Reino Animalia - Aves 
Esmerilhão (Falco columbarius)
Menu principal 
Seres vertebrados 
As aves 
Habitat 
Sistema digestório 
Sistema excretor 
Sistema respiratório 
Sistema r...
Seres vertebrados 
• Os animais vertebrados são os seres vivos que possuem o organismo mais 
avançado em nosso planeta. El...
Seres vertebrados (aves) 
Beija-Flor Tesoura (Eupetomena macroura)
As aves 
• As aves compreendem um grupo muito grande e bonito de animais. Chamam a atenção pela beleza e 
pelo canto. São ...
As aves 
Arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus)
Características gerais das aves 
• São animais vertebrados; 
• São bípedes; 
• São ovíparos; 
• São homeotérmicos; 
• Poss...
Onde vivem? 
• As aves podem ser encontradas em todos os continentes e já foram 
descritas mais de 12.000 espécies. 
• Por...
Habitat – Aves silvícolas 
• Vivem em ambientes florestados como a Floresta Amazônica, a Mata 
Atlântica, as Matas de Arau...
Habitat – Aves silvícolas (Amazônia) 
Cardeal-da-amazônia (Paroaria gularis)
Habitat – Aves silvícolas (cerrado) 
Ema (Rhea americana)
Habitat – Aves silvícolas (caatinga) 
Arribaçã (Zenaida auriculata)
Habitat – Aves aquáticas 
• Abrangendo as aves que vivem em ambientes dulcícolas como rios, lagos e 
banhados. 
Rio São Fr...
Habitat – Aves aquáticas (rios) 
Flamingo-de-James (Phoenicoparrus jamesi)
Habitat – Aves aquáticas (lagos) 
Arapapá (Cochlearius cochlearius)
Habitat – Aves aquáticas (lagos/rios) 
Colhereiro-comum (Platalea leucorodia)
Sistema digestório 
• Há espécies de aves herbívoras(consomem sementes, frutas, néctar, etc.); 
• Carnívoras (consomem out...
Aves herbívoras 
Papagaio-chauá (Amazona rhodocorytha)
Aves carnívoras 
Coruja-da-igreja (Tyto alba)
Aves onívoras 
Tucanuçu (Ramphastos toco)
Sistema digestório – Como funciona? 
O esôfago desses animais possui uma região dilatada chamada de papo. É no papo que o ...
Sistema digestório 
O esôfago desses 
animais possui uma 
região dilatada 
chamada de papo 
É no papo que o 
alimento inge...
Sistema excretor – Como funciona? 
• As aves são animais que têm como seu principal excreta o ácido úrico. Esse excreta é ...
Sistema excretor 
Os rins retiram 
as excretas do 
sangue, donde 
são 
encaminhados 
para a uretra. 
O ácido úrico é a 
pr...
Sistema respiratório 
• Como vimos antes, as aves são seres endotérmicos. Ou seja, conseguem manter a temperatura 
corpora...
Sistema respiratório – Como funciona? 
• No interior dos pulmões das aves há inúmeras ramificações, sendo que os brônquios...
Sistema respiratório 
pulmões rígidos 
que se localizam 
na região torácica 
do animal. 
Os sacos 
aéreos têm a 
função de...
Sistema reprodutor 
As aves são animais vertebrados dioicos (possuem os sexos separados) e ovíparos (os filhotes se 
desen...
Sistema reprodutor – Como funciona? (machos) 
Na maioria das espécies de aves, os indivíduos machos não apresentam órgão c...
Sistema reprodutor – Como funciona? (fêmeas) 
• As fêmeas das aves geralmente possuem o ovário e o oviduto direito atrofia...
Sistema reprodutor (fêmeas) 
É no infundíbulo que ocorre a 
fecundação do óvulo caso haja 
cópula. 
O magno é rico em célu...
Capacidade de voo 
As aves possuem uma série de adaptações ao voo. Como por exemplo, a presença de penas e asas. Mas, 
est...
Capacidade de voo – 1° Ave da Terra 
Archaeopteryx lithographica
Capacidade de voo – Como funciona? 
• Penas: As penas das aves são estruturas leves e flexíveis formadas de queratina (pro...
Capacidade de voo 
Suas penas possuem uma 
grande influência no voo diante 
suas características 
aerodinâmicas. 
Em algum...
Benefícios das aves 
• As aves têm um importante papel no meio ambiente rural e urbano: ajudam no controle de 
pragas, que...
Malefícios das aves 
• As aves podem transmitir algumas doenças aos humanos, que são as zoonoses. Ao comprar uma ave, é 
e...
Espécies em extinção 
pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens)
Espécies em extinção 
abutre-do-egito (Neophron percnopterus)
Espécies em extinção 
Cegonha-preta (Ciconia nigra)
Espécies em extinção 
Águia-imperial-ibérica (Aquila adalberti)
Espécies em extinção 
Condor-californiano (Gymnogyps californianus)
Conteúdo bibliográfico 
Estudamos > http://www.estudamos.com.br/ciencias/classe_das_aves.php 
Ornithos > http://www.ornith...
Considerações finais 
Apresentação ministrada pelo professor: Sóstenes, referente a disciplina de biologia a fins de 
reco...
Reino animalia - aves
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reino animalia - aves

1.743 visualizações

Publicada em

Apresentação em PowerPoint criada por Matheus Phelipe para fins avaliativos. Plágio é ilegal. Conteúdo de apoio sobre o conteúdo de aves.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
63
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reino animalia - aves

  1. 1. Reino Animalia - Aves Esmerilhão (Falco columbarius)
  2. 2. Menu principal Seres vertebrados As aves Habitat Sistema digestório Sistema excretor Sistema respiratório Sistema reprodutor (machos e fêmeas) Capacidade de voo Benefícios e malefícios Espécies em extinção Conteúdo bibliográfico, considerações finais
  3. 3. Seres vertebrados • Os animais vertebrados são os seres vivos que possuem o organismo mais avançado em nosso planeta. Eles possuem como característica principal: medula espinhal e coluna vertebral (formada por vértebras). • Os vertebrados tiveram origem no mar e mais de metade dos vertebrados de hoje é produto da evolução de grupos que nunca deixaram o ambiente aquático. • As aves nascem dos ovos e seu corpo é coberto por penas. Possuem patas, bicos e asas. Elas possuem respiração pulmonar. São eles: ema, galinha, beija-flor, pinguim, joão-de-barro, etc. • Vale ressaltar que, o esqueleto pode ser ósseo ou cartilagíneo.
  4. 4. Seres vertebrados (aves) Beija-Flor Tesoura (Eupetomena macroura)
  5. 5. As aves • As aves compreendem um grupo muito grande e bonito de animais. Chamam a atenção pela beleza e pelo canto. São os únicos animais que possuem penas. A conquista do vôo permitiu a estes animais habitarem locais de difícil acesso e até impossível para outras espécies. Apresentam outra grande adaptação à vida terrestre, a homeotermia, que é a manutenção da temperatura corporal, regulada pelo próprio metabolismo. O estudo das aves é chamado Ornitologia. • As aves evoluíram a partir dos répteis e muitas modificações ocorreram para que elas conquistassem todo esse modo de vida. Os ovos passaram a se desenvolver fora do corpo da fêmea, aparecimento de penas, os membros anteriores deram origem à asas, a excreção nitrogenada é o ácido úrico, num composto pastoso para economizar água, perda da bexiga, endotermia, separação da circulação venosa e arterial, sacos aéreos que ajudam na diminuição da densidade e dissipam calor, corpo aerodinâmico e elaboração da voz e da audição.
  6. 6. As aves Arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus)
  7. 7. Características gerais das aves • São animais vertebrados; • São bípedes; • São ovíparos; • São homeotérmicos; • Possuem o corpo coberto de penas; • Possuem asas; • Possuem bico; • Possuem ossos pneumáticos; • Simetria bilateral.
  8. 8. Onde vivem? • As aves podem ser encontradas em todos os continentes e já foram descritas mais de 12.000 espécies. • Porém, a maioria das aves habita em regiões de florestas em função da disponibilidades de alimentos. • Mas podemos dividir tais aves em alguns grupos específicos: Aves silvícolas Aves aquáticas Aves marinhas Aves limícolas
  9. 9. Habitat – Aves silvícolas • Vivem em ambientes florestados como a Floresta Amazônica, a Mata Atlântica, as Matas de Araucárias, Caatinga, Cerrado e Campos Rupestres. Floresta Amazônica Cerrado Caatinga
  10. 10. Habitat – Aves silvícolas (Amazônia) Cardeal-da-amazônia (Paroaria gularis)
  11. 11. Habitat – Aves silvícolas (cerrado) Ema (Rhea americana)
  12. 12. Habitat – Aves silvícolas (caatinga) Arribaçã (Zenaida auriculata)
  13. 13. Habitat – Aves aquáticas • Abrangendo as aves que vivem em ambientes dulcícolas como rios, lagos e banhados. Rio São Francisco Lago Ness Banhados (Rio Grande do Sul)
  14. 14. Habitat – Aves aquáticas (rios) Flamingo-de-James (Phoenicoparrus jamesi)
  15. 15. Habitat – Aves aquáticas (lagos) Arapapá (Cochlearius cochlearius)
  16. 16. Habitat – Aves aquáticas (lagos/rios) Colhereiro-comum (Platalea leucorodia)
  17. 17. Sistema digestório • Há espécies de aves herbívoras(consomem sementes, frutas, néctar, etc.); • Carnívoras (consomem outras aves, carniça); • Onívoras (possuem uma alimentação variada). • As aves são animais que não possuem dentes, e essa ausência é mais uma adaptação que favorece o voo desses animais. • As aves ingerem seu alimento através do bico córneo, sendo que o bico e o sistema digestório variam conforme a sua dieta alimentar. Nas aves carnívoras, o papo é pouco desenvolvido ou ausente, e a moela é pouco musculosa. O sistema digestório da maioria das aves é constituído por esôfago, papo, proventrículo, moela,intestino e cloaca.
  18. 18. Aves herbívoras Papagaio-chauá (Amazona rhodocorytha)
  19. 19. Aves carnívoras Coruja-da-igreja (Tyto alba)
  20. 20. Aves onívoras Tucanuçu (Ramphastos toco)
  21. 21. Sistema digestório – Como funciona? O esôfago desses animais possui uma região dilatada chamada de papo. É no papo que o alimento ingerido pelo animal será armazenado e amolecido. O estômago das aves é dividido em proventrículo e moela. Após serem amolecidos no papo, os alimentos vão para o proventrículo, também chamado de estômago químico. No proventrículo, o alimento é misturado a enzimas digestivas e encaminhado para o estômago mecânico, muito conhecido como moela. A moela é um órgão (com paredes grossas constituídas por músculos) especializado em triturar os alimentos consumidos pelas aves. Algumas espécies de aves herbívoras ingerem pequenas pedrinhas para que elas auxiliem na trituração dos alimentos pela moela. As pedrinhas ingeridas pelo animal são equivalentes aos dentes que eles perderam ao longo da evolução. O intestino delgado das aves se assemelha ao dos mamíferos, sendo que nas aves herbívoras o intestino é bem mais longo do que nas aves carnívoras. O intestino grosso desses animais é curto e termina na cloaca, local onde também são lançados os ductos do sistema reprodutor e excretor. As aves são animais que possuem glândulas salivares (com número e localização variáveis), pâncreas efígado. Tanto o pâncreas quanto o fígado lançam suas secreções no duodeno do animal através de ductos.
  22. 22. Sistema digestório O esôfago desses animais possui uma região dilatada chamada de papo É no papo que o alimento ingerido pelo animal será armazenado e amolecido. No proventrículo, o alimento é misturado a enzimas digestivas e encaminhado para o estômago mecânico (moela) A moela é um órgão especializado em triturar os alimentos consumidos pelas aves. O intestino grosso desses animais é curto. Cloaca: local onde também são lançados os ductos do sistema reprodutor e excretor. Tanto o pâncreas quanto o fígado lançam suas secreções no duodeno do animal através de ductos.
  23. 23. Sistema excretor – Como funciona? • As aves são animais que têm como seu principal excreta o ácido úrico. Esse excreta é retirado do sangue por meio dos rins e de lá é conduzido diretamente à uretra, onde é eliminado pela cloaca. Esses animais não apresentam bexiga urinária e a ausência desse órgão é uma das suas adaptações para o voo. É bom lembrar que a cloaca das aves é comum ao sistema digestório, sistema excretor e sistema reprodutor. • É na cloaca que ocorre a absorção da maior parte da água presente na urina, ficando o ácido úrico altamente concentrado, com uma consistência pastosa e cor esbranquiçada, sendo então eliminado juntamente com as fezes do animal.
  24. 24. Sistema excretor Os rins retiram as excretas do sangue, donde são encaminhados para a uretra. O ácido úrico é a principal excreta produzida pelas aves. As excretas ficam armazenadas na cloaca e eliminadas pela mesma juntamente com suas fezes.
  25. 25. Sistema respiratório • Como vimos antes, as aves são seres endotérmicos. Ou seja, conseguem manter a temperatura corporal constante, graças ao calor produzido pelo seu corpo. • Para que as aves consigam manter a temperatura corporal é imprescindível que haja um sistema respiratório que favoreça uma troca eficiente de gases, garantindo, assim, a energia necessária à produção de calor. • O sistema respiratório das aves é extremamente modificado em relação aos outros grupos de vertebrados, principalmente pela presença de sacos aéreos, estruturas que auxiliam na respiração, apresentando assim o sistema respiratório adaptado para suprir as necessidades metabólicas e energéticas do voo. Didaticamente, podemos dividir o sistema respiratório das aves em pulmão e sacos aéreos.
  26. 26. Sistema respiratório – Como funciona? • No interior dos pulmões das aves há inúmeras ramificações, sendo que os brônquios se dividem em: parabrônquios ou parabronquíolos, que também se ramificam nos capilares aéreos, que podem ser comparados aos alvéolos nos mamíferos. As trocas gasosas ocorrem entre os capilares aéreos e os capilares sanguíneos que se encontram no interior dos pulmões. • Dos pulmões das aves estendem-se bolsas que chamamos de sacos aéreos, e que se localizam na região anterior e posterior do corpo do animal, penetrando também em alguns ossos. Os sacos aéreos servem de reservatório de ar, possibilitando à ave um fluxo contínuo de ar rico em oxigênio; além de diminuir o peso do animal, o que facilita seu voo. Outra utilidade dos sacos aéreos é funcionar como um meio de refrigeração para as aves, pois como o gasto de energia durante o voo é muito alto, esses animais acabam liberando grande quantidade de calor. Esse excesso de calor liberado é absorvido pelo ar frio que está dentro dos sacos aéreos, e eliminado na forma de ar quente.
  27. 27. Sistema respiratório pulmões rígidos que se localizam na região torácica do animal. Os sacos aéreos têm a função de ventilar ar para os pulmões, tanto no processo de inspiração quanto no processo de expiração. O sacos aéreos também são fundamentais para o controle da temperatura média do animal. Eles eliminam a alta temperatura já que o ar contido é frio.
  28. 28. Sistema reprodutor As aves são animais vertebrados dioicos (possuem os sexos separados) e ovíparos (os filhotes se desenvolvem no interior de ovos, fora do corpo da mãe). A fecundação nas aves é interna e o desenvolvimento é direto, sem fase larval. A maioria das aves apresenta dimorfismo sexual, ou seja, há uma nítida diferença entre machos e fêmeas da mesma espécie.
  29. 29. Sistema reprodutor – Como funciona? (machos) Na maioria das espécies de aves, os indivíduos machos não apresentam órgão copulador, enquanto algumas poucas espécies apresentam um falo rudimentar. Os machos apresentam dois testículos (sendo o testículo esquerdo maior do que o testículo direito), dos quais saem os canais deferentes, que terminam na cloaca. As glândulas genitais acessórias estão ausentes. A transferência dos espermatozoides do macho para o corpo da fêmea se dá através da justaposição das cloacas que ocorre durante a cópula.
  30. 30. Sistema reprodutor – Como funciona? (fêmeas) • As fêmeas das aves geralmente possuem o ovário e o oviduto direito atrofiados, sendo que essas estruturas aumentam de tamanho apenas durante a época de reprodução. O fato de essas estruturas estarem atrofiadas de um lado e aumentarem de tamanho somente na época de reprodução é uma adaptação ao voo. O oviduto das fêmeas pode ser dividido em: infundíbulo, magno, istmo, útero e vagina. • O infundíbulo tem a função de captar os folículos maduros que são liberados pelo ovário. É no infundíbulo que ocorre a fecundação do óvulo caso haja cópula. Depois do infundíbulo, encontramos o magno, também chamado de glândula albuminífera. O magno é rico em células secretoras e é nele que ocorre a formação do albúmen. • O istmo é a menor porção do oviduto e é nesse local que irá ocorrer a formação das membranas da casca do ovo. • Nas aves, o útero é o local onde se forma a casca do ovo, e por isso também pode ser chamado deglândula da casca ou ainda de câmara calcígera. No útero, o ovo recebe uma cobertura de carbonato de cálcio, proteínas, pigmentos, cutícula, entre outros componentes da casca, sendo depois encaminhado para a vagina, onde será depositada uma camada de muco sobre a casca. Da vagina, o ovo é encaminhado à cloaca, de onde será eliminado do corpo da ave. A maioria das espécies de aves choca seus ovos após a postura, mantendo-os em uma temperatura adequada para que o embrião possa se desenvolver.
  31. 31. Sistema reprodutor (fêmeas) É no infundíbulo que ocorre a fecundação do óvulo caso haja cópula. O magno é rico em células secretoras e é nele que ocorre a formação do albúmen. O istmo é a menor porção do oviduto e é nesse local que irá ocorrer a formação das membranas da casca do ovo. O útero é o local onde se forma a casca do ovo e a adição de todos os outros componentes como proteínas, pigmentos, cutícula, etc. Sendo depois encaminhado para a vagina, onde será depositada uma camada de muco sobre a casca. Da vagina, o ovo é encaminhado à cloaca, de onde será eliminado do corpo da ave. Depois o ovo deve ser mantido numa temperatura para que o embrião possa se desenvolver e finalmente quebrar o ovo.
  32. 32. Capacidade de voo As aves possuem uma série de adaptações ao voo. Como por exemplo, a presença de penas e asas. Mas, estas adaptações incríveis não são suficientes para fazer as aves saírem do chão. É necessário um corpo aerodinâmico e leve que lhes permita esse dinamismo.
  33. 33. Capacidade de voo – 1° Ave da Terra Archaeopteryx lithographica
  34. 34. Capacidade de voo – Como funciona? • Penas: As penas das aves são estruturas leves e flexíveis formadas de queratina (proteína também encontrada nas escamas dos répteis e nos pelos dos mamíferos). As penas, além de protegerem as aves contra a perda de calor para o ambiente, também ajudam na proteção contra a desidratação. Mas, uma das funções mais notáveis das penas é o fato de elas conferirem características aerodinâmicas ao corpo das aves. Cada região do corpo desses animais tem penas com formatos adaptados à função que precisam exercer. • Asas: As aves possuem os membros anteriores transformados em asas, utilizadas para impulsionar o voo ou planar, na maior parte das espécies. Há espécies que não voam, como os pinguins, nas quais as asas estão adaptadas ao nado, ou as avestruzes que possuem as asas atrofiadas e os membros posteriores adaptados à corrida. • Esqueleto: As aves possuem grande parte do esqueleto formado por ossos ocos, chamados de ossos pneumáticos. Estes ossos possuem baixa densidade, o que diminui o peso das aves, facilitando o voo. • Sacos aéreos: Os pulmões das aves são compactos e possuem pouca capacidade de expansão. Porém, eles estão ligados a órgãos chamados de sacos aéreos, que penetram e preenchem vários espaços do corpo, tendo ligações, inclusive, com os ossos pneumáticos. • Ausência de bexiga urinária: As aves não possuem bexiga urinária. Sendo assim, não armazenam urina. Isso diminui o peso das aves durante o voo.
  35. 35. Capacidade de voo Suas penas possuem uma grande influência no voo diante suas características aerodinâmicas. Em algumas aves, as pernas são mais evoluídas que as asas. As aves possuem os membros anteriores transformados em asas, utilizadas para impulsionar o voo ou planar, na maior parte das espécies. Seu esqueleto é formado por ossos pneumáticos, esses ossos diminuem a densidade e consequentemente o peso das aves. Os sacos aéreos, que penetram e preenchem vários espaços do corpo, tendo ligações, inclusive, com os ossos pneumáticos. A ausência de bexiga urinária as confere uma redução significativa no seu peso.
  36. 36. Benefícios das aves • As aves têm um importante papel no meio ambiente rural e urbano: ajudam no controle de pragas, que atacam as plantações e as cidades; polinizam flores e espalham sementes, auxiliando na reprodução das plantas; servem como ótimos indicadores da qualidade dos ambientes, pois indicam rapidamente qualquer impacto ambiental; além de nos encantar com sua beleza e seus sons. • As carnes das aves são mais ricas em proteínas e com menos gordura saturada do que as carnes vermelhas, incluindo frango, peru, pato, ganso, galinha-d’angola, pombo, faisão e codorna. Elas são uma excelente fonte de proteína de alta qualidade, e contêm todos os aminoácidos essenciais, bem como outras substâncias como cálcio, cobre, ferro, fósforo, potássio e zinco. A grande vantagem da carne das aves é que elas são fontes de proteínas e vitaminas, e pouquíssima gordura e colesterol. Grande parte da gordura das aves está sob a pele; removê-la antes de comer reduz muito a quantidade de gordura. A gordura do pato pode ser reduzida quando se fura a pele em vários pontos antes de botar para grelhar, para que a gordura escorra.
  37. 37. Malefícios das aves • As aves podem transmitir algumas doenças aos humanos, que são as zoonoses. Ao comprar uma ave, é essencial saber a sua origem. A grande maioria dos casos de zoonoses transmitidas de aves para humanos têm relação com o manejo inadequado no criatório ou mesmo no estabelecimento comercial onde ela foi adquirida: a ave já vai para a sua casa como portadora de um microorganismo potencialmente perigoso. • A psitacose (também chamada de clamidiose ou ornitose) é uma doença infecciosa causada por bactérias que infectam preferencialmente os psitacídeos (calopsitas, papagaios, araras, periquitos, etc), mas que podem também infectar o homem e outras aves tais como os pombos, canários, faisões, galinhas, perus e patos, entre outros. • O portador apresenta febre, arrepios, cefaléia, cansaço e perda de apetite, além de acessos de tosse, que inicial emente é seca produzindo, por conseguinte, um muco esverdeado.
  38. 38. Espécies em extinção pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens)
  39. 39. Espécies em extinção abutre-do-egito (Neophron percnopterus)
  40. 40. Espécies em extinção Cegonha-preta (Ciconia nigra)
  41. 41. Espécies em extinção Águia-imperial-ibérica (Aquila adalberti)
  42. 42. Espécies em extinção Condor-californiano (Gymnogyps californianus)
  43. 43. Conteúdo bibliográfico Estudamos > http://www.estudamos.com.br/ciencias/classe_das_aves.php Ornithos > http://www.ornithos.com.br/escola/guia-do-observador/caracteristicas-das-aves/ diversidade-alimentar-das-aves/ Toda Biologia > http://www.todabiologia.com/zoologia/aves.htm Blog do ENEM > http://blogdoenem.com.br/aves-adaptacoes-voo-biologia/ Seleções > http://www.selecoes.com.br/selecoes-e-voce/vantagens-de-uma-alimentacao-a-base-de-carne- de-aves_3202_1.htm InfoEscola > http://www.infoescola.com/biologia/aves/
  44. 44. Considerações finais Apresentação ministrada pelo professor: Sóstenes, referente a disciplina de biologia a fins de reconhecimento de nota para a 3ª (terceira) unidade. Instituição: Colégio Souza Leão Integrantes: • Gabriel Marques • Carolina Carvalho • Júlio Henrique • Júlia Lira • Larissa Amorim • Matheus Phelipe 17 de Setembro de 2014 ~ Recife, PE

×