Sistema genital masculino - Resumo

1.258 visualizações

Publicada em

Breve resumo sobre o sistema genital masculino. Atenção, plágio é crime.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.258
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema genital masculino - Resumo

  1. 1. Resumo Sistema genital masculino Masculino: órgãos compositores, testículos, epidídimo, canais deferentes, vesículas seminais, próstata, vesic. Bulbouretrais, pênis e escroto.
  2. 2. Sistema Gen. Masc. – Órgãos compositores Resumo  Bolsa escrotal, testículos, vias espermáticas (epidídimo, ducto deferente e uretra), glândulas sexuais acessórias (glândulas seminais, próstata e glândulas bulbouretrais) e pênis.
  3. 3. Os testículos Resumo  Um testículo é constituído por milhares de tubos finos e enovelados, os túbulos seminíferos, e por camadas envoltórias de tecido conjuntivo. No interior do túbulos seminíferos são produzidos os espermatozoides, os gametas masculinos. Lá também é promovida a produção do hormônio sexual masculino: A testosterona. Células intersticiais se encarregam disso.
  4. 4. O Epidídimo Resumo  O epidídimo estende-se longitudinalmente na borda posterior do testículo. Ele apresenta uma dilatação superior que ultrapassa o polo superior do testículo, que é denominada de cabeça; um segmento intermediário que o o corpo e, inferiormente uma porção estreitada que é a causa do epidídimo. Ele é responsável pela maturação (amadurecimento, deixando os espermatozoides com uma estrutura denominada de flagelo) e seu armazenamento.
  5. 5. Ducto deferente Resumo  O ducto deferente é um longo e fino tubo, de paredes espessas o que permite identifica-lo facilmente pela palpação. Apresenta-se como um cordão uniforme, liso e duro, o que distingue dos elementos que o cercam. Próximo à sua terminação, o ducto deferente apresenta uma dilatação que recebe o nome de ampola do ducto deferente. Sua principal função é conduzir os gametas até a sua próxima estrutura: As vesículas seminais.
  6. 6. Vesículas seminais (órgão acessório) Resumo  As vesículas seminais são duas bolsas membranosas lobuladas, colocadas entre o funda da bexiga e o reto, obliquamente a cima da próstata, que elaboram um líquido para ser adicionado na secreção dos testículos. Sua função principal é fornecer nutrição para os gametas, é uma substância rica em proteína
  7. 7. Vesículas seminais (órgão acessório) Resumo As vesículas seminais secretam um líquido que contém frutose (açúcar monossacarídeo), prostaglandinas e proteínas de coagulação (vitamina C). O líquido secretado pelas vesículas seminais normalmente constitui 60% do volume de sêmen.
  8. 8. Próstata (órgão acessório) Resumo  A próstata é mais uma glândula cuja secreção é acrescentada ao líquido seminal. Sua base está encostada no colo da bexiga e a primeira porção da uretra perfura-a longitudinalmente pelo seu centro, da base ao ápice. Sendo ligeiramente achatada no sentido ânteroposterior, ela apresenta uma face anterior e outra posterior, e de cada lado, faces ínferolaterais.  A natureza alcalina do líquido ajuda a neutralizar o ambiente ácido da uretra masculina e trato genital feminino, que, de outra maneira, tornaria inativos e mataria os espermatozóides.
  9. 9. As glândulas bulouretrais (órgão acessório) Resumo  As glândulas bulbouretrais são duas formações pequenas, arredondadas e levemente lobuladas, de coloração amarela e tamanho de uma ervilha. Estão próximas do bulbo do pênis e envolvidas por fibras transversas do esfíncter uretral. Localizam-se inferiormente à próstata e drenam suas secreções para a parte esponjosa da uretra.  Sua secreção é semelhante ao muco, entra na uretra durante a excitação sexual. Constituem 5% do líquido seminal. Durante a excitação sexual, as glândulas bulbouretrais secretam uma substância alcalina que protege os espermatozoides e também secretam muco, que lubrifica a extremidade do pênis e o revestimento da uretra, diminuindo a quantidade de espermatozoides danificados durante a ejaculação.
  10. 10. Esquematzação Resumo
  11. 11. Pênis Resumo  O pênis é o órgão erétil e copulador masculino. Ele é representado por uma formação cilindroide que se prende à região mais anterior do períneo, e cuja extremidade livre é arredondada.
  12. 12. Pênis Resumo  O pênis, portanto, pode ser subdividido em raiz, corpo e glande. Envolvendo a parte livre do pênis encontramos uma cútis fina e deslizante, conhecida por prepúcio. Medianamente, por baixo da glande, a mucosa que envolve esta e depois se reflete para forrar a cútis da expansão anterior do prepúcio, apresenta uma prega sagital denominada frênulo do prepúcio.
  13. 13. Escroto Resumo  O escroto é uma bolsa músculocutânea onde estão contidos os testículos, epidídimo e a primeira porção dos ductos deferentes. Cada conjunto desses órgãos (direito e esquerdo) ocupa um compartimento completamente separado, uma vez que o escroto é subdividido em duas lojas por um tabique sagital mediano denominado septo do escroto.  O escroto é constituído por camadas de tecidos diferentes que se estratificam da periferia para a profundidade, nos sete planos seguintes. Cútis: é a pele, fina e enrugada que apresenta pregas transversais e com pelos esparsos. Na linha mediana encontramos a rafe do escroto. Túnica dartos: constitui um verdadeiro músculo cutâneo, formado por fibras musculares lisas. Tela subcutânea: é constituída por tecido conectivo frouxo.
  14. 14. Esquematização Resumo

×