ç'
  44. 44. .a c'
  45. 45. , _ 7,4» ; uma a¡ r . SECULO 21 m _ ' É, _- migra_ ' Ç , , ; ' 'Es = =““í , a , ..| '.d. . 5 - , .- , v z r , Ç”¡^' ' ' . _“_u« -_ , . à ' h ¡ ' x l . ' ^ v" 4 5.' "7 t. " '› *'” u. .. ' 7 à d 'i . . ›
  46. 46. . 3_ ' , a A . 'e “M” 1, Manter a essencia à? ? ' A _TC N j .
  47. 47. . 3_ ' , a A . 'e “M” 1, Manter a essencia
  48. 48. ' , a A . 'e “M” 1, Manter a essencia
  49. 49. 2. Fortalecer o seu educação cristã «six › ¡. |« ça: J. "
  50. 50. 2. Fortalecer o seu educação cristã
  51. 51. 2. Fortalecer o seu educação cristã «six › ¡. |« ça: J. "
  52. 52. 2. Fortalecer o su prograa de educação cris
  53. 53. 2. Fortalecer o seu educação cristã «six › ¡. |« ça: J. "
  54. 54. r Q › ? Ã m . . _ , , int . xml. k l , . . #t u l . T. . , . p: : l-
  55. 55. ~ r rf erutpttqgx. ; . Wikia, »me 9*; - e: : @zum-p
  56. 56. ~ r rf erutpttqgx. ; . Wikia, »me 9*; - e: : @zum-p
  57. 57. 3. Não abdicar ai sua identidade bíblica «iara › a . ' . J -
  58. 58. 3. Não abdicar ai sua identidade bíblica
  59. 59. . a_ Imporitante ç_
  60. 60. r 3 *+t'%. r;, ~;g: °~: il, íx~; a *a tão ÊRÊHJJÍJÇIV 152;, CIÍJIFL_ : e *í1[; lu: l'ñ)_f_'l l _pj ; gt 71V M 1 i; í_í; i*í'j"zêgs~i_rw: : @Willi ~Íi°~1i; í_§; t[›1I; í>-iiue* unouilx : tmrrfcmltttt H1 [ter rack f, ma» ~ m, «fleaãíe , em tati « w
  61. 61. . a_ u' ' . Conclusão / Ênutetanto, a uma prática que nada em tem com a do Senhor Jesus, com a desculpa de estarmos "fazendo a obra de Deus”, certamente ñacassaremos, pois Ele nenhum K , ,Mt 7221.1231 ompromisso terá conosco_ «da › i . a _A
  62. 62. HVRA m rwrsâãaí 1. Cite üês características da Igeja do primeiro século. 2g Cite üês características dalgeja do século 21g 3. Quais são os desaños daIgreja do séculg 21? = <ÍP= .(2.
  63. 63. &FVRA DÁ rzvtseãe* 4. que você acha que pederia sei feito para, melhorar a educação ciistã em sua igreja local? Ê. Segundg o texto de Mateus 721-23, e que muitos que dizem estar . 'i e Q. “fazendo a obra deDeus” ' * escutarião de Jesus? À , e, . g : _.
  64. 64. »e @Em @Ei-By «gw "É r mim!

×