Padrão de vida bahá%27í

303 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Padrão de vida bahá%27í

  1. 1. PADRÃO DE VIDA BAHÃI UMA COMPILAÇÃO
  2. 2. Padrão de Vida Bahâi
  3. 3. Padrão de Vida Bahái Uma compilação das Escrituras Bahá'is, com algumas passagens das Escrituras do Guardião da Fé Bahá'i. Tradução de Leonora Armstrong EDITORA BAHÁI DO BRASIL Rua Eng. Gama Lobo, 267 20551, Rio de Janeiro, RJ 1 980
  4. 4. Tradução do original inglês "The pattern of Bahál Life" Edição de 1970 1.' Edição 1973 2* Edição 1981
  5. 5. ÍNDICE Introdução 5 Pureza 9 Bondade 26 Um coração radiante 56 índice remissivo 03
  6. 6. As seguintes abreviações são usadas neste livro para os nomes dos livros Bahá'is dos quais as passagens foram selecionadas: ABL — 'Abdul-Bahá in London ADJ — Advent of Divine Justice (The) AHW — Arabic Hidden Words BP — Bahá'i Procedure (American edition, 1942) BWF — Bahá'i World Faith (American edition, 1943) ESW — Epistle to the Son of the Wolf GWB — Gleanings from the Writings of BaháVIláh Kl PT PHW PM PDC PUP SAQ — — — — — — — Kitab-i-lqán Paris Talks Persian Hidden Words Prayers and Meditations of BaháVIláh Promised Day is Come (The) Promulgation of Universal Peace Some Answered Questions SBS TAB TB WT — — — — Selections from Bahá'i Scripture Tablets of 'Abdul-Bahá Tablets of Bahá'u'lláh Will and Testament of 'Abdul-Bahá
  7. 7. Introdução "Meu primeiro conselho é este: possui um coração puro, bondoso e radiante, a fim de que seja tua uma soberania antiga, imperecível, eterna." Nos escritos de Bahá'u'lláh e de 'Abdu'1-Bahá, como também nas Suas pronunciações registradas, encontramos numerosos trechos que convocam todos a uma nova vida de conduta impecável. Como em tantos outros setores de revelação, assim também no da moral, os ensinamentos de BaháVIláh são uma fruição, uma culminação, uni cumprimento dos dizeres relativamente fragmentários dos antigos Manifestantes de Deus. A relação é como a do fruto para o botão, ou como a lei de Moisés para com a fragrante flor do Orador da Montanha. Estes trechos são tão ricos em conteúdo, que quase desafiam classificação e de fato, entrelaçam-se, inevitavelmente, quanto ao sentido. A passagem acima citada das Palavras Ocultas de BaháVIláh sugeriu o método que foi adotado, o de dividir o material em três grupos princi-
  8. 8. pais, que tratam da relação do indivíduo consigo mesmo, de sua relação com os outros, e com Deus, simbolizado pela pureza, pela bondade e pelo esplendor. Além destes trechos, foram escolhidos em virtude de sua especial aplicação à atualidade, três extratos de "O Advento da Justiça Divina", obra esta em forma de carta enviada pelo falecido Guardião da Fé Bahá'í, Shoghi Effendi, aos bahá'ís americanos, durante seu primeiro grande projeto de expansão. Estes extratos foram adaptados com algumas omissões. Com exceção destes e mais um ou dois indicados claramente no contexto, tudo o que segue origina-se das palavras de Bahá'u'lláh e 'Abdu'lBahá. Não se deve supor, de modo algum, que esta seleção esgote a totalidade dos ensinamentos morais da Fé. Na verdade, durante o trabalho de compilar, verificamos, após escolha preliminar, que o material dispon-vel era muito abundante e que representava apenas o que até agora foi traduzido para o inglês, do original persa e árabe, idiomas nos quais o Fundador da Fé Bahá'í e Seu Filho transmitiram a revelação da verdade para nossos dias. Todo grande Manifestante de Deus, refletindo perfeitamente aquela fonte de energia e poder de atração que os homens chamam amor, de uma maneira adaptada às necessidades mutantes de uma humanidade em crescimento progressivo, tem tido sempre um objetivo tríplice:
  9. 9. perpetuar a civilização do homem, purificar suas qualidades, promover sua felicidade em todos os mundos de Deus. É do aspecto central deste objetivo, purificação das qualidades do homem, pivô do qual dependem ambos os outros, que esta seleção trata especialmente. O próprio homem, criado para conhecer, servir, adorar, louvar, refletir e amar a Deus, deve ser considerado uma mina de atributos, cada uma latente e potencial. Através daquela interação com o mundo chamada educação, é que se fazem aparecer estes atributos. Se, no curso dessa interação, o homem ficar imbuído de desejos egoístas, esses atributos serão introvertidos, os laços de amor e estima pelos outros se tornarão fracos e desaparecerão e aquelas qualidades que indicam, realmente, falta extrema, a antítese de todas as virtudes, desenvolver-se-ão. Se, por outro lado, o homem compreender que seu semelhante também foi criado a fim de refletir as perfeiçoes de Deus, ele procurará associar-se ao seu semelhante, de modo que, através da cooperação mútua, cada um possa aumentar sua capacidade refletiva e assim desenvolver-se, crescer e expandir, até que aquelas perfeiçoes se revelam claramente, e a alma assim capacitada esteja pronta para a vida do além. Essa associação, esse amor, essa amizade, alicerçam aquela civilização sempre em evolução, para cuja promoção todos os homens foram criados.
  10. 10. Assim como cada grande Manifestante de Deus é um espelho perfeito, que reflete a Essência Divina, do mesmo modo todos os seres humanos são espelhos que, volvendo-se para aqueles Manifestantes e especialmente para Bahá'u'lláh o Manifestante desta era, podem refletir os gloriosos atributos Deles, aqueles atributos necessários para a existência perpétua np reino celestial. "As recompensas desta vida são as virtudes e perfeições que adornam a realidade do homem." "Compilador"
  11. 11. "Pureza" o CORPO Tua vista é Minha confiança; não permitas que o pó dos desejos vãos lhe obscureça o lustre. Teu ouvido é sinal de Minha generosidade; não deixes o tumulto de motivos indignos desviá-lo de Minha Palavra, a qual envolve toda a criação. Teu coração é Meu tesouro; não consintas que a mão traiçoeira do ego te roube as pérolas que nele entesourei. Tua mão é símbolo de Minha Benevolência; não a impeças de segurar firme as Minhas Epístolas guardadas e ocultas. BaháVIláh (GWB 322) A CASTIDADE Os que seguem seus desejos lascivos e suas inclinações corruptas, erram e dissipam seus esforços. Estão, em verdade, entre os perdidos. A pureza e a castidade têm sido, e ainda o são, os maiores ornamentos para as servas de Deus. Deus é minha testemunha! O esplendor da luz da castidade difunde sua iluminação sobre os mundos do espírito, e sua fragrância é levada até o Mais Excelso Paraíso.
  12. 12. Verdadeiramente, Deus fez da castidade uma coroa para as cabeças de suas servas. Grande é a bem-aventurança daquela serva que tiver alcançado tão elevado grau. Dizei: Não há de ser contado entre o povo de Bahá aquele que seguir seus desejos mundanos ou fixar seu coração nas coisas da Terra. Meu verdadeiro seguidor é aquele que, se vier a um vaie de puro ouro, o atravessará diretamente indiferente como uma nuvem, não se volvendo para trás, nem fazendo uma pausa. Tal homem, seguramente, me pertence. De suas vestes a Assembléia no alto pode inalar a fragrância da santidade... E se ele encontrasse a mais bela e encantadora das mulheres, seu colação não se sentiria seduzido pela mais tênue sombra de desejo de sua beleza. Tal pessoa, em verdade, é a criação da imaculada castidade. Assim vos ensina a Pena do Ancião dos Dias, segundo ordenada pelo vosso Senhor, o Onipotente, o Generosíssimo. BaháVIláh (ADJ 26,27) Uma vida casta e santa deve ser considerada como um fator essencial que há de contribuir devidamente para fortalecer e vitaiizar a Comunidade Bahá'i, sendo que disto dependerá, por sua vez, o êxito de qualquer plano ou empreendimento bahá'i. Nestes dias, quando as forças da irreligião estão enfraquecendo a fibra moral e solapando os fundamentos da moralidade individual, a obrigação de castidade e santidade deve exigir, em escala crescente, a 10
  13. 13. atenção dos bahá'is, tanto em suas capacidades individuais, como em sua qualidade de custódios responsáveis pelo interesse da Fé de Bahá'u'lláh. Todos, sejam homens ou mulheres — nesta hora ameaçadora em que as luzes da religião minguam e seus controles um a um estão sendo abolidos — devem fazer uma pausa a fim de se examinarem, perscrutarem suas condutas, e, com resolução, purificar a vida de sua comunidade de todo traço de lassidão moral que possa macular o nome, ou diminuir a integridade de uma Fé tão santa e preciosa. Uma vida casta e santa deve ser o princípio que controla o comportamento e a conduta de todos os bahá'is, tanto em suas relações sociais com os membros de sua própria comunidade, como em seu contato com o mundo afora. Deve adornar e reforçar a incessante faina e os esforços meritórios daqueles cuja invejável posição é difundir a Mensagem e administrar os assuntos da Fé de BaháVIláh. É a norma que deve ser mantida, em toda a sua integridade e todas as suas implicações, em cada fase da vida dos que preenchem as fileiras desta Fé, seja em seus lares, viagens, clubes sociedades, diversões, suas escolas ou universidades. Na maneira de conduzir as atividades sociais de cada Escola de Verão BaháM, a ela deve ser dada atenção especial bem como em quaisquer outras ocasiões em que a vida comunitária Bahá'i é organizada e promovida. Deve ser íntima e continuamente identificado 11
  14. 14. com a missão da Juventude BaháN, tanto como elemento na vida da Comunidade Bahá'i, como fator no futuro progresso e orientação da juventude de seu próprio país. Tal vida casta e santa, com suas implicações de modéstia, pureza, temperança, decoro e uma mente sadia, exige nada menos que o exercício de moderação em tudo o que diz respeito ao vestuário, linguagem, divertimentos e todas as atividades artísticas e literárias. Requer uma vigilância diária no controle dos desejos carnais e das inclinações corruptas. Exige o abandono da conduta frívola, com seu excessivo apego a prazeres triviais e muitas vezes mal orientados. Exige abstenção total de bebidas alcoólicas, do ópio e de outras drogas semelhantes que formam hábito. Condena a prostituição da arte e da literatura, a prática do nudismo e da coabitação, a infidelidade em relações maritais, toda espécie de promiscuidade, a fácil familiaridade e os vícios sexuais. Não pode tolerar nenhuma acomodação para com as teorias, normas, hábitos e excessos de uma era decadente. Não, antes procura demonstrar pela força dinâmica de seu exemplo, o caráter pernicioso de tais teorias, a falsidade de tais normas, a vacuidade de pretensões, a perversidade desses hábitos e o caráter sacrílego desses excessos. Deve ser lembrado, entretanto, que a manutenção de tão elevadas normas de conduta moral não deve ser associada ou confundida 12
  15. 15. com qualquer forma de asceticismo ou puritanismo excessivo e fanático. A norma inculcada por BaháVIláh em nenhuma hipótese procura negar a pessoa alguma, o legitimo direito e privilégio de desejar o máximo proveito e benefício a serem derivados das múltiplas alegrias, belezas e prazeres com os quais um amoroso Criador tão abundantemente enriqueceu o mundo. "Se um homem", Bahá'u'lláh Mesmo nos assegura, "desejar adornar-se com os ornamentos da Terra, usar suas vestes ou participar dos benefícios que ela pode conceder, nenhum mal lhe poderá acontecer, contanto que ele não permita que coisa alguma intervenha entre ele e Deus, pois Deus ordenou todas as boas coisas, quer citadas no céu ou na Terra, para aqueles de Seus servos que verdadeiramente crêem Nele. Alimentai-vos ó povo, com as boas coisas que Deus vos concedeu e não vos privais de Suas maravilhosas dádivas. Agradecei e louvai a Ele e sede dos sinceramente gratos." Shoghi Effendi (ADJ 24) ASSEIO Asas poluídas de lodo jamais poderão voar. Bahá'u'lláh (ESW 131) Quando o homem é puro e imaculado em todos os respeitos, elè se torna o centro do reflexo da luz manifesta. Em todas as suas ações e conduta deve haver primeiro pureza, então beleza e independência. Devemos limpar 13
  16. 16. o canal antes de enchê-lo de água fresca. Os olhos puros compreendem a vista e o significado de Deus; a narina pura inala as fragrâncias do roseiral das graças; o coração puro torna-se espelho da beleza da verdade. Eis por que, nos Livros Sagrados, os conselhos e mandamentos divinos são comparados à água. Asseio e santidade, pureza e fineza enaltecem a humanidade e causam o progresso dos seres. Mesmo quando aplicada ás coisas físicas, a fineza conduz à espiritualidade, como é estabelecido nas Sagradas Escrituras. O asseio externo, embora seja uma coisa apenas física, exerce uma grande influência sobre a espiritualidade. 'Abdu'1-Bahá (TAB 581) CONFISSÃO Não te rebaixes, nem suspires ou chores. Bahá'u'lláh (PHW 44) O pecador, ao achar-se livre e desprendido de tudo, menos de Deus, deve pedir clemência e perdão a Deus. Declarar os pecados e as transgressões diante de qualquer homem não é permitido, desde que isto jamais foi, nem é, meio de obter o perdão divino. Ainda mais, tal confissão diante das criaturas leva à humilhação e ao rebaixamento e Deus não deseja a humilhação de Seus servos. BaháVIláh (TB 87) 14
  17. 17. DECORO Todos os homens foram criados a fim de levarem avante uma civilização que sempre evolua... Comportar-se do mesmo modo dos animais do campo é indigno do homem. As virtudes em harmonia com sua dignidade são a tolerância, a misericórdia, a compaixão e a bondade para com todos os povos e raças da terra. De modo algum é permitido que um homem transgrida os limites de seu próprio grau e condição. A integridade de cada grau e condição deve necessariamente ser preservada. Isto significa que todo o ser criado seja visto à luz da condição que lhe foi destinado ocupar. Bahá'uMláh (GWB 215, 188) FIRMEZA A fonte de coragem e do poder é a promoção da Palavra de Deus e a constância em Seu amor. Para tudo há um sinal. O sinal do amor é firmeza em Meu decreto e paciência em Minhas provações. BaháVIláh (SBS 323; AHW 48) SAÚDE Todo mal que aflige o corpo do homem é um obstáculo que impede a alma de manifestar seu inerente poder e força. BaháVIláh (GWB 154) 15
  18. 18. Se a saúde e o bem-estar do corpo forem usados no caminho do Reino, isto será aceitável e digno de louvor; e se forem aplicados em benefício da humanidade em geral, mesmo sendo para seu benefício material (ou corporal) e for meio de fazer o bem — isto também será aceitável. Se, porém, a saúde e o bem-estar do homem forem devotados à satisfação dos desejos sensuais, numa vida sobre o plano animal e às ocupações diabólicas — então a doença seria melhor do que tal saúde; até mesmo a morte seria preferível a tal vida. Se desejas saúde, deseja-a para que possas servir ao Reino. 'Abdu'1-Bahá (TAB 207) HUMILDADE A humildade leva o homem ao céu da glória e do poder, enquanto o orgulho o rebaixa até às profundezas da miséria e degradação. Todo o homem de discernimento, enquanto caminha sobre a terra, se sente humilhado, em verdade, desde que percebe perfeitamente que a coisa de onde derivam sua prosperidade, sua riqueza, seu poder, seu enaltecimento, seu progresso e sua grandeza, é, segundo Deus determinou, a própria terra que é pisada sob os pés de todos os homens. Quem conhece esta verdade está, sem a menor dúvida, purificado e santificado de todo orgulho, arrogância e vangloria. Bahá'u'lláh (ESW 30,44) 16
  19. 19. INTEGRIDADE A espada de um caráter virtuoso e de uma conduta íntegra é mais aguçada do que lâminas de aço. Este povo não necessita de armas para destruição, uma vez que se preparou para reconstruir o mundo. Suas hostes são as hostes das boas ações, suas armas as da conduta íntegra e seu comandante o temor a Deus. Quem, neste Dia, se levantar para promover Nossa Causa e convocar em seu auxílio as hostes de um caráter louvável e uma conduta íntegra, a influência decorrente de tal ação haverá, com absoluta certeza, de ser difundida pelo mundo inteiro. BaháVIláh (ESW 29, 74; GWB 287) LIBERDADE A liberdade deve, no final, conduzir à sedição, cujas chamas ninguém pode extinguir... sabei que a incorporação da liberdade e seu símbolo é o animal. O que convém ao homem é a submissão a tais restrições que o possam proteger oe sua própria ignorância e guardar contra o dano causado pelo malfeitor. A liberdade leva o homem a exceder os limites daquilo que é apropriado e a infringir a dignidade de sua condição. Rebaixa-o ao nível da perversidade e depravação extremas. Dizei: A verdadeira liberdade consiste na submissão do homem aos Meus Mandamentos, embora pouco vos tenhais apercebido disso. Fossem os ho17
  20. 20. mens observar o que lhes mandamos do Céu da Revelação, atingiriam, certamente, à perfeita liberdade. Dizei: A liberdade que vos é proveitosa não é encontrada senão em completo serviço a Deus, a Verdade Eterna. Quem tiver saboreado sua doçura, recusar-se-á a trocá-la por todo o domínio da terra e do céu. BaháVIláh (GWB 335) BENS MATERIAIS Dizei: Não vos regozijeis por causa das coisas que possuis; nesta noite são vossas, amanhã outros as possuirão. ó Filho do Homem! Tu desejas ouro e Eu desejo que deles te libertes. Tu te achas rico por possuí-lo e Eu reconheço que tua riqueza está em ficares purificado dele. Por minha vida! Este é Meu conhecimento e aquilo é tua fantasia; como pode Meu modo estar de acordo com o teu? Por Aquele que brilha acima da aurora da Santidade! Se toda a Terra fosse convertida em prata e ouro, nenhum homem que se pode dizer tenha ascendido, verdadeiramente, ao céu da fé e certeza, se dignaria lhe dar atenção, e, muito menos, apanhá-lo e guardá-lo. Bahá'u'lláh (GWB 138; AHW56; ADJ 19) MODERAÇÃO O que passar além dos limites da moderação, deixará de exercer uma influência benéfica. Quem adere à justiça, jamais poderá, sob 18
  21. 21. quaisquer circunstâncias, transgredir os limites da moderação. A civilização, tantas vezes alardeada pelos eruditos expoentes das ciências e artes, se for permitido que transponha os limites da moderação, trará aos homens grande mal. . . Se levada a excesso, a civilização provará ser tão prolífica fonte do mal, como fora do bem enquanto confinada dentro dos limites da moderação... Todas as outras coisas estão sujeitas a este mesmo princípio da moderação. BaháVIláh (GWB 216, 342) MODÉSTIA O temor a Deus sempre foi uma defesa certa, uma cidadela segura, para todos os povos do mundo. É a causa principal da proteção da humanidade e o instrumento supremo para sua preservação. Verdadeiramente, existe no homem uma faculdade que o detém, protegendo-o contra qualquer coisa que seja indigna e indecorosa, e é conhecida como seu pudor. BaháVIláh (ESW 27) PACIÊNCIA Ele, verdadeiramente, aumentará a recompensa dos que sofrem com paciência. Se alguém vos aviltar, ou se o desgosto vos atingir, no caminho de Deus, sede pacientes e ponde vossa confiança Naquele que ouve, que vê. BaháVIláh (GWB 129; ESW 24) 19
  22. 22. PUREZA Nós, verdadeiramente, observamos vossas ações. Se percebermos nelas o doce aroma da pureza e santidade, nós, com absoluta certeza vos abençoaremos. Instamos aos servos de Deus e às Suas servas que sejam puros e temam a Deus, a fim de que possam se livrar da dormência de seus desejos corruptos e se volver para Deus. BaháVIláh (GWB 307; ESW 23) "O coração puro é aquele que está inteiramente desprendido do ego." 'Abdu'1-Bahá (ABL 110) SANTIDADE Ele escolheu do mundo inteiro os corações de Seus servos e fez de cada um a sede da revelação de sua glória. Portanto, santificai-os de toda poluição, a fim de que as coisas para as quais fostes criados sejam gravadas neles. Dizei: Tende compaixão de vós próprios e de vossos semelhantes e não permitais que a Causa de Deus — uma Causa incomensuravelmente elevada acima da essência da Santidade — seja poluída com a mácula de vossas vãs fantasias, vossas imaginações indignas e corruptas. Levanta-te, ó povo, e, através do poder da grandeza de Deus, resolve ganhar a vitória sobre ti próprio, a fim de que toda a Terra possa, porventura, se livrar e santificar de sua escravidão aos deuses de suas vãs fantasias — deu20
  23. 23. ses estes que têm causado tão grande prejuízo aos seus infelizes adeptos, sendo os responsáveis pela sua miséria. Estes ídolos constituem o obstáculo que impedem o homem em seus esforços para ir avante no caminho da perfeição. Bahá'u'lláh (GWB 297, 93) CONHECIMENTO DE SI PRÓPRIO Quem tiver conhecido a si próprio, terá conhecido a Deus. O homem deve conhecer o seu próprio eu, e conhecer aquelas coisas que conduzem à elevação ou ao aviltamento, à honra ou à vergonha, à influência ou à pobreza. Depois do homem haver compreendido seu próprio ser e atingido a maturidade, então lhe é necessária a influência (ou a competência). Pudesseis vós apreender com quais maravilhas de Minha generosidade e graça me dignei de beneficiar as vossas almas vós, em verdade, vos livraríeis do apego a todas as coisas criadas, e adquiriríeis um verdadeiro conhecimento de vós próprios — conhecimento que é o mesmo que a compreensão de Meu próprio Ser. Achar-vos-íes independentes de tudo menos de Mim, vindo a perceber, com vossa visão interior e com a exterior e tão manifestos como a revelação de Meu esplendoroso Nome, os mares de Minha misericórdia e graça movendo-se dentro de vós. BaháVIláh (GWB 178; TB 5; GWB 326) 21
  24. 24. DESPRENDIMENTO A condição da rendição absoluta do ego transcende e permanecerá para sempre elevada acima de qualquer outra condição. Bahá'u'lláh (GWB 338) Sede tão leves e desprendidos como a brisa, a fim de que possais obter acesso ao recinto de Minha Corte, Meu Inviolável Santuário. Bahá'u'lláh (GWB 328) Dizei: Livrai vossas almas, ó povo, da escravidão do ego e purificai-as de todo apego a qualquer coisa senão a Mim. A lembrança de Mim limpa da poluição todas as coisas, pudesseis vós apenas perceber isto. Baháu'lláh (GWB 294) O amor a si próprio é uma estranha característica e o meio da destruição de muitas almas importantes do mundo. Se um homem estiver imbuído de todas as qualidades boas, mas for egoísta, todas essas virtudes minguarão ou virão a desaparecer, e ele, finalmente, irá a pior. 'Abdu'1-Bahá (TAB 136) Incumbe-te desprender-te de todos os desejos salvo de teu Senhor, o Supremo e não esperar ajuda ou auxílio de qualquer um no universo. 'Abdu'l-Bahá (TAB 97) 22
  25. 25. SINCERIDADE Quem busca sinceramente não deve desejar para os outros o que não deseja para si próprio, nem prometer o que não cumpre. BaháVIláh (Kl 194) Não esperes que aqueles que violam as leis de Deus sejam dignos de confiança ou sinceros na fé que professam. Evita-os e mantém estrita vigilância sobre ti, para que seus ardis e injúrias não te causem dano. BaháVIláh (GWB 233) Atentai, ó povo, para que não sejais daqueles que dão bom conselho aos outros, mas se esquecem de segui-lo. As palavras de tais pessoas e além das palavras, as realidades de todas as coisas, e além destas realidades, os anjos que estão próximos de Deus, fazem contra eles a acusação de falsidade. BaháVIláh (GWB 277) Incumbe-te ser absolutamente sincero, volver-te para o Santo Reino e dar generosamente o espírito na Causa do Senhor de Poder. Verdadeiramente, esta não é senão uma vida eterna, imperecedoura, que não termina no mundo existente. 'Abdu'l-Bahá (TAB 620) SONO Se um homem dorme, deve ser não por prazer, mas para descansar o corpo a fim de melhor agir, melhor falar, explicar em palavras 23
  26. 26. mais belas, servir os servos de Deus e provar as verdades. Enquanto permanece acordado, deve se esforçar por ser atencioso, servir a Causa de Deus e sacrificar suas próprias condições pelas de Deus. Quando atinge esta condição, as confirmações do Espírito Santo o alcançarão e com este poder, o homem poderá enfrentar todos os que habitam a Terra. 'Abdu'1-Bahá (TAB 460) TEMPERANÇA Bebei, ó servas de Deus, o Vinho Místico do cálice das Minhas Palavras. Rejeitai, então, aquilo que vossas mentes abominam, pois vos foi proibido em Suas Epístolas e Suas Escrituras. Acautelai-vos para que não troqueis o Rio que é a Vida Verdadeira, por aquilo que as almas dos puros de coração detestam. Inebriai-vos com o vinho do amor de Deus e não com aquilo que entorpece vossas mentes, ó vós que O adorais! Verdadeiramente, isto foi proibido a todo crente, quer homem ou mulher. Bahá'u'lláh (ADJ 27) Segundo o texto do Sacratíssimo Livro, é proibido beber vinho, pois é causa de moléstias crônicas, enfraquece os nervos e consome a mente. 'Abdu'1-Bahá (ADJ 27) MUNDO ó Filho do Ser! Não te ocupes com este mundo, pois com fogo provamos o ouro e com ouro provamos Nossos Servos. 24
  27. 27. Dizei: Se buscais esta vida e suas vaidades, deveríeis tê-las buscado enquanto ainda fechados no ventre materno, pois naquele tempo estáveis continuamente vos aproximando delas, pudesseis apenas perceber isto. Por outro lado, desde que nascestes e atingistes a maturidade, tendes constantemente retrocedido do mundo e vos aproximado cada vez mais do pó. Por que, então, exibís tão grande avareza, amontoando os tesouros da Terra, quando seus dias são contados e sua oportunidade bem perto de estar perdida? Não quereis, pois, ó desatentos, despertar de vosso sono? O mundo é apenas uma peça de teatro; é vão e vasio, simplesmente nada, uma simulação da realidade. Não lhe dediqueis vossa afeição. Não rompais o laço que vos une com vosso Criador e não sejais dos que erraram e se desviaram de Seus caminhos. Em verdade, digo, o mundo é como vapor no deserto, que o sedento imagina ser água e se empenha, com todas as suas forças em alcançar, até que ao fazê-lo verifica ser apenas ilusão. Ou, ainda, pode-se compará-lo a uma imagem sem vida da bem-amada que o apaixonado procurara durante um longo tempo, ficando, afinal, profundamente entristecido ao encontrar apenas esta imagem, incapaz de nutrir ou aliviar seu anelo. Bahá'u'lláh (AHW 55; GWB 127, 328) 25
  28. 28. "Bondade" CONDUTA INTEGRA Uma conduta íntegra, com suas implicações de justiça, eqüidade, veracidade, honestidade, imparcialidade e fidedignidade, deve distinguir toda fase da vida da Comunidade Bahá'i. Tal conduta íntegra deve se manifestar com uma potência cada vez maior em todos os veredictos que os representantes eleitos da Comunidade Bahá'i, em qualquer capacidade em que se encontrem, possam ter de pronunciar. Deve ser constantemente refletida nas transações comerciais de todos os seus membros, em suas vidas domésticas, em toda espécie de emprego e em qualquer serviço que possam, no futuro, prestar ao seu governo ou seu povo. Deve ser exemplificada na ocasião de todas as eleições bahá'is, quando exercem seus sagrados direitos e funções. Deve caracterizar a atitude de todo leal seguidor da Fé no que diz respeito à sua obrigação de não aceitar encargos políticos, nem se identificar com qualquer partido político, nem participar de controvérsias políticas, e de não se afiliar a organizações políticas ou instituições eclesiásticas. Deve revelar26
  29. 29. -se na aderência incondicional de todos, sejam moços ou velhos, aos princípios fundamentais claramente enunciados e estabelecidos por 'Abdu'1-Bahá em Seus discursos e às leis e ordenações reveladas por Bahá'u'lláh em Seu Sacratíssimo Livro. Deve ser demonstrada na imparcialidade de todo defensor da Fé contra seus inimigos, em sua eqüidade em reconhecer méritos que o inimigo possa possuir, e em sua honradez em cumprir toda e qualquer obrigação que lhe possa dever. Deve constituir o mais brilhante ornamento da vida, das atividades, dos esforços e das palavras de todo instrutor bahá'i, esteja ele trabalhando em sua terra natal ou no estrangeiro, quer na vanguarda das fileiras de instrutores, ou ocupando uma posição de mehos ação e responsabilidade. Deve-se fazê-la o distintivo daquele corpo dos representantes eleitos de cada comunidade bahá'i, numericamente pequeno mas intensamente dinâmico e altamente responsável, o qual constitui o sustentáculo e o instrumento único para a eleição, em cada comunidade, daquela Casa Universal cujo próprio nome e título, segundo determinação de Bahá'u'lláh, simbolizam aquela conduta íntegra que é sua mais alta missão salvaguardar e executar. Tão grande e transcedental é o princípio da Justiça Divina, princípio este que deve ser considerado a suma disiinção de todas as Assembléias Locais e N cionais, em sua qualidade de precursores da Casa Universal de Justiça, que o próprio BaháVIláh subordina 27
  30. 30. Sua vontade e inclinações pessoais à força predominante das implicações e exigências deste princípio. "Deus é Minha Testemunha!" assim explica Ele: "se não tosse contrário à Lei de Deus Eu teria beijado a mão daquele que Me quis assassinar e lhe deixado herdar Meus Bens terrestres. Restringe-me, porém, a Lei inexorável estabelecida no Livro e sou privado de todas as possessões mundanas." Não é de se admirar, pois, que o Autor da Revelação Bahá'i tenha resolvido associar o nome e título daquela Casa, destinada a ser a glória suprema de Suas instituições administrativas, não com perdão mas sim com justiça e que Ele fez a justiça a única base e o alicerce permanente de Sua Paz Máxima e a proclamou em Suas Palavras Ocultas como "a mais amada de todas as coisas" a Seu ver. Shoghi Effendi (ADJ 19, 22, 24) ANIMAIS O sincero pesquisador deve mostrar bondade para com os animais, mais ainda para com seu semelhante, aquele dotado do poder da expressão vocal. BaháVIláh (Kl 194) Os instintos e sensibilidades físicas são comuns ao homem e ao animal... os pobres animais não podem falar... deve-se, pois, mostrar aos animais muita consideração, maior bondade do que ao homem. Educai as crianças, desde a infância, de tal modo que se tor28
  31. 31. nem cada vez mais bondosas e misericordiosas para com os animais. 'Abdu'1-Bahá (TAB) ASSOCIAÇÃO Associai-vos a todos os homens, ó povo de Bahá, em espírito de amizade e camaradagem. BaháVIláh (ESW15; GWB 289) Não fiqueis satisfeitos enquanto cada um com quem tendes relações não seja para vós como membro de vossa família. Considerai cada um como pai, ou irmão, ou irmã ou mãe, ou como filho. Se puderdes atingir isto, vossas dificuldades desaparecerão e sabereis o que fazer. 'Abdu'1-Bahá (ABL 92) Quando amais a um membro de vossa família ou um patrício, que o seja com um raio do Amor Infinito! Que o seja em Deus e para Deus! Onde quer que encontreis os atributos de Deus, amai aquela pessoa, quer seja de vossa família ou de outra. Irradiai a luz de um amor ilimitado sobre todo ser humano que encontrardes. 'Abdu'1-Bahá (PT 38) LINGUAGEM MA Incumbe a todo homem apagar o traço de toda palavra vã da tábua de seu coração. Não corrompais vossa língua com a exe29
  32. 32. cração ou maldição de ninguém, e guardai vossos olhos contra aquilo que não seja digno. A língua é para mencionar o que é bom; não a poluais com palavras más. Deus vos perdoou o passado; doravante, devereis vós todos dizer o que for digno. Evitai a execração, o rebaixamento e aquilo que ofender o homem. BaháVIláh (GWB 11; TB 90; BWF 208) CARIDADE A caridade é amada e aprovada por Deus e é considerada a principal entre todas as boas ações. Em verdade, esta palavra abençoada ó neste sentido, um sol entre as palavras. Bem-aventurado é aquele que prefere seu irmão a si próprio; tal homem é do povo de Bahá. Os que possuem riqueza devem ter a maior consideração pelos pobres, pois grande é a honra destinada por Deus aos pobres de infalível paciência... Não há honra, salvo a que Deus se digne conceder, que possa ser comparada com esta honra. Grande é a bem-aventurança que espera os pobres que suportam seus sofrimentos com paciência e os escondem, e bem-aventurados os ricos que compartilham suas riquezas com os necessitados e os preferem a si próprios. BaháVIláh (TB 57; GWB 202) Quando uma pessoa faz uma boa ação, embora seja louvável, se não é causada pelo amor e conhecimento de Deus, é imperfeita. 'Abdu'1-Bahá (SAQ 349) 30
  33. 33. CRIANÇAS Os homens e as mulheres devem entregar aos cuidados de uma pessoa digna de confiança uma parte daquilo que ganham no comércio, na agricultura, ou em outra ocupação, para ser despendida com a educação e instrução das crianças. É decretado que cada pai eduque os filhos e as filhas no conhecimento e na escrita e também naquilo que foi ordenado nas Epístolas... Quem educa seu filho ou os filhos de outrem é como se tivesse educado um de Meus filhos. As escolas devem primeiro treinar as crianças nos princ.pios da religião a iim de que a Promessa e a Ameaça mencionadas no Livro de Deus, possam impedi-las das coisas proibidas e adorná-las com o manto dos mandamentos; mas isto de tal modo que não prejudique as crianças, causando o fanatismo ignorante e a intolerância. Bahá'u'lláh (TB 29, 129, 53) Fazei todo o possível a fim de encorajar a espiritualidade nas crianças. É dever de todos cuidar das crianças. Aqueles sem filhos, deveriam, sendo possível, tornar-se responsáveis pela educação de uma criança. 'AbduM-Bahá (ABL H6, 91) 31
  34. 34. COMPAIXÃO Cuidar dos doentes é um dos maiores deveres ! No caso de cada alma que fica doente, as pessoas amigas deveriam, certamente, oferecer uma vida (de serviço) com a maior bondade. Nós todos deveríamos visitar os doentes. Quando estão tristes e sotrendo, é uma verdadeira ajuda e benefício receber a visita de uma pessoa amiga. A alegria exerce um grande poder curador sobre os enfermos. No Oriente é costume fazer freqüentes visitas aos enfermos, dando-lhes assistência individual. O povo do Oriente mostra a maior bondade e compaixão para com os doentes e todos que sofrem. Isto tem maior efeito do que o próprio remédio. Sempre deveis ter este pensamento de amor e carinho ao visitardes os enfermos e aflitos. 'Abu'1-Bahá (TAB 149; PUP 199) CORTESIA Nós, em verdade, escolhemos a cortesia e a fizemos o verdadeiro distintivo dos que estão próximos Dele. A cortesia é, na realidade, uma veste que convém a todos os homens, sejam jovens ou velhos. Bem-aventurado quem adorna com ela a sua têmpora e ai daquele que é privado desta grande dádiva. ó povo de Deus! Eu vos exorto à cortesia. A cortesia é no grau primário o Senhor de todos os atos virtuosos. Abençoado é aquele que é iluminado com a luz da cortesia e adornado 32
  35. 35. com o manto da retidão! Quem está dotado da cortesia, está dotado de uma grande posição. BaháVIláh (ESW 50; TB 27) DEFESA DA CAUSA Incumbe a todos os homens, cada um de acordo com sua habilidade, refutar os argumentos daqueles que atacam a Fé Divina. Fosse qualquer homem levantar-se para defender, em seus escritos, a Causa de Deus contra seus atacantes, tal homem, por inconsiderável que fosse sua parte seria tão honrado no mundo vindouro que a Assembléia no alto teria inveja de sua glória. Nenhuma pena pode descrever a elevação de seu grau, nem língua alguma expressar seu esplendor. Pois a qualquer um que se mantiver firme e constante nesta santa, gloriosa e excelsa Revelação, tal poder será concedido que o torne capaz de enfrentar e resistir a tudo o que houver no céu e na Terra. Bahá'u'lláh (GWB 329, 330) DIFAMAÇÃO ó Filho do Homem! Não sussurres os pecados dos outros enquanto tu mesmo fores pecador. Se transgredisses este mandamento, amaldiçoado serias. Designei a língua para menção de Mim; não a corrompas com a difamação. Se o fogo do ego te sobreviver, lembra-te de tuas próprias faltas e não das de Minhas criaturas, já que 33
  36. 36. cada um de vós conhece a si próprio mais do que conhece os outros. ó Companheiro de Meu trono! Não ouças o mal, nem o vejas; não te rebaixes, nem suspires e chores. Não fales mal, para não o ouvires falado a ti e não aumentes as faltas alheias, para que as tuas próprias não se afigurem grandes; e não desejes o aviltamento de ninguém, a fim de que o teu aviltamento não seja exposto. BaháVIláh (AHW27; PHW 66) Acautelai-vos para que não ofendais a ninguém, nem entristeçais o coração de qualquer pessoa, nem useis a língua para repreender ou achar defeito em pessoa alguma... Guardai-vos, guardai-vos, para que nenhum de vós repreenda ou censure a qualquer um, ainda que seja uma malévola e um malfeitor. 'Abdu'1-Bahá (TAB 45) DISPUTA Os que disputam, levados por seus próprios desejos, estão de fato envoltos num véu palpável. Bahá'ulláh (ESW 55) Guardai-vos de disputar com homem algum; ao contrário, esforçai-vos para torná-lo ciente da verdade, com a mais convincente exortação e de um modo bondoso. Se vosso ouvinte responder, ele terá respondido em seu próprio benefício e se não, afastai-vos dele e 34
  37. 37. volvei vossas faces para a sagrada corte de Deus, sede de santidade resplandecente. BaháVIláh (GWB 279) Todas essas discórdias e disputas que ouvimos por todos os lados, tendem apenas a aumentar o materialismo. 'Abdu'1-Bahá (PT 122) DISSENÇÃO O Credo de Deus é para amor e união; não o torneis motivo de discórdia e desunião... Ele interditou a disputa e a contenda com uma proibição absoluta. Nada há, neste Dia, que possa infligir maior prejuízo a esta Causa do que a dissenção e a contenda, o afastamento e a apatia entre os amados de Deus. Bahá'u'lláh (BWF 209; GWB 9) Ó vós amigos de Deus! Acautelai-vos! Acautelai-vos com as divergências! Por divergências o Templo de Deus é arrasado até o próprio fundamento e pelos sopros dos ventos da discórdia a Bendita Árvore é impedida de produzir qualquer fruto. Pelo frio intenso da diversidade de opiniões, o roseiral da unidade definha-se e o fogo do amor de Deus se extingue. 'Abdu'l-Bahá (TAB 431) EQÜIDADE Acautelai-vos para que não vos prefirais acima de vosso próximo. Sede justos com vós próprios e com os 85
  38. 38. outros, para que assim, através de vossas ações, as evidências da justiça sejam reveladas entre os Nossos servos fiéis. Das virtudes humanas, a eqüidade é a mais fundamental. Deia, forçosamente, há de depender a avaliação de todas as coisas. Dizei! Observai eqüidade em vosso julgamento, ó vós, homens de coração compreensível! Quem julga com injustiça é destituído das características que distinguem a condição do homem. Bahá'u'lláh (GWB 315; ADJ 20; GWB 203, 204) FIDELIDADE A alma que tiver permanecido fiel à Causa de Deus e se mantido inabalavelmente firme em Seu Caminho, haverá, após sua ascensão, de possuir tal poder que seja de benefício para todos os mundos que o Onipotente criou. Essa alma prove, segundo ordenou o Rei Ideal, o Educador Divino, o puro fermento que leveda o mundo dos seres e fornece o poder através do qual se manifestam as artes e maravilhas do mundo. Consideremos como a farinha necessita do fermento para ser levedada. Essas almas que são os símbolos do desprendimento são o levedo deste mundo. BaháVIláh (GWB 161) AMABILIDADE Gostamos de vos ver, em todas as ocasiões, associando-vos uns aos outros em amizade e concórdia, no paraíso de Minha aprovação e 36
  39. 39. de inalar dos vossos atos a fragrância da amabilidade e união da bondade e camaradagem. .. Estaremos sempre convosco; se inalarmos o perfume de vossa camaradagem, o Nosso coração haverá de se regozijar, certamente, pois nada, a não ser isto, Nos pode satisfazer. Mostrai tolerância, benevolência e amor mutuamente. Se qualquer um de vós não puder compreender uma certa verdade, ou estiver fazendo um esforço para compreendê-la, mostrai, ao conversardes com ele, um espírito de extrema gentileza e boa vontade. Aiudai-o a ver e reconhecer a verdade, sem que vos julgueis, no mínimo grau, suoeriores a ele ou possuidores de maiores dons. Bahá'u'lláh (GWB 315, 8) GENEROSIDADE Os pobres em vosso meio são Minha incumbência; guardai Minha incumbência e não vos preocupeis apenas com vosso próprio conforto. Se encontrardes um pobre, não o trateis com desdém. Refleti sobre aquilo de que fostes criados. Cada um de vós foi criado de um insignificante germe. Ó Filhos do Pó! Falai aos ricos dos suspiros, à meia-noite, dos pobres, para que a negligência não os leve ao caminho da destruição e os prive da Árvore da Riqueza, O dar e 37
  40. 40. a generosidade são atributos Meus; bem está aquele que se adorna com Minhas virtudes. BaháVIláh (PHW 54; ESW 55; PHW 49) BOM CARÁTER Os companheiros de Deus são, neste Dia, o fermento que há de leveaar os povos do mundo. Devem manifestar tal fidedignidade, tal veracidade e perseverança, tais ações e tal caráter, que toda a humanidade possa lucrar com seu exemplo. O propósito de Deus, Uno e Verdadeiro, ao manifestar-se, é a convocação de todo o gênero humano à veracidade e sinceridade, à piedade e fidedignidade, à resignação e submissão à Vontade de Deus, à tolerância e bondade, à retidão e sabedoria, é Seu objetivo adornar todo homem com o manto de um caráter santo e com o ornamento de boas e santas ações. O dever mais vital, neste dia é o de purificar vossos caráteres, corrigir vossas maneiras e melhorar vossa conduta. Os bem amados do Misericordioso devem manifestar tal caráter e conduta entre Suas criaturas que a fragrância de sua santidade seja difundida sobre o mundo inteiro e ressuscite os mortos, desde que o propósito da Manifestação de Deus e do alvorecer das ilimitadas luzes do Invisível é a educação das almas dos homens e o aprimoramento do caráter de todo homem vivo. O bom caráter é, em verdade, o melhor 38
  41. 41. manto para os homens da parte de Deus; é o meio pelo qual Deus adorna as têmporas de Seus amigos. Por Minha vida, a luz do bom caráter ultrapassa a luz do sol e seu fulgor. Quem o atinge é julgado a essência dos homens. Nisto se baseiam e dependem a honra e a glória do mundo. O bom caráter é o meio de guiar os homens ao caminho reto e à grande Mensagem. Bahá'u'lláh (ADJ 19; GWB 299; A D J 2 1 ; TB 7) CALÚNIA Preferiram ser decapitados a pronunciarem uma só palavra indigna. BaháVIláh (ESW 74) Segundo o explícito mandamento de Deus, é nos proibido pronunciar calúnia. 'Abdu'l-Bahá (WT 9) Acima de tudo lembrai-vos do ensinamento de Bahá'u'lláh relativo à calúnia e à conversa imprópria a respeito dos outros. Histórias repetidas acerca de outrem, raramente são boas. Uma língua silenciosa é a mais segura. Mesmo o bem pode ser prejudicial se for falado em ocasião errada ou à pessoa errada. 'Abdu'l-Bahá (ABL 131)* HONESTIDADE Este Injuriado recomenda-vos a honestidade e a piedade. Bem-aventurada a cidade que brilha com sua luz. Através destas qualidades 39
  42. 42. o homem é enaltecido e a porta de segurança é aberta diante da face de toda. a criação. Os que habitam no Tabernáculo de Deus, que se tiverem estabelecido no assento da glória eterna, embora estejam morrendo de fome, recusarão estender as mãos para se apoderarem, ilegalmente, dos bens de seu próximo, por mais desprezível e indigno que ele seja. Bahá'u'lláh (ESW 23; ADJ 19) HOSPITALIDADE Dai boas vindas a todos com a luz da unidade. Quando um homem volve a face a Deus, encontra a luz do sol em toda parte. Todos os homens são seus irmãos. Não permitais que o convencionalismo vos faça parecer frios e incompassivos ao encontrardes pessoas estranhas de outros países. Sede bondosos para com os estranhos... Ajudai-os a se sentirem em casa; indagai onde estão hospedados e perguntai se lhes podeis prestar algum serviço; tentai fazer suas vidas um pouco mais felizes. Desta maneira, ainda que algumas vezes seja verdade o que de início suspeitastes, esforçai-vos, não obstante, para serdes bondosos para com eles — essa bondade os ajudará a serem melhores. Afinal, por que deve qualquer estrangeiro ser tratado como pessoa estranha? Que saibam aqueles que vos conhecem, sem a vossa proclamação do fato, que sois em verdade um bahá'i. Ponde em prática o ensina40
  43. 43. mento de BaháVIláh, o da bondade para com todas as nações. Não vos contenteis com a demonstração de amizade por palavras somente; que o vosso coração arda de bondade para com todos aqueles que encontrardes em vosso caminho. 'Abdu'1-Bahá (PT 15) JUSTIÇA ó Filho do Espírito! A mais amada de todas as coisas, a Meu ver, é a Justiça; não te afastes dela, se é que Me desejas, nem a negligencies, para que em ti Eu possa confiar. Com sua ajuda, verás com teus próprios olhos e não com os alheios e saberás por teu próprio conhecimento e não pelo conhecimento de teu próximo. Ele jamais tratará pessoa alguma com injustiça, nem incumbirá uma alma de algo além de seu poder. A luz dos homens é a Justiça; não a apagues com os ventos contrários da opressão e tirania. O propósito da justiça é o aparecimento da unidade entre os homens. Ó Filho do Espírito! Saibas tu de uma verdade: Aquele que exorta os homens a serem justos enquanto ele comete iniqüidade, não é de Mim, ainda que leve Meu nome. Sede vigilantes, para que não cometais uma injustiça para com pessoa alguma, nem que seja do tamanho de um grão de mostarda. 41
  44. 44. Trilhai o caminho da justiça, pois este é, em verdade, o caminho reto. O palio da existência repousa sobre a vara da justiça e não da clemência e a vida da humanidade depende aa justiça e não da clemência. BaháVIláh (AHW 2; GWB 106; ADJ 23; AHW 28; GWB 25P; ADJ 24) Cada homem foi colocado num posto de honra, o qual ele não deve abandonar. Um humilde operário que comete uma injustiça é tão culpavel como um famoso tirano. Assim todos nós temos a nossa escolha entre a justiça e a injustiça. 'Abdu'1-Bahá (PT 160) BONDADE Uma língua bondosa é o ímã dos corações dos homens. É o pão do Espírito, veste as palavras com significado, é a fonte da luz da sabedoria e compreensão. BaháVIláh (GWB 289) Não aflijais nem negueis a ninguém dizendo "Ele não é bahá'i." Ele será conhecido pelos seus atos. Não há segredos entre os bahá'is; um bahá'i nada esconde. AMOR À HUMANIDADE Cada um vê no outro a beleza de Deus refletida na alma e encontrando esse ponto de semelhança, são todos atraídos um pelo outro com amor. Este amor fará todos os homens as 42
  45. 45. ondas do mesmo mar; este amor torná-los-á as estrelas do mesmo céu e os frutos de uma só árvore. Este amor trará a realização da verdadeira concórdia, a base da unidade real. O amor é ilimitado, irrestrito, infinito! As coisas materiais são limitadas, circunscritas, fimtas. É impossível expressar adequadamente por meios limitados o Amor infinito. O perfeito amor necessita de um instrumento que não seja egoísta e sim livre de empecilhos de qualquer espécie. O amor de família é limitado; o laço de parentesco de sangue não é o mais forte. Freqüentemente, membros da mesma família discordam e até odeiam um ao outro. O amor patriótico é finito; o amor ao nosso próprio país que causa ódio a todos os demais, não é o amor perfeito! Compatriotas também não estão isentos de brigas entre si. O amor à raça é limitado; há aqui alguma união, mas é insuficiente. O amor deve estar livre de fronteiras! Amor à nossa própria raça pode significar ódio às demais, e até membros da mesma raça muitas vezes se antipatizam um com o outro. O amor político também está muito envolvido com ódio entre os partidos; este amor é muito limitado e incerto. O amor que deriva de comunhão de interesse no serviço, semelhantemente, é instável; surgem freqüentemente competições, as quais levam a ciúmes e afinal, o ódio substitui o amor. Todos esses laços de amor são imperfeitos. É claro que esses limitados laços materiais são insuficientes para ex43
  46. 46. pressar adequadamente o amor universal. O grande amor altruísta à humanidade não é limitado por nenhum desses laços imperfeitos, meio-egoistas; este é o único amor perfeito possível a todo o gênero humano e só pode ser atingido através do poder do Espírito Divino. 'Abdu'1-Bahá (PT 180,36) LEALDADE Um rei justo é a sombra de Deus na Terra. Todos devem buscar o amparo de sua justiça e repousar à sombra de seu favor. Em todo país ou governo onde residem membros desta comunidade, eles devem comportar-se com fidelidade, fidedignidade e veracidade em suas relações com o governo. A consideração pelo grau de soberanos é divinamente ordenada, segundo atestam claramente as palavras dos Profetas de Deus e Seus eleitos. Aquele que é o Espírito (Jesus) foi interrogado: "Ó Espírito de Deus! É legítimo pagar tributo a César ou não? E ele respondeu: "Sim, dai a César as coisas que são de César e a Deus as coisas que são de Deus." Ele não o proibiu. Essas duas afirmações são na estimação dos homens de compreensão, uma só, pois se aquilo que pertencia a César não tivesse vindo de Deus, Ele o teria proibido. BaháVIláh (PDC 81; TB 85; ESW 89) 44
  47. 47. MALÍCIA ó meu servo! Purifica teu coração da malícia e livre da inveja entra na divina corte da santidade. A calúnia apaga a luz do coração e extingue a vida da alma. A língua é um fogo latente e excesso de fala, o veneno mortal. O fogo material consome o corpo, ao passo que o fogo da língua devora coração e alma. A força do primeiro dura apenas pouco tempo, enquanto os efeitos do segundo podem persistir por um século. BaháVIláh (PHW 42; Kl 193) HUMILDADE Se algumas diferenças surgirem entre vós, vede-Me diante de vossa face e não olheis as faltas um do outro, por respeito a Meu nome e em sinal de vosso amor à Minha manifesta e resplandecente Causa. Bahá'u'lláh (GWB 315) As confirmações do Espírito são todos aqueles poderes e dons com os quais alguns nascem e que os homens algumas vezes chamam de gênio, enquanto outros têm de envidar infinitos esforços a fim de consegui-los. Estas confirmações vêm para aquele homem ou mulher que aceitam sua vida com acquiescência radiante. 'Abdu'1-Bahá (ABL 126) 45
  48. 48. MISERICÓRDIA ó Filho do Homem! Se teus olhos estiverem volvidos para a misericórdia, abandona as coisas que beneficiam a ti próprio e adere àquilo que possa trazer benefício à humanidade. E se teus olhos estiverem volvidos para a justiça escolhe para teu próximo o que escolhes para ti próprio. BaháVIláh (ESW 29) OBEDIÊNCIA A ninguém é dado o direito de agir de um modo contrário às opiniões ponderadas dos que têm a autoridade. O que é necessário para a humanidade neste dia é obediência àqueles que têm a autoridade e a fiei adesão à corda da sabedoria. BaháVIláh (GWB 241, 207) Não ponhais sobre nenhuma alma uma carga que não quereríeis fosse posta sobre vós, nem desejeis para pessoa alguma o que não desejarieis para vós mesmos. BaháVIláh (GWB 128) A lei há de reinar e não o indivíduo; assim o mundo se tornará um lugar de beleza e a verdadeira fraternidade se estabelecerá. 'Abdu'l-Bahá (PT 132) PAIS As jornadas no caminho do Amor têm sido consideradas quatro: das criaturas ao Verdadeiro; do Verdadeiro às criaturas; das criaturas 46
  49. 49. às criaturas; do Verdadeiro ao Verdadeiro. Pensai como sois primeiro em relação ao filho e último em relação ao vosso pai; como, exteriormente, dais testemunho dos mistérios interiores que, assim como um dom divino, se acham depositados dentro de vós. BaháVIláh (SBS 166) Sê o filho de teu pai, o fruto daquela árvore. Sê um filho que nasceu de sua alma e seu coração e não somente da água e da argila. Um filho verdadeiro é um que veio da parte espiritual do homem. 'AbduM-Bahá (TAB 342) POLÍTICA Em tempos antigos foi revelado: "O amor à pátria é elemento da Fé Divina. "A língua da Grandeza no Dia de Seu Manifestante, porém, proclamou:" Não se vanglorie quem ame sua pátria, mas sim, quem ame o mundo." BaháVIláh (GWB 95) A Abençoada Perfeição proibiu os bahá'is de se intrometerem, de modo algum, em problemas políticos. Proibiu, até, que discutissem assuntos políticos. 'Abdu'l-Bahá (TAB 498) No tocante à participação prática em eleições democráticas, o Guardião escreveu o seguinte: "Os amigos podem votar, se podem fazê-lo sem se identificarem com um ou outro par47
  50. 50. tido. Entrar na arena da política partidária é certamente prejudicial aos melhores interesses da Fé e causará dano à Causa. Incumbe à pessoa usar seu direito ao voto de tal maneira que se mantenha afastada da política partidária e deve sempre lembrar-se de que está votando baseada no mérito do indivíduo e não porque ele pertença a um ou outro partido. Shoghi Effendi (BP 13) SACRIFÍCIO Ter sacrificado a vida pelo Manifestante de Teu Ser, ter oferecido minh'alma no caminho dos Reveladores de Tua maravilhosa Beleza, é ter sacrificado seu espírito por Teu Espírito, meu ser por Teu Ser, minha glória por Tua Glória. É como se eu tivesse oferecido todas estas coisas por amor a Ti e aos Teus bem-amados. Embora meu corpo esteja angustiado pelas provações que me sobrevem de Ti, embora esteja aflito pela revelação de Teu Decreto, minh'alma, no entanto, regosija-se por haver participado das águas de l u a Beleza e por haver atingido a beira do oceano de Tua Eternidade. Será próprio de quem ama fugir da amada, ou abandonar o objeto do desejo de seu coração? Não, nós todos acreditamos em Ti, e esperamos, ansiosamente, entrar em Tua presença. BaháVIláh (PM 95) O anfitrião ocupou o assento do hóspede e morreu em seu lugar. 'Abdu'l-Bahá (ABL 146) 48
  51. 51. RECLUSÃO Uma vida solitária e disciplina severa não recebem a aprovação de Deus. Não vos priveis daquilo que foi criado para vós. Enclausurai-vos na fortaleza de Meu amor. É esta, em verdade, a reclusão que vos convém, se apenas o pudesseis saber. Quem se enclausura em sua casa é, realmente, como um morto. Cumpre ao homem mostrar o que possa beneficiar a humanidade. Quem não produz fruto é digno do fogo. Bahá'u'lláh (TB 56; ESW 49) AUTO-EXPRESSAO ó Meu Servo! Tu és como uma espada de mais fina tempera, oculta na escuridão de sua bainha, estando seu valor escondido do conhecimento do artífice. Sai, pois, da bainha do ego e do desejo, para que teu mérito se torne resplandecente e manifesto ao mundo inteiro. Bahá'u'lláh (PHW 72) Nenhuma alma deve publicamente, nem em particular, proferir uma só palavra contra ou em contradição aos ensinamentos gerais. 'Abdu'1-Bahá (TAB 432) O Guardião escreveu, entretanto: "Na própria raiz da Causa jaz o princípio do indubitável direito do indivíduo à auto-expressão, sua liberdade para declarar sua consciência e expor seus pontos de vista, quer seja como re49
  52. 52. presentante eleito pela sua comunidade ou por sua iniciativa nas festas." Shoghi Effendi (BP 32) SERVIÇO Quem se dedica, hoje, ao serviço da inteira raça humana, é, em verdade, um homem. BaháVIláh (GWB 250) ó povo de Deus! Não vos ocupeis com vossos próprios interesses; fixai vossos pensamentos naquilo que possa reabilitar a sorte da humanidade e santificar os corações e as almas dos homens. BaháVIláh (GWB 93) Serviço em amor pelo gênero humano é unidade com Deus. Quem serve já entrou no Reino e está sentado à direita de seu Senhor. Serviço é coração. Levantai-vos e servi o poder de Deus! O serviço dos amigos pertence a Deus e não a eles próprios. 'Abdu'1-Bahá (PT 177, 168; TAB 161) SEXO Entrai em matrimônio, para que outro surja em vosso lugar. Nós, em verdade, vos proibimos a lascívia e não aquilo que conduz à fidelidade. Tendes vos prendido aos ditames de vossa natureza e jogado para trás os estatutos de Deus? Temei a Deus e não sejais dos insensatos. Se não fosse o homem, quem, na Minha 50
  53. 53. Terra, se lembraria de Mim e de que modo seriam revelados Meus atributos e Meus nomes? BaháVIláh (ESW 49) O sexo, em sua relação às exigências do plano físico, não tem ligação com o espírito. Aos olhos de Deus, o sexo nenhuma diferença faz. É maior quem está mais próximo de Deus — ele ou ela. Se as mulheres recebessem as mesmas vantagens educacionais que os homens, o resultado demonstraria a igualdade de capacidade para escolaridade. Abdu'1-Bahá (ABL 80, 108; PT 164) COMISERAÇÃO ó Filho do Homem! Não negues a Meu servo se ele algo pedir de ti, pois sua face é Minha face; sê humilde, pois, diante de Mim. Seja vosso interesse principal fazer com que o caído se salve do pantanal da extinção iminente e ajudá-lo a abraçar a antiga Fé Divina. BaháVIláh (AHW 30; GWB 316) FIDEDIGNIDADE Não trateis traiçoeiramente com os bens de vosso próximo. Sede fidedignos na Terra e não negueis ao pobre as coisas que Deus, através de Sua graça, vos concedeu. Ele, em verdade, vos dará em dobro o que possuis. 51
  54. 54. Sabe tu com certeza, quem não acredita em Deus não é fidedigno nem veraz. Isto é, realmente, a verdade — a verdade indubitável. Aquele que age traiçoeiramente para com Deus, agirá traiçoeiramente também para com seu rei. Nada, em absoluto, há de deter tal homem de fazer mal, nada o impedirá de trair o próximo, nada poderá induzi-lo a seguir o caminho reto. Bahá'u'lláh (ESW 54; GWB 232) Envidai esforços para que todas as nações e comunidades do mundo, até os inimigos, ponham em vós sua confiança, certeza e esperança; para que, se uma pessoa cair em erros cem mil vezes, ainda possa volver a face para vós, com esperança de que lhe perdoareis os pecados, pois não deve ela ficar desesperançaçada, nem entristecida, nem desanimada. 'Abdu'1-Bahá (TAB 436) VERACIDADE Boas palavras e veracidade são, em virtude de seu elevado grau e posição, semelhantes ao sol que se levantou no horizonte do céu do conhecimento. BaháVIláh (TB 12) Os que são o povo de Deus nenhuma ambição têm a não ser a de ressuscitar o mundo, enobrecer sua vida e regenerar seus povos. A veracidade e a benevolência, em todos os tempos, têm distinguido suas relações com todos os homens. Sua conduta exterior é apenas um 52
  55. 55. reflexo de sua vida interior, e sua vida interior um espelho de sua conduta exterior. Bahá'u'lláh (GWB 270) A veracidade é a base de todas as virtudes humanas. Sem a veracidade, o progresso e o êxito, em todos os mundos de Deus, são impossíveis para qualquer alma. Quando este santo atributo for estabelecido no homem, todas as qualidades divinas também serão adquiridas. 'Abdu'1-Bahá (TAB 459) VINGANÇA A vingança... é . . . condenável porque através da vingança nenhum resultado bom é obtido pelo vingador. Assim, se um homem assaltar a outro e este se vingar, retribuindo o golpe, qual será sua vantagem? Servirá isso de bálsamo para sua ferida, ou de remédio para sua dor? Não, Deus nos livre! Em verdade, os dois atos são iguais; ambos são injúrias. A única diferença está em ter sido um cometido primeiro e o outro depois. Se o assaltado perdoar ou melhor, se agir de maneira contrária àquela usada contra ele, isto é louvável. Quando Cristo disse: "Se alguém te bater na face direita, oferece-lhe também a esquerda", foi com o propósito de ensinar os homens a não se vingarem. Ele não pretendeu dizer que se um lobo se atirasse sobre um rebanho para destruí-lo, nós devêssemos animá-lo a assim fazer. Não, se Cristo tivesse sabido que um pene53
  56. 56. trará no rebanho e estava prestes a destruí-lo, certamente teria tentado impedi-lo. 'Abdu'1-Bahá (SAQ 305, 309) VIOLÊNCIA Não há glória para aquele que comete desordem na Terra, depois de ter sido ela criada tão boa. Não dissemineis desordem na terra, nem derrameis o sangue de ninguém; não consumais injustamente a substância dos outros, nem sigais todo palrador malévolo. BaháVIláh (ESW 24,25) A luta e o emprego da força, ainda que sejam por uma causa justa, não produzirão bons resultados. Os oprimidos, que estão com o direito de seu lado, não devem tomar esse direito pela força; o mal continuaria. Os corações devem ser mudados. 'Abdu'1-Bahá (ABL 93) GUERRA Eu vos incumbo de opor a um pensamento de guerra, quando surgir, um pensamento mais forte de paz. Um pensamento de ódio deve ser destruído por um pensamento mais poderoso de amor. Pensamentos de guerra trazem destruição a toda harmonia, bem-estar, paz, amizade e felicidade. Como podem os homens lutarem de manhã até a noite, matando-se uns aos outros, derramando o sangue de seus semelhantes — 54
  57. 57. e para que fim? O de obter posse de uma parte da Terra! Mesmo os animais, quando lutam, têm uma causa imediata e mais razoável para seus ataques... O mais elevado dos seres criados lutando para obter a forma mais baixa da matéria — a terra! A terra não pertence a um só povo, mas sim, a todos os povos. Esta Terra não é o lar do homem, mas sim, seu túmulo. 'Abdu'1-Bahá (PA 29, 28) 55
  58. 58. "Um coração radiante" UNIDADE A consciência de qualquer divergência ou divisão nas fileiras da Fé de Bahá'u'lláh é alheia a seu próprio propósito, aos seus próprios princípios e ideais. Uma vez que seus membros tenham admitido plenamente a pretensão de seu Autor e identificando-se com sua Ordem Administrativa, tenham aceito sem reservas as leis e os princípios incorporados em seus ensinamentos, toda diferenciação de classe, credo ou cor, deve ser obliterada automaticamente, e jamais ser permitida, sob pretexto algum, a ressurgir, por maior que seja a pressão de acontecimentos ou de opinião pública. Se discriminação de espécie alguma há de ser tolerada, não deve ser discriminação contra, mas sim, a favor da minoria, quer seja racial ou qualquer outra. Toda comunidade organizada alistada sob a bandeira de Bahá'u'lláh — ao contrário das nações e raças da terra, sejam elas do Oriente ou do Ocidente, democráticas ou autoritárias, comunistas ou capitalistas, quer pertençam ao velho mundo ou ao novo, opressoras que são das minorias raciais, religiosas ou políticas dentro da esfera de sua 56
  59. 59. jurisdição, ignorando, espezinhando ou extirpando-as — diferente de todas essas, a comunidade de Bahá'u'lláh deve considerar sua primeira e inescapável obrigação a de nutrir, animar e salvaguardar toda minoria em seu seio, de qualquer crença, raça, classe ou nação que seja. Tão grande e vital é este princípio, que, em tais circunstâncias como quando houver numa eleição, igual número de votos, ou quando as qualificações para qualquer posto estiverem equilibradas como entre as várias raças., crenças ou nacionalidades dentro da comunidade, deve-se conceder prioridade, sem hesitação, à pessoa que representa a minoria e isto não por outra razão senão para estimulá-la e encorajá-la e lhe dar uma oportunidade para promover os interesses da comunidade. A luz deste princípio e tendo em mente que é extremamente desejável que os elementos de minoria participem e compartilhem da responsabilidade na realização das atividades bahá'is, deve ser dever de toda comunidade bahá'i fazer com que, nos casos em que indivíduos pertencentes às diversas minorias em seu seio já estejam qualificados e preencham os requisitos necessários, as instituições bahá'is representativas quer sejam Assembléias, Convenções, Conferências ou Comitês — tenham o maior número oossível de representantes desses diversos e ementos — raciais ou outros. A adoção deste procedimento e a fiel aderência a ele, não só seria fonte de inspiração e ânimo àqueles elementos, pequenos numericamente e 57
  60. 60. com representação inadequada, como também demonstraria ao mundo afora a universalidade e o caráter representativo da Fé de BaháVIláh e o fato de estarem aqueles que O seguem livres da mácula daqueles preconceitos que tanta devastação já causaram nos assuntos domésticos das nações, como também em suas relações no exterior. Dentre os prerequisitos espirituais do êxito, os quais constituem a pedra fundamental sobre que há de repousar, finalmente, a segurança de todos os planos, projetos e desígnios, os seguintes sobressaem como preeminentes e vitais. Na medida que estes requisitos básicos forem cumpridos e na maneira pela qual os bahá'is os cumprirem em suas vidas individuais, suas atividades administrativas e suas relações sociais, dependerá a quantidade das múltiplas bênçãos que o Todo-Generoso Possuidor pode conceder a eles todos. Esses requisitos outros não são senão um alto senso de retidão moral em suas atividades sociais e administrativas, castidade absoluta em suas vidas individuais e completa isenção de preconceito em suas relações com pessoas de diferentes raças, classes, credos ou cores. São estes os ideais que os bahá'is, individualmente e agindo em conjunto, devem envidar seus esforços para promover, tanto em suas vidas particulares como públicas — ideais que são as principais forças propulsoras para acelerar mais efetivamente a marcha de suas 58
  61. 61. instituições, seus planos e seus empreendimentos, para guardar a honra e a integridade de sua Fé e superar quaisquer obstáculos que a possam confrontar no futuro. Shoghi Effendi (ADJ 29, 19) ADVERSIDADE Se a tribulação te atingir por Minha causa, recorda Minhas aflições e Meus sofrimentos; lembra-te de Meu exílio e Minha prisão. Se não fossem as tribulações sofridas em Teu caminho, como poderiam ser reconhecidos aqueles que verdadeiramente Te amam; e se não fossem as provações suportadas por amor a Ti, como seria revelado o grau dos que a Ti aspiram Não te aflijas quando na pobreza, nem confies na riqueza, pois a pobreza é seguida pela riqueza e a riqueza é seguida pela pobreza. Ser pobre em tudo menos em Deus, entretanto, é uma dádiva maravilhosa; não desprezes seu valor, pois afinal te tornará rico em Deus. BaháVIláh (GWB 313; ESW 95; PHW 51) ATRAÇÃO Quem dentre vós se levantar a fim de ensinar a Causa de seu Senhor, que antes de tudo mais, se ensine a si próprio, para que suas palavras possam atrair os corações de todos aqueles que o ouvirem. A não ser que ele en-' 59
  62. 62. sine a si próprio, as palavras que procederem de seus lábios nenhuma influência terão sobre o coração do pesquisador. BaháVIláh (GWB 277) O princípio fundamental de Bahá'u'lláh é o amor... Deveis ter infinito amor um pelo outro, cada um preferindo o outro a si próprio. As pessoas devem ser atraídas a vós que exclamarão: "Que felicidade existe entre vós! "e verão em vossos rostos as luzes do Reino, então, admiradas, volver-se-ão a vós em busca da causa de vossa felicidade. Deveis transmitir a mensagem através de ações e feitos e não apenas por palavras. A palavra deve estar em conjunto com o ato. Deveis amar o amigo mais do que a vós mesmos; sim, deveis estar prontos a sacrificar-vos... Desejo que estejais prontos a sacrificar tudo, um pelo outro, até a própria vida. Que todos, referindo-se a vós perguntem: "Por que essas pessoas estão tão contentes?" Quero que sejais felizes, rindo, sorrindo e vos regozijando para que através de vós os outros se alegrem. 'Abdu'1-Bahá (PUP 213) CAPACIDADE O homem deve procurar obter capacidade e desenvolver presteza. Enquanto lhe faltar susceptibilidade às influências divinas, ele será incapaz de refletir a luz e assimilar os seus benefícios. O solo estéril nada produzirá ainda que a nuvem das graças despeje sua chuva so60
  63. 63. bre ele por mil anos. Por meio do cultivo devemos tornar receptivo e fértil o solo dos nossos corações, a fim de que a chuva da divina misericórdia os refresque e faça produzir rosas e jacintos celestiais. Enquanto nos faltar susceptibilidade, as graças e belas coisas de Deus não nos poderão penetrar. Durante a tua súplica a Deus, enquanto recitas: "Teu Nome é minha cura", considera como teu coração se alegra, tua alma se deleita com o espírito do amor de Deus e lua mente é atraída para o Reino de Deus! Por essas atrações, a habilidade e capacidade de uma pessoa aumentam. Quando se amplia a vasilha, o volume da água aumenta e ao aumentar a sede, a dádiva da nuvem se torna agradável ao paladar do homem. É este o mistério da súplica e a sabedoria em se expor as necessidades. 'Abdu'1-Bahá (PUP 143) MORTE A morte oferece a todo fiel a taça que é a verdadeira vida. Confere júbilo e é portadora de contentamento. Concede a dádiva da vida eterna. Tu és Meu domínio e Meu domínio não perece, por que temes perecer? És Minha Luz e Minha Luz jamais se extinguira, por que receias extinção? És Minha glória e Minha glória não fenece; és Minha vestimenta e Minha vestimen61
  64. 64. ta nunca se desgastará. Mantem-te firme, pois, em teu amor por Mim, para que Me possas encontrar no reino da glória. Bahá'u'íiáh (GWB 345; AHW 14) DISTINÇÃO ó exército de Deus! Através da proteção e ajuda que a Abençoada Beleza vos concedeu, deveis vos comportar de tal maneira que sobressaiais, distintos e brilhantes como o sol entre as outras almas. Se um de vós entrar numa cidade, deverá tornar-se um centro de atração por causa de sua sinceridade, sua fidelidade e amor, sua honestidade, veracidade e benevolência para com todos os povos do mundo, de modo que os habitantes dessa cidade exclamem, dizendo: "Esse homem é, inquestionavelmente, bahá'i, pois seus modos, seu comportamento, sua conduta, sua moral, sua natureza e temperamento refletem os atributos dos bahá'is." Antes de atingirdes este grau, não podereis ser considerados fieis ao Convênio e Testamento de Deus. Desejo distinção para vós. Os bahá'is devem distinguir-se dos outros seres humanos. Mas essa distinção não deve depender de riqueza ou que se tornem mais opulentos do que os outros. Não desejo para vós distinção financeira. Não é uma distinção comum que desejo; nem científica, comercial ou industrial. Eu vos desejo uma distinção espiritual: isto é, deveis vos tornar eminentes e destacados em moral. Em amor a Deus vos deveis distinguir de todos 62
  65. 65. os demais. Distingui-vos pelo vosso amor à humanidade; por união e concórdia; por amor e justiça. Em suma, deveis distinguir-vos em todas as virtudes do mundo humano; por fidelidade e sinceridade; por justiça e fidelidade; por firmeza e tenacidade; em obras filantrópicas e serviço ao mundo humano; por amor a todo ser humano; por união e concórdia com todos os povos; por remover os preconceitos e promover a paz internacional. Enfim, vós vos deveis distinguir por iluminação celestial e pela aquisição das dádivas de Deus. Desejo para vós esta distinção. Este deve ser o ponto de distinção entre vós. 'Abdu'1-Bahá (ADJ 21; PUP 195) IGUALDADE Aos olhos de Deus todos os homens são iguais. Não há distinção ou preferência para qualquer alma no reino de Sua justiça e eqüidade. Deus não fez essas divisões; essas divisões têm sua origem no próprio homem. Portanto, como são contra o plano e propósito de Deus, são falsas e imaginárias. Essa variedade de forma e colorido, manifesta em todos os reinos, está de acordo com a sabedoria criativa e nela há um desígnio divino. A diversidade na família humana deveria ser causa de amor e harmonia, como o é na 63
  66. 66. música, onde muitas notas diferentes se unem para fazer perfeita harmonia. 'Abdu'1-Bahá (ADJ 31, 32) TEMOR A DEUS O que impede e guarda os homens, exterior e interiormente, (de atos vis) é o temor a Deus. O temor a Deus sempre foi o fator primário na educação de Suas criaturas. Bem-aventurados aqueles que o atingiram! Admoestai os homens para que temam a Deus. Por Deus! Este temor é o comandante supremo do exército de teu Senhor. Suas hostes são um caráter louvável e boas ações. Através dele os corações dos homens se têm aberto pelos séculos e eras — e os estandartes da ascendência e do triunfo se têm levantado acima de todos os demais estandartes. O temor a Deus é a arma que pode torná-lo (o auxiliar de Deus) vitorioso, o instrumento primário pelo qual ele pode atingir o seu propósito. O temor a Deus é o escudo que defende Sua Causa, o broquel que ajuda Seu povo a ganhar a vitória, é um estandarte que nenhum homem pode abaixar, uma força que poder algum consegue rivalizar. Por seu apoio e pela permissão Daquele que é o Senhor dos Exércitos, os que se aproximaram de Deus têm podido dominar e conquistar a cidadela dos corações dos homens. Bahá'u'lláh (TB 33; ESW 136; GWB 272) 64
  67. 67. GUIA Envida todos os teus esforços, para que possas guiar teu próximo à Lei de Deus, o Mais Misericordioso. Tal ato, em verdade, excede a todos os demais atos aos olhos de Deus, O que tudo possui, o Altíssimo. Sejam vossos atos um exemplo, para guiar toda a humanidade, pois o que muitos homens, quer grandes ou pequenos, professam, difere de sua conduta. É através de vossas ações que vos podeis distingüir-se dos outros. Através delas se difundirá sobre toda a terra o esplendor de vossa luz. Bahá'u'lláh (GWB 339, 305) FELICIDADE A causa de Deus veio em sinal de Sua Graça. Felizes aqueles que agem; felizes aqueles que compreendem; feliz o homem que se haja firmado na verdade, desprendido de tudo o que está nos céus e de tudo o que está na Terra! Bahá'u'lláh (ESW 139) O homem é, na realidade, um ser espiritual e somente quando vive no espírito é ele verdadeiramente feliz. 'Abdu'1-Bahá (PT 72) SANTIDADE ó Filho da Glória! Sê veloz no caminho da santidade e entra no céu da comunhão Comi65
  68. 68. go! Limpa teu coração com o polimento do espírito e apressa-te à corte do Altíssimo. Bahá'u'lláh (PHW 8) IMAGEM DE DEUS A honra do homem é adquirida através do conhecimento de Deus; sua felicidade deriva do amor de Deus; sua alegria está nas boas novas de Deus; sua grandeza depende de seu serviço a Deus. O maior desenvolvimento do homem é sua entrada no reino divino; e o resultado desta existência humana é o núcleo e a essência da vida eterna... Enquanto possui a vida física, ele deve apoderar-se da vida espiritual e juntamente com a felicidade e confortos corpóreos, deve apreciar os prazeres e contentamento divinos. Então é o homem digno do título de homem; então será ele "à imagem e semelhança de Deus", pois a imagem do Misericordioso consiste nos atributos do Reino Celestial. Se os frutos do Reino não aparecerem no jardim de sua alma, o homem não será "à imagem e semelhança de Deus", mas se se manifestarem esses frutos, ele receberá as dádivas ideais e se inflamará com o fogo de Deus. Se a sua moral for de caráter espiritual, se suas aspirações se tornarem celestiais e suas ações se conformarem com a vontade de Deus, o homem terá atingido a imagem e semelhança de seu Criador; de outro modo, será a imagem e semelhança de Satanaz. Por isso disse Sua Santidade Cristo: "Vós os conhecereis pelos seus frutos." 'Abdu'1-Bahá (PUP 329) 66
  69. 69. DISCERNIMENTO ó Filho da terra! Se Me desejas, não busques senão a Mim; se queres contemplar Minha beleza, fecha teus olhos para o mundo e tudo o que nele existe; pois a Minha vontade e a vontade de outro que não seja Eu, assim como o fogo e a água, não podem residir no mesmo coração. BaháVIláh (PHW 31) ALEGRIA Quem observar os mandamentos de Deus atingirá a felicidade eterna. BaháVIláh (GWB 289) Ó Filho do homem! Não te entristeças a menos que estejas longe de Nós. Não te regozijes a não ser que te estejas aproximando e se volvendo para Nós. BaháVIláh (AHW 35) ó Meus Servos! Não vos entristeçais se, nestes dias e neste plano terrestre, coisas contrárias aos vossos desejos tiverem sido ordenadas e manifestadas por Deus, pois dias de extasiante felicidade, de deleite celestial, seguramente vos esperam. Bahá'u'lláh (GWB 329) Regozijai-vos, pois a mesa celestial está preparada para vós. Regozijai-vos, pois os anjos do céu são vossos auxiliadores. Regozijai-vos, pois Bahá'u'lláh é vosso Protetor. Regozijai-vos porque a glória imperecível vos é des67
  70. 70. tinada. Regozijai-vos, porque a vida eterna vos espera. 'Abdu'1-Bahá (PT 110) CONHECIMENTO Decretamos, ó povo, que o objetivo supremo e final de todo o estudo seja o reconhecimento Daquele que é o objeto de todo o conhecimento. Tão grande será o discernimento do verdadeiro pesquisador que ele discriminará entre o verdadeiro e o falso, da mesma forma como distingue entre o sol e a sombra. Bahá'u'lláh (Kl 197; ESW 121) O conhecimento é amor. Estudai, ouvi as exortações, pensai, esforçai-vos por compreender a sabedoria e a grandeza de Deus. O soio deve ser adubado antes de se semeá-lo. 'Abdu'l-Bahá (SBS 252) As artes, os ofícios e ciências elevam o mundo do ser e conduzem à sua sublimidade. O conhecimento é como asas para a vida do homem, e uma escada pela qual ele pode subir. Incumbe a todos sua aquisição. Respeitai os sacerdotes e sábios entre vós — aqueles cuja conduta esteja de acordo com suas profissões... Os que tratam com desatenção e negligenciam os sacerdotes e sábios que vivem entre eles, têm, verdadeiramente, alterado o favor que Deus lhes concedeu. Incumbe-te, neste dia, levantar-te com po68
  71. 71. der celestial e com o auxílio do conhecimento, dissipar as dúvidas dos povos do mundo, a fim de que todos os homens sejam santificados, dirijam seus passos ao Oceano Mais Grandioso e se firmem naquilo que Deus designou. BaháVIláh (ESW 26, 111; GWB 128) Dia e noite deveis vos esforçar a fim de que possais atingir o significado do Reino Celestial, perceber os sinais da Divindade, adquirir a certeza do conhecimento e compreender que este mundo tem um Criador, um Vivificador, um Provedor, um Arquiteto — sabendo isto mediante provas e evidências e não apenas através de susceptibilidades — não, antes, por argumentos decisivos e verdadeira visão — isto é, percebendo isto tão claramente como os olhos exteriores vêem o sol. Deste modo, podeis contemplar a presença de Deus e atingir o conhecimento dos Manifestantes santos e divinos. 'Abdu'l-Bahá (PUP 222) VIDA Quem vivifica uma só alma nesta Causa é como aquele que vivifica todos os servos. BaháVIláh (TB 145) ó Meu amigo! Rompe o véu da desatenção, para que possas emergir resplandecente de trás das nuvens e adornar todas as coisas com as vestes da vida. BaháVIláh (PHW 73) ó amigos! Não desprezeis as virtudes das 69
  72. 72. quais fostes dotados, nem descuideis de vosso alto destino... Vós sois as estrelas do céu da compreensão, a brisa que se agita ao romper do dia, as águas suaves das quais deve depender a própria vida de todos os homens, as letras inscritas em seu Sagrado pergaminho. BaháVIláh (ADJ 63) A vida no homem deve ser semelhante a uma chama, aquecendo a todos com quem entra em contato. 'Abdu'1-Bahá (ABL 93) AMOR A DEUS Para cada um de vós o dever supremo é escolher para si aquilo que ninguém lhe possa infringir ou usurpar. Tal coisa... é o amor de Deus, pudesseis apenas perceber isto. BaháVIláh (GWB 261) No mundo existente, não há ímã mais poderoso do que o do amor. 'Abdu'1-Bahá (ABL 77) Se os corações dos homens se privarem da Graça Divina — o Amor de Deus — estarão vagando no deserto da ignorância, descendo às profundezas da mina e caindo no abismo do desespero, onde não há refúgio. Serão como insetos, vivendo no mais baixo plano. 'Abdu'1-Bahá (TAB 526) MEDITAÇÃO Através da faculdade da meditação, o homem atinge a vida eterna; por seu intermédio, 70
  73. 73. recebe ele os sopros do Espírito Santo. As dádivas do Espírito são concedidas enquanto se reflete e medita. A faculdade da meditação é como um espelho; se for virada para objetos terrenos, refletirá os objetos terrenos. Portanto, se o espírito do homem estiver contemplando objetos terrenos, ele será inteirado destes. Mas se vós volverdes o espelho de vosso espírito para o céu, as constelações celestiais e os raios do Sol da Realidade refletir-se-ão em vossos corações e as virtudes do Reino serão obtidas. 'Abdu'1-Bahá (PT 175-6) PROXIMIDADE DE DEUS Quanto mais o coração do homem se tornar puro e santo, mais se aproximará de Deus e mais se revelará nele a luz do Sol da Realidade. Esta luz faz os corações arderem com o fogo do amor de Deus, abre neles as portas do conhecimento e descerra os mistérios divinos de modo que descobertas espirituais se tornam possíveis. Todos os Profetas se aproximaram de Deus através do desprendimento. Devemos imitar essas almas santas e renunciar nossos próprios desejos e vontades. Devemos purificar-nos da mácula do contato terreno até que nossos corações se tornem semelhantes a espeihos por seu brilho e neles se revele a suprema guia. 'Abdu'l-Bahá (PUP 142) 71
  74. 74. LOUVOR Tu podes melhor louvá-lo, se amas Seus amados e proteges e salvaguardas Seus servos contra a perversidade do traiçoeiro, para que não mais sejam oprimidos. Prostrai-vos perante Deus e celebrai Seu louvor durante o dia e à noite. BaháVIláh (GWB 234, 38) ORAÇÃO Ele, em verdade, ama a quem se dirige a Ele. Bahá'u'lláh (GWB 291) Comunga intimamente com Seu Espírito, e sê tu dos gratos. BaháVIláh (GWB 280) Examina tu teus atos cada dia, antes de seres chamado para um juizo. BaháVIláh (AHW 31) Entoa, ó Meu Servo, os versículos de Deus por ti recebidos, assim como os entoam os seres que Dele se aproximaram, a fim de acender tua própria alma com a doçura de tua melodia e atrair os corações de todos os homens. Se alguém recluso em seus aposentos, recitar os versículos por Deus inspirados, os anjos divulgadores do Todo Poderoso difundirão a fragrância das palavras emanadas de seus lábios, o que fará vibrar o coração de todo homem justo. Embora seu efeito, a princípio, passe despercebido, cedo ou tarde, no entanto, a vir72
  75. 75. tude da graça que lhe é concedida, exercerá influência sobre sua alma. BaháVIláh (GWB 295) Enquanto o homem ora ele se vê na Presença de Deus. 'Abdu'1-Bahá (SBS 250) Esforçai-vos para que vossas ações dia a dia sejam belas orações. 'Abdu'1-Bahá (PT 81) O ato da súplica é o polimento que apaga todos os desejos mundanos. O deleite ao suplicarmos e implorarmos perante Deus desliga do mundo os nossos corações. Suplicai a Ele e implorai, no meio da noite e ao amanhecer, assim como implora alguém necessitado e cativo. O homem continua eternamente num estado de comunhão e prece com a fonte de todo o bem. O estado mais alto, mais elevado, é o da oração. Oração é comunhão com Deus. A maior felicidade para quem ama é conversar com a amada, e a maior dádiva para quem busca é conhecer o objeto de seu anelo. Ao orar, se deve pedir com espírito desprendido, com rendição incondicional da vontade, com a atenção concentrada e uma paixão espiritual magnética. O âmago de seu ser deve ser tocado pela brisa etérea da santidade. 'Abdu'l-Bahá (SBS 252, 254, 255, 254, 255) 73
  76. 76. ESPIRITO RADIANTE Sê flamejante como o fogo, a fim de que possas queimar os véus da negligência e através das energias ressuscitadoras do Amor de Deus, tornar radiante o coração enregelado e rebelde. Bahá'u'lláh (EWB 322) O Deus de Todo Amor criou o homem para irradiar a Luz Divina e iluminar o mundo com suas palavras, ações e vida. 'Abdu'1-Bahá (PT 113) Os bahá'is devem mostrar em suas vidas diárias a sua fé, de modo que o mundo possa ver a luz irradiar-se de sua face. Um rosto radiante e feliz, alegra os outros em seu caminho. Se uma pessoa está triste e passa uma criança que está rindo, a criança vendo seu rosto deixa de rir, sem saber porque. 'Abdu'1-Bahá (ABL 131) Com os corações incandescentes pelo fogo do amor de Deus e o espírito refrescado pelo alimento do espírito celestial, deveis sair assim como fizeram os discípulos, há dezenove sécuios, animando os corações dos homens com a chamada das boas novas, com a luz de Deus em vossos rostos, desprendidos de tudo menos de Deus. Ponde em ordem, pois, vossas vidas, de acordo com o primeiro princípio do ensinamento divino, isto é, o amor. Serviço à humanidade é serviço a Deus. Deixai o amor e a luz do Reino se irradiarem através de vós, 74
  77. 77. até que todos que vos contemplarem sejam iluminados pelo seu reflexo. Sede como estrelas, brilhantes e cintilantes, na sublimidade de seu grau celestial. Apreciais o dia em que viveis? Este é o século da Abençoada Perfeição! Este é o ciclo da luz de Sua Beleza! Este é o dia da consumação para todos os Profetas! 'Abdu'1-Bahá (PUP 6) RETIDÃO Veste-te com a essência da retidão e não deixes teu coração temer senão a Deus. Firmai-vos na retidão, ó povo de Bahá! Em verdade, este é o mandamento que este injuriado vos deu e a primeira escolha de Sua Vontade irrestrita para cada um de vós. Um só ato reto é dotado de tal potência que pode elevar o pó além do céu dos céus. Pode romper todo laço e tem o poder de restaurar a força que foi gasta e se desvaneceu. BaháVIláh (GWB 323, 94, 287) ESPIRITUALIDADE A espiritualidade é a maior das dádivas de Deus, e "Vida Eterna" significa "Volver-se para Deus." Sê controlado pela atração da Beleza de Deus, a fim de que Sua lembrança possa correr como o espírito em teu sangue, em tuas 75
  78. 78. veias e teus membros e assim te tornar pleno de pensamentos sobre o amor de Deus. 'Abdu'1-Bahá (PT 112; TAB 314) CONSTÂNCIA Supremamente elevada será tua condição, se permaneceres constante na Causa de teu Senhor. Para Ele são dirigidos teus movimentos ativos; Nele está teu lugar de descanso final. Em parte alguma reside vossa glória verdadeira e eterna, a não ser em vossa firme aderência aos preceitos de Deus, vossa inteira aceitação e observância de Suas leis, vossa resolução de ver que elas sejam cumpridas e de seguir com firmeza o caminho certo. BaháVIláh (GWB 246, 253) A coisa essencial é firmeza e constância. 'Abdu'1-Bahá (TAB 696) GRATIDÃO A melhor maneira de agradecer a Deus é nos amando uns aos outros. O agradecimento apenas verbal não tem efeito. A verdadeira gratidão consiste em agradecer de coração, com toda sinceridade. Quando o homem, correspondendo aos favores de Deus, manifesta susceptibilidades de consciência, o coração torna-se feliz, o espírito enleva-se. Estas susceptibilidades espirituais são o agradecimento ideal. 76
  79. 79. A fim de expressar sua gratidão pelos favores de Deus, o homem deve manifestar ações louváveis. Em reconhecimento destas dádivas, deve ele prestar boas ações, ser abnegado, amar aos servos de Deus, sacrificando até a vida por eles, tratando com bondade todas as criaturas. Ele deve se desprender deste mundo, ser atraído ao Reino de Abhá, com rosto radiante, língua eloqüente, ouvidos atentos, esforçando-se dia e noite para atingir a aprovação de Deus. Qualquer coisa que ele quiser fazer deve ser do agrado de Deus. Ele deve observar e ver o que é a Vontade de Deus e agir de acordo. Não pode haver dúvida de que tais atos louváveis constituem gratidão pelos favores de Deus. 'Abdu'1-Bahá (PUP 231, 465) UNIDADE Sede como os dedos da mão, os membros de um só corpo. Tão poderosa é a luz da Unidade que pode iluminar toda a Terra. O tabernáculo da Unidade ergueu-se; não vos considereis uns aos outros como estranhos. Sois os frutos de uma só árvore, e as folhas do mesmo ramo. Incumbe a todo homem, neste Dia, firmar-se naquilo que possa promover os interesses e exaltar a condição de todas as nações e governos justos. 77
  80. 80. O objetivo fundamental que anima a Fé de Deus e Sua Religião é proteger os interesses da humanidade e promover a unidade, e nutrir o espírito de amor e amizade entre os homens. é teu dever consagrar-te à Vontade de Deus. Qualquer coisa que haja sido revelada em Suas Epístolas é apenas um reflexo de Sua Vontade. Tão completa deve ser tua consagração, que todo traço de desejos mundanos seja eliminado de teu coração. Este é o significado da verdadeira unidade. Só desejamos o bem do mundo e a felicidade das nações... que todas as nações se tornem uma na fé e que todos os homens sejam como irmãos; que os laços de amor e união entre os filhos dos homens sejam reforçados; que a diversidade de religiões cesse e as diferenças de raça sejam anuladas. Bahá'u'lláh (GWB 140, 288, 218, 94, 215, 338; SBS 109) SABEDORIA Dizei! A espada da sabedoria é mais quente do que o calor de verão e mais aguçada do que lâminas de aço — se apenas compreendesseis. ó vós amados de Deus! Bebei até vos saciardes do manancial da Sabedoria e voai na atmosfera da Sabedoria e exprimi-vos com sabedoria e eloqüência. Neste Dia, nem podemos aprovar a conduta do receioso que procura dissimular sua 78
  81. 81. fé, nem sancionar o comportamento do professo crente que clamorosamente afirma sua lealdade a esta Causa. Ambos deveriam observar os ditames da sabedoria e esforçar-se diligentemente a fim de servir os melhores interesses da Fé. Os sábios são aqueles que não falam sem que haja quem os ouçam, assim como o copeiro não oferece a taça antes de encontrar quem a deseje, e o apaixonado nada dá das profundezas de seu coração enquanto não contemplar a beleza da amada. Assim, pois, lançai as sementes da sabedoria e do conhecimento no solo puro do coração e guardai-as escondidas até que os jacintos da sabedoria divina brotem do coração e não do lodaçal e do barro. Bahá'u'lláh (ESW 55, 99; GWB 343; PHW 36) TRABALHO Os melhores homens são aqueles que ganham o seu sustento por meio de sua profissão e gastam consigo mesmos e com seus semelhantes por amor a Deus, o Senhor de todos os mundos. Sois as árvores de Meu jardim; deveis produzir frutos bons e maravilhosos, de modo que vós mesmos, bem como os outros, possais aproveitá-los. Incumbe a cada um de vós, pois, ocupar-se em alguma arte ou ofício, pois nisto jaz o segredo da riqueza, ó homens de compreensão! 79
  82. 82. Faz-se mister que cada um de vós se dedique a alguma ocupação, como artes, ofícios, etc. Fizemos isto — vossa ocupação — idêntico à adoração a Deus, o Verdadeiro. Não desperdiceis vosso tempo em inatividade e indolência; ocupai-vos com aquilo que possa trazer proveito a vós mesmos e aos outros além de v ó s . . . O mais desprezível dos homens perante Deus é aquele que se senta e mendiga. BaháVIláh (PHW 82, 80, 89) Toda a humanidade deve ganhar o sustento pelo suor de seu rosto, pelo esforço físico, visando ao mesmo tempo aliviar a carga dos outros, esforçando-se por ser fonte de conforto para as almas e facilitando os meios de vida. Isto em si é devoção a Deus. Mas as energias do coração não devem ocupar-se inteiramente com isto. Embora a mente esteja ocupada, o coração deve ser atraído para o Reino de Deus, a fim de que as virtudes da humanidade sejam atingidas de todos os lados e fontes. 'Abdu'1-Bahá (PUP 182) ARTE É ADORAÇÃO Todos os esforços feitos pelo homem com toda a sinceridade de seu coração constituem adoração, quando incentivados pelos motivos mais elevados e pela vontade de servir à humanidade. Isto é adoração; servir ao gênero humano e prover às suas necessidades. 'Abdu'l-Bahá (ABL 94; PT 176) 80
  83. 83. Sê generoso na prosperidade e grato no infortúnio. Sê digno da confiança de teu próximo e dirige-lhe um olhar alegre e acolhedor. Sê tesouro para o pobre, advertência ao rico, resposta ao clamor do necessitado, guarda fiel da santidade de tua promessa. Sê reto no teu julgamento e discreto nas tuas palavras. Com ninguém sejas injusto e a todos mostra brandura. Sê como lâmpada para os que caminham na treva, alegria para o triste, água para o sedento, refúgio ao abatido, sustentaculo e defesa da vítima da opressão. Integridade e retidão sejam a divisa de todos os teus atos. Sê lar para o forasteiro, bálsamo para o sofredor, fortaleza para o perseguido. Sê olhos para os cegos e farol para os pés dos desencaminhados. Na face da verdade, sê adorno; coroa, na fronte da fidelidade; coluna, no templo da retidão; sopro de vida, no corpo da humanidade; emblema dos que buscam a justiça; estrela sobre o horizonte da virtude; orvalho ao solo do coração; arca no oceano do conhecimento; sol 81
  84. 84. no céu da generosidade; jóia ao diadema da sabedoria; luz radiante no firmamento de tua geração; fruto na árvore da humildade. BAHÁ'U'LLÁH (GWB 284) 82
  85. 85. ÍNDICE REMISSIVO Adversidade Alegria Amabilidade Amor a Deus Amor à Humanidade . Animais Asseio Associação Atração Auto-expressão Arte é Adoração 59 67 36 70 42 28 13 29 59 49 80 Ben Materiais Bom Caráter 13 38 Bondade 42 Calúnia Capacidade Caridade Castidade Comiseração Compaixão Conduta íntegra Confissão Conhecimento Conhecimento de si próprio Constância Coração radiante 39 60 30 9 51 32 26 14 68 21 76 Corpo Cortesia Crianças 9 32 31 Decoro Defesa da Causa Despreendimento . . . . Difamação Discernimento Disputa Dissenção 15 33 22 33 87 35 35 Equidade Espírito radiante Espiritualidade 35 74 75 Felicidade Fidelidade Fidedignidade 65 36 51 Generosidade Gratidão Guerra 37 76 54 Guia 65 Honestidade Hospitalidade Humildade Humildade 39 40 16 45 Igualdade 63
  86. 86. Imagem de Deus Integridade 66 17 Reclusão Retidão 4g 75 Justiça 41 Lealdade Liberdade Linguagem má Louvor 44 17 29 72 Malícia Meditação Misericórdia Moderação Modéstia Morte Mundo 45 70 46 18 19 61 24 Sabedoria Sacrifício Santidade Santidade Saúde Serviço Sexo Sinceridade Sono 78 20 20 65 15 50 50 23 23 Temor a Deus Temperança Trabalho 64 24 79 Oração Obediência 72 46 Paciência Pais Política Proximidade de Deus . Pureza 19 46 47 71 20 Unidade Unidade 56 77 Veracidade Vida 52 69 Vingança Violência 53 54

×