Conquista especial, uma

266 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conquista especial, uma

  1. 1. Uma Conquista Especial Levando a Mensagem Bahá'í a pessoas de proeminencia e capacidade Compilado pelo Departamento de Pesquisa da Casa Universal de Justiça
  2. 2. Lima C^onauL±£a cZíàscLaL L-e.vaydo a J/e.rsage.n T-VoemiKxêrxeia e BaKá'í a Pessoas de (Z-apacÀaaae.
  3. 3. Lí/na ôo/zaULí£a c^dázcúzl Passagens dos Escritos Bahá'ís e cartas de Shoghi Effendi e da Casa Universal de Justiça sobre a proclamação da Fé a pessoas de proeminencia e capacidade Compilado pelo Departamento de Pesquisa da Casa Universal de Justiça 1994
  4. 4. Título Original: Proeminent People Copyright desta edição © 1994: Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá'ís do Brasil Tradução: Fariba e Henri Vahdat Diagramação: Luiz Carlos S. de Andrade « 0 1 1 853-4628 Rua Cônego Eugênio Leite 350 05414 São Paulo, SP
  5. 5. Sumário Página Carta da Casa Universal de Justiça 1. A Importância de se guiar "Almas Ilustres à Causa" 2. Algumas Diretrizes para o Contato com Pessoas Proeminentes v 3 10 2.1 "Estabelecendo Laços de Amizade" 10 2.2 Atitudes e Abordagens 13 2.3 O Papel das Assembléias Espirituais 22 2.4 O "Caminho da Prudência" 26
  6. 6. 28 de setembro de 1990 A todas as Assembléias Espirituais Nacionais Queridos Amigos Bahá'ís, A Casa Universal de Justiça traz à vossa atenção aquela passagem da mais recente mensagem do Ridván, na qual os amigos de todo o mundo são conclamados a focalizar a necessidade de se atrair pessoas de capacidade e proeminência para a Fé. Devido à ênfase que a Casa Universal de Justiça deseja que os amigos atribuam a este tema, o Departamento de Pesquisa foi solicitado a preparar uma compilação de textos sobre o assunto. A compilação está agora pronta e uma cópia segue em anexo. A Casa Universal de Justiça ora ardentemente para que um estudo cuidadoso das passagens aqui reunidas auxilie os crentes a apreciarem a importância de serem cultivadas relações de cordialidade com figuras eminentes e ilustres, com pessoas de capacidade bem como com aqueles que ocupam posições de proeminência na sociedade. O objetivo dos crentes deve ser torná-los amigos da Fé, dissipando quaisquer conceitos errôneos que possam ter e desdobrando, ante seus olhos, a visão da solidariedade e paz mundiais entesourada nos ensinamentos de Bahá'u'lláh. Os amigos devem se sentir confiantes de que as almas receptivas e espiritualmente sensíveis entre tais pessoas irãofinalmenteaceitar a verdade da Revelação Bahá'í e se alistar às fileiras daqueles que a apoiam ativamente. Com amorosas saudações bahá'is, Departamento de Secretariado da Casa Universal de Justiça
  7. 7. 1. A Importância de se guiar "Almas Ilustres à Causa" Dos Escritos de 'Abdu '1-Bahá Eu espero que vós vos...empenheis em ensinar algumas pessoas influentes e de alto grau, pois os corações das pessoas tornaram-se atraídos à Causa de Deus e suas mentes foram perturbadas e subjugadas por sua majestosa grandeza. Aqueles que ocupam posições elevadas tornaram-se, também, profundamente receptivos à sua mensagem. Os amados de Deus deveriam, portanto, fazer um esforço determinado e guiar estas almas ilustres à Causa. (De uma Epístola a um crente individualmente) [1] Vós deverieis sempre procurar guiar pessoas proeminentes, pois quando uma tal pessoa é regenerada ela pode causar o despertar de uma miríade de almas. Assim, o espírito da verdade fluiria livremente para as veias e artérias de uma multidão. (De uma Epístola a um crente individualmente) [2] Portanto, vós deverieis procurar levar a Mensagem a pessoas influentes e vos tornar causa de guia aos letrados c ilustres, para que. porventura, possam se levantar no Irã. almas sábias e perspicazes que serão solícitas tanto para o benefício do estado quanto para o bem-estar da população, que trabalharão diligentemente noite e dia até que sua grande nação possa reconquistar sua antiga glória e mostrar, ao mundo todo, a visão do esplendor dos Reis Kíyáníyán, e para que seu povo ilustre possa se distinguir entre toda a humanidade com um extraordinário brilho e atingir felicidade e contentamento eternos. (De uma Epístola a um grupo de crentes) [3]
  8. 8. Vós deverieis dedicar muita atenção à questão do ensino e pensar em meios pelos quais a Mensagem possa ser compartilhada com pessoas proeminentes, pois quando estas pessoas prestarem sua lealdade à Fé, elas farão com que o povo seja conduzido, em tropas, à fonte da guia infalível. (De uma Epístola a um crente individualmente) [4] De cartas escritas por Shoghi Effèndil ou em seu nome Incumbe aos bahá'ís aproveitar as oportunidades do presente momento e, com sabedoria, firme resolução e alegria, levar as verdades de sua Fé à atenção de toda pessoa justa em quem encontrarem disposição para ouvir, explanando-lhe seus nobres princípios, seus ensinamentos universais, suas crenças básicas e as leis fundamentais da nova era inaugurada por BaháVlláh. De modo semelhante, devem demonstrar clara e convincentemente a seus concidadãos, sejam eles de alta posição ou humildes, a necessidade de serem aceitos e reconhecidos os ensinamentos resplandecentes da Manifestação Universal de Deus; devem mostrar aos líderes de seu país que a unidade, o vigor e a vitalidade espiritual da comunidade bahál são realidades palpáveis e concretas; devem eliminar e neutralizar os efeitos dos preconceitos, das superstições e dos mal-entendidos e de todas as concepções fantasiosas e errôneas dos corações das pessoas puras e corretas; e devem atrair à comunidade do Máximo Nome, por quaisquer canais ou meios, pessoas de capacidade, experiência e devoção que, se aliando às fileiras dos crentes, apartando-se de todo apego a coisas externas, identificando-se de todo coração com a comunidade bahá'í organizada naquela área, venham a trabalhar de coração e alma para consolidar os fundamentos da crença baháí e proclamar as boas-novas do Dia Prometido. Com respeito às aulas bahá"ís de alfabetização, a sua continuidade, no presente momento, é um serviço altamente A crentes individuais, a menos que indicado de outra forma.
  9. 9. benéfico e desejável. Similarmente, o estabelecimento de contatos e a manutenção de relações de amizade com representantes do governo e com outras figuras nacionalmente destacadas, é uma questão que deveria ser considerada pelos amigos como uma obrigação complementar. (Escrita por Shoghi EBendi, em 2 de novembro de 1928, à Assembléia Espiritual Central do Irã ) [5] Shoghi Effendi ficou muito feliz em saber de vossa conversa com o Sr Quanto ele deseja que tais eruditos obtenham uma verdadeira compreensão do espírito e do ensinamento da Causa e se levantem para dissipar aquele véu de preconceitos que está obscurecendo a mente dos eruditos no mundo ocidental. A Causa necessita grandemente de tais homens competentes e de mente espiritualizada que, após um estudo profundo do Movimento, venham a compartilhar com o mundo o fruto de seus trabalhos. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 11 de março de 1929) [6] ...ele sente que o ponto fundamental é confirmar pessoas de verdadeira capacidade e habilidade, seja qual for o segmento social a que pertençam, pois a Causa necessita, agora, e continuará a necessitar, de forma crescente, de almas de grande habilidade que possam apresentá-la ante o grande público, administrar os seus assuntos em permanente desenvolvimento e contribuir para o seu progresso em todos os campos. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 30 de outubro de 1941) [7] Quanto maior o número de pessoas de capacidade que
  10. 10. aceitarem a Fé, tão mais elevado se tomará o padrão do grupo como um todo. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 17 de junho de 1942) [8] A Causa de Deus tem lugar para todos. Ela não seria, com efeito, a Causa de Deus se não acolhesse e desse boasvindas a todos - ricos e pobres, letrados e ignorantes, o desconhecido e o proeminente - Deus, certamente, quer a todos, uma vez que a todos criou. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 10 de dezembro de 1942) [9] Eleficoumuito feliz em saber.. .que vossa recepção foi um sucesso, e que agora vós sentis que pessoas em altas posições estão começando a despertar de seu sono e a ver a Luz de BaháVlláh Tempo virá em que elas despertarão; parece ser apenas uma questão de quão cedo. Muito depende, também, de termos na Fé pessoas de real capacidade, em número suficiente, para formar um núcleo que atrairá, para si, almas semelhantes. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 22 de novembro de 1949) [10] Ele espera que o vosso contato com o Chefe ... se mostre frutífero e que o coração dele possa se abrir para a Mensagem que vós lhe ofertastes. Seria um grande trunfo para a Fé se um Chefe proeminente de alguma tribo a aceitasse e se levantasse para servi-la. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 31 de maio de 1952) [11]
  11. 11. De cartas escritas pela Casa Universal de Justiça ...um dos deveres mais importantes de toda Assembléia Espiritual Nacional é familiarizar os líderes de pensamento e os homens e mulheres proeminentes de seu país com os objetivos fundamentais, a história, o status atual e as conquistas da Causa. Tal atividade deve ser realizada com a máxima sabedoria, discrição e dignidade. (A todas as Assembléias Espirituais Nacionais, em 2 de julho de 1967. Publicada em "Wellspring ofGuidance: Messages 1963-1968", p.117) [12] No presente momento, a meta suprema do trabalho de ensino é levar a mensagem de BaháVlláh a todas as camadas e níveis da sociedade humana. Uma resposta mais entusiasmada aos ensinamentos, muitas vezes, será encontrada nos lugares mais inesperados e esta deveria, rapidamente, receber o devido acompanhamento, pois o sucesso em uma área fértil desperta uma reação naqueles que, a princípio, estavam desinteressados. A mesma forma de exposição dos ensinamentos não irá atrair a todos; o método de apresentação e a abordagem devem variar de acordo com o ponto de vista e interesses do ouvinte. Uma abordagem destinada a atrair a todos irá, normalmente, atrair uma parcela intermediária, deixando os extremos intocados. Nenhum esforço deve ser poupado para se assegurar que a Palavra curadora de Deus atinja o rico e o pobre, o douto e o iletrado, o jovem e o idoso, o devoto e o ateu, o morador das montanhas e ilhas distantes, o habitante das cidades grandes, o homem de negócios suburbano, o trabalhador das favelas, os homens das tribos nômades, o fazendeiro, o estudante universitário; todos devem ser intencionalmente considerados nos planos de ensino da Comunidade baháí. (A todas as Assembléias Espirituais Nacionais, em 31 de outubro de 1967. Publicada em "Wellspring of Guidance:Messages 1963-1968", p. 124) [13]
  12. 12. Tem havido avanços notáveis no processo de conquista por um reconhecimento mais amplo para a Causa de Deus e na promoção de relações cordiais com autoridades civis, uma questão de vital importância nestes dias quando há um crescimento da oposição à Fé por aqueles que, interpretando equivocadamente sua verdadeira natureza e objetivos, ficam alarmados com o seu progresso. (À Convenção Internacional Bahá'í, Ridván de 1978) [14] 2 Contudo, estes desastres têm gerado novas energias nos corações dos amigos, nutrido as profundas raizes da Causa e originado uma grande safra de notáveis vitórias. Dentre estas, as principais são a conclusão vitoriosa do Plano de Cinco Anos, o lançamento do Plano de Sete Anos, atualmente no último ano de sua segunda fase, e uma proclamação sem precedentes da Fé a Chefes de Estado, parlamentos e parlamentares, ministros e oficiais de governo, líderes de pensamento e pessoas proeminentes nas profissões, resultando em uma mudança de atitude por parte dos meios de comunicação que, agora, de forma cada vez mais intensa, nos procuram para obter informações sobre a Causa... A crescente maturidade desta comunidade religiosa de caráter mundial, que todos estes processos indicam, ó, além disso, evidenciada pelo auxílio prestado, por uma série de comunidades nacionais, à vida econômica e social de seus países. exemplificado pelo estabelecimento de escolas tutoriais, pela criação de estações de rádio, pela realização de programas de desenvolvimento rural e pela operação de planos médicos e projetos agrícolas. A estas realizações iniciais, devem ser acrescidas as indubitáveis capacidades adquiridas, como resultado da crise iraniana, no tratamento com organizações internacionais, governos nacionais e meios de comunicação - os verdadeiros elementos da sociedade com os quais ela deverá 2. A "perda de seis Mãos da Causa" e "as ondas de cruéis perseguições" dirigidas contra a comunidade bahá'í no Irã. 8
  13. 13. colaborar, de forma crescente, com vistas à realização da paz sobre a terra. (Aos bahá'ís do mundo, Ridván de 1983) [15] A entrada da Causa no cenário mundial é algo notório em uma série de declarações públicas nas quais temos sido caracterizados como "cidadãos-modelo", "pacíficos", "cumpridores da lei"', "não responsáveis por qualquer ofensa política ou crime"; todas excelentes, porém inteiramente inadequadas na medida em que a realidade da Fé, seus objetivos e propósitos são considerados. Apesar disso, as pessoas estão desejosas de ouvir sobre a Fé, e a oportunidade deve ser aproveitada. Persistentemente, esforços cada vez maiores devem ser feitos a fim de familiarizar os líderes do mundo, em todos os setores da vida, com a verdadeira natureza da revelação de Bahá'u'lláh como a única esperança para a pacificação e unificação do globo. Simultaneamente a tal programa, deve haver um incessante e vigoroso empenho no trabalho de ensino, de modo a que possamos ser vistos como uma comunidade em crescimento, enquanto que a observância universal, pelos amigos, das leis bahá'ís relativas à vida pessoal, irá assegurar a plena concretização, e despertar o desejo de participar, do modo de vida bahá?í. Por todos estes meios, a imagem pública da Fé irá se tornar, gradual porém constantemente, mais próxima de seu verdadeiro caráter... Não pode haver qualquer dúvida quanto ao fato de que, doravante, o progresso da Causa será caracterizado por um crescente relacionamento com os órgãos, atividades, instituições e indivíduos, do mundo não-baháM. em posição de liderança. Nós adquiriremos uma maior estatura nas Nações Unidas, nos tomaremos melhor conhecidos nas deliberações de governos, seremos uma figura familiar para a mídia, um assunto de interesse para os acadêmicos e, inevitavelmente, um motivo de inveja para instituições em declínio. A nossa preparação e
  14. 14. resposta a esta situação devem ser uma contínua aprofundaçãc de nossa Fé, uma firme adesão aos seus princípios de não participação em política partidária e ausência de preconceitos e, acima de tudo, uma compreensão, cada vez maior, de suas verdades fiindamentais e sua relevância para o mundo moderno. (Aos bahá'ís do mundo, Ridván de 1984) [16] 2. Algumas Diretrizes para o contato com Pessoas Proeminentes 2.1 "Estabelecendo Laços de Amizade " Dos Escritos de 'Abdu '1-Bahá Alguns dos amados deveriam estabelecer laços de amizade com pessoas destacadas da região e manifestar para com elas a mais alta consideração. Por este meio, estas almas podem se tornar familiarizadas com o modo de vida bahá'í, conhecer os ensinamentos do Misericordioso e ser informadas acerca da influência penetrante da Palavra de Deus em todos os quadrantes do globo. Se apenas uma dessas almas fosse atraída para a Causa, outras, rapidamente, seriam atraídas, de modo igual , uma vez que as pessoas tendem a seguir os passos de seus líderes. (De uma Epístola a um crente individualmente) [17] Vós vos deverieis esforçar por ampliar o círculo daqueles com quem mantendes relações de amizade e por estabelecer o mais íntimo contato com aquelas almas benevolentes cujo único pensamento é praticar o bem, que estão trabalhando para a causa da paz universal e que não nutrem outro desejo a não ser o de testemunhar a unificação do mundo da humanidade. Vós deveneis buscar a companhia de tais pessoas, como estas, as quais possais 10
  15. 15. imbuir com uma visão do Reino Celestial, pois embora seus motivos sejam os melhores possíveis, ainda assim não percebem que todos os poderes da terra são impotentes, quer seja para estabelecer a paz universal, quer seja para promover a unidade da humanidade. Nada menos que o poder da Palavra de Deus e os sopros do Espírito Santo podem jamais obter resultado. (De uma Epístola a uma Assembléia Espiritual) [18] De cartas escritas em nome de Shoghi Effèndi O nosso Guardião espera e ora que sejais guiado em vosso esforço por reunir no banquete vários cidadãos proeminentes, de várias raças e religiões, com o único propósito de conquistá-los, finalmente, para o reconhecimento da sagrada Fé de Deus. Vós deveis realçar o aspecto universal da Causa e demonstrar a máxima gentileza e amor para com todos como uma preparação à sua eventual aceitação de toda a verdade. (8 de Outubro de 1927) [19] Alguns dos itens foram de grande interesse para ele, especialmente aquela parte que descreve os contatos que vós fizestes com pessoas destacadas, convidando-as para falar em vossas reuniões. Esta é uma forma efetiva de fazer com que tais indivíduos participem ativamente na promoção da Fé e aprofundem o seu conhecimento sobre o espírito da Causa e seus ensinamentos básicos. Shoghi Effendi espera que, algum dia, eles se dirijam à Causa como servos devotos e consagrem a sua vida a ela. ...existem pessoas ilustres que são amigas e admiradoras da Causa, porém, devido à sua natural atitude cautelosa e conservadora com relação a tudo o que é novo, preferem agir 3. A crentes individuais, a menos que indicado de outra forma. 11
  16. 16. como espectadores a agir como defensores apaixonados. Elas não podem, contudo, prosseguir neste estado de imparcialidade. Um dia, elas se sentirão inconscientemente atraídas à Causa... Ele vos está enviando duas cópias da obra "Os Rompedores da Alvorada'' para serem presenteadas a dois destacados amigos da Causa. Uma delas, ele deseja que seja oferecida ao Sr.... em reconhecimento aos serviços que ele nos prestou... Esta é uma forma de manter o interesse de tais pessoas eminentes pelo progresso da Fé. Talvez, um dia, elas venham a participar ativamente. (6 de maio de 1932) [20] Ele ficou, inclusive, muito satisfeito em ver que a Causa esta sendo objeto de publicidade nos jornais de vossa cidade e que vós estais conquistando a simpatia e o interesse de editores e pessoas importantes. A Fé necessita tanto de amigos, quanto de adeptos e vós vos deverieis esforçar sempre por atrair os corações de líderes esclarecidos aos seus ensinamentos. (A uma Assembléia Espiritual Local em 5 de outubro de 1945) [21] Existem, como realmente dizeis, muitos admiradores importantes da Fé presentemente nos EUA - e, de fato, cm outros países; mas é pouco provável que tais pessoas venham a abraçar a Causa; elas não estão prontas a se identificarem com um Movimento ainda em formação e com um número relativamente pequeno de seguidores; além disso, muitas destas pessoas não teriam vontade de fazer o esforço necessário para viver de acordo com os padrões de conduta bahá'í! Ainda assim, é excelente que estejamos conquistando mais amigos e admiradores; isto, em si, ajuda a Causa e aumenta o seu prestígio e, gradualmente, algumas dessas pessoas poderão, até mesmo, fazer o sacrifício de se colocar a seu serviço. (25 de fevereiro de 1947) [22] 12
  17. 17. Ele sente que os crentes deveriam fazer todo o esforço, de modo apropriado e com discrição, para manter contato com pessoas importantes... Nós deveríamos fazer todo esforço para garantir que os líderes de pensamento da vida pública não estejam meramente familiarizados com o nome bahá'í; mas, se possível, mantenham uma relação cordial com alguns dos membros de nossa Comunidade, se não com o corpo da Fé. (A uma Assembléia Espiritual Nacional em 18 de fevereiro de 1951) [23] De cartas escritas pela Casa Universal de Justiça Uma atividade muito importante que tem sido buscada, efetivamente, em muito poucos países é a realização pela Assembléia Espiritual Nacional de um esforço planejado e sustentado para promover relações cordiais com pessoas proeminentes e com representantes governamentais responsáveis e para familiarizá-los, pessoalmente, com os princípios básicos e com os ensinamentos da Fé. Uma atividade como esta deve ser conduzida com sabedoria e discrição e requer a atenção constante de um comitê responsável, bem como uma revisão periódica por parte da própria Assembléia Espiritual Nacional. Onde obtiver sucesso, poderá efetivamente impedir a oposição à Fé e facilitar o caminho para muitos dos aspectos essenciais do desenvolvimento da comunidade banal. (A todas as Assembléias Espirituais Nacionais, Naw-Rúzde 1974) [24] A Casa de Justiça sente que a vossa Assembléia Nacional deve fazer mais do que distribuir informações impressas acerca da Fé, por mais valioso que isto possa ser. Um esforço deveria ser feito para se identificar as pessoas proeminentes em vosso país e caminhos deveriam ser encontrados para contatá-las, pessoalmente, afimde se familiarizá-las com a Fé. Para este fim. a Casa de Justiça novamente vos admoesta a apontardes um 13
  18. 18. comitê para investigar as possibilidades. Se os poucos bahá'ís proeminentes ... estão muito ocupados para ajudar, então vós tereis de ou redirecionar os vossos esforços ou convocar outros para esta tarefa (A uma Assembléia Espiritual Nacional em 22 de agosto de 1984) [25] 2.2 Atitudes e Abordagens Dos Escritos de Bahá'u 'lláh Sede retos, ó servos, em vossas ações ! Não vos desvieis do necessitado; fazei menção de Mim entre os grandes e não tenhais medo. (De uma Epístola) [26] Dos Escritos de 'Abdu'1-Bahá Nós, os seguidores da Abençoada Beleza, deveríamos todos estar engajados no serviço da Causa de Deus e nos tornarmos fontes de guia para a humanidade. Vós deverieis, se o considerardes recomendável e possível, proceder imediatamente à organização de um encontro de dignitários. E, quando vossos distintos convidados estiverem reunidos, falar-lhes acerca da Causa. Vós deverieis, de modo igual, aconselhar os amigos a planejar um outro encontro com estas mesmas pessoas a ser realizado em uma noite e dirigido por eles. Este é um grande serviço que Eu estou confiando a vós e Eu oro a Deus que vos conceda Seu auxílio e confirmação e derrame Suas bênçãos sobre vossa família. (De uma Epístola a um crente individualmente) [27] 14
  19. 19. 4 De cartas escritas por Shoghi Effendi ou em seu nome Eu realmente espero que vosso fervor apaixonado, vossa experiência madura e o ardor do vosso amor venham a conquistar grande parte das pessoas de classe mais elevada com quem vos associeis. A Causa precisa conquistar os níveis mais elevados, e Eu vos vejo como os amados e entusiásticos apóstolos de 'Abdu'lBahá que trarão para a Causa almas cultas e capazes. Não vos sintais desanimados. Estejais seguros de minhas constantes e amorosas preces pelo sucesso de vossos valiosos esforços. (Manuscrito por Shoghi Effendi e acrescido a uma carta de 2 de abril de 1925 em seu nome) [28] Desde o seu início 5, Shoghi Effendi tem nutrido o desejo detorná-lo um trabalho que se provasse interessanteeesclarecedor ao leitor. Destinado principalmente a não-bahá'ís, ele tem tentado atrair, através de suas páginas, a atenção de pessoas educadas e esclarecidas, especialmente os líderes de todos os países, com o propósito de familiarizá-los com os princípios amplos e fundamentais da Fé e conquistar sua consideração pelo Movimento como uma força crescente em favor do bem e da paz em todo o mundo. É, portanto, com viva satisfação que ele tem visto a publicação crescer, ano após ano, em importância e este sentimento, ultimamente, muito se intensificou em razão das palavras de interesse e apreciação que ele recebeu de muitos homens de nível e liderança, dentre as quais há uma notável e encorajadora carta do Sr. Herbert Samuel. Com efeito, Shoghi Effendi tornou-a algo a ser enviado ao maior número de líderes possível. Cópias do último exemplar foram presenteadas ao Imperador do Japão, ao Xá da Pérsia e à Rainha Maria da Romênia. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 12 de dezembro de 1929) [29] 4. A crentes individuais, a menos que indicado de outra forma. 5. A publicação "The Bahá'í World". 15
  20. 20. Com respeito ao trabalho de ensino em faculdades e universidades, trata-sede algo muito importante pois os estudantes, de um modo geral, possuem a mente aberta e são pouco influenciados pela tradição. Eles facilmente aderirão à Causa se o assunto for apresentado de forma apropriada e se o seu intelecto e sentimentos forem corretamente satisfeitos. Este trabalho, no entanto, deve ser desenvolvido por pessoas que tenham recebido treinamento universitário e que estão, portanto, familiarizadas com a mente inteligente e educada desta juventude. (Escrita em nome de Shoghi Eõèndi em 3 de fevereiro de 1932 e publicada no "Bahá'í News" No. 64, p, 4) [30] A carta que vós enviastes ao Secretário de Estado foi, por ele, muito apreciada. Ele sinceramente espera que, através de tais iniciativas e comunicações, as autoridades venham a ter em consideração a importância da Causa e, gradarivamente, venham a sentir profunda simpatia e admiração por seu espírito. É muito importante que eles saibam como nós nos posicionamos e qual é a nossa atitude com relação a alguns dos principais assuntos e problemas que desafiam o mundo atual. Tratam-se de questões muito difíceis e extremamente delicadas, mas o espírito do Mestre irá seguramente guiar-vos e inspirar-vos a realizar o que é próprio e sábio. (Escrita em nome de Shoghi Effèndi em 4 de maio de 1932 à Assembléia Espiritual Nacional dos Estados Unidos e do Canadá) [31 ] É realmente estranho o quanto os pensadores modernos estão, por sua livre vontade, se aproximando dos ensinamentos da Fé e expressando pontos de vista muito parecidos com os nossos. Isto demonstra, claramente, a verdade das palavras do Mestre de que o espírito do Movimento tem permeado os corações de todos os povos do mundo. São as mãos de Deus 16
  21. 21. operando e guiando as nações, homens intelectuais e líderes da sociedade a uma aceitação gradual de Sua Mensagem revelada através de BaháVUáh. A forma pela qual nós podemos acelerarodesenvolvimento deste processo é fazendo a nossa parte na disseminação ampla das palavras de Deus. Mesmo que nós não possamos ver nenhum caso de conversão repentina entre estes intelectuais, ainda assim eles estão destinados a sofrer uma influência em suas opiniões e a olhar para a Fé com maior admiração e com um desejo mais espontâneo de serem guiados por seus preceitos. Shoghi Effendi, portanto, deseja que eu vos encoraje em vosso trabalho de enviar literatura apropriada a tais homens de conhecimento. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 7 de maio de 1933) [32] Através da leitura de um trabalho tão desafiador e acadêmico 6 , muitos irão, indubitavelmente, ser despertados e estimulados, enquanto outros ficarão enfurecidos a ponto de atacar a Fé com virulência. A publicidade sem precedentes que a Causa estará, então, recebendo, irá, por si mesma, se constituir em um importante passo em direção a um reconhecimento mais amplo e completo do Movimento por personalidades ilustres, tanto do meio intelectual quanto social. (Escrita em nome de Shoghi Effendi , em 15 de maio de 1934, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [33] Com respeito ao vosso trabalho com as classes mais elevadas, o Guardião concorda plenamente convosco que pessoas de riqueza e cultura, algumas vezes, realmente possuem uma grande capacidade para assuntos espirituais. Mas elas necessitam do tipo certo de pessoas para abordá-las e de um método que se ajuste à sua mentalidade. Nossos métodos de ensino, portanto, 6. O livro "The Promise of Ali Ages" do autor George Townshend. 17
  22. 22. deveriam permitir um certo grau de elasticidade no estabelecimento de contatos com os vários tipos de pesquisadores. Todo pesquisador deve ser abordado a partir de seu próprio ângulo. Aqueles que são essencialmente do tipo místico deveriam receber primeiramente aqueles ensinamentos da Causa que enfatizam a natureza e o valor das realidades espirituais; enquanto que aqueles que possuem uma mente prática e são de um tipo positivo estão naturalmente mais predispostos e inclinados a aceitar o aspecto social dos Ensinamentos. Mas, é claro, gradativamente, toda a Mensagem, em todos os seus aspectos e com todas as implicações que acarreta, deveria ser explicada ao recém-chegado. Pois ser um crente significa aceitar a Causa em sua totalidade e não apenas aderir a alguns de seus ensinamentos. Entretanto, conforme já foi dito, isto deve ser feito gradualmente e com muito tato. Pois, afinal, a conversão é um processo lento. (Escrita em nome de Shoghi EfkncH em 28 de dezembro de 1936) [34] É maravilhoso observar, finalmente, os intelectuais volvendo-se para os problemas do mundo e procurando solucionálos. Lado a lado a este trabalho não-bahá'í, tão próximo a muitos dos ensinamentos de BaháVlláh, nós crentes devemos levar avante o nosso trabalho puramente bahá'í, o qual somente nós podemos realizar e cujas implicações são extraordinárias para o futuro da humanidade em todas as esferas. (Escrita em nome de Shoghi EBendi em 14 de abril de 1947) [35] 7 Eles não devem ser nem provocativos nem apáticos, nem tampouco fanáticos ou excessivamente liberais, ao explanarem os aspectos fundamentais e distintivos de sua Fé. Eles devem, isto sim, ser cautelosos ou audaciosos, agir prontamente ou marcando passo, utilizar o método direto ou indireto, ser desafiadores ou 7. Os pioneiros americanos. 18
  23. 23. conciliadores, em estreita concordância com a receptividade espiritual da alma com a qual entram em contato, seja ele um homem nobre ou um cidadão comum, do norte ou do sul, um leigo ou um sacerdote, um capitalista ou um socialista, um estadista ou um príncipe, um artífice ou um mendigo. Em suas apresentações da Mensagem de BaháVUáh, eles não devem vacilar ou hesitar. Não devem desdenhar os pobres nem se intimidar perante os grandes. Em suas exposições das verdades da Causa, eles não devem acentuar exageradamente, nem tampouco diminuir, a importância da verdade que advogam, quer seu ouvinte pertença à realeza ou seja um Príncipe da Igreja, ou um político, um comerciante, ou um homem simples. A todos, igualmente, grande ou pequeno, rico ou pobre, eles devem oferecer de mãos abertas, com um coração radiante, com uma língua eloqüente, com infinita paciência, com lealdade inflexível, com grande sabedoria, com coragem inabalável, a Taça da Salvação, em uma hora tão crítica, aos confusos, aos famintos, aos atormentados e às multidões amedrontadas... (Escrita por Shoghi Effendi aos bahá 'fs do ocidente em 5 de junho de 1947 e publicada em "Citadel of Faith: Messages to America 1947-1957", p. 25-26) [36] A falta de preconceito, (para a maioria) o verdadeiro altruísmo do cientista puro, é muito bem demonstrada e, em tais pessoas, a Fé, se apresentada apropriadamente, deverá despertar um grande interesse; mais do que isto, tais pessoas poderiam realizar coisas tremendas para a Causa se viessem a abraçá-la em grande número. Há, certamente, na Causa um lugar para pessoas eminentes e nós precisamos delas em número maior. Mas a administração deve funcionar numa base consultiva e não de liderança. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 5 de julho de 1947) [37] 19
  24. 24. Parece que o que nós precisamos agora é de uma erudição bahá'í mais profunda e coordenada a fim de atrair tais pessoas como as que vós estais contatando. O mundo captou até o momento - pelo menos o mundo pensante, todos os princípios universais e de grande importância enunciados por BaháVlláh há 70 anos atrás e, por esta razão, é claro, estes não parecem "novos" a eles. Mas nós sabemos que os ensinamentos mais profundos, a capacidade de Sua Ordem Mundial projetada para recriar a sociedade, são novos e dinâmicos. São estes que nós devemos aprender a apresentar inteligente e atraentemente a tais pessoas ! (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 3 de julho de 1949) [38] .. .a solução dada por Bahá'u 'lláh aos problemas mundiais é a única solução - divina em sua origem , e a mais desesperadamente necessária; portanto, nós, os poucos que obtiveram a visão, não deveríamos desperdiçar nossas energias trilhando os caminhos seguidos pela humanidade e que não estão equacionando seus terríveis problemas atuais. Nós deveríamos nos concentrar na Causa, pois é o que é necessário para a cura do mundo. Esta é uma atitude correta, pois se nós não nos devotarmos ao trabalho bahá'í e ao ensino, quem irá fazê-lo? Por outro lado, há uma grande diferença entre isto e aprendizagem. Se os bahá'ís desejam ser realmente eficazes no ensino da Causa, precisam estar mais bem informados e capacitados a discutir inteligentemente e intelectualmente a presente condição do mundo e seus problemas. Nós necessitamos de eruditos bahá'ís, não apenas de pessoas muito, muito mais profundas acerca do que realmente são os nossos ensinamentos, mas também de pessoas versadas e bem formadas, capazes de correlacionar nossos ensinamentos com as idéias correntes dos líderes da sociedade. Nós bahá'ís deveríamos, em outras palavras, equipar nossas mentes com conhecimento a fim de melhor demonstrar, especialmente às classes educadas, as verdades entesouradas em 20
  25. 25. nossa Fé. O que o Guardião, entretanto, não aconselha os amigos a fazerem é dissipar o seu tempo e suas energias servindo em movimentos que são afins aos nossos princípios, mas que não são capazes, nós acreditamos, de solucionar apresente crise espiritual na qual o mundo se encontra. Nós podemos cooperar com tais movimentos e seus promotores para a conquista de um bom resultado, mas, ao mesmo tempo, devemos permanecer abertamente como bahá'ís, com um programa específico para oferecer à sociedade. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 5de julho de 1949) [39] Cartas escritas pela Casa Universal de Justiça ou em seu nome Em vista da dificuldade que vós tendes experimentado em obter publicidade sobre a Fé na imprensa nacional em..., a Casa de Justiça nos instruiu a dizer que existem três cursos de ação que deveriam auxiliar-vos a conseguir isto no futuro. Primeiro, é importante que existam certos crentes, como os membros de um comitê de informação pública, a quem seja dada a tarefa de cultivar contatos pessoais com figuras influentes dos meios de comunicação a nível nacional. Este contato pessoal é um elemento vital para aumentar a receptividade da mídia com relação a notícias sobre a Fé. Em segundo lugar, como um apoio à promoção de tais relações, vossos representantes poderiam levar consigo exemplares de excelentes materiais sobre a Fé que têm sido publicados emjornais tão importantes como o " Le Monde'', "The Times" de Londres e o "The New York Times"... Em terceiro lugar, a menção freqüente da Fé na imprensa local irá contribuir positivamente para predispor a imprensa nacional a considerar a Fé Bahá'í como um material rico em notícias. (Escrita em nome da Casa Universal de Justiça, em S de janeiro de 1981, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [40] 21
  26. 26. Com a aproximação do Ano Internacional da Paz e com a crescente conscientização das pessoas cultas quanto à necessidade de soluções de âmbito mundial para os problemas que ameaçam a humanidade, a Casa de Justiça sente que há uma necessidade por pesquisa e novos livros e ensaios sobre temas que são de interesse imediato dos lideres de pensamento e da humanidade em geral. (Escrita em nome da Casa Universal de Justiça, em 31 demarco de 1985, à Associação de Estudos Bahá 'ís do Canadá) [41 ] Foi também mencionado que havia uma necessidade de se atingir líderes de pensamento e autoridades cornos Ensinamentos; que há uma tendência de as pessoas aceitarem novas idéias mais prontamente se estas já tiverem sido aceitas pelos escalões mais elevados da sociedade. Se é assim, talvez um programa viável pudesse ser desenvolvido convidando-se bahá'ís proeminentes de outros países para visitarem... a fim de contatar (indivíduos) proeminentes de posição ou profissão semelhante. (Escrita em nome da Casa Universal de Justiça, em 16 de fevereiro de 1987, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [42] Comunidades nacionais baháís tem organizado e conduzido com sucesso conferências inter-religiosas, seminários sobre paz, simpósios sobre racismo e outros temas em relação aos quais nós temos uma contribuição específica a dar, conseguindo freqüentemente larga publicidade e o interesse de lideres de alta posição na sociedade. (Escrita pela Casa Universal de Justiça, no Ridván de 1987, aos baháYs do mundo) [43] 22
  27. 27. 2.3 O Papel das Assembléias Espirituais g De cartas escritas por Shoghi Effèndi ou em seu nome Abordar pessoas importantes e bem conhecidas é sempre uma questão extremamente delicada, já que requer uma boa medida de sabedoria, coragem e habilidade. Mas aqueles amigos que realmente sentem o anseio de fazê-lo, e possuem as qualificações necessárias, deveriam cultivar tais amizades que, se desenvolvidas adequadamente, poderão ser de imenso benefício à Causa. Em todo caso, contudo, a assistência e o auxílio tanto da Assembléia Local quanto da Nacional são não apenas úteis como necessários, para que contatos importantes desta natureza sejam frutíferos e promissores... (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 30 de agosto de 1933) [44] ...Um esforço determinado deveria ser feito pelos representantes nacionais eleitos da inteira comunidade - assistidos por seus comitês de Relações Públicas, Unidade Racial, Reuniões Públicas, Educação Visual, Bureau de Conferencistas Universitários e Comitês de Rádio, afimde reforçar as medidas já adotadas para a proclamação das verdades da Fé às massas, através da imprensa e do rádio, e para o estabelecimento de um contato mais estreito com líderes de opinião pública, faculdades e universidades e com editores de jornais e revistas. (Escrita por Shoghi Efíendi, em 5 de junho de 1947, aos bahá'ís do ocidente. Publicada em "Citadel of Faith: Messages to America 1947-1957", p. 8-9) [45] A Assembléia Espiritual Nacional não deveria agir com timidez em relação ao contato com visitantes importantes para... 8. A crentes individuais, a menos que indicado de outra forma. 23
  28. 28. A Fé já atingiu tal estatura que seus representantes podem exigir e receber atenção. Se serão sempre bem sucedidos ou não, não é este o ponto; o ponto é permitir que as pessoas de importância percebam que somos ativos e que fazemos parte do cenário mundial, por assim dizer. (Escrita em nome de Shoghi Effendi, em 23 de novembro de 1951, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [46] O Guardiãoficoumuito feliz ao saber que vossa Assembléia teve sucesso no encontro com o Prefeito de ... e com o Ministro para Assuntos Estrangeiros; contatos desta natureza devem ser realizados em alto nível e apenas crentes capazes de talvez oferecer hospitalidade ou que tenham algum tipo de contato com as autoridades em questão, ou ainda que sejam, eles próprios, interessantes ao encontro, deveriam ser utilizados por vossa Assembléia, em conjunto com vossos membros, em encontros com tais personalidades. (Escrita em nome de Shoghi Effendi, em 30 de junho de 1952, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [47] Ele sente que agora é chegado o momento de vós estabelecerdes um comitê nacional para realizar contatos com autoridades civis, a nível nacional, com figuras públicas importantes do Estado e com as administrações das grandes cidades. O propósito desses contatos é o de firmar relações cordiais com figuras públicas importantes, de modo a que elas possam estar plenamente informadas sobre a Fé e seus princípios, possam ganhar confiança em relação aos bahá'ís e suas atividades, possam compreender o aspecto apolítico da Fé e, no futuro, se sintam ansiosas em nos auxiliar à medida em que a Fé se desenvolva. (Escrita em nome de Shoghi Effendi, em 29 de dezembro de 1953, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [48] 24
  29. 29. De cartas escritas pela Casa Universal de Justiça ou em seu nome As Assembléias Espirituais Nacionais devem promover abordagens sábias e dignas no contato com pessoas proeminentes em todas as áreas da atividade humana, familiarizando-as com a natureza da comunidade bahá'í e seus princípios básicos e conquistando sua estima e amizade. (Escrita pela Casa Universal de Justiça, no Naw-Rúz de 1979, aos bahá'ís domando) [49] .. A Casa de Justiça está extremamente feliz por vossa Assembléia Nacional estar realizando esforços sábios e efetivos para familiarizar as autoridades de vosso país acerca da Fé. Tais abordagens devem ser planejadas, toda vez em que surja a ocasião. Neste ínterim, através de suas várias atividades de proclamação, a comunidade bahá'í deveria, indiretamente, atrair para a Causa a atenção de pessoas de todas as camadas da sociedade, de modo a que se tome mais fácil aos baháls, em tempo de necessidade, obter um acesso positivo às autoridades. (Escrita em nome da Casa Universal de Justiça, em 26 de julho de 1987, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [50] A centelha que acendeu um interesse crescente pela Causa de BaháVlláh foram a firmeza e a paciência heróicas dos amados amigos no Irã, os quais impeliram a comunidade mundial bahá'í a conduzir um programa persistente e cuidadosamente orquestrado de apelo à consciência do mundo. Este vasto empreendimento, envolvendo a inteira comunidade atuando de forma unida através de sua Ordem Administrativa, foi acompanhado por atividades igualmente vigorosas e visíveis desta comunidade em outras esferas, que foram detalhadas separadamente. Todavia, nos sentimos compelidos a mencionar 25
  30. 30. que um resultado importante deste amplo esforço é o nosso reconhecimento de um novo estágio nos assuntos externos da Causa, caracterizado por uma maturidade marcante das Assembléias Espirituais Nacionais em seu relacionamento crescente com organizações governamentais e não-govemamentais e com o público em geral. Este reconhecimento provocou uma reunião na Alemanha, em novembro último, dos representantes nacionais bahá'ís da Europa e da América do Norte para assuntos externos com representantes de alto nível dos escritórios da Comunidade Internacional Bahá'í, com o propósito de promover uma melhor coordenação de seus trabalhos. Este foi um passo preliminar em direção à reunião de mais e mais Assembléias Espirituais Nacionais em uma rede internacional, funcionando harmoniosamente, e capaz de executar empreendimentos globais neste campo em rápida expansão. Aliada a estes progressos, encontra-se a conquista significativa do reconhecimento internacional outorgado à Fé, em outubro último, através de sua aceitação formal, como membro da Rede de Conservação e Religião pelo renomado Fundo Mundial para aNatureza (WWF). (Escrita pela Casa Universal de Justiça, noRidván de 1988, aos bahá'ís demando) [51] 2.4 O "Caminho da Prudência" Das Escrituras de 'Abdu '1-Bahá ...vós deverieis, inicialmente, adotar aquele caminho da prudência que a Fé prescreve. Nas etapas iniciais, deverieis buscar a companhia de pessoas eminentes da população e, volvendo-vos em completa humildade ao reino da Glória invisível, orar por ajuda e proteção de maneira que o Espírito Santo, através das efusões de sua graça, vos conceda sua assistência. Quando, por vossa conduta e comportamento devotos, vosso fervor, vossa lúcida e casta expressão, tiverdes conquistado a 26
  31. 31. afeição de cada um e todos, então os portais da guia divina abrirse-ão amplamente, a taça da generosidade será servida e todas as almas que dela beberem ficarão inebriadas com o vinho das verdades e mistérios sagrados. (De uma Epístola a um crente individualmente) [52] De cartas escritas por Shoghi Effendi ou em seu nome Vós mencionastes em vossa carta a intenção de contatar os representantes de movimentos que são afins à Causa no que diz respeito aos princípios que advogam. Shoghi Effendi acredita que em todos estes contatos e atividades, vós deverieis manter o prestígio e a superioridade da Causa. Nós nunca deveríamos comprometer nossos princípios em prol de alguns benefícios temporários que se possam colher. É muito importante levar a Causa à atenção de tais líderes de pensamento e, para alcançar este fim, precisamos contatá-los, mas o nosso objetivo deveria ser atraí-los para a Causa ao invés de seguir suas pegadas. (Escrita em nome de Shoghi Effendi, em 29 de novembro de 1926, a uma Assembléia Espiritual Nacional) [53] Eu concordo inteiramente convosco que não-interferência em política não implica em não associação por parte dos amigos com o mundo externo. Eu espero que venhais a inculcar nos amigos a necessidade de serem mantidas relações estreitas, porém não muito íntimas, com autoridades, representantes estrangeiros e com líderes de opinião pública na capital. Eles deveriam estar atentos, contudo, para que uma associação tão estreita não os leve, imperceptivelmente, a comprometer os princípios que nutrimos e sustentamos. Devem se relacionar com 9. A crentes individuais, a menos que indicado de outra forma. 27
  32. 32. todas as classes da sociedade, porém sem se associar a suas políticas e sistemas. (Manuscrito por Shoghi Effcndi e acrescido a uma carta de 8 de outubro de 1927, escrita em seu nome) [54] É nossa suprema obrigação esforçarmo-nos por levar o conhecimento desta Revelação às mais altas autoridades e personalidades em posição de liderança dentre os nossos concidadãos, porém evitando de nos associar ou de identificar nossa Fé com os seus interesses políticos, suas ambições conflitantes e seus programas partidários. Possa o Todo-Poderoso guiar e sustentar vossos elevados esforços e vos capacitar a conquistar para a Sua Causa os mais capazes, virtuosos e esclarecidos líderes de opinião pública naquele território. (Manuscrito por Shoghi Effcndi e acrescido a uma carta de 15 de abril de 1932, escrita em seu nome) [55] Shoghi Effendi aprova plenamente vosso encontro com homens importantes que se acham no poder e que detém as rédeas do governo em suas mãos. Ele, em verdade, vos encoraja a aproveitardes de toda oportunidade que se apresente. Deveríeis, contudo, ser muito cuidadosos de modo a não discutirdes assuntos de cunho político e que sejam motivo de contenda entre os diferentes partidos. Estas discussões arrastariam a Causa para questões políticas, algo quefoiestritamente proibido pelo Mestre. Vosso objetivo ao vos encontrardes com tais pessoas deveria ser o de familiarizá-las com os ensinamentos da Causa e imbuí-las com o espírito do Movimento. Fossem tais homens abraçar o Movimento, eles trariam consigo milhares de outros para a Causa. (Escrita em nome de Shoghi Effendi em 15 de abril de 1932) [56] 28
  33. 33. De uma carta escrita pela Casa Universal de Justiça Está perfeitamente correto que instituições baháís apresentem a visão bahá'í, ou recomendações sobre qualquer assunto de interesse vital para a Fé que esteja sob a consideração de um governo, se a própria autoridade governamental solicitar tal contribuição ou se estiver aberta a receber recomendações. As Assembléias bahá'ís deveriam, no entanto, abster-se de exercer pressão sobre as autoridades, em tais assuntos, quer seja separadamente ou em conjunto com outros. Os bahá'ís deverão apresentar seus pontos de vista, se isto for permissível, expressando-os tão convincente e vigorosamente quanto a ocasião o permita, porém não deverão ir além a ponto de pressionar as autoridades a adotarem estas visões. Mais do que isto, quando estiver considerando se é sábio ou não fazer uma tal contribuição sobre qualquer assunto em particular, a Assembléia babá'í em questão deve tomar cuidado para não dispersar as energias da Comunidade ou desviar seus recursos, a menos que os interesses da Fé o justifiquem. De modo igual, a Assembléia deve garantir que esta participação não irá, em nenhum momento e por uma análise detalhada da situação, "desnecessariamente afastar ou ofender qualquer governo ou povo7', ou envolver a Fé "nos clamores e controvérsias fundamentais de seitas, facções e nações antagônicas". (A um crente individual mente em 21 de novembro de 1971) [57] De cartas escritas em nome da Casa Universal de Justiça A Casa de Justiça recebeu vossa carta datada de 13 de dezembro de 1986 na qual indagais sobre atividades permissíveis aos bahá'ís em seu relacionamento com governos... A política geral já enunciada por Shoghi Effendi na obra "The World Order of BaháVlláh", págs. 63-67, deveria ser 29
  34. 34. cuidadosamente observada pelos amigos. Entretanto, à medida em que a Fé emerge da obscurídade, a aplicação de certos aspectos desta política irá requerer o esclarecimento da Casa de Justiça. Com o passar do tempo, práticas na esfera política irão sofrer, definitivamente, as profundas mudanças antecipadas nas Escrituras bahá' ís. Em conseqüência disto, o que nós entendemos hoje por política de não-envolvimento em assuntos de cunho político também irá sofrer uma mudança. Mas, conforme Shoghi Effendi escreveu, esta instrução' 'nopresente estágio de evolução de nossa Fé, deveria ser crescentemente enfatizada, independentemente do fato de aplicar-se ao Oriente ou ao Ocidente". Em vista da necessidade da comunidade bahá'í relacionar-se com governos, seja por razões de proteção de seus membros perseguidos ou para responder a oportunidades de serviço, uma compreensão correta do que vem a ser uma legítima ação bahá'í, em face da política de não-interferência em assuntos governamentais, torna-se de difícil obtenção para os amigos. A forçadas circunstâncias, operando internamente e externamente, está pressionando a comunidade baháí a estabelecer certos relacionamentos com governos. Por conseguinte, é importante que decisõesrelativasà condução de tais relacionamentos sejam tomadas por instituições autorizadas da Fé e não por indivíduos. Em questões desta natureza, dada a grande complexidade dos assuntos humanos com os quais a comunidade baháí deverá lidar progressivamente, tanto espiritual quanto praticamente, o julgamento individual não é suficiente. (A um crente em 23 de junho de 1987) [58] Este é um campo de serviço no qual um maior horizonte para iniciativa deve ser possibilitado aos indivíduos. Por exemplo, naquele aspecto do trabalho que trata do contato com pessoas muito importantes, é necessário contar com os relacionamentos pessoais que indivíduos bahá'ís tenham desenvolvido ou que sejam capazes de desenvolver e com sua habilidade de conquistar 30
  35. 35. a atenção de tais pessoas, pois estes bahá'ís são, eles próprios, atraentes de modo particular. Ao mesmo tempo em que estiverdes realizando um julgamento cuidadoso na escolha dos indivíduos a quem pedireis auxílio para tais serviços e suprindo-os com toda guia necessária, vós deveis também ser sensíveis a estes pontos e evitar um controle demasiado, ou mesmo sua exteriorização, em vossos contatos com aqueles que estão engajados nestes importantes serviços. (A uma Assembléia Espiritual Nacional em 26 de abril de 1988) [59] Vossos comentários acerca da manutenção de contatos com funcionários do escalão inferior da hierarquia de vosso Governo estão bem fundamentados e vós vos deverieis sentir confiantes com relação a este sábio curso de ação. Não há qualquer objeção em se iniciar contatos com altos oficiais da Igreja Católica. Isto requerirá, contudo, vossa cuidadosa consideração quanto a oportunidade desta ação e vossa determinação quanto a como proceder sem despertar uma oposição indevida à Fé. Vossa Assembléia é encorajada a estabelecer contatos com associações nacionais, tendo em mente a necessidade de se selecionar tais organizações sabiamente, de modo a não consumir recursos humanos e financeiros além de limites razoáveis ou desviar a comunidade de seus principais esforços de ensino. Visto que este equilíbrio é, algumas vezes, difícil de ser conquistado, vós podeis incluir esta questão como um elemento de vossa consulta com os Conselheiros sobre o papel do ... no processo de emergência da Fé, da obscuridade, na America Latina e no mundo. (A uma Assembléia Espiritual Nacional em 23 de março de 1989) [60] 31

×