Descontinuidades - Geografia

1.672 visualizações

Publicada em

Pequeno slide que apresenta as descontinuidades da Terra

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Descontinuidades - Geografia

  1. 1. • Mohorovicic • Gutenberg • Lehmann
  2. 2. Andrija Mohorovičić (1857-1936) A descontinuidade de Mohorovičić é a fronteira entre a crosta e o manto terrestre. Esta fronteira é descontínua, variando em espessura e distância da superfície. Esta distância varia de entre 5 km a 10 km no fundo dos oceanos a cerca de 35–40 km abaixo dos continentes, podendo atingir 60 km sob as cordilheiras e montanhas mais elevadas. Já a espessura varia de 0,1 km até alguns quilômetros. As ondas sísmicas sofrem uma variação de velocidade brusca (aumentam a velocidade) ao atravessarem o Moho.
  3. 3. Beno Gutenberg (1889-1960) A descontinuidade de Gutenberg (ou descontinuidade de Wiechert- Gutenberg) é uma das camadas da terra, separando o manto do núcleo. Esta camada separa o manto inferior do núcleo externo, a cerca de 2883 km de profundidade. A partir deste limite as ondas S deixam de se propagar, pois o núcleo externo é líquido e as ondas P diminuem sua velocidade.
  4. 4. Inge Lehmann (1888- 1993) A Descontinuidade de Lehmann é a fronteira entre o núcleo externo (líquido) e o núcleo interno (sólido). Foi nomeada em honra da sismóloga dinamarquesa Inge Lehmann que reparou que ondas P, que deveriam ter sido totalmente refletida pelo núcleo, eram registadas em sismogramas na zona de sombra P (zona em que as ondas P não se propagam). Ela concluiu que estas ondas haviam sido refletidas por uma descontinuidade física, significando que, por baixo do núcleo líquido (já descoberto) existiria um núcleo interno sólido. A hipótese de Lehmann foi confirmada em 1970 por novos dados sismológicos.

×